Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Aos 75 anos, discente defende trabalho de conclusão de curso no Icet

Publicado: Quinta, 15 de Agosto de 2019, 09h46 | Última atualização em Quinta, 15 de Agosto de 2019, 14h27 | Acessos: 878

“Espero que minha trajetória de persistência sirva de incentivo para muitas pessoas”, declarou a acadêmica

Por  Márcia Grana
Equipe Ascom Ufam

Aos 75 anos, a acadêmica da Licenciatura em Ciências: Matemática e Física, Cleomar da Silva Freitas, defendeu o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) sobre as contribuições do matemático Augustin Louis Cauchy para a formalização moderna do conceito de limite de uma função.

Presidida pelo orientador da pesquisa, professor doutor Lúcio Fábio Pereira da Silva, a sessão de avaliação do trabalho foi realizada no dia 1º de agosto e teve como membros convidados os professores Kelvin Souza de Oliveira e João Raimundo Ferreira.

Trajetória

Natural de Juiz de Fora (MG), a acadêmica também é graduada em Ciências Contábeis. “Concluí minha graduação em Contabilidade aos 38 anos e me mudei para o Amazonas aos 40 anos para trabalhar como contadora pública no município de Tefé. Em 1992, mudei-me para Itacoatiara para trabalhar também na área da contabilidade pública”, conta dona Cleomar.

Persistência

Em 2007, ela foi aprovada pela primeira vez para o curso de Matemática e Física do Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia (Icet), unidade acadêmica da Ufam no município de Itacoatiara, mas não conseguiu concluir a graduação. “Naquela época eu era contadora da prefeitura da cidade e, com as atribulações do trabalho e da faculdade, consegui fazer apenas 12 disciplinas em 5 anos de curso. Mas não desisti do meu sonho e, em 2012, prestei vestibular novamente e fui aprovada para ir, então, até o fim. Embora a caminhada tenha sido cheia de desafios, inclusive com problemas de saúde, encontrei apoio nos meus amigos para continuar”, ressaltou.

 Sobre o TCC

O trabalho de conclusão do curso foi orientado pelo professor Lúcio Fábio Pereira da Silva, docente há 8 anos no Icet/Ufam. A aluna aproveitou para agradecer a confiança que o orientador depositou nela. “O professor Lúcio Fábio me incentivou a continuar o desafio. Foi um trabalho construído em três períodos, muitas vezes interrompidos por problemas de saúde. Sem a paciência e a confiança dele em mim, não seria possível ter êxito no trabalho”, ressalta dona Cleomar.

Elogio do orientador

O professor Lúcio Fábio Pereira da Silva destaca a relevância do trabalho desenvolvido pela acadêmica. “Considerando que uma parte significativa da essência da matemática se encontra em sua história, acredito que trabalhos como o da dona Cleomar ajudam a combater a falta de compreensão do trabalho do matemático, contribuindo para que a matemática tenha reconhecida a sua função dentro do conhecimento humano e do nosso modelo atual de humanidade”, afirmou o professor e presidente da sessão de avaliação do trabalho.

Daqui pra frente

Dona Cleomar concluiu a segunda graduação e já tem novos planos. “Trabalhar na África sempre foi meu sonho, mas considerando a minha idade avançada e os problemas de saúde próprios da idade, penso não ser mais possível realizá-lo, mas vou me dedicar a ajudar as pessoas aqui mesmo do Brasil. Vou aprender LIBRAS e ensinar Matemática e Física. Também vou me dedicar para concluir  logo meu curso de francês”, planeja Dona Cleomar.

registrado em:
Fim do conteúdo da página