DAEST convoca discentes beneficiários do Auxílio Moradia para reunião

O Departamento de Assistência Estudantil (Daest), da Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp), convoca todos os discentes beneficiários do Auxílio Moradia, através dos Editais 001/2017 e 002/2017 – DAEST, para reunião sobre o relatório de atividades acadêmicas e o comprovante de gastos com moradia.

A reunião será realizada às 12h30 do dia 02 de outubro, no auditório Rio Amazonas, setor Norte do Campus Universitário. 

 

Para mais informações: (92) 3305-1795

Projeto estuda os efeitos do exercício físico na qualidade de vida de portadores de Alzheimer

Pacientes na fase inicial e intermediária da doença realizarão um programa de atividade física durante seis meses

Professora da Feff, Roseanne Autran, coordenará projeto sobre a qualidade de vida de pacientes com AlzheimerProfessora da Feff, Roseanne Autran, coordenará projeto sobre a qualidade de vida de pacientes com AlzheimerMedir a influência do exercício físico na qualidade de vida de pacientes com o mal de Alzheimer é o objetivo do novo projeto do Núcleo Multiprofissional de Reabilitação Neurofuncional da Universidade Federal do Amazonas (Proneuro/Ufam). Desenvolvido em parceria com o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), o projeto selecionará 40 pacientes na fase inicial ou intermediária da doença. No estudo, os participantes passarão por um programa de treino com duas modalidades combinadas – aeróbio e resistido – durante seis meses.

“Evidências mostram que pacientes de doenças neurológicas que praticam atividades físicas tendem a melhorar suas atividades cotidianas básicas, como tomar banho, caminhar a curta distância”, explica a coordenadora do projeto, professora Roseanne Autran. “A ideia do nosso programa é verificar o efeito dos treinos aeróbio e resistido combinados, pois a maioria dos estudos é relacionado somente ao treino aeróbio (bicicleta, caminhada)”, esclarece.

“O treino resistido seria o treino de força, o que aumenta os ganhos de massa muscular, de força e de habilidades cognitivas. Nossa hipótese é que a junção dos dois treinos levará a um rendimento superior, de melhoria de características cardiovasculares”, informa Roseanne. “Outras melhorias seriam o controle da hipertensão arterial e a melhoria das capacidades funcionais”, aponta.

O Ledehu será um dos laboratórios onde serão realizadas as atividades do projetoO Ledehu será um dos laboratórios onde serão realizadas as atividades do projetoA ideia é que os pacientes com Alzheimer já venham encaminhados pela equipe de neurologia do HUGV.  Isso não impede, no entanto, que pacientes de outros hospitais participem do estudo. “Os critérios de participação são que o paciente esteja na fase inicial ou intermediária da doença, a partir dos 55 anos de idade e com independência funcional”, elenca a professora.

Independência funcional é caracterizada pela capacidade do indivíduo de realizar atividades diárias, como levantar, caminhar, segurar um copo, entre outras. Pacientes externos ao HUGV devem apresentar exames e diagnósticos que comprovem a fase inicial da doença.

Atenção para a família

Roseanne revela que o projeto também avaliará o cuidador do paciente com Alzheimer. “A família passa por muitas mudanças quando se tem um familiar ou conhecido com alguma doença neurológica. O programa beneficiará os dois lados”, afirma. 

Os cuidadores passarão por avaliação psicológica e será feito um levantamento sobre a frequência com a qual eles praticam atividades físicas. Serão oferecidas ainda palestras e atividades de conscientização sobre o Alzheimer.

LaboratóriosPrograma de atividades físicas combinará duas modalidades de treino: o aeróbio e o resistido.Programa de atividades físicas combinará duas modalidades de treino: o aeróbio e o resistido.

O discente do sétimo período do curso de bacharelado em Educação Física e enfermeiro do Hospital João Lúcio, Francisco Talisson, é o aluno-bolsista do projeto, que funcionará em dois laboratórios: o Laboratório de Estudos em Neurologia e Comportamento (Lenc), onde são atendidos pacientes com doenças neurológicas; e o Laboratório de Estudos do Desempenho Humano (Ledehu). Ambos estão situados na Faculdade de Educação Física e Fisioterapia (Feff), no setor Sul do campus universitário.

O Lenc dispõe de equipe multidisciplinar que atende pacientes com doenças neurológicas inaptos a praticar exercícios físicos. Nesse espaço, os pacientes realizam fisioterapia, e também podem ser atendidos pela equipe de psicólogos do Laboratório. O Proneuro, que contempla as atividades desenvolvidas no Lenc, atende pessoas com doenças como esclerose múltipla ou que sofreram AVC, por exemplo.

Após o projeto de pesquisa ser finalizado, os pacientes poderão continuar sob a observação do Programa, participando de atividades promovidas pelos laboratórios.

Progesp divulga contratação de técnicos em Libras

A Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp), por meio da Coordenação de Recrutamento e Seleção (CRS) do Departamento de Desenvolvimento de Pessoas (DDP), divulga abertura do edital 076 / 2017, referente à contratação por tempo determinado de técnicos especializados na Linguagem Brasileira de Sinais (Libras).

O objetivo é proporcionar interpretações de forma simultânea ou consecutiva aos estudantes surdos, para que o fato de não se comunicarem oralmente não dificulte o ensino.

A graduação em Libras, bem como em qualquer outra área com certificado de proficiência na tradução e na interpretação desta língua é um requisito básico exigido. As duas vagas oferecidas terão duração de um ano, com possibilidade de prorrogação por no máximo dois anos.

Inscrições

As inscrições devem ser efetuadas na secretaria do núcleo de acessibilidade Eu Apoio, localizado no setor Sul do Campus, no período de 27 de setembro a 20 de outubro. Os horários são dois: das 9h às 11h e das 14h às 17h. É possível ainda inscrever-se via sedex, desde que o pagamento da taxa de inscrição (R$ 90) e a postagem tenham sido realizados até o dia 20 de outubro.

Caso os candidatos sejam vinculados ao Cadastro Único para programas sociais do governo federal (Cadúnico) e tenham baixa renda familiar, possuem o direito de solicitar isenção do pagamento, o que pode ser feito a partir de hoje, 27, até o dia 5 de outubro.

Para maiores informações, como documentação necessária e detalhes sobre as etapas de avaliação, acesse o edital em anexo.

 

Telefone: (92) 3305-1487

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (A Edital Libras.pdf)Edital 076 / 2017[ ]235 kB

Faculdade de Informação e Comunicação da Ufam forma primeiras turmas

FIC forma 41 novos bacharéisFIC forma 41 novos bacharéisA emoção marcou a primeira cerimônia de outorga de grau da Faculdade de Informação e Comunicação da Ufam (FIC). A unidade acadêmica, implantada neste ano, formou 41 alunos nos cursos de Arquivologia, Biblioteconomia, Comunicação Social – Jornalismo e Comunicação Social – Relações Públicas. A solenidade ocorreu nessa terça-feira, 26, no auditório Eulálio Chaves, situado no setor Sul do campus universitário. Alunos, familiares, professores e técnico-administrativos prestigiaram a cerimônia.

