Faculdade de Medicina ganha segundo professor titular em menos de um ano

O cargo de professor titular é o mais auto posto na hierarquia acadêmica de uma faculdade
 
Defesa da tese em formato de 'memorial' aconteceu no Auditório Dr. Zerbini, na Faculdade de MedicinaDefesa da tese em formato de 'memorial' aconteceu no Auditório Dr. Zerbini, na Faculdade de Medicina
Uma vida dedicada às áreas do ensino e da saúde; da Universidade Federal do Amazonas ao Hospital Universitário Getúlio Vargas. Dois enunciados resumidos, mas que tem a pretensão de se aproximar do que representa a história profissional do então professor Gerson Suguiyama Nakajima, docente de nível IV do Departamento de Clínica Cirúrgica, da FM. Em duas volumosas publicações de mais de 500 páginas cada uma, o professor tornou público seu 'Memorial', que findou com sua aprovação e consequente ascensão ao cargo de professor titular do curso de Medicina. 
 
Com o aceite da banca ao pleito do professor, ele passa a ser o segundo docente em exercício a ocupar o cargo mais elevado da hierarquia acadêmica dentro da estrutura da Faculdade de Medicina. Antes dele, em outubro passado, ascendeu o atual vice-reitor da Ufam, professor Jacob Moysés Cohen. O vice-reitor foi quem presidiu o processo de avaliação junto aos professores convidados, Maria de Jesus Coutinho Varejão e Hiroshi Noda, ambos do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia e o professor Gaspar de Jesus Lopes Filho, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Por meio do recurso de teleconferência, o professor Gaspar assistiu à defesa do 'Memorial' e procedeu às suas considerações diretamente de São Paulo.  
 
"O indivíduo chega a esse estágio de participar de um processo de avaliação para professor titular quando conquista o respeito acadêmico da comunidade. Com o respeito, é dado a ele a outorga do poder acadêmico, porque ele passa a decidir efetivamente pelo destino, quase que cartorial, da entidade que ocupa", afirmou o professor Gaspar. 
 
Também profissional da área da saúde, atuando como professor e médico do Hospital Universitário de São Paulo, o docente da Unifesp considerou sua avaliação sob três aspectos: o da qualificação, o da docência e o da liderança acadêmica. 
 
"O currículo é um retrato frio que reflete a vida das pessoas, mas o 'Memorial', não. Ele é um filme que discorre a história e mostra os coautores da trajetória que não se restringe à caminhada profissional, mas a sua família e às suas vivências, ao qual o senhor (professor Nakajima) já homenageou e mencionou", disse. 
 
Para finalizar, o professor da Unifesp citou a ampla lista de cursos de qualificação e especialização, em diversas áreas da Medicina, pelos quais o professor Nakajima passou. 
 
"Do cirurgia do aparelho digestivo, à Medicina do Trabalho e da Cirurgia Oncológica, por todas essas qualificações é possível perceber o quanto o professor buscou estar atualizado em sua área, não se permitindo focar apenas em um campo de trabalho. Ele se aperfeiçoou para transmitir seu conhecimento aos seus alunos e demonstra com muita paixão, estar envolvido com os papéis aos quais desenvolve", salientou. Frente a isso, é indissociável dizer que o professor também tem consigo o poderio da liderança acadêmica, quando submeteu, em dado momento, seu nome a um pleito reitoral e conseguiu lograr êxito, como vice-reitor, nos anos de 2005 a 2009. 
Agora professor titular, o professor Nakajima foi homenageado pela coordenação do curso de Medicina. Placa foi entregue por reitor, professor Sylvio Puga Agora professor titular, o professor Nakajima foi homenageado pela coordenação do curso de Medicina. Placa foi entregue por reitor, professor Sylvio Puga
O segundo membro titular da banca a discorrer avaliação foi a professora Maria de Jesus Coutinho, que não economizou elogios à conduta profissional do professor Nakajima. "Não sou médica, mas sou pesquisadora e conheço parte considerável da trajetória deste profissional, portanto, reconheço a capacidade profissional e acredito no compromisso do professor para assumir essa função", decretou. 
 
O terceiro avaliador, professor Hiroshi Noda, ressaltou a competência acadêmica do professor avaliado. "Poucos são aqueles que conseguem alcançar este posto com a sua excelência. Em função de sua história, não apenas a contada em seu 'Memorial', mas a que conhecemos, acredito que a Faculdade de Medicina entrará numa nova fase com a sua promoção", observou.   
 
O último a falar ao público foi o presidente da banca, o vice-reitor da Ufam, professor Jacob Moysés Cohen. Ele iniciou seu pronunciamento partindo das coincidências entre ambos. 
 
"Como o senhor, também sou filho do interior, imigrante e em comum, não baixamos a cabeça paro os percalços que surgiram em nossas vidas. Saímos do seio da nossa família e da nossa cidade para virmos para Manaus, a fim de estudar e, de Manaus, saímos para continuarmos estudando", relembrou e concluiu. "Sou oriundo da 4ª turma de Medicina e hoje podemos dizer que os alunos estão em condições muito mais favoráveis do que encontramos quando iniciamos nossa carreira. E, vendo o seu memorial, concluo que o senhor representa um professor completo, está de parabéns! Apenas desejo que muitos sigam o seu exemplo", finalizou. 
 
Prestígio - O reitor da Universidade Federal do Amazonas, professor Sylvio Puga, participou da defesa de tese do professor Nakajima. Acompanhado do professor Ivan Tramujas, também da Faculdade de Medicina. "A defesa de titulação de um professor é um momento de festa para a Universidade, pois representa um ápice de uma carreira docente construída sobre os pilares da Pesquisa, Ensino e Extensão. O professor Gerson Nakajima comprovou, de forma cabal, sua excelência pela conquista de mais uma importante titularidade", disse, ressaltando a importância de outros docentes trilharem os caminhos dos dois professores titulares da FM, professor Jacob Cohen e professor Gerson Nakajima.     
 
O professor Ivan Tramujas considerou que a conquista do professor Nakajima é um triunfo que muitos desejam alcançar, mas poucos, efetivamente, conseguirão. "Essa é uma conquista histórica, não somente para o Departamento, mas para o curso, para a Faculdade, para a Universidade. Daqui para frente, espero que surjam outros, pois precisamos de líderes dentro da nossa faculdade", afirmou. 

PPG em Matemática comemora centésima defesa de dissertação

Atualmente, o PPG abriga 33 discentes de mestrado e outros cinco de doutorado

Centésimo mestre em Matemática, Vinícios comemora aprovação ao lado dos membros da bancaCentésimo mestre em Matemática, Vinícios comemora aprovação ao lado dos membros da bancaEm funcionamento há 19 anos, o Programa de Pós-Graduação em Matemática da Universidade Federal do Amazonas (PPGM/Ufam) festeja a defesa da dissertação de número cem, defendida por Vinícius Bandeira e sob a orientação do docente da Universidade Federal do ACB – São Paulo, professor Marcus Marrocos.

