Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Pace Políticas Socioeducação publica jornal para comunidade universitária
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Pace Políticas Socioeducação publica jornal para comunidade universitária

  • Publicado: Quarta, 18 de Novembro de 2020, 16h03
  • Última atualização em Quarta, 18 de Novembro de 2020, 16h07
  • Acessos: 275

 

O jornal Pace surgiu durante a pandemia de covid-19 e objetiva discutir temas específicos do âmbito social e educacional. Coordenado pela professora Maria Nilvane Fernandes, do Departamento de Teoria e Fundamento, da Faculdade de Educação, da Universidade Federal do Amazonas (DTF/Faced/Ufam), o jornal pretende fazer a diferença, entrevistando profissionais que venham contribuir na divulgação dessas temáticas.

A coordenadora relata que desde o ano de 2019, o Pace Políticas Socioeducação desenvolve atividades com a proposta de articular a discussão na área social envolvendo acadêmicos dos mais variados cursos, como os de Pedagogia, Psicologia, Letras e Filosofia, junto às Unidades de Atendimento Socioeducativas da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc/Am) para desenvolver atividades com adolescentes privados de liberdade.

Este ano, por conta da pandemia, as atividades estão sendo desenvolvidas de forma remota com atividades on-line. Exemplo são as palestras proferidas por pesquisadores renomados nacionalmente para discutir temáticas relacionadas à área social. Por conta disso, a docente acredita que os acadêmicos participantes devem ser protagonistas dessas atividades, em que estão envolvidos cerca de 50 alunos.

A partir dessa experiência foi sugerida a criação do jornal Pace, que no início objetivou, além da divulgação das atividades desenvolvidas pelo Pace, quanto as palestras, escolher um tema para que houvesse uma discussão ampla. "O processo de elaboração do jornal foi bastante democrático, permitindo assim, melhor articulação dos acadêmicos que ia desde a escolha de local para produzir o jornal até lançamento de editais", informou a coordenadora.

Tendo sido a primeira atividade relacionada à divulgação de notícias, a intenção é aperfeiçoar cada vez mais o jornal. A docente adiantou que para a segunda edição foi escolhido o tema: a infância, o que permitiu a mobilização dos acadêmicos nas atividades editoriais.

Existe a possibilidade da publicação especial do jornal do Centro Acadêmico de Pedagogia, que trará uma publicação sobre educação durante o período da pandemia. Para a coordenadora, a ideia é fazer uma discussão ampla, trazendo outros conteúdos. Nesse aspecto, conta a professora, existe um rodízio de editores, justificando a participação maior dos acadêmicos. Apesar de realizar atividades acompanhadas como exemplo, a revisão do Jornal, a professora acredita na autonomia acadêmica para que o estudante possa pensar e elaborar o jornal da melhor maneira possível, pois, segundo ela, acredita no seu protagonismo.

 

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página