O vice-reitor da Ufam, professor Jacob Cohen, presidiu a solenidade acompanhado do diretor da FIC, professor Allan Rodrigues. Na mesa de honra, estavam ainda os professores Antônio José Vale da Costa, Guilhermina Terra, João Bosco Ferreira, Judy Tavares e Marcieli Brondani.

Em sua fala, o vice-reitor atentou para importância da defesa da Universidade, e exortou os novos bacharéis a lutarem pelo ensino superior público no exercício de suas profissões. “Formar pessoas é mais do que formar profissionais. É formar caráter, pessoas que vão lutar por transformações. A Ufam se orgulha todas as vezes que forma novas turmas, porque sabemos que a formação de vocês é de qualidade, resultado do esforço diário de nossos professores”, disse o professor Cohen. “Levem daqui o olhar para o cuidado com o nosso País como profissionais e verdadeiros cidadãos dispostos a mudar a sociedade”.

O vice-reitor, professor Jacob Cohen, presidiu a cerimônia de outorga de grauO vice-reitor, professor Jacob Cohen, presidiu a cerimônia de outorga de grau

Um dos responsáveis pela criação da FIC, o professor Allan Rodrigues, falou do orgulho pelas primeiras turmas da unidade. “Esta turma é especial, porque é a primeira que se forma pela FIC. Foram quatro anos de trabalho coletivo para que os cursos da área de comunicação e informação constituíssem uma unidade acadêmica com o objetivo de formar profissionais capacitados que possam promover transformações na sociedade”, discursou o diretor.

“É por isso que lutamos todos os dias na Faculdade, professores e técnico-administrativos: para que a FIC seja um espaço de formação ainda melhor do que é hoje”, acrescentou.

Eleito orador das turmas, o novo bacharel em Comunicação Social – Relações Públicas, Lucas Moreno, falou da contribuição da experiência na universidade para a formação, não só profissional, mas também humana. “Aqui, aprendemos a ser pessoas melhores e criamos uma nova visão do mundo. Emergimos mais inteligentes, engajados e criativos”, declarou Lucas, finalizando com uma mensagem aos colegas: “Sonhem alto, sonhem grande e depois sonhem maior ainda. Mas não parem nos sonhos; realizem-nos”. 

Edital do Programa Primeiros Projetos recebe submissões até 20 de outubro

Cientistas interessados em participar do edital do Programa de Infraestrutura, para Jovens Pesquisadores, Programa Primeiros Projetos (PPP), têm até o dia 20 de outubro, para submeter sua proposta de projeto de pesquisa, que deve estar claramente caracterizado como pesquisa científica, tecnológica ou de inovação. O programa, que tem como objetivo apoiar a aquisição, instalação, modernização, ampliação ou recuperação da infraestrutura de pesquisa científica e tecnológica, nas instituições públicas e particulares, sem fins lucrativos, visa dar suporte à fixação de jovens pesquisadores e nucleação de novos grupos. 
 
Um dos requisitos do edital é que os pesquisadores precisam ter título de doutor, há pelo menos, cinco anos e produção científica ou tecnológica relevante por igual período, na área específica do projeto de pesquisa apresentado.
 
Com um investimento de quase R$1,5 milhões oriundos de um convênio firmado entre o CNPq e a Fapeam, os projetos deverão ter valor máximo de R$ 100 mil, destinados ao cumprimento exclusivo de suas atividades. Dos recursos orçados no projeto, 70% deverão ser destinados a despesas de capital e 30% a despesas de custeio, conforme previsto no edital.
 
No caso de instituições de ensino superior e/ou pesquisa privada, os recursos financeiros destinados a custeio formarão parte da contrapartida da instituição, sendo os recursos deste edital somente poderão ser aplicados em despesas de capital no valor máximo de R$ 70 mil.
 
A proposta deve ser enviada em versão eletrônica por intermédio de formulários contidos no Sistema de Gestão da Informação da Fapeam (SIGFapeam), disponível na página eletrônica da Fapeam. Para acessar o formulário eletrônico, o proponente deverá utilizar seu login e senha previamente cadastrados. Novos usuários deverão realizar o cadastramento no banco de pesquisadores da Fapeam, nos endereços supracitados. Além do envio do Formulário online, via SIGFapeam, a submissão da proposta requer também a apresentação de documentação complementar a ser anexada ao sistema SIGFapeam, como detalhado adiante.
 
Texto: Ascom Ufam com informações Fapeam

I Seminário Amazônico de Produção Animal teve abertura nesta quarta-feira

O Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal (Ppgcan) da Faculdade de Ciências Agrárias da Ufam (FCA) promoveu nesta quarta-feira, 27, a abertura do I Congresso Amazônico de Produção Animal, com a temática “Tecnologias Aplicadas a Produção Animal”.

A abertura ocorreu no auditório Samaúma, na Faculdade de Ciências Agrárias, e contou com a presença do diretor da FCA, Marco Antônio de Freitas Mendonça, da diretora do Departamento de Acompanhamento e Avaliação da Pós-graduação, Adriana Malheiro Alle Marie (representando a pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação Selma Baçal), da chefe do Departamento de produção Animal e Vegetal do curso de Zootecnia, Expedita Maria Pereira, do coordenador do curso de Zootecnia, Ernandis Borges, do professor José Eurico Possebon Cyrino e do coordenador do Ppgcan e do evento, Frank George Guimarães Cruz.

A iniciativa de realizar o evento é da coordenação do Ppgcan, em parceria com os alunos de mestrado do programa, onde estes buscam despertar o interesse pela qualificação dos profissionais relacionados à Produção Animal na Amazônia, tanto acadêmicos da área de Ciências Agrárias, quanto profissionais atuando no mercado.

O I Congresso Amazônico de Produção Animal tem como objetivo promover a interação entre pesquisadores, professores e estudantes. Nos três dias de Congresso estão programadas inúmeras palestras, apresentação de trabalhos, debates, painéis, entre outras atividades.  O evento ocorre pela manhã e à tarde e as inscrições estão abertas para comunidade em geral.

“Os mais renomados profissionais da área estarão participando do Congresso e debatendo com o público suas pesquisas e experiências. Trouxemos um dos mais renomados professores para a palestra de abertura do evento, o professor José Eurico Possebon Cyrino, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP). Esperamos uma interação do conhecimento entre estudantes, pesquisadores e professores”, destacou Frank Cruz.

A estudante do 8º período do curso de Zootecnia, Fernanda Moura, disse que é a primeira vez que participa de um evento sobre esse tema e ressaltou que o conteúdo que será discutido vai acrescentar em sua formação. “O que será debate no Congresso é importante porque acrescenta na minha formação. São importantes pesquisadores que vão mostrar suas experiências e debater assuntos que estão inseridos na minha profissão”, disse a estudante.

O professor do Departamento de Zootecnia da Escola Superior de Agricultura da Universidade de São Paulo (ESALQ/USP), José Eurico Possebon Cyrino, ministrou a palestra de abertura do I Congresso Amazônico de Produção Animal, intitulada: Pós-graduação em Zootecnia: perspectivas e desafios. “Vou apresentar um panorama do estado da arte da Zootecnia no Brasil e mostrar como isso é derivado do desenvolvimento científico a partir dos cursos de pós-graduação em Ciência Animal e Zootecnia e quais são as possíveis perspectivas para os próximos anos”, disse o palestrante.  