A Pós-Graduação foi instalada em 1998, tendo sido reconhecida pelo MEC no ano 2002. Está vinculada ao Instituto de Ciências Exatas e é realizada em parceria com a área de Estatística. O PPGM oferece o curso de Mestrado nas subáreas de Geometria, Análise, Álgebra, Biomatemática, entre outros. Além disso, é um dos dois programas na área recomendados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) na região Norte.

A oferta de vagas também se amplia ao longo dos anos por meio de parcerias intrainstitucionais (nos campi do interior) e interinstitucionais, com instituições como a Universidade Federal do Pará (UFPA) – com a qual mantém o doutorado – e a Universidade Federal do Ceará (UFC). Atualmente, o Programa tem nota quatro na avaliação da Capes.

A pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, professora Selma Baçal, que representou o reitor, professor Sylvio Puga, na solenidade, engrandeceu a contribuição do PPG, que já é um dos veteranos na Instituição, pela conquista de uma centena de trabalhos apresentados que, conforme avalia, também são contribuições inéditas para fortalecer a área da Matemática na região Norte. “Ganha a Ufam, ganha a sociedade amazonense e ganham os pesquisadores do Programa. Demonstramos que há uma grande perspectiva de consolidação crescente da nossa pós-graduação, e a Matemática é uma área estratégica para nós”, ressaltou.

O mestrando explica os cálculos da dissertaçãoO mestrando explica os cálculos da dissertaçãoPara a coordenadora do PPG, professora Juliana Miranda, as conquistas são um marco para se planejar o futuro do Programa. “O Mestrado começou em 1998, com apenas uma área, que era Geometria Diferencial, ao passo que, hoje, temos um grande leque de subáreas. Temos a parceria do Departamento de Estatística no Mestrado e com a UFPA no doutorado. Nossa principal parceira hoje é a UFC. Para o futuro, pretendemos ampliar as áreas do doutorado, porque, aqui em Manaus, temos somente Geometria e, no Pará, apenas Análise.”, afirmou. “Queremos que as conquistas se repitam... cem... duzentas defesas”, completou a docente.

Prosseguimento

Com o trabalho intitulado ‘Diferenciabilidade dos autovalores de operadores uniformemente elípticos, de segunda ordem em domínios regulares e não regulares’,  o agora mestre Vinícius Bandeira reconhece que a pesquisa científica no nível desenvolvido por ele é de aplicação direcionada especialmente para problemas oriundos da Física. “Na verdade, é uma pesquisa abstrata, que tem mais aplicabilidade para solucionar questões na área da Física”, argumentou. Ele pretende seguir a formação acadêmica com doutorado e pós-doutorado, avançando na comparação de técnicas matemáticas.

O orientador, professor Marcus Marrocos, foi enfático: “O seu trabalho engrandece muito essa centésima defesa. Eu fico feliz que tenha sido esse tema!”. A professora Flávia Morgana acredita que um primeiro ciclo está sendo encerrado com esta defesa, já que ela foi a primeira mestre formada pelo PPG nesses quase 20 anos. “A minha dissertação foi na área de Geometria e agora eu segui a Matemática Aplicada. Vejo isso com boas expectativas, porque as áreas estão se fortalecendo e o Programa se consolida e ganha qualidade a cada ano”, disse.

Faculdade de Medicina tem segundo professor titular em menos de um ano

Uma vida dedicada às áreas do ensino e da saúde; da Universidade Federal do Amazonas ao Hospital Universitário Getúlio Vargas. Dois enunciados resumidos, mas que tem a pretensão de se aproximar do que representa a história profissional do então professor Gerson Suguiyama Nakajima, docente de nível IV do Departamento de Clínica Cirúrgica, da FM. Em duas volumosas publicações de mais de 500 páginas cada uma, o professor tornou público seu 'Memorial', que findou com sua aprovação e consequente ascensão ao cargo de professor titular do curso de Medicina. 
 
Com o aceite da banca ao pleito do professor, ele passa a ser o segundo docente em exercício a ocupar o cargo mais elevado da hierarquia acadêmica dentro da estrutura da Faculdade de Medicina. Antes dele, em outubro passado, ascendeu o atual vice-reitor da Ufam, professor Jacob Moysés Cohen. O vice-reitor foi quem presidiu o processo de avaliação junto aos professores convidados, Maria de Jesus Coutinho Varejão e Hiroshi Noda, ambos do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia e o professor Gaspar de Jesus Lopes Filho, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Por meio do recurso de teleconferência, o professor Gaspar assistiu à defesa do 'Memorial' e procedeu às suas considerações diretamente de São Paulo.  
 
"O indivíduo chega a esse estágio de participar de um processo de avaliação para professor titular quando conquista o respeito acadêmico da comunidade. Com o respeito, é dado a ele a outorga do poder acadêmico, porque ele passa a decidir efetivamente pelo destino, quase que cartorial, da entidade que ocupa", afirmou o professor Gaspar. 
 
Também profissional da área da saúde, atuando como professor e médico do Hospital Universitário de São Paulo, o docente da Unifesp considerou sua avaliação sob três aspectos: o da qualificação, o da docência e o da liderança acadêmica. 
 
"O currículo é um retrato frio que reflete a vida das pessoas, mas o 'Memorial', não. Ele é um filme que discorre a história e mostra os coautores da trajetória que não se restringe à caminhada profissional, mas a sua família e às suas vivências, ao qual o senhor (professor Nakajima) já homenageou e mencionou", disse. 
 
Para finalizar, o professor da Unifesp citou a ampla lista de cursos de qualificação e especialização, em diversas áreas da Medicina, pelos quais o professor Nakajima passou. 
 
"Do cirurgia do aparelho digestivo, à Medicina do Trabalho e da Cirurgia Oncológica, por todas essas qualificações é possível perceber o quanto o professor buscou estar atualizado em sua área, não se permitindo focar apenas em um campo de trabalho. Ele se aperfeiçoou para transmitir seu conhecimento aos seus alunos e demonstra com muita paixão, estar envolvido com os papéis aos quais desenvolve", salientou. Frente a isso, é indissociável dizer que o professor também tem consigo o poderio da liderança acadêmica, quando submeteu, em dado momento, seu nome a um pleito reitoral e conseguiu lograr êxito, como vice-reitor, nos anos de 2005 a 2009. 
 
O segundo membro titular da banca a discorrer avaliação foi a professora Maria de Jesus Coutinho, que não economizou elogios à conduta profissional do professor Nakajima. "Não sou médica, mas sou pesquisadora e conheço parte considerável da trajetória deste profissional, portanto, reconheço a capacidade profissional e acredito no compromisso do professor para assumir essa função", decretou. 
 
O terceiro avaliador, professor Hiroshi Noda, ressaltou a competência acadêmica do professor avaliado. "Poucos são aqueles que conseguem alcançar este posto com a sua excelência. Em função de sua história, não apenas a contada em seu 'Memorial', mas a que conhecemos, acredito que a Faculdade de Medicina entrará numa nova fase com a sua promoção", observou.   
 
O último a falar ao público foi o presidente da banca, o vice-reitor da Ufam, professor Jacob Moysés Cohen. Ele iniciou seu pronunciamento partindo das coincidências entre ambos. 
 
