Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias Destaque > Obra está em área superior a 14 mil metros quadrados e recebeu R$ 43 milhões
Início do conteúdo da página

Obra está em área superior a 14 mil metros quadrados e recebeu R$ 43 milhões

Publicado: Terça, 15 de Junho de 2021, 17h36 | Última atualização em Terça, 15 de Junho de 2021, 17h47 | Acessos: 1099

A torre acadêmica do novo Hospital Universitário Getúlio Vargas da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), filiado à rede hospitalar Ebserh (HUGV/Ebserh), foi entregue na tarde desta terça-feira, 15 de junho, em cerimônia online, à sociedade amazonense. A obra, localizada na zona Centro-Sul de Manaus, teve investimento na ordem de R$ 43.988.902,53 e corresponde à segunda etapa de obras de ampliação, com 14.565,98 m² de área construída.

No prédio estão instalados os serviços de Endoscopia, Colonoscopia, Psicologia e Assistência Social e as áreas de apoio ao ensino (biblioteca, auditórios e salas de aula) e áreas de apoio administrativo e logístico. Além da Diálise e de pulsoterapia (forma de tratamento na qual se administra doses altas de um medicamento por via venosa em um curto espaço de tempo), almoxarifado hospitalar e serviço de tratamento de água para hemodiálise. Em fase de implantação, estão, ainda, o Laboratório de Patologia Clínica, o Centro de Parto Normal e o Serviço de Hemodinâmica.

O reitor da Ufam, professor Sylvio Puga, durante a cerimônia, disse que o momento é de emoção e relembrou a criação do curso de Medicina, há 50 anos. “Cito aqui, nominalmente, os 15 diretores que passaram pelo HUGV/Ebserh por julgar importante recordar e reconhecer o trabalho de todos. A entrega do prédio, realizada hoje, faz parte dessa trajetória e é um sonho daqueles que fizeram e fazem o Hospital Universitário. Agora, com uma melhor infraestrutura de Ensino, Pesquisa e Atendimento”, enfatizou.        

Solenidade 

Durante a entrega da torre, o ministro da Educação (MEC), Milton Ribeiro, lembrou que o dia de hoje é um marco para a cidade de Manaus, para o estado do Amazonas e também para o Brasil. “A inauguração realizada aqui é um grande feito para a Educação do país. Uma das grande lutas que o MEC tem tido é estabelecer os Hospitais Universitários como sua primeira vocação de ensino, instrução e treinamento dos profissionais de saúde para que haja condições da melhor prática possível. A inauguração dessa torre representa a conclusão de um projeto grandioso que oferecerá um atendimento de qualidade à população do Amazonas, particularmente, assegurando um avanço imensurável na qualidade da formação de milhares de profissionais. Esse é um legado que permanece por gerações”, destacou.          

De acordo com o presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, Oswaldo Ferreira, em termos de infraestrutura o HUGV/Ebserh é um hospital de ponta. “A concretização e a entrega dessa torre trará muita qualidade para o Ensino. A Ebserh é vinculada ao MEC e teremos no HUGV uma grande sala de aula capaz de formar os melhores profissionais na área da saúde. Valeu a pena o sacrifício dos envolvidos para a realização dessa obra. Ela é motivo de orgulho para o Brasil”, ressaltou.

Segundo o senador Plínio Valério (PSDB), representante da bancada federal do Amazonas, a possibilidade de poder ajudar, por meio de emenda parlamentar, na construção da nova torre é o reconhecimento do trabalho daqueles que fazem a Ufam. “A melhoria nas instalações será traduzida em qualidade no Ensino e atendimento. Reconhecemos o HUGV como referência e a bancada federal do Amazonas está a disposição desta Instituição”, completou.   

O superintendente do HUGV/Ebserh, médico e professor Júlio Mário de Melo e Lima, relembrou sua trajetória, desde a graduação na quarta turma da Faculdade de Medicina, até a direção do Hospital. "Chegou a hora de podermos fazer com que o nosso público, aqueles atendidos pelo Sistema Único de Saúde, tenham um maior conforto no atendimento. Estamos trazendo para o Hospital Universitário o que há de melhor para realizarmos um atendimento digno à população amazonense, não só na Assistência, mas também no Ensino e na Pesquisa”, finalizou.   

HUGV/Ebserh

Ao todo, o novo Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV/Ebserh) ocupa área construída de 33.776,60 m², distribuídos em 13 pavimentos (incluindo subsolo). Dividida em duas etapas, a primeira foi entregue em novembro de 2016, com área de 19.210,62 m². Nela foram implantados os serviços de Cirurgia, Internação Geral, Internação Intensiva, serviços de apoio administrativo e a Central de Materiais e Esterilização. No último pavimento desta torre há o Centro de Convivência e o Heliponto.

Veja o vídeo institucional do HUGV/Ebserh AQUI

registrado em:
Fim do conteúdo da página