Disciplina realizada na Ufam reúne professores e pesquisadores para discutir a Domesticação da Amazônia

Entre os dias 18 e 29 de setembro pesquisadores de diversas instituições participam na Ufam da disciplina Domesticação da Amazônia. As aulas são na biblioteca da pós-graduação, do Instituto de Ciências Biológicas da Ufam (ICB). A partir de abordagens antropológicas, arqueológicas, linguísticas, botânicas e da ecologia histórica, a disciplina discute, de forma inédita, a ocupação e domesticação da Amazônia pelos povos indígenas, a partir de uma abordagem interdisciplinar.

Idealizada pelo antropólogo e agrônomo Gilton Mendes dos Santos, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Ufam (PPGAS), e pelo biólogo e geneticista Charles R. Clement, do Departamento de Tecnologia e Inovação, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), a disciplina conta, ainda, com a participação dos professores doutores convidados: Ana Carla Bruno (antropóloga linguista da Coordenação de Sociedade, Saúde e Ambiente do Inpa), Claide de Paula Moraes (arqueólogo do programa de Antropologia e Arqueologia da Universidade Federal do Oeste do Pará) e Glenn H. Shepard Jr. (antropólogo médico e etnobotânico, da Coordenação de Ciências Humanas do Museu Paraense Emílio Goeldi).

Oferecida para os alunos de mestrado e doutorado do Inpa e da Ufam, a disciplina atraiu quase 50 alunos e pesquisadores destas instituições, além de outras instituições como a Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc), Universidade Estadual Paulista (Unesp), (Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), Pontifícia Universidade Católica do Peru (PUCP) e da Coordenação de Índios Isolados da Funai, que participam dos debates sobre a domesticação da floresta amazônica durante as duas semanas em que o curso está sendo oferecido.

Informações: 99181-5480

Prorrogadas as inscrições para o Curso de Formação de Brigada de Incêndio

Inscrições poderão ser realizadas até 29/09.

A Coordenação de Treinamento e Desenvolvimento da Pró-reitoria de Gestão de Pessoas da Ufam (CTD/PROGESP) divulga que as inscrições para o Curso de Formação de Brigada de Incêndio foram prorrogadas até o dia 29 de setembro.

Em sua segunda edição, o curso disponibiliza 30 vagas para Técnico-administrativos em Educação. Oferecido na modalidade presencial, o curso será realizado de 02 a 06 de outubro, das 8 às 12h, na Sala de Treinamentos da PROGESP (aulas teóricas) e no campo de futebol do setor sul do Campus (aulas práticas). O curso terá como instrutor o servidor Luis Carlos de Lima.

A atividade tem carga horária de 20 horas e as inscrições podem ser realizadas no Link goo.gl/updzqC. O formulário de inscrição deverá ser encaminhado, via protocolo, para a Coordenação de Treinamento e Desenvolvimento e o critério principal de seleção será a ordem de chegada.

Ufam lança congresso internacional de Educação Física

A Universidade Federal do Amazonas, por meio da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia (Feff), lançou na última segunda-feira, 25, na Arena da Amazônia, a 17º edição do Congresso de Ciências do Desporto e de Educação Física dos Países de Língua Portuguesa, que acontecerá de 25 a 28 de setembro de 2018 e promoverá diversas atividades distribuídas em diferentes auditórios da Ufam. 
 
Além de marcar o início dos preparativos para o congresso, o evento foi palco para o lançamento da marca oficial da edição 2018, dos materiais de divulgação e do tema que norteará as atividades, apresentados pelo chefe de gabinete da reitoria e professor titular da Ufam, Almir Liberato da Silva. O Congresso, que surgiu na Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, já teve sede em Florianópolis, Recife e São Luís, e será feito pela primeira vez na região Norte. A 17ª edição terá como tema ‘Cuidar da Casa Comum: da natureza, da vida, da humanidade’ e está sendo organizada em parceria com o Conselho Regional de Educação Física da 8ª região (Cref 8). 
 
Estiveram presentes na ocasião representantes do Conselho Federal de Educação Física (Confef), da Faculdade de Desportos da Universidade do Porto, da Feff/Ufam, membros da comissão organizadora, composta pelos professores Almir Liberato da Silva, Artemis Soares, João Libardoni, João Cláudio Machado, Roseanne Autran e Lucídio Rocha, e outros parceiros e convidados. 
 
O catedrático e ex-diretor da Faculdade de Desportos da Universidade do Porto, professor Jorge Olimpio Bento, diz ter se esforçado muito para que o congresso acontecesse na Ufam e destacou que todas as instituições envolvidas devem corresponder aos desafios do evento, assumindo o compromisso de honrar a sua missão educativa e ressaltar as oportunidades e responsabilidades do desporto e da educação física.  
 
De acordo com o Presidente do Conselho Federal de Educação Física, Jorge Steinhilber, o congresso é um evento de magnitude científica muito importante, pois será voltado para a natureza, para a humanidade e para a qualidade de vida. “Além de refletirmos sobre esse tema, ano que vem também estaremos comemorando, durante o evento, os 20 anos da regulamentação do profissional de educação física e os benefícios que a mesma trouxe para sociedade”, disse o presidente do Confef. 
 
Segundo a diretora da Feff e presidente da comissão organizadora, professora Artemis Soares, o evento trará muitos benefícios para a Universidade. “Considerando que é um congresso consolidado internacionalmente, sua realização aqui para nós é de extrema importância, pois deixará para nós como legado o crescimento científico, além do estreitamento das relações entre a Ufam, o Brasil e os demais países de língua portuguesa”. Segundo a professora, a expectativa de público para o evento é de setecentas a mil pessoas.
 

Enap disponibiliza curso de capacitação a distância sobre o SEI

As inscrições vão até o dia 27 de outubro.

A Comissão de Implantação do Sistema Eletrônico de Informações (SEI) na Ufam informa que estão abertas as inscrições para o curso de capacitação EAD da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP)

O curso aborda a utilização do Sistema Eletrônico de Informações. Segundo o presidente da Comissão de Implantação do SEI, Apoena Aguiar Ferreira, o curso é uma ótima oportunidade para aqueles que buscam prévio conhecimento quanto à estrutura e funcionamento do sistema. “Antes das capacitações a serem oferecidas pela nossa comissão de implantação do SEI, a ENAP oferece essa capacitação. Quem participar do curso vai ter oportunidade de conhecer o sistema, executar operações com processos e documentos e  como recuperar informações no sistema, por exemplo. Quando oferecermos o curso aqui na Ufam, os servidores poderão reforçar esses conhecimentos”, declarou o presidente.

Não há limite de vagas, o curso é gratuito e voltado a servidores e agentes públicos dos três Poderes e das três esferas de governo que utilizam o Sistema Eletrônico de Informações.Demais servidores públicos e cidadãos em geral também poderão participar do curso.