"Como o senhor, também sou filho do interior, imigrante e em comum, não baixamos a cabeça paro os percalços que surgiram em nossas vidas. Saímos do seio da nossa família e da nossa cidade para virmos para Manaus, a fim de estudar e, de Manaus, saímos para continuarmos estudando", relembrou e concluiu. "Sou oriundo da 4ª turma de Medicina e hoje podemos dizer que os alunos estão em condições muito mais favoráveis do que encontramos quando iniciamos nossa carreira. E, vendo o seu memorial, concluo que o senhor representa um professor completo, está de parabéns! Apenas desejo que muitos sigam o seu exemplo", finalizou. 
 
Prestígio - O reitor da Universidade Federal do Amazonas, professor Sylvio Puga, participou da apresentação do memorial do professor Nakajima. Acompanhado do professor Ivan Tramujas, também da Faculdade de Medicina. "A defesa de tese de um professor titular para a Universidade é um momento de festa, pois representa um ápice de uma carreira docente construída sobre os pilares da Pesquisa, Ensino e Extensão. O professor Gerson Nakajima comprovou, de forma cabal, sua excelência pela conquista de mais uma importante titularidade", disse, ressaltando a importância de outros docentes trilharem os caminhos dos dois professores titulares da FM, professor Jacob Cohen e professor Gerson Nakajima.     
 
O professor Ivan Tramujas considerou que a conquista do professor Nakajima é um triunfo que muitos desejam alcançar, mas poucos, efetivamente, conseguirão. "Essa é uma conquista histórica, não somente para o Departamento, mas para o curso, para a Faculdade, para a Universidade. Daqui para frente, espero que surjam outros, pois precisamos de líderes dentro da nossa faculdade", afirmou. 

Progesp divulga o cronograma da folha de pagamento de setembro de 2017

A Pró-reitoria de Gestão de Pessoas, por meio do Departamento de Administração de Pessoal (Dapes), torna disponível o Cronograma de Atividades para os trabalhos da folha de pagamento de setembro de 2017, cujo objetivo  é adequar a demanda externa aos serviços internos do Departamento, a fim de evitar transtornos diversos e proporcionar melhoria dos processos realizados.

Os prazos limites que constam no cronograma servem para que servidores, e demais interessados, saibam que as situações que gerem algum reflexo financeiro e configurem alguma aplicabilidade imediata (documentos, portarias, processos) terão seu processamento na folha de pagamento em curso, caso tenham dado entrada na Coordenação de Pagamentos e Encargos até a data grifada no Cronograma de Atividades.

Os processos que adentrarem à unidade após as datas estipuladas, aguardarão o processamento da folha de pagamento subsequente. O cronograma alcançará apenas as atividades desenvolvidas pelo Dapes/Progesp. Documento consta em anexo. 

Informações: 3305-1478 / 1479 / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (Cronograma-DAPES-SET17.pdf)Cronograma Dapes[ ]76 kB

Pró-Reitora de Planejamento visita unidades acadêmicas da Ufam na capital

Pró-Reitora com o diretor da FCA, professor Marco Mendonça. Visitas às unidades comporão um relatório para providenciar atendimento às demandas das unidades acadêmicas.Pró-Reitora com o diretor da FCA, professor Marco Mendonça. Visitas às unidades comporão um relatório para providenciar atendimento às demandas das unidades acadêmicas.Com o objetivo de elaborar um relatório técnico das principais necessidades organizacionais da Ufam, a pró-reitora de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (Proplan), professora Kleomara Cerquinho, visitou as 18 unidades acadêmicas da universidade na capital. As visitas ocorreram de 17 de julho a 17 de agosto e se caracterizaram pelo registro fotográfico e diagnóstico escrito da situação de cada unidade para identificar ações para dar funcionalidade às mesmas.

“As visitas têm o intuito de organizar o planejamento a partir da alteração que ocorrerá em 2018 no PDI [Plano de Desenvolvimento Institucional]. Observamos as emergências e as necessidades das unidades a médio e a longo prazo para que sejam inclusas nesta alteração”, explicou a pró-reitora. “As ações emergenciais serão entregues às pró-reitorias responsáveis e à Prefeitura do Campus Universitário (PCU), para que verifiquem a possibilidade de atendimento, e as outras serão incluídas no PDI”, informou Kleomara Cerquinho.

O levantamento das necessidades de cada unidade estará num relatório que será apresentado ao reitor, professor Sylvio Puga, para que tenha ciência das reais necessidades organizacionais e possa definir as estratégias da Administração. A ação da Proplan será continuada pelos órgãos envolvidos nas demandas relatadas para a pró-reitora, bem como servirá de diagnóstico para as ações iniciais das pró-reitorias e reitoria. No interior, as visitas estão sendo feitas pelo vice-reitor, professor Jacob Cohen, e o relatório também comporá o conjunto de ações finais da Proplan.

As principais demandas dos dirigentes foram, principalmente, sobre as condições de infraestrutura, de pessoal e manutenção geral. As condições de infraestrutura (construção predial) e manutenção das unidades serão encaminhadas à PCU. Já as demandas de pessoal, para a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp).

Pró-Reitora de Planejamento com a diretora da Faartes, professora Rosemara Staub. “Conhecer a universidade no corpo a corpo é importante para perceber a complexidade que é administrar a Instituição", disse a diretora sobre a visita. Pró-Reitora de Planejamento com a diretora da Faartes, professora Rosemara Staub. “Conhecer a universidade no corpo a corpo é importante para perceber a complexidade que é administrar a Instituição", disse a diretora sobre a visita.

Atualmente, as unidades já estão recebendo a visita da prefeita do Campus, arquiteta Carmem Guimarães, e do Departamento de Material (Demat) para reuniões decorrentes das demandas emergenciais. A atuação da Proplan, neste primeiro momento da nova gestão, traz de forma processual a unificação das demandas das unidades, integrando-as e permitindo também que possam planejar suas ações de curto, médio e longo prazo com maior qualidade.

O diretor da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA), professor Marcos Mendonça, falou da importância da visita para o conhecimento das dificuldades de cada unidade. “A visita traz a pró-reitora para as unidades, para que a nova gestão possa visualizar os problemas de cada uma delas”, disse. “Ao mesmo tempo, acaba estimulando os diretores a organizarem suas administrações e também planejarem suas demandas”, complementou o docente.

Para a diretora da Faculdade de Artes (Faartes), professora Rosemara Staub de Barros, a vinda da pró-reitora sinaliza um caminho promissor para a Administração Superior da Ufam. “Conhecer a universidade no corpo a corpo é importante para perceber a complexidade que é administrar a Instituição. A relação entre a administração e a base é fundamental para resolver os problemas existentes nas unidades. Parabenizo a administração por essa iniciativa. Sair dos gabinetes e conhecer a realidade é fundamental”, elogiou a professora.

Coordenação de Matrícula terá expediente exclusivo para os calouros do PSEAD 2017, nos dias 12 e 13 de setembro

A Coordenação de Matrícula (CM), da Pró-reitoria de Ensino de Graduação (Proeg), informa que nos dias 12 e 13 de setembro estará em atendimento exclusivo para os calouros de Administração Pública, classificados no Processo Seletivo de Educação a Distância (PSEAD-2017).

