Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias Destaque > Nova Biblioteca Setorial Sul tem área superior a 4,3 mil m², distribuídos em quatro andares
Início do conteúdo da página

Nova Biblioteca Setorial Sul tem área superior a 4,3 mil m², distribuídos em quatro andares

Publicado: Sexta, 30 de Abril de 2021, 13h58 | Última atualização em Domingo, 02 de Maio de 2021, 21h16 | Acessos: 714
Por Sandra Siqueira
Equipe Ascom Ufam
 
Na manhã desta sexta-feira, 30, foi realizada a cerimônia online de inauguração da Biblioteca do Setor Sul do Campus Universitário da Ufam. Com um projeto único, a obra irá oferecer melhores condições de estudo e trabalho para os profissionais e estudantes da Universidade. 
 
Em uma solenidade rápida, na qual foi lido o histórico da biblioteca do setor Sul, seguido pelo descerramento da placa de inauguração e concluída com a visita ao local, a Biblioteca do Setor Sul,  que será chamada de Biblioteca Iridéa Simonetti de Melo, foi entregue à comunidade da Ufam. O descerramento da placa de inauguração foi feito pelas mãos do reitor e do vice-reitor da Ufam, professores Sylvio Puga e Jacob Cohen, da diretora do Sistema de Bibliotecas da Ufam, Célia Lira, e da prefeita do Campus Universitário, Carmem Silva.
 
Em seu pronunciamento, o reitor Sylvio Puga agradeceu e parabenizou a todos que colaboraram para a conclusão da obra da Biblioteca do Setor Sul e definiu o ato como um momento histórico para a Ufam. Segundo o reitor, o próximo compromisso será a construção do prédio da Biblioteca do Setor Norte durante o seu próximo mandato. 
 
"É um marco para a nossa Instituição e é motivo de orgulho para todos nós, para mim, para o professor Cohen e para toda a nossa equipe, cumprirmos o que nós dissemos lá atrás, que a biblioteca é o coração da universidade. Uma universidade que quer ser liderança acadêmica e científica precisa ter na biblioteca a sua alma mater. E é exatamente o que dissemos que estamos aqui  honrando", declarou o gestor.
 
Responsável pela obra, a prefeita do Campus Universitário, Carmem Silva, agradeceu aos profissionais da Prefeitura do Campus Universitário (PCU) e à empresa Turim pelo trabalho executado com sucesso. "Senti vontade de voltar às atividades acadêmicas, aos estudos acadêmicos, porque realmente é uma biblioteca que tem toda a estrutura para atender os nossos alunos, professores. Então, eu fico muito honrada em fazer parte desse processo. A PCU estará sempre disposta a contribuir com o desenvolvimento dessa Universidade que tanto nos orgulha", disse.
 
Diretora do Sistema de Bibliotecas da Ufam, Célia Lira, descreveu o momento como a realização de um grande sonho coletivo. Em seu discurso, a bibliotecária agradeceu a todos os envolvidos no processo de construção da obra. "Hoje, 30 de abril de 2021, é um momento histórico para o Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal do Amazonas. Hoje, gostaríamos de estar todos juntos comemorando com uma grande festa, com todos presentes, mas por conta desse momento que estamos vivenciando, isso não foi possível. Ela não é apenas uma biblioteca, é a realização de um grande sonho coletivo", expôs. "Foram muitas lutas até aqui. Começamos até antes do que esperávamos e hoje estamos aqui na realização deste sonho, sonho de toda uma comunidade, não só do Sistema de Bibliotecas, mas de toda a Ufam. Portanto, senhores, os sonhos, precisamos de persistência e coragem para que eles sejam realizados", completou a diretora.
 
Ela informou ainda, que no primeiro andar está sendo instalado o Laboratório de Pesquisa em Arquivologia, História e Patrimônio, que entre as atribuições fará a recuperação de obras e capacitação continuada dos servidores do Sistema de Bibliotecas. O Laboratório é coordenado pelo professor do curso de Arquivologia, da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC), Leandro Aguiar. 
 
A parceria, afirma o coordenador do Laboratório, possibilitará aos alunos dos cursos de Arquivologia, Biblioteconomia e História, um espaço adequando para aulas práticas, de pesquisas e extensivas. Em 2020, o projeto buscou fomento através de edital da Fapeam para aquisição de equipamento, entre cabines  higienizadoras com filtro para exaustão da poeira, scanner orbital para digitalização de acervo em alta resolução, bem como notebooks, kit deionizador para filtragem de água e prensa para encadernação.
 
"O Laboratório de Pesquisa em Arquivologia, História e Patrimônio será um dos mais bem estruturados da região Norte. Além de ter uma função acadêmica, tem papel social preponderante na preservação de acervo documentais, como forma de preservar e exaltar as múltiplas identidades da sociedade amazônica. Atualmente, estamos envolvidos com  projetos como o em convênio com o Museu Amazônico, intitulado Organização do acervo arquivístico da coleção Thiago de Mello e o vinculado ao Departamento Escolar Indígena, intitulado Planejamento do Centro de Documentação virtual da Língua Indígena na região do Amazonas. Queremos e com estrutura adequada, vamos ampliar nossas ações", garantiu o coordenador. 
 
Sobre a Biblioteca do Setor Sul
 
A nova Biblioteca Setorial Sul tem área superior a 4,3 mil m², distribuídos em quatro andares. O prédio foi projetado para acompanhar o crescimento da Ufam pelos próximos 20 anos, atende normas e padrões estabelecidos para bibliotecas universitárias.

Conta com espaços para eventos culturais, mini auditório com capacidade para 60 pessoas, reprografia, café, laboratório de informática, salas para vídeo conferência, 5 salas para estudos em pequenos  grupos com capacidade para oito pessoas cada, 132 cabines para estudo individual e sala multimídia. No salão maior do térreo estão dispostas 20 mesas de diversos tamanhos, totalizando 106 lugares. No primeiro andar tem mais dois salões para estudo em grupo, com capacidade para 68 pessoas, um espaço com 9 mesas com 4 lugares totalizando 36 lugares.

Em síntese, pode-se afirmar que  a nova biblioteca dispõe de diversos espaços com capacidade para atender cerca de 450 pessoas simultaneamente, sendo possível aumentar esse quantitativo.  
Tem um acervo de cerca de 23.500 mil títulos e 57 mil exemplares, formado por livros, periódicos, TCC, dissertações e teses. O valor investido na construção foi de mais de R$6 milhões e meio e teve como fonte de recurso o tesouro nacional.
 
Pensando em dar maior autonomia aos usuários, o acervo ficará em um único andar e contará com equipamento de auto empréstimo e auto devolução de livros, scanner, computadores para pesquisa e espaço para estudo, principalmente para a comunidade externa que não dispõe do serviço de empréstimo.
 
 
Para assistir à cerimônia completa e ver o vídeo de apresentação da Biblioteca do Setor Sul, acesse o canal da Ufam no Youtube.
 
 
 
 
 
 
 
registrado em:
Fim do conteúdo da página