As inscrições para o curso podem ser realizadas no site da Enap

 

Escola de Arte abre inscrições para oficina de dança

De 26 a 28 de setembro, a Escola de Arte da Ufam abre inscrições para a  oficina de Introdução a Danças Livres com 25 vagas disponíveis. As aulas ocorrerão às terças-feiras, das 15h às 17h, com início em 3 de outubro e término em novembro. 

Os interessados devem procurar a secretaria da Escola de Arte, situada na sala 6 do Bloco Mário Ypiranga, setor Norte do campus universitário, e efetuar a inscrição. Os documentos exigidos são RG e comprovante de residência. Para participar, o candidato deve ser maior de 18 anos.

A oficina é realizada por meio da Atividade Curricular de Extensão (ACE) Laboratório de Educação Musical, vinculada à Escola de Arte.

Informações: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Ufam apresenta proposta de campus trinacional em parceria com UEA e universidades do Peru e da Colômbia

Projeto será apresentado durante o Encontro Interinstitucional de Pesquisa, Ensino e Extensão das Universidades nas Amazônias.

Pró-reitor de Extensão, professor João Ricardo Bessa Freire, apresentará o projeto inédito durante evento com universidades da tríplice fronteiraPró-reitor de Extensão, professor João Ricardo Bessa Freire, apresentará o projeto inédito durante evento com universidades da tríplice fronteiraNesta segunda-feira, 25, o Instituto de Natureza e Cultura da Ufam (INC), em Benjamin Constant, sedia o Encontro Interinstitucional de Pesquisa, Ensino e Extensão das Universidades nas Amazônias. Durante o evento, será apresentada a proposta do projeto, liderado pela Ufam, para a criação de um campus trinacional reunindo a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), o Instituto Mariscal Ramon Castilla, do Peru, e a Universidad Nacional de Colombia (Unal).

“Trata-se de um fato inédito”, afirma o pró-reitor de Extensão da Ufam, professor João Ricardo Bessa Freire, ao explicar que a proposta inicial é criar um programa de pós-graduação internacional e interinstitucional das quatro universidades. “A ideia é montarmos um mestrado e doutorado forte, reunindo os melhores doutores das quatro instituições de ensino para compor o quadro docente e submetermos o projeto a Capes”, declarou o professor.

“Fizemos um levantamento e as universidades juntas reúnem cerca de 63 doutores na região”, informa Bessa Freire. Na tríplice fronteira, a Ufam possui o campus de Benjamin Constant, enquanto a UEA está presente com o Centro de Estudos Superiores de Tabatinga.

Segundo o pró-reitor, além de consolidar o projeto do campus trinacional, o Encontro servirá para fortalecer parcerias e firmar convênios e acordos de cooperação técnica com as demais instituições de ensino. “Queremos efetivar um processo de mobilidade de estudantes dessas universidades”, acrescenta o docente.

Além do pró-reitor de Extensão, o diretor do Departamento de Articulação e Planejamento de Extensão (Darpex), TAE José Edilton Calado, e o assessor adjunto da Assessoria de Relações Internacionais e Interinstitucionais (Arii), Pedro Veloso, participarão do evento, que segue até a quarta-feira, dia 27.

III Enproll inicia discutindo o ensino de Gramática

Prof. Sírio Possenti proferiu a conferência de abertura do eventoProf. Sírio Possenti proferiu a conferência de abertura do eventoAbordando a importância das novas tecnologias no processo educacional, teve início na manhã desta segunda-feira, 25, o III Encontro Amazonense de Professores de Línguas e Literaturas (Enproll). O ensino da gramática foi tema da conferência de abertura, ministrada pelo professor da Unicamp, Sírio Possenti.

Até quinta-feira, estudantes e profissionais de educação participam do evento organizado em parceria com a Associação de Professores de Espanhol do Amazonas (APE-AM), com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), com as Secretarias Estadual e Municipais de Educação de Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Itacoatiara, Manaus e Tabatinga, e com os Consulados Gerais em Manaus da Colômbia e do Japão. De acordo com o coordenador do evento e diretor da Faculdade de Letras (Flet), professor Wagner Teixeira, o Enproll propicia formação continuada para professores da educação básica e, ao mesmo tempo, encontros e diálogos para os professores em formação, acadêmicos dos cursos de Letras da UFAM. “As secretarias foram sensíveis à necessidade de capacitação dos profissionais e o diferencial deste ano é o apoio de outras Secretarias de Educação de municípios como Itacoatiara, Atalaia do Norte, Benjamin Constant e Tabatinga”, informou.

Conferência de Abertura

O professor da Unicamp, Sírio Possenti, discutiu a metodologia de ensino de gramática nas escolas brasileiras. Para o professor, a forma como se apresenta o conteúdo gramatical está defasada. Segundo ele, o professor pode abordar o assunto a partir do contexto das falas ditas populares e daquelas padrões. “Eu defendo que essa é a forma produtiva de ensinar”, declarou Possenti.

O pesquisador discorreu ainda sobre a importância de os estudantes aprenderem a analisarem o uso da língua, sendo outra forma de ensinar a gramática. “É possível introduzir o aluno no domínio do campo científico por meio da análise da língua, fazendo a analise de determinados tipos de materiais que poderiam ser selecionados com uma finalidade especifica para fazer com que o aluno aprenda a observar esse objeto que é a língua”, explicou.

Mesa de abertura

Prof. Sérgio Freire, representou o reitor, e deu início ao III EnprollProf. Sérgio Freire, representou o reitor, e deu início ao III Enproll

Representantes governamentais e de entidades ligadas ao ensino de Letras no Amazonas participaram da mesa de abertura da 3ª edição do Enproll. “A Secretaria não poupou esforços para que o evento ocorresse”, disse o professor Carlos Antônio Magalhães Guedelha, representando o atual Secretário de Estado de Educação, Arone Bentes, sobre a liberação dada aos docentes da SEDUC para prestigiarem o Enproll. “O professor precisa estar atualizado às novas formas de dizer e fazer”, expôs Guedelha sobre a relevância da temática para o público docente.

O diretor da Editora da UFAM (Edua), professor Sérgio Freire, representou o reitor Sylvio Puga, na ocasião. Para ele, o Enproll é fundamental por proporcionar a reflexão da prática docente. “Todas as questões que vão ser trazidas aqui têm a ver com o nosso dia a dia, com a nossa prática profissional. Que este evento nos ajude a sermos professores melhores”, disse. 

Programação

Além das conferências, o III Enproll terá a realização de minicursos e de mesas-redondas em sua programação, encerrando na quinta-feira, 28, com passeio até pelo Encontro das Águas.

 

Especialização em Educação, Pobreza e Desigualdade Social certifica 239 discentes

Lançamento de obras também marcou o encerramento do curso.

No último sábado, 23, foi realizado o encerramento do Curso de Especialização e do Programa Educação, Pobreza e Desigualdade Social desenvolvido na Universidade Federal do Amazonas (UFAM), na modalidade à distância. O momento foi marcado pela entrega do certificado de conclusão do curso e pelo lançamento dos trabalhos em livros.  

