Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Caua - Corpos de Dança encerram o segundo semestre com quatro espetáculos

Publicado: Segunda, 02 de Dezembro de 2019, 10h32 | Última atualização em Terça, 03 de Dezembro de 2019, 14h56 | Acessos: 235

O Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas (CAUA/Ufam) encerra as atividades do segundo semestre com quatro espetáculos, entre os dias 3 e 6 de dezembro, às 19h, localizado na Rua Monsenhor Coutinho Nº 724, esquina com Rua Tapajós, Centro de Manaus próximo ao Largo de São Sebastião, às 19h, com entrada gratuita.

Sutileza, poesia e emoções fazem parte de todos os espetáculos. Sob a direção artística do coreógrafo, servidor Sandro Michael Ferreira, a temporada revelou talentos dos Corpos de Dança do CAUA.

Programação

03.12 – Odisseia

04.12- Histórias de um Lugar sem Nome

05.12- Made in Brazil 3.0 –Mestiços

06.12 - Corpoesis

Sobre as apresentações

Odisséia é um espetáculo de Dança Contemporânea, tem como referência o poema épico de Homero, deslocando o arquétipo do herói para o cidadão comum, onde a sobrevivência neste planeta e da própria dança são vistos como atos heróicos. O espetáculo traduz para a linguagem da dança a grande aventura da espécie humana sobre a Terra, a construção das pirâmides, a conquista da lua, o crime ambiental de Mariana e Brumadinho no Brasil, a sensação de solidão que aflige a todos em algum momento da vida. Antes de tudo Odisséia é uma reflexão sobre a vida humana, vista como um fenômeno único e frágil.

No espetáculo Histórias de um Lugar sem Nome, o Corpo de Dança Infanto-Juvenil do CAUA conta a história de um menino que foge de casa devido a violência doméstica e se envolve em um conflito no mundo mágico do Lugar sem Nome, tendo que resgatar a Rainha das Fadas que foi aprisionada pelo Mago Sombrio. No desenvolver da trama o menino deverá conhecer os vários reinos encantados e seus seres mágicos, libertar a Rainha e continuar sua jornada onde o mundo real e a imaginação se misturam.

Made in Brazil 3.0Mestiços leva para o palco as danças populares brasileiras, em três blocos distintos: o nordestino, o afro-brasileiro, e o amazônico em todo a riqueza da diversidade do Brasil Mestiço, o espetáculo tem como referência o legado da pioneira da Dança na Ufam, a docente Lia Sampaio, do saudoso Núcleo de Dança Contemporânea do Caua.

O espetáculo Corpoesis articula a dança, a poesia e a música como uma possibilidade de relação intersemiótica entre estas linguagens, relação entre forma e conteúdo, criando uma dinâmica de criações de sentidos a partir das subjetividades produzidas pelo corpo que dança, e que é em si mesmo poesia.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página