A matrícula dos candidatos, conforme cronograma do Edital 68/2017 (Acesse), ocorrerá nos horários de 8h30 às 12h, e de 13h30 às 17h30.

Informações: (92) 3305-1791

Progesp lança plano de ação

Segundo a pró-reitora, TAE Maria Vanusa, plano de ação é o marco inicial da gestão 2017-2021Segundo a pró-reitora, TAE Maria Vanusa, plano de ação é o marco inicial da gestão 2017-2021A pró-reitora de Gestão de Pessoas da Universidade Federal do Amazonas (Progesp/Ufam), TAE Maria Vanusa Firmo, apresentou o plano de ação da pró-reitoria para até o mês de dezembro deste ano. O planejamento foi anunciado em reunião na última sexta-feira, dia 1, no auditório Samaúma da Faculdade de Ciências Agrárias.

O lançamento do plano coincidiu com o encerramento da primeira ‘Semana de Qualidade de Vida no Trabalho’, que reuniu os servidores daquela pró-reitoria para atividades de reflexão e prática para a construção de um ambiente de trabalho mais saudável. A Progesp reúne mais de cem técnico-administrativos.

“Esse conjunto de ações previstas são o marco inicial do plano de gestão do período 2017-2021”, explicou a pró-reitora. Segundo a gestora, várias das ações previstas já foram iniciadas, como o Exame Periódico Odontológico (EPO). “Esse planejamento é necessário não só para Pró-Reitoria, mas para toda a instituição, considerando o quanto somos estratégicos para o funcionamento da Ufam”, avaliou Maria Vanusa.

Confira a seguir alguns destaques do plano de trabalho de cada departamento da Progesp:

Subsistema Integrado de Atenção a Saúde do Servidor (SIASS): Exame Periódico Odontológico (EPO); capacitação para lidar com assédio moral e dependência química; exames médicos periódicos para os servidores.

Departamento de Administração de Pessoal (Dapes): atualização de processos de lotação e provimento dos servidores; uso da ferramenta Férias Web.

Departamento de Desenvolvimento de Pessoas (DDP): visitas técnicas; realização de seminários; verificação do estágio probatório.

Departamento de Assistência Estudantil (Daest): revisão dos editais de auxílio Estudantil e Moradia; regimento das Residências Estudantis (RE); revisão do programa Bolsa Trabalho; implantação do Daest Itinerante (visitas às unidades no interior).Progesp reúne mais de 100 técnico-administrativos. "Somos estratégicos para o funcionamento da Ufam", declarou a pró-reitora.Progesp reúne mais de 100 técnico-administrativos. "Somos estratégicos para o funcionamento da Ufam", declarou a pró-reitora.

Coordenação de Recrutamento e Seleção (CRS): levantamento das vagas de TAEs e docentes ocupadas; dimensionamento do quadro de pessoal TAE e docente; nomeação de técnico-administrativos.

Coordenação de Treinamento e Desenvolvimento (CTD): planejamento estratégico para capacitação de servidores em 2018; programa de formação de gestores; projeto Psicologia Organizacional e do Trabalho.

Departamento de Saúde e Qualidade de Vida (DSQV): revisão do Manual de Procedimentos da Progesp; expansão do Centro de Atenção Integral à Saúde (Cais); institucionalização do Programa Vida Ativa; semanas de qualidade de vida; formalização das parcerias com Faculdade de Medicina, Faculdade de Odontologia e Hospitais Universitários Getúlio Vargas e Francisca Mendes (HUGV) (HUFM).

Durante a reunião, também foi apresentado o resultado de um questionário realizado entre a equipe da Progesp. As perguntas giraram em torno de temas como espaço físico, procedimentos, demandas, relações interpessoais e volume de trabalho, por exemplo. “O formulário serviu para conhecermos a realidade da Progesp do ponto de vista dos seus integrantes, e a partir daí trabalharmos para melhorar o funcionamento da pró-reitoria”, afirmou Maria Vanusa.

Propesp informa novo horário para recebimento de documentos

Para aperfeiçoar o trâmite de processos, bem como o fluxo de trabalho interno, a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp) informa à comunidade da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) que adotará, a partir do dia 10 de setembro, um novo horário para recebimento de documentos no protocolo. Confira a seguir:

Manhã - 8h às 12h

Tarde - 13h às 16h

Contato: (92) 3305 - 1496

Licenciatura em Ciências Biológicas receberá Selo de Qualidade do Conselho Federal de Biologia

Ufam é uma das 18 instituições agraciadas entre as cerca de 200 pré-selecionadas.

O curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da Universidade Federal do Amazonas receberá, no próximo dia 15 de setembro, em Brasília, o Selo de Qualidade do Conselho Federal de Biologia.

A licenciatura da Ufam foi um dos 18 cursos escolhidos entre os 200 pré-selecionados. Entre os estabelecimentos de ensino que recebem a homenagem, além da Ufam, estão o Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais (IFSEMG); a Universidade Católica de Brasília (UCB Brasília) e a Universidade Federal da Bahia (UFBA).

A diretora do Instituto de Ciências Biológicas da Ufam, professora Sônia Carvalho, atribui o reconhecimento  ao trabalho desenvolvido com compromisso e seriedade no ICB. Nós nos sentimos felizes e honrados pelo reconhecimento; por mais esta conquista do nosso ICB e da UFAM. Agradecemos  e atribuímos esta vitória ao trabalho sério e comprometido, desenvolvido com dedicação e amor por nossos docentes e técnicos, que primam por oferecer um serviço de qualidade no desenvolvimento do Tripé Ensino, Pesquisa e Extensão, associado à Administração voltada para atender os interesses de nossos discentes, com os quais desenvolvemos um trabalho coletivo, harmonioso e de muita parceria e amizade, como uma grande família, pois assim entendemos que devem ser as relações institucionais, além do profissionalismo necessário. A conquista é dos três segmentos: docentes, discentes e TAEs do ICB, e todos estão de parabéns!”, felicitou a gestora.

O chefe do departamento de Biologia e vice-presidente do Conselho Regional de Biologia, CRBio 06, professor Eduardo Ossamu Nagao, afirma que o reconhecimento é bem-vindo. “Fico muito feliz por esse reconhecimento. Ele demonstra a  seriedade e a competência do nosso corpo docente e da Ufam como um todo. Eu me sinto muito feliz”, declarou o chefe do Departamento de Biologia. 

A coordenadora do curso de Ciências Biológicas, professora Iza Marineves Almeida da Rocha, destacou que o selo CFBio 2017 chega como resultado de um árduo trabalho coletivo. “O Selo chega como o resultado da somatória dos esforços dos membros do NDE Biologia, dos seus professores e alunos que junto com a coordenação do curso busca, incessantemente, a excelência nos seus trabalhos de Ensino, Pesquisa e Extensão. Esse reconhecimento chega para brindar o Dia do Biólogo, comemorado no dia 03 de setembro. O Biólogo  ama e defende a vida em todas as suas formas”, comentou a coordenadora.