Em seu pronunciamento, o reitor, professor Sylvio Puga, destacou a responsabilidade que os novos especialistas passam a ter e anunciou que a Especialização em Educação, Pobrezae Desigualdade Socialdeverá ser oferecida em mais municípios em 2018. “Sempre ministrei aula no interior. Tudo o que aprendo eu coloco à disposição dos que mais precisam. Sabe-se que a Ufam já se interiorizou bastante, mas precisamos fazer mais e temos trabalhado nesse sentido junto ao Ministério da Educação. Vocês já pararam para refletir que agora estão diplomados, pós-graduados? Isso significa que aumenta a responsabilidade de cada um dos senhores, que são uma parcela muito pequena da população e enquanto formuladores de políticas públicas, profissionais, professores, vocês devem atuar de forma crítica no combate à pobreza e à desigualdade. Eu tenho certeza de que, a partir de agora, com  239 novos especialistas, a Educação no Amazonas não será mais a mesma, pois contaremos com multiplicadores de conhecimento. Também quero colocar a nossa universidade à disposição para oferecer a Especialização em 2018 e não somente nos 17 municípios onde foi oferecida, mas que seja mais abrangente”, ressaltou o reitor.

Jaira Carla de Souza Dario é de Maraã e fez o curso por meio da internet. Para receber o certificado, viajou  ao longo de 5 dias, de barco.Jaira Carla de Souza Dario é de Maraã e fez o curso por meio da internet. Para receber o certificado, viajou ao longo de 5 dias, de barco.A diretora da Faculdade de Educação (Faced), professora Francisca Maria Coelho Cavalcanti afirmou que o conhecimento é fundamental para o combate da pobreza.   “Esta semana foi publicada uma pesquisa do Banco Mundial a qual aponta que, se não houver mais investimento no Bolsa-Família, serão mais 3,8 milhões de brasileiros a cruzar a linha da pobreza e isso é muito preocupante.  Vocês adquiriram  muito conhecimento durante a especialização, portanto, não sejam indiferentes a tantas injustiças sociais. Esse conhecimento é fundamental para que vocês exerçam a cidadania com atitudes diferenciadas. Parabéns a todos!”, discursou a diretora.

A coordenadora geral de acompanhamento da inclusão escolar, Simone Medeiros,afirmou que a Ufam é a primeira Universidade, das 15 que participaram do projeto, que entrega os certificados aos seus cursistas, em uma solenidade de grande destaque.“Fico feliz pelo destaque que a Ufam dá a este momento contando, inclusive, com o lançamento de uma coletânea, com seus artigos publicados. Reconheço aqui e eu estava pensando nisso ao entregarmos os certificados, que cada um de vocês têm uma história de batalha.Soube de um aluna que enfrentou 5 dias de barco para estar aqui. Então, parabenizo a todos vocês, que se empenharam, que se sacrificaram para cumprir essa jornada em prol do conhecimento sobre esse assunto que tanto precisa de atenção da sociedade e ser visto com mais compromisso e amor. Digo isso, para explicar que a pobreza não é culpa de quem está nessa situação, ela é produzida, é resultado de produção social, histórica e cultural, portanto, a pobreza precisa ser tratada pela saúde, pela assistência social e pela educação”, declarou a coordenadora. 

Lançamento de coletânea

Depois da entrega dos certificados houve o lançamento de uma coletânea, composta por seis livros, que foi disponibilizada a todos os participantes. A coletânea reúne trabalhos de cinco grupos que desenvolveram projetos de pesquisa junto às linhas 1 e 3 do Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGE, da Faculdade de Educação, com estudos e reflexões sobre as vivências, os temas estudados e discutidos durante o curso. “Assim como a especialização, a coletânea tem a finalidade de apresentar à sociedade questões de fundamental importância para a educação que foram esquecidas ou camufladas no processo de ensino/aprendizagem das escolas”, declarou a professora Rosa Brito, coordenadora do Programa na Ufam.

O ProgramaEducação, Pobrezae Desigualdade Socialesteve ancorado no Centro de Formação Continuada, Desenvolvimento de Tecnologia e Prestação de Serviços para a Rede Pública de Ensino (Cefort) e envolveu ensino, pesquisa e extensão, contando com o apoio da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi/MEC). O Programa contou com a contribuição de 57 professores, sendo 38 da UFAM e 19 da rede pública de ensino (SEDUC e SEMED).No total, a Especialização envolveu 400 professores da rede pública de ensino de 17 municípios do Amazonas e teve financiamento do Ministério da Educação, através do FNDE.

O evento ocorreu no auditório Rio Amazonas da Faculdade de Estudos Sociais (FES), Setor Norte do Campus Universitário Arthur Virgílio Filho.

 

  

VIP recebe alunos da escola pública Professora Karla Patrícia

Os alunos do ensino médio da Escola Estadual Professora Karla Patrícia, localizada no bairro Tarumã, visitaram na manhã desta quinta-feira, 21, as instalações da Ufam com o propósito de conhecer in loco a dinâmica e a estrutura da Instituição, o que proporciona motivação para ingressar em uma universidade pública.

A visita ao Campus, viabilizada pelo Programa de Visitas para os públicos interno e externo da Ufam (VIP), é uma oportunidade para que alunos da rede pública se familiarizem com o ambiente universitário e conheçam os benefícios oferecidos aos discentes.

Recepcionados no auditório Eulálio Chaves pela coordenadora do Programa, professora Célia Carvalho, os estudantes ouviram um resumo da história da Universidade e foram informados sobre alguns programas, projetos de pesquisas e atividades acadêmicas desenvolvidas. O auditório está localizado no setor Sul do Campus.

Posteriormente à recepção, os alunos foram conduzidos ao Laboratório de Anatomia do Instituto de Ciências Biológicas (ICB), para conhecer algumas  atividades desenvolvidas no local. O professor Kleber Liberal foi o palestrante da visita aos alunos.

Em seguida, os visitantes foram apresentados ao viveiro florestal da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA). Orientados pela professora Narubia Almeida, os estudantes assistiram a uma breve palestra acerca das atividades executadas no setor e das funções exercidas por um engenheiro florestal.

Para finalizar a visita ao setor Sul, os alunos conheceram o Centro de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (CDTECH), espaço onde se desenvolvem projetos empresariais em sua fase inicial. No local, assistiram uma apresentação do projeto de fomento pelo professor Luiz Nascimento, da Faculdade de Estudos Sociais (FES), responsável pela gestão da incubadora.

No setor Norte, a turma visitou o laboratório de serigrafia da Faculdade de Tecnologia (FT), onde aprenderam algumas técnicas de impressão. O técnico Nildo Silva, responsável pela oficina, sorteou algumas camisas  produzidas na ocasião para os alunos. A programação foi encerrada com a visita ao Restaurante Universitário (RU), localizado no Centro de Convivência do campus, setor Norte.

 

Sobre o Programa VIP

O VIP recebe, desde 2008, diversos grupos de visitantes internos e externos, das redes privada, estadual e federal de ensino, além de alunos indígenas e estrangeiros que desejam conhecer a Instituição. O VIP é um programa que objetiva estreitar a relação entre a Universidade e a sociedade. As visitas podem ser agendadas via e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Impacto ambiental na Renca tem discussão em Seminário no CCA

O Centro de Ciências do Ambiente (CCA) da Universidade Federal do Amazonas promoveu nesta sexta-feira, dia 22, na sala Copaíba, o Ciclo de Seminários “Amazônia Sustentável”, com o tema “Impacto ambiental decorrente da extinção da Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca) entre Amapá e Pará”.  

