Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > CAPES/BRAFAGRI - Ufam reabre edital de intercâmbio acadêmico para a França até dia 12 de fevereiro
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

CAPES/BRAFAGRI - Ufam reabre edital de intercâmbio acadêmico para a França até dia 12 de fevereiro

  • Publicado: Segunda, 25 de Janeiro de 2021, 15h55
  • Última atualização em Segunda, 25 de Janeiro de 2021, 15h55
  • Acessos: 1206

Os discentes dos cursos de Agronomia, Engenharia de Alimentos, Zootecnia e Engenharia de Pesca podem participar, entre os dias 1 e 12 de fevereiro, da seleção para intercâmbio acadêmico, modalidade graduação-sanduíche, nas escolas francesas do grupo France Agro 3 (ESA d’Angers, ISA Lille, École d’Ingénieure de Purpan e ISARA Lyon), no âmbito do Programa Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES/BRAFAGRI. O edital, referente ao ano acadêmico 2020, foi reaberto e pode ser acessado AQUI junto com os Anexos I (Ficha de Inscrição) e II (Formulário de Currículo Padronizado). 


São oferecidas quatro vagas e o candidato que se inscreveu no edital de 2020 e teve sua inscrição aceita na primeira fase, precisa apenas confirmar, por e-mail, o interesse em concorrer no edital reaberto, encaminhar documentação atualizada e apresentar-se nas fases remanescentes. Os selecionados receberão bolsa mensal de € 870 euros, seguro saúde de € 90/mês, auxílio instalação de € 870,00 e auxílio deslocamento para passagem aérea. Ao retornar, todo intercambista deverá fazer apresentação oral das atividades desenvolvidas no intercâmbio com a França, dentro do Programa BRAFAGRI.

Requisitos do bolsista

Para concorrer, o bolsista deve estar devidamente matriculado na Ufam e com frequência em disciplinas; ter concluído, pelo menos, 20% da porcentagem de integralização curricular requerida pelo curso de origem, no momento da candidatura; não ter concluído mais que 80% de integralização curricular requerida pelo curso de origem, no momento do intercâmbio. O retorno ao Brasil deve ocorrer com, pelo menos, um semestre letivo de antecedência ao prazo regulamentar de conclusão da graduação; não ter sido agraciado anteriormente com bolsa de estudos no exterior, em nível de graduação, em função de bolsa individual, programa ou projeto financiado pelo Governo Federal e ter obtido pontuação igual ou superior a 600 pontos no Exame Nacional de Ensino Médio – ENEM, em teste realizado após 2009.


Os candidatos selecionados devem comprovar nível mínimo de proficiência em língua francesa: B1 (definido pelo quadro europeu comum de referência para línguas) certificado por testes reconhecidos internacionalmente: Test de Connaissance du Français TCF (obedecida a validade estabelecida no documento de aprovação), DELF ou DALF. No caso de não ter o certificado, o aluno deverá se submeter a um exame de proficiência da língua francesa. O candidato que não apresentar o teste de proficiência em língua francesa será automaticamente desclassificado.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página