Sobre o Selo

Segundo o Conselho Federal de Ciências Biológicas, o  Selo CFBio de Qualidade foi criado por meio da  Resolução nº 352  em 5 de dezembro de 2014. A primeira edição do Selo aconteceu no ano de 2015, quando foram agraciados onze cursos de Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas do País.

 

 

Anexos:
Fazer download deste arquivo (Cursos de Ciências Biológicas agraciados com o Selo CFBio de Qualidade de Cursos)Lista de cursos agraciados[ ]45 kB

Progesp realiza treinamento sobre o Sistema Pergamum

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas, por meio da Coordenação de Treinamento e Desenvolvimento, realizou, no período de 29 a 31 de agosto, no Laboratório de Informática do Centro de Educação a Distância (CED), treinamento voltado ao Sistema Pergamum, com a presença de 17 bibliotecários, oriundos de unidades acadêmicas da Ufam em Manaus, Benjamin Constant, Coari, Itacoatiara e Parintins.

O objetivo do curso foi de aperfeiçoar as técnicas no manuseio do Sistema Pergamum, além de possibilitar os debates para a implantação do módulo "Aquisições" no gerenciamento das bibliotecas da Ufam. O Sistema Pergamum contempla as principais funções de uma Biblioteca, funcionando de forma integrada, com o objetivo de facilitar a gestão dos centros de informação.

Thiago de Siqueira é servidor da Biblioteca Central. Para ele a capacitação no Sistema Pergamum foi interessante pois trouxe conhecimentos voltados para racionalização do tempo de trabalho do servidor. “Este treinamento possibilitou aprender como utilizar, da melhor forma, os recursos disponíveis e tirar algumas outras dúvidas de outros aspectos de uso e gerenciamento de níveis de acesso. E como estou há pouco tempo como servidor da universidade foi bem interessante já iniciar com capacitação deste tipo”.

Alciana Santos é bibliotecária no Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia (Icsez) em Parintins, e também participou da capacitação.  Segundo a servidora, a capacitação irá ajudá-la na implantação automatizada do processo de aquisição de livros para o instituto. “Hoje fazemos manualmente a aquisição de livros. Um processo passível de erros. A automatização deste processo, no instituto, vai se integrar a outros processos, também já automatizados pelo Sistema Pergamum, o que irá aumentar, na prática, a qualidade dos nossos serviços para os usuários. Agradeço à equipe da Progesp por esse momento de qualificação”.

Reitor recebe direção eleita da FEFF

Nova gestão da FEFF em reunião com o reitor. "Resposta positiva e motivadora", disse o professor Tiotréfis Fernandes sobre o encontro.Nova gestão da FEFF em reunião com o reitor. "Resposta positiva e motivadora", disse o professor Tiotréfis Fernandes sobre o encontro.A gestão eleita da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia da Universidade Federal do Amazonas (FEFF/Ufam) se reuniu com o reitor da instituição, professor Sylvio Puga, na última quinta-feira, dia 30. O diretor eleito da Faculdade, professor João Libardoni, acompanhado do coordenador acadêmico, professor Tiotréfis Fernandes, e da coordenadora administrativa, Tatiana Moraes Cruz, apresentou propostas para elevar a qualidade e eficiência do ensino, pesquisa e extensão da unidade acadêmica.

O reitor ouviu as principais demandas expostas e garantiu o apoio da Administração Superior para a concretização de ações para a melhoria da Faculdade como um todo.

“Tivemos uma resposta muito positiva desta reunião. Primeiro pelo espaço de diálogo com a reitoria, nem sempre conseguimos isso de maneira tão aberta e pró-ativa. Saber que vamos trabalhar juntos em prol da Universidade é motivador”, comemorou o professor Tiotréfis Fernandes.

Desafios

Ao falar dos desafios da gestão, o professor João Libardoni destacou a pós-graduação e a extensão como focos de melhoria. “Há a questão da criação do nosso próprio programa de pós-graduação. A FEFF tem 47 anos e ainda não tem mestrado para oferecer aos profissionais. Já existe uma proposta em andamento e a expectativa é abrir vagas em breve”, adiantou o futuro diretor.

“Por outro lado, a FEFF é uma das unidades que mais oferece atividades de extensão. É uma característica dos nossos cursos, temos uma responsabilidade muito grande com a questão social”, reconheceu Libardoni, ao citar que a Faculdade possui dois programas referência no Estado e no Brasil: o Programa de Atividades Motoras para Deficientes (Proamde) e o Programa Idoso Feliz Participa Sempre (PIFPS).

Outra questão abordada na reunião com o reitor foi o uso do espaço da FEFF pela comunidade universitária e externa. “Hoje esse espaço é socializado, mas não de maneira coordenada, o que nos preocupa”, declarou Tiotréfis. “As pessoas podem se lesionar pela prática incorreta de atividade física no espaço, e pode haver a falta de manutenção adequada do local por parte desses usuários”.

“A proposta de extensão é organizar o serviço para que atenda as demandas internas, já que os locais são laboratórios dos cursos de Educação Física, mas que também tenha horários específicos para atendimento à comunidade com orientação de alunos e professores”, expôs o coordenador acadêmico eleito. Na reunião, o suporte da Prefeitura do Campus Universitário (PCU) para pensar em soluções para a demanda foi sugerido.

Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Ufam comemora uma década

Durante a tarde desta sexta-feira, 1º, foram realizadas atividades que correspondem ao segundo dia do cronograma de comemoração aos dez anos do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Ufam (PPGSS).

O evento ocorre no auditório Rio Solimões, localizado no Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais (IFCHS), setor Norte do Campus Universitário.

Estiveram presentes a vice-coordenadora do PPGSS, professora Débora Bandeira;  os egressos do Programa, Silvânia Queiroz, Lidiany Cavalcanti e Jefferson Pereira; A pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação da Ufam, professora Simone Baçal e membros contribuintes.

A feira científica “Grupos de Estudo e Pesquisa” inaugurou a programação de hoje, antecedendo a mesa-redonda intitulada “Pós-graduação e pesquisa: possibilidades para o mercado de trabalho” e a conferência “Pós-graduação em Serviço Social”.

Na ocasião, a vice-coordenadora Débora Bandeira ressaltou o compromisso das pesquisas contempladas pelo Programa com a formação de recursos humanos voltados ao entendimento da realidade amazônica. “A aplicação do Serviço Social na contemporaneidade deve ser compreendida a as diversas demandas sociais da região necessitam de atendimento”, declarou.

Encerramento

Às 18h acontece o lançamento da 1ª Coletânea do PPGSS e em seguida, às 19h, a apresentação musical de um grupo de discentes do curso de Música. 

HUGV realiza a primeira webconferência sobre `Cuidados Farmacêuticos´ para a Faculdade de Farmácia

Docentes e alunos da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da Ufam participaram na manhã desta sexta-feira, 1, no Centro de Educação a Distância (CED), da primeira webconferência sobre Cuidados Farmacêuticos, ministrada pela Unidade de Telessaúde, do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), com o apoio logístico da Gerência Multidisciplinar de Telessaúde, sob a direção do doutor Ivan Tramujas.