A mesa de abertura contou com a participação da vice-diretora da Faculdade de Ciências Agrárias, Maria Teresa Gomes Lopes, que representou o reitor da Ufam Sylvio Puga, do diretor do Centro de Ciências do Ambiente, Eron Bezerra, da professora da UEA, Jamile Dehaini, representou o reitor da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), do representante da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA), Antônio Luiz Menezes de Andrade e do professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia (PPG-CASA), Henrique Pereira.

O Seminário faz parte do projeto “Ciclo de Seminários Amazônia Sustentável” e ocorre uma vez por mês e debate grandes temas relativos à questão ambiental do mundo, do Brasil e da Amazônia. O seminário de abertura do projeto teve como tema o “Impacto ambiental decorrente da extinção da Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca)” que é um assunto que está em debate no País.

O debate no ambiente acadêmico apropriado sobre a extinção da reserva, com a intervenção dos especialistas que participaram do seminário, desmonta o discurso de alas interessadas em manipular informações sobre o decreto do governo. O debate acadêmico sobre o tema constatou que o decreto possibilita que a reserva mineral seja mais estudada e não destruída.

“O CCA cumpre com o seu papel de discutir grandes temas ambientais. O l seminário tratou sobre o decreto do governo que extinguiu a reserva mineral (Renca) entre o Pará e Amapá. Pra que nós tenhamos uma opinião mais abalizada é preciso debater no ambiente acadêmico especializado pra não repetir chavões e não aderir a informações com distorções. O papel do cientista é esclarecer os fatos e dar respostas com credibilidade para a sociedade. A Universidade acaba ajustando e procurando organizar uma opinião e um debate que está pulverizado equivocadamente sobre o tema. O papel do CCA é organizar esse debate pra que possamos ajudar a sociedade a ter uma opinião mais justa do assunto” afirmou o diretor do CCA, Eron Bezerra.

A vice-diretora da FCA, Maria Teresa Gomes Lopes, destacou a responsabilidade do CCA no estudo e na reflexão das questões ambientais. “O CCA tem grande responsabilidade de estudar e refletir as questões ambientais e agrega grande capital intelectual atuando em dar respostas à sociedade”, destacou a vice-diretora.

Criação da Renca

A Renca é uma área de mais de 46 mil km2 criada em 1984 nos territórios dos estados do Amapá e Pará e bloqueada aos investidores privados. No decreto da criação da Renca foi instituído que a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) teria a exclusividade para conduzir os trabalhos de pesquisa geológica para determinar e avaliar as ocorrências de cobre e minerais associados. As descobertas deveriam ser negociadas com empresas de mineração, para fins de viabilizar as atividades de extração. A iniciativa de constituir a Reserva se deu em razão do cenário vigente à época, em que existia uma busca por minerais estratégicos, cuja produção exigiria salvaguardas para a soberania nacional. 

Professores e acadêmicos têm artigos aprovados em evento de referência na área da Administração

Acadêmicos do 3º período cujos artigos foram aceitosAcadêmicos do 3º período cujos artigos foram aceitos

Professores e alunos do Departamento de Administração tiveram artigos aprovados, para apresentação oral, em um dos mais importantes congressos científicos da área de Administração no País, o SemeAd, da Universidade de São Paulo (USP). 
 
O evento, que é uma junção de diversos Seminários em Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, ocorre anualmente, e tem o objetivo de promover o intercâmbio e a discussão no âmbito da produção científico-tecnológica. Este ano, o evento será realizado nos 8, 9 e 10 de novembro, na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, na própria USP. 
 
Os artigos científicos dos acadêmicos da Ufam, aprovados para o Congresso, resultaram de trabalhos apresentados ao longo da disciplina 'Metodologia da Pesquisa', ministrada no 3º período e abordaram temáticas bastantes distintas. O primeiro disserta sobre 'O Uso do Facebook no ensino-apredizagem de discentes: uma abordagem do desenvolvimento de competências', cuja autora é Lana Gonçalves Rodrigues do 3º, período. Ela foi orientada pelos professores Daniel Reis Armond de Melo e Fabiula Meneguete Vides da Silva, ambos do Departamento de Administração. 
 
O segundo artigo tem como tema o 'Plano Nacional de Resíduos Sólidos: Estudo de caso no município de Iranduba (AM)', cujos autores são Nícolas Araújo Sampaio, José Roberto Sileno de Souza Filho e Robert Correa Rodrigues, que receberam orientação dos professores Daniel Reis, Armond de Melo e Neuzaí Marreiros Barbosa, do Departamento de Administração. 
 
Os outros dois artigos aceitos tratam da 'Análise dos entraves e facilitadores no processo de obtenção de recursos para P&D na Amazônia Ocidental', de autoria dos professores Adriano da Silva Guimarães e André Ricardo Reis Costa; e o último artigo, 'Inovação na Indústria do Amazonas: Uma Análise dos Dados da PINTEC', foi elaborado pelas professoras Maria Emilia Melo da Costa e Bartolomeu Miranda Pereira. 
 
Os alunos realizaram pesquisas de campo, aplicando o método científico, e obtiveram resultados considerados válidos para apresentação no evento por conta das conclusões relevantes.

II Semana de Contabilidade da Ufam reúne estudantes, docentes e profissionais da área

Evento segue até a quinta-feira, 21, com palestras sobre a formação, atuação e o mercado de trabalho do profissional de Ciências Contábeis

Presidente do CRC, Manoel Kunior, falou sobre o Exame de Suficiência, obrigatório para o registro do profissional de contabilidadePresidente do CRC, Manoel Kunior, falou sobre o Exame de Suficiência, obrigatório para o registro do profissional de contabilidadeNa última terça-feira, 19, teve início a II Semana Acadêmica de Contabilidade da Ufam. O evento, promovido pelo Departamento do curso, ocorre no auditório Rio Amazonas da Faculdade de Estudos Sociais (FES) até esta quinta-feira, 21, promovendo debate sobre questões pertinentes à área e auxiliando na formação dos futuros profissionais.

O reitor da Ufam, professor Sylvio Puga, presidiu a abertura da Semana, acompanhado do diretor da FES, professor Antônio Jorge Campos. O reitor enfatizou a contribuição da FES para a formação de contadores na Amazônia, que é marcada pelo ensino de qualidade ministrado por um corpo docente de excelência.

“Posso afirmar sem medo que este é o melhor curso de Contabilidade do estado”, declarou o professor, elogiando a iniciativa do evento. “Este é o momento em que o curso olha para si, discute as questões concernentes a ele e avança no ensino, na pesquisa e na extensão”, pontuou. O curso de Contabilidade da Ufam completou 52 anos de existência em 2017.

A mesa de honra também foi composta pelo diretor-geral da Assembleia Legislativa do Amazonas, professor Wander Motta; pelo presidente do
Conselho Regional de Contabilidade (CRC), professor Manoel Júnior; pelo chefe do Departamento de Contabilidade, professor Adenes Alves; e pelo coordenador do curso, professor Manoel Martins.

Palestra magna

Palestras abordam a formação e a atuação em Ciências ContábeisPalestras abordam a formação e a atuação em Ciências Contábeis

A palestra de abertura foi proferida pelo presidente da CRC, professor Manoel Júnior, que abordou o Exame de Suficiência aplicado pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC) – requisito para a obtenção do registro profissional. O presidente apresentou o conceito, o objetivo, os conhecimentos abordados e outros detalhes da prova que é aplicada duas vezes por ano.

Segundo Manoel Júnior, a prova, além de avaliar o conhecimento do futuro bacharel, funciona como um filtro dos melhores profissionais prestes a ingressar no mercado de trabalho. “O exame é importante porque mede a qualidade do profissional que está sendo formado”, explicou o palestrante ao chamar a atenção para a valorização da profissão. “Temos em mão uma ferramenta de controle social, com potencial de combate à corrupção”, enfatizou.

A reprovação no exame é alta em todo o Brasil – cerca de 74% dos que realizam a avaliação não alcançam a nota mínima necessária para passar. Entre as Instituições de Ensino Superior (IES) do estado do Amazonas, a Ufam é a que mais aprova bacharéis de Ciências Contábeis no Exame de Suficiência.

Programação – Dia 21

16h30 às 17h15 – Palestra SPED Fiscal, com o professor Alan Correa (Sefaz).

18h30 às 19h15 – Palestra Gestão da Saúde e Custos Hospitalares, com o vice-reitor da Ufam, professor Jacob Cohen.

19h30 – I Gincana do Curso de Ciências Contábeis da Ufam.

21h15 – Homenagens e Encerramento.

Arii esclarece procedimentos para expedir visto americano

A Assessoria de Relações Internacionais e Interinstitucionais da Ufam (Arii) promoveu na tarde desta terça-feira, 19, palestra sobre os processos que envolvem a expedição de visto americano para estudantes, além do funcionamento da organização USA Education, focada em facilitar o acesso a informações sobre oportunidades de estudos nos Estados Unidos.

A atividade foi realizada no auditório da Faculdade de Direito, setor Norte do Campus Universitário.

Rita Costa, secretária executiva da Arii, destaca a importância da ação, por possibilitar que os alunos conheçam os processos de emissão e regularização do visto, além dos programas de mobilidade acadêmica ofertados. “Os estudantes se aperfeiçoam em outras línguas, melhoram o desempenho intelectual e evoluem profissionalmente com experiências de intercâmbio”, constatou.

Dois tópicos principais foram pontuados pela diplomata do Departamento de Estado dos EUA, Janny Gately, com a finalidade de incentivar o interesse dos estudantes pelo tema pautado. Segundo ela, todos devem ter em mente que os procedimentos para expedição do visto são de fácil conclusão (1) e que a internet e os demais veículos de comunicação comportam diversas informações a este respeito (2).

A entrevista realizada pelo consulado americano (Seção consular de Brasília) para aprovar a expedição do visto de imigrante ocorre cerca de três meses antes do início do programa USA Education, período em que os estudantes costumam organizar suas agendas. A entrada aos EUA ocorre com um mês de antecedência em relação a este início, e os imigrantes retornam ao Brasil um mês após o término das atividades.

Passo a passo

Para iniciar a solicitação de visto, é necessário ter em mãos o DS-2019 ou o I-20, que são um certificado de elegibilidade e um formulário de imigração utilizado por instituições de ensino, respectivamente. O I-20 é destinado à obtenção do visto F-1, usado para finalidades escolares e acadêmicas. Cursos de inglês, ensinos fundamental e médio e cursos de graduação são os principais alvos. Já o DS-2019 se refere ao visto J-1, indicado para intercambistas em geral. Comprovante de pagamento da taxa SEVIS e documentos que mostrem vínculos financeiros com o Brasil também são requeridos.

Em seguida, o estudante deve preencher o formulário DS-160, exigido para efetivar a solicitação; efetuar pagamento da taxa de visto; agendar a entrevista e a visita ao Centro de Atendimento aos Solicitantes de Visto (Casv); comparecer a este local e, em seguida, ao consulado ou embaixada.

NOTA DE AGRADECIMENTO

Pelo sucesso na realização do evento, a ARII agradece o apoio da Reitoria, da Assessoria de Comunicação, da Coordenação do Curso de Direito, dos docentes, discentes e TAEs presentes. Especiais agradecimentos à Prof. Isa Akel, ex-aluna da Ufam e diretora do ICBEU, representando o USA Education, pela proposta da palestra aos alunos da Ufam, e à Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, na pessoa da Vice-Consul, Janny Gately, pela excelente palestra apresentada.

Escola de Arte abre inscrições para curso Livre de Desenho até 21 de setembro

A Faculdade de Artes da Ufam (Faartes), por meio da Escola de Arte, está com inscrições abertas para o curso Livre de Desenho. Os interessados devem procurar a secretaria da Escola de Arte, no bloco Mário Ypiranga, no setor Norte do Campus, das 14h às 17h, a partir de hoje, dia 19, até o dia 21 de setembro. Garanta a sua vaga!

A idade mínima exigida para o curso é de 10 anos e os menores só podem se inscrever se acompanhados dos responsáveis.

As aulas serão ministradas às segundas, quartas e sextas-feiras, das 14h às 17h.

Informações pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.   ou pelo telefone (92) 99294-7246.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (ficha_inscrição.doc)Ficha de inscrição[ ]88 kB

Museu Amazônico discute conservação de acervos arqueológicos

Materiais devem ser mantidos em umidade relativa entre 40 e 60%Materiais devem ser mantidos em umidade relativa entre 40 e 60%Foi realizada na tarde desta sexta-feira, 15, palestra acerca dos achados arqueológicos obtidos no percurso do gasoduto Urucu Coari-Manaus, obra finalizada em 2009.  

As arqueólogas Ângela Lima, Fernanda Maia e Yvonne Ramirez foram as ministrantes desta atividade, correspondente à inauguração da ‘XI Primavera dos museus’, no Museu Amazônico da Ufam.

Todas as peças expostas são componentes dos sítios arqueológicos encontrados no gasoduto, o que motivou a apresentação sobre os processos de conservação, restauração e registro documental dos materiais.

Conforme afirma Yvonne Ramirez, o trabalho em equipe composta por quatro arqueólogas, uma museóloga e uma técnica em conservação e restauro foi viabilizado por meio de um convênio estabelecido entre a Ufam e a Petrobrás em 2015. “O convênio foi fundamental para a provisão de recursos necessários à implantação de um laboratório onde o acervo arqueológico pudesse ser guardado e mantido sob cuidados”, esclareceu. O Laboratório de Arqueologia mencionado pela pesquisadora está localizado no setor Sul do Campus Universitário.

 

Resultados

Fontes de pesquisas transdisciplinares e de inovação científica, os sítios arqueológicos contidos na exposição correspondem a diferentes fases cerâmicas das tradições ‘Borda incisa’ e ‘Polícroma’, da Amazônia ocidental de até 1250 anos DC.40 sítios arqueológicos foram inventariados40 sítios arqueológicos foram inventariados

Com o passar do tempo, estas peças sofrem deterioração provocada por microrganismos e, portanto, demandaram processos específicos de conservação e restauro. Higienização, reintegração estrutural de peças desgastadas e controle da umidade do ambiente entre 40 e 60% são algumas das principais etapas.