A webconferência faz parte do Grupo de Interesse Especial (SIG), da Rede Universitária de Telemedicina (Rute), e teve como tema `Adaptação de Formas  Farmacêuticas com ênfase em Neonatologia´, ministrada pelo doutor Idivaldo Antonio Micali, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Para a coordenadora da Unidade de Telessaúde do HUGV, Adriany Araújo, que também faz parte da Gerência de Ensino e Pesquisa (GEP), a webconferência, além de ser uma atividade fora do ambiente hospitalar, contribui para a capacitação. “Hoje é uma construção nova dentro da Unidade de Telessaúde no que diz respeito uma atividade "extramuro hospitalar” para que os discentes, docentes, pesquisadores e demais profissionais possam ter acesso à ferramenta em questão (webconferência) para contribuir  na vida profissional dos participantes, refletindo na qualidade da assistência ao paciente”.

A Diretora da FCF, professora Débora Teixeira Ohana, ressaltou que a vídeoconferência “é de fundamental importância pois há uma troca de experiências entre as universidades [Ufam-UFRN], que auxilia no desenvolvimento das atividades do curso, e no crescimento da profissão farmacêutica”.

Já a coordenadora local do SIG `Cuidados Farmacêuticos´, professora Kátia Santos, destacou que o tema “resgata o profissional farmacêutico, a partir do momento que o torna importante, no âmbito hospitalar, para favorecer a adaptação das formas farmacêuticas, e assim atender as demandas específicas do hospital”.

Arine Lopes, aluna de mestrado do Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas da Ufam, reforça a importância da aprendizagem. “Essa videoconferência agrega muito pois durante a vida acadêmica não temos uma abordagem voltada para o público neonatal. Então, essa parte de manipulação de formas farmacêuticas alternativas é muito importante para abrir caminhos, de pensar novas possibilidades voltadas para as terapias das crianças”.

Docente da Ufam recebe diplomação como membro da Academia Brasileira de Ciências

Cinco novos membros foram nomeadosCinco novos membros foram nomeadosJosé Nazareno Gomes, docente do Programa de Pós-Graduação em Matemática da Universidade Federal do Amazonas (PPGM/Ufam), recebeu, na tarde de quinta-feira, 31, diplomação como membro afiliado da Academia Brasileira de Ciências (ABC).

A sessão solene foi realizada no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e coordenada pelo vice-presidente da Regional Norte da ABC, Roberto Dall’ Agno.

Os demais cientistas que aderem ao grupo da ABC são Fernanda Werneck, da área de Ciências Biológicas e vinculada ao Inpa; José Toledo, também da área de Ciências Biológicas e vinculado à Universidade Federal do Amapá (Unifap); Joyce Silva, da área de Ciências Químicas e vinculada à Universidade Federal do Pará (UFPA); e Wuelton Monteiro, da área de Ciências da Saúde, com atuação profissional na Ufam, na Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e no Centro de Pesquisa Leônidas e Maria Deane da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Inovações científicas

O artigo do professor Gomes tem por finalidade estudar as superfícies de contato na esfera de dimensão três, subtema componente da área de Geometria diferencial, que correlaciona técnicas de Cálculo diferencial e da Álgebra linear para investigar problemas de caráter geométrico. Conforme constatação do docente, a partir do final do século XIX, a Geometria diferencial tornou-se uma vertente da Ciência matemática muito mais abrangente que o estudo das superfícies, por exemplo. “Essas equações calculam dimensões da hipótese de uma superfície estar se curvando”, detalhou. Outra pertinência do trabalho que ficou evidenciada foi a motivação que agregará a estudantes de graduação, por abordar um tipo de cálculo aplicado em diversos campos de atuação não acadêmicos. “A Geometria diferencial é aplicável à Nanotecnologia, Medicina, Física e algumas engenharias”, exemplificou o professor José Gomes.

As pesquisas são de diferentes áreas do conhecimentoAs pesquisas são de diferentes áreas do conhecimento

Atualmente pesquisador da Fiocruz, Wuelton Monteiro foi professor do curso de Medicina da Ufam até 2013. A pesquisa dele identificou que o índice de performance do sistema de saúde da região Norte é inferior aos das demais regiões, o que afeta principalmente populações marginalizadas ou com poder aquisitivo baixo, quando atingidas pelas chamadas ‘doenças negligenciadas’.

De acordo com Monteiro, o envenenamento por cobras é uma das patologias mais frequentes e pode causar complicações locais ou sistêmicas, além de óbitos. “Complicações locais fazem com que o paciente perca a capacidade funcional no local afetado, e as sistêmicas podem desencadear infecções internas e distúrbios renais”, esclareceu. O pesquisador ressaltou ainda que a morte, nesses casos, está diretamente relacionada ao tempo hábil de atendimento e ao tipo de medicação aplicada. “Um caso tratado em menos de 6h tende a ter sucesso”, alertou.

 

Para acessar o estatuto da ABC, clique aqui

Rede elétrica do Campus recebe manutenção neste sábado, 2 de setembro, entre 8 e 12h

 

A Universidade Federal do Amazonas (Ufam), por meio da Prefeitura do Campus Universitário (PCU), informa que, em virtude de manutenção na rede elétrica dos setores Norte e Sul, as atividades acadêmicas estão suspensas neste sábado, 2 de setembro, entre 8 e 12h.

Progesp lança o primeiro Concurso de Fotografia. Inscrições abertas a partir de 4 de setembro

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp), por meio da Coordenação de Desenvolvimento Social (CDS) do Departamento de Saúde e Qualidade de Vida (Dsqv), lança seu I Concurso de Fotografia, cujo tema é “Ufam: nosso ecossistema”. O objetivo é valorizar, por meio de imagens, a relação humana com o patrimônio contido na maior reserva florestal urbana do Brasil.

O concurso é voltado para toda a comunidade acadêmica da Ufam (docentes, técnico-administrativos em educação, estagiários de nível médio, bolsistas participantes do Programa Bolsa Trabalho e terceirizados) da capital e unidades fora da sede. Serão aceitas somente fotos capturadas por câmera de aparelho celular, registradas após o lançamento do regulamento.

Inscrições

As inscrições para o concurso serão recebidas de 4 de setembro a 6 de outubro, na Progesp, localizada no térreo do Prédio da Reitoria, setor Norte do Campus. O participante deve entregar um envelope lacrado, identificado com o título 'I Concurso de Fotografia da Progesp: Ufam: nosso ecossistema',  endereçado à pró-reitora de Gestão de Pessoas, TAE Maria Vanusa do Socorro de Sousa Firmo. O envelope deve conter a(s) fotografia(s) impressas em papel fotográfico tamanho 15x21cm, formulário de inscrição, termo de autorização de uso de imagem fotográfica e, se necessário, termo de autorização de uso de imagem.

Todos os formulários encontram-se no anexo do Regulamento do concurso (Acesse). Cada participante poderá concorrer com até duas fotografias, que deverão versar sobre alguma das seguintes categorias: natureza, convívio homem-natureza, convívio social (comunidade acadêmica), ambiente arquitetônico, momentos felizes e problemas e limites.