Ao todo, 40 sítios foram inventariados, 34 sítios foram catalogados e reorganizados e uma coleção para fins didáticos foi formada.

Dyson Teles, diretor do Museu Amazônico, afirma que pretende aproveitar o tema desta edição da exposição - “Museus e suas memórias” - para atribuir reflexões aos participantes acerca da relevância dos acervos material e imaterial (simbólico) desta Instituição memorial. “Este ano, a programação cultural e científica foi construída por meio de parcerias com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), com o Museu da Amazônia (Musa) e com equipe composta por voluntários”, acrescentou.

 

Ufam realiza seleção para o curso de Letras Libras. Inscrições abertas de 2 a 26 de outubro

A Universidade Federal do Amazonas, por meio da Comissão Permanente de Concursos (Compec), divulga edital de inscrição para o Processo Seletivo Especial para Ingresso no Curso de Graduação em Letras – Língua Brasileira de Sinais (PSELib). As inscrições estarão abertas de 02 a 26 de outubro por meio do site da CompecAcesse o edital (também disponível em Libras) no endereço www.comvest.ufam.edu.br

Pela primeira vez, a Ufam realizará um processo seletivo específico para pessoas surdas. Para preparar o edital do certame e a aplicação das provas, uma delas totalmente em Libras, a Compec terá o auxílio de vários profissionais de diferentes áreas e setores da Universidade. “Uma das provas será toda em Língua Brasileira de Sinais e, para isso, além dos profissionais que já nos auxiliam na elaboração de questões, teremos ainda o apoio dos intérpretes de Libras da Ufam na realização dos vídeos sobre as questões”, informou a presidente da Compec, professora Ana Galotta.

São oferecidas 30 vagas, 50% delas destinadas a candidatos surdos ou deficientes auditivos e 50% para ouvintes, para o turno vespertino, com início no ano letivo de 2018. Para participar, o candidato deve ter o Ensino Médio completo, além de apresentar fluência em Libras. O valor da taxa de inscrição será de R$ 55,00 a ser recolhida por meio de boleto bancário, com pagamento, preferencialmente, nas agências do Banco do Brasil. É preciso indicar corretamente a modalidade de participação, se ampla concorrência ou por cotas, de acordo com o edital.

Isenção da taxa de inscrição

Interessados em solicitar a isenção da taxa de inscrição devem preencher formulário, nos dias 20 e 21 de setembro, disponível na página da Compec. Os candidatos devem atender aos critérios do estabelecidos no edital.

Inscrição

As inscrições serão feitas somente via internet, no site da Compecdo dia 2 (a partir das 9h) ao dia 26 de outubro (até as 23h59), observado o horário oficial da cidade de Manaus.

Atendimento Especial

Candidatos com deficiência (PcD) terão de 02 a 27 de outubro para solicitar atendimento especial para realização de prova objetiva, por meio de preenchimento do requerimento disponível no site da Comissão, com envio da documentação para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Provas

As provas do PSELib serão realizadas em 17 de dezembro de 2017, das 13h10 às 17h10, em Manaus.

Serão duas provas com questões objetivas, uma de Conhecimentos Gerais com perguntas em Libras, e outra em Língua Portuguesa. As questões terão peso diferenciado conforme Edital.

A divulgação dos gabaritos das provas, tanto o preliminar quanto o definitivo, será feita em 17 e 22 de dezembro respectivamente. O resultado final do certame tem previsão de publicação em 12 de janeiro de 2018.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Progesp informa mudança no horário de funcionamento nesta terça-feira, 19

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp) informa à comunidade da Universidade Federal do Amazonas que, por ocasião do fechamento da folha de pagamento e da necessidade de trabalhos internos, funcionará na terça-feira, dia 19,da seguinte forma:

Progesp - Centro Administrativo (setor Norte do campus): das 13h às 17h.

Prédio do Cais/Siass  (setor Sul do campus): das 7h às 12h30.

Proext inaugura nova identidade visual do Centro Administrativo

A Pró-Reitoria de Extensão da Ufam (Proext), por meio do Departamento de Políticas Afirmativas (DPA), inaugurou nesta segunda-feira, 18, a nova identidade visual do Centro Administrativo da Ufam com a exposição de 79 fotos e  a sinalização dos setores administrativos.

O objetivo é facilitar a identificação dos diversos setores que funcionam no Centro Administrativo para o público. Todas as pró-reitorias e demais setores administrativos estão identificados em painéis com imagem e fontes ampliadas (letras) destacando o nome de cada setor.

A ideia da nova identificação dos setores do Centro Administrativo foi uma iniciativa do DPA, com apoio irrestrito da Prefeitura do Campus Universitário (PCU), gerido pela arquiteta Carmem Guimarães, que quer humanizar os espaços na Universidade. “Tivemos a parceria da Prefeitura para realizar esse projeto, que busca, prioritariamente, despertar na comunidade a ideia da preservação da natureza do campus. As imagens de animais, flores, aves, insetos, répteis, entre outros, estão expostos em adesivos nas colunas, paredes dos setores e hall de entrada do prédio”, disse a diretora do DPA, professora Claudia Guerra.

As imagens são do fotógrafo da Proext, Kid Rogers, que ao longo de três anos vem registrando a natureza no campus universitário. As 79 fotos expostas retratam espécies animais, vegetais e a paisagem do local. “Venho fotografando cutias, pássaros, flores, vegetação em geral há três anos. Gosto de vir no sábado pela manhã, tem menos movimento e os animais aparecem com mais frequência, e entro na mata para registrar as espécies. Já fiz mais de cinco mil imagens de natureza no campus. Essas são algumas que estão expostas no Centro Administrativo da Ufam”, disse o fotógrafo.

O evento contou com a apresentação do Grupo de Canto Lírico da Ufam, do curso de Música da Faculdade de Artes (Faartes), que encerrou a solenidade de inauguração da nova identidade visual do Centro Administrativo.

Daest suspende atendimentos em dias de videoconferência. Veja o calendário

A Coordenacão de Desenvolvimento Estudantil (CDE), do Departamento de Assistência Estudantil (Daest), informa que não fará atendimento no prédio da Reitoria nas datas abaixo especificadas, em função da realização de Videoconferências para as Unidades fora da sede. As atividades fazem parte do projeto Conexão Pororoca, que tem por objetivo a aproximação entre os Campi numa perspectiva de fortalecimento das ações de assistência estudantil no âmbito da Universidade.
 
- 18.09 (segunda-feira): Instituto de Natureza e Cultura (INC) de Benjamin Constant.
- 20.09 (quarta-feira): Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia (ICSEZ) de Itacoatiara.
- 21.09 (quinta-feira): Instituto de Saúde e Biotecnologia (ISB) de Coari.
- 22.09 (sexta-feira): Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia (ICSEZ) de Parintins.
- 26.09 (terça-feira): Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente (IEAA) de Humaitá.