O participante também deverá enviar uma cópia digital da(s) fotografia(s) para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , com o título: I Concurso de Fotografia da Progesp “Ufam: nosso ecossistema”, juntamente com o registro (print) das propriedades da fotografia, comprovando a resolução e a data de registro.

Seleção e premiação

Serão selecionadas e premiadas as 24 melhores fotografias inscritas, classificadas do primeiro ao quarto lugar de cada categoria. A divulgação dos vencedores, a premiação e a apresentação das melhores fotos ocorrerão na Semana do Servidor, a ser realizada nos dias 25 de outubro a 1 de novembro.

Todas as informações necessárias para a participação estão contidas no Regulamento do Concurso (anexo).

 

Informações: (92) 3305-1478 / 1479 / cdsprogesp@ufam.edu.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ufam discute sobre Doutorado Acadêmico em Rede na área de Educação com Universidades da Região

A pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, professora Selma Baçal, recebeu, na manhã desta sexta-feira, 1º de setembro, representantes de Universidades Públicas da Região Norte para avaliar a possibilidade de oferecer um Doutorado Acadêmico em Rede na área da Educação.

Participaram da reunião com a pró-reitora a professora Lília Colares, da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA); o professor Mark Clark Assen, da Universidade Federal do Acre (UFAC); o professor Ronaldo de Lima Araújo, da Universidade Federal do Pará (UFPA); os professores Flávio Corsini e Eliel Eleutério Farias, ambos da Universidade Federal de Roraima (UFRR); e a professora Cleusa Suzana Araújo, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Cronograma

O grupo tem até o dia 31 de outubro para submeter a proposta. Durante o encontro, os participantes avaliaram as exigências da Capes para o empreendimento voltado a integrar esforços das universidades da região Norte do País."Queremos construir uma proposta vencedora, para ser aprovada imediatamente. Unidos estamos definindo nosso Regimento", declarou a pró-reitora.

A professora Cleusa Suzana Araújo compartilhou a experiência da UEA em oferecer cursos em Rede. "Nossos cursos da Rede REAMEC são voltados a docentes. A coordenação geral da Rede sempre foi em Mato Grosso, mas temos coordenadores em polos, sendo um em Cuiabá, outro no Pará e um terceiro no Amazonas. As disciplinas são modulares, sempre oferecidas nas férias para os professores cursistas. A orientação é cruzada para favorecer a relação em rede e evitar uma formação homogênea, que é aquela em que toda uma trajetória acadêmica é construída com o mesmo orientador", explicou a docente.

Os professores aproveitaram para esclarecer dúvidas em relação ao formato de orientação cruzada, quanto aos critérios que caracterizem o curso em Rede e fizeram sugestões de que na proposta do novo curso haja a figura do co-orientador, um docente mais próximo do aluno. "As possibilidades e problemas foram apresentados e vamos trabalhar com essas informações", declarou o professor Ronaldo de Lima Araújo, da UFPA.

Ufam recebe visita da empresa Positivo Tecnologia e estreita parceria

Da esquerda para direita: Waltair Machado (Protec), Lisandro Mamud (Proext), Georges Kalache (Positivo), Genilson Santana (Protec) e José Saraiva (Protec) Da esquerda para direita: Waltair Machado (Protec), Lisandro Mamud (Proext), Georges Kalache (Positivo), Genilson Santana (Protec) e José Saraiva (Protec) A Universidade Federal do Amazonas (Ufam), por meio da Pró-Reitoria de Inovação Tecnológica (Protec), organizou, nesta semana, a visita da empresa Positivo Tecnologia à instituição. O objetivo foi estreitar relações entre ambas, de modo que fossem apresentados projetos de inovação tecnológica e resultados de pesquisas básicas e aplicadas, desenvolvidas por docentes e discentes.

Na oportunidade foram divulgadas diversas ações de inovação tecnológica, desenvolvidas pelo Instituto de Computação (IComp), pelo Centro de P&D em Tecnologia Eletrônica da Informação (Ceteli) e pelo  Centro de Desenvolvimento Empresarial e Tecnológico (CDTECH).

Conforme o representante da Positivo Tecnologia, Georges Kalache Netto, a parceria visa a desenvolver projetos em conjunto. “A Positivo tem bastante interesse em usar a expertise e o conhecimento técnico que a Universidade tem e está em busca de tornar os seus processos e produtos mais eficientes para os próximos ciclos de investimento", declarou.

Para o pró-reitor de Inovação Tecnológica, professor Waltair Vieira Machado, essas ações serão cada vez mais contínuas, de modo que a política institucional de inovação tecnológica da Ufam se expanda ainda mais para a comunidade em geral, trazendo retorno para a instituição e estreitamento no relacionamento com as empresas. O cenário que se apresenta é otimista. "Se pensarmos no custo-benefício, é fantástico. Eu acredito que essa semente está lançada".   

A diretora do IComp, professora Tanara Lauschner, ressaltou que a iniciativa da Protec em trazer uma empresa como a Positivo Tecnologia para conhecer o que é realizado na Universidade é uma aproximação "para casar o que temos aqui aos desejos das empresas, para que possamos produzir mais para a sociedade".

Já para o diretor do Ceteli, professor Cícero Costa Filho, a oportunidade faz parte do cumprimento de um compromisso democrático, assumido pela Gestão 2017-2021. "À medida que a Protec tem um contato com a empresa e a chama para a Universidade, todos os grupos têm condições de atuar nessa empresa".

 

EEM ganha 13 doutores e firma parceria internacional na comemoração dos 20 anos vinculada à Ufam

A homenagem se estendeu a ex-reitores e a todos que participaram do processo de transferência e consolidação da Unidade

Ao festejar os 20 anos na estrutura da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), a Escola de Enfermagem de Manaus (EEM) recebeu 13 doutores formados pelo Doutorado Interinstitucional (Dinter) junto à Universidade de São Paulo (USP) e firmou parceria de intercâmbio com a Escola de Enfermagem da Universidade de Coimbra, em Portugal. A solenidade foi realizada no dia 30 de agosto, no auditório da Unidade.

Comemoração dos 20 anos na estrutura da UfamComemoração dos 20 anos na estrutura da Ufam

Fizeram parte da mesa de honra o reitor, professor Sylvio Puga; a diretora da EEM, professora Nair Chase; a pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, professora Selma Baçal; a presidente da Comissão de Pós-Graduação da USP, professora Silvia Regina Secoli; o coordenador da Escola de Enfermagem de Coimbra, professor Luís Manuel Batalha; e o presidente do Centro Acadêmico da EEM, o estudante Iago Orleans.

Ao dar os parabéns pelas conquistas de discentes, docentes e técnico-administrativos ao longo dessas duas décadas, o professor Sylvio Puga comparou a trajetória da Unidade a uma escala cujos degraus ele apontou. “O primeiro é o acolhimento da Escola como unidade acadêmica, o que não foi uma tarefa fácil; o segundo, a qualificação do corpo de professores, especialmente o encerramento do Dinter com a USP; e o terceiro é a internacionalização, ilustrado com essa parceria de intercâmbio com a Universidade de Coimbra”, explicou o reitor.

20 anos depois

A história da Escola de Enfermagem de Manaus teve início em 2 de dezembro de 1949, no âmbito da Superintendência do Plano Nacional de Valorização da Amazônia (SPVEA) e mantida pela Fundação Serviço Especial de Saúde Pública pelos 42 anos seguintes. A partir de 1991, passou compor a estrutura da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), onde ficou até 1997.

No dia 27 de agosto daquele mesmo ano, a Escola foi incorporada à estrutura da então Universidade do Amazonas, migrando do Ministério da Saúde para o Ministério da Educação (MEC). O nome, no entanto, não foi modificado, mantendo-se a tradicional nomenclatura. As professoras Francilene Ferreira, Arinete Veras, Ilse Sodré, Miriam Rocha e Gilsirene Scantelbury; e as TAE Jane Guidão e Socorro Pinto já faziam parte da Escola.

Diretora da EEM no segundo mandato consecutivo, a professora Nair Chase destacou que houve avanços tanto para a Universidade quanto para a Escola. Ainda na estrutura antiga, a UA já era parceira na organização de processos seletivos, na oferta de disciplinas do ciclo básico. “Ao fim do processo, chegou-se ao entendimento da legitimidade da transferência para por fim ao principal problema, que era a ausência de quadro docente”, recordou.

“A contribuição da Escola foi inserir na Universidade o curso de Enfermagem. Por outro lado, a Escola agregou a formação integral do enfermeiro, envolvendo ensino, pesquisa e extensão”, ponderou a docente. Atualmente, o enfoque é a formação stricto sensu, com a oferta de mestrado e, futuramente, de doutorado; e ainda com ênfase na aproximação da comunidade.

Placa alusiva aos 20 anos foi lida pelo reitorPlaca alusiva aos 20 anos foi lida pelo reitor

Qualificação

Ao todo, 16 doutores em Enfermagem - Saúde do Adulto retornaram às atividades, sendo 13 da EEM e outros três do Instituto de Saúde e Biotecnologia em Coari (ISB). A formação é resultado de um Dinter em parceria com a Escola de Enfermagem da USP. Para a presidente da Comissão de Pós-Graduação da parceira, professora Silvia Regina Secoli, os doutores são âncoras da transformação em termos de ensino, prática e inovação tecnológica.

“No Brasil nós temos uma proporção de mais ou menos 5,6 doutores para cada cem mil habitantes, enquanto em países considerados com grande desenvolvimento do ponto de vista econômico e tecnológico, como Alemanha (30/100 mil), Estados Unidos (14/100 mil) e Japão (12/100 mil)... Então, a fortaleza está na formação de doutores”, comparou.

Especificamente para a Ufam, há perspectiva de crescimento na Pós-Graduação. Até 2016, eram 74 programas e 109 cursos de graduação na área de Enfermagem, com apenas 1,8% na região Norte. Segundo ela, a expectativa é de que os recém-formados incrementem as propostas para fortalecer a produção científica na área, com destaque para as temáticas locais.

“Hoje nós coroamos o fechamento de um Dinter que teve início quando eu ainda era pró-reitora, em dezembro de 2012. E agora nós estamos encerrando com sucesso, porque a colação de grau dos doutores vem fortalecer e potencializar a Pós-Graduação em Enfermagem que nós temos em associação com a Universidade Estadual do Pará. Para nós, é uma satisfação muito grande oportunizar a formação de mais doutores. Estamos aguardando a abertura da Capes para oferecermos pelo menos oito propostas de Dinter”, comemora a pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, professora Selma Baçal.

Equipe festeja avanços no ensino, na pesquisa, na extensão e na internacionalizaçãoEquipe festeja avanços no ensino, na pesquisa, na extensão e na internacionalização

Esron Rocha é um dos doutores formados nessa turma. Ele ficou responsável por apresentar as temáticas tratadas nas teses, com destaque para a aproximação entre a saúde pública e as práticas de enfermagem com a população indígena e os ribeirinhos. “Nós tínhamos uma responsabilidade política, pedagógica e social. Todas as pesquisas nos ajudaram a repensar o processo de trabalho, principalmente considerando a nossa realidade”, frisou.

Encontro Luso-brasileiro

A internacionalização da Escola de Enfermagem consolida o processo de expansão iniciado há duas décadas. O convênio com a Universidade de Coimbra tem vigência até 2021, período em que discentes da graduação e da pós-graduação farão intercâmbio na Unidade de Investigação da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, com início já em setembro deste ano.

A parceria teve início através de um contato da coordenadora do curso na Ufam, professora Gilsirene Scantelbury de Almeida, quando ela viajou a Coimbra para apresentar um trabalho e realizou visita técnica. “Fiquei encantada com o trabalho deles”, disse.

O representante português é o professor Luís Manuel Batalha, que avalia positivamente o acordo: “Somos a maior Escola de Enfermagem de Portugal. Viemos a Manaus apresentar nossa experiência e estratégias de desenvolvimento, mas também conhecer o que já se faz aqui. Sinto-me em casa”.

“O objetivo é ampliar o conhecimento nos campos da enfermagem e da saúde a partir de uma experiência internacional. Na proposta, os graduandos permanecerão por um ano e os pós-graduandos por quatro meses”, informou a professora Nair Chase.

Ainda não está prevista a vinda de alunos de Portugal, mas essa é uma alternativa. A partir de agora, será estabelecido um convênio formal para a execução de projetos na área de pesquisa e na área de formação/ensino.

Progesp divulga o resultado final dos aprovados para o Auxílio Moradia - Manaus

A Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp), por meio do Departamento de Assistência estudantil (Daest), divulgou o resultado final e a relação de discentes para o cadastro reserva do processo seletivo regido pelo Edital 002/2017, que selecionou discentes para o Auxílio Moradia. (Acesse).

De acordo com o cronograma, a próxima fase, que é a implementação do Auxílio, ocorre em 13 de setembro, às 12h30, na Sala de Treinamento da Progesp, localizada no térreo do prédio da Reitoria, setor Norte do Campus.

Nessa data, o Daest realizará uma reunião para destacar os itens indispensáveis para a permanência dos discentes no Auxílio, bem como a entrega do Termo de Compromisso e cadastro das informações bancárias no Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo federal (Siafi). 

Os discentes devem apresentar, obrigatoriamente, no ato da implementação, os seguintes documentos: Documento Oficial com foto original, CPF original e dados bancários (cartão bancário ou cópia do contrato de abertura de conta corrente).

Informações: (92) 3305-1795 / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

HUGV realiza primeira sessão clínica por videoconferência com Coari/AM

Iniciativa ressalta o compromisso do Hospital no compartilhamento do conhecimento e novas tecnologias

Professora Roberta Lins conduziu a sessão clínicaProfessora Roberta Lins conduziu a sessão clínicaNa tarde de quarta-feira, 30, a Unidade de Telessaúde do Hospital Universitário Getúlio Vargas da Universidade Federal do Amazonas (HUGV/Ufam) realizou pela primeira vez uma sessão clinica por videoconferência. A iniciativa foi articulada entre a Comissão de Residência Multiprofissional (Coremu) e o Instituto de Saúde e Biotecnologia em Coari (ISB/Ufam).

A sessão clínica teve o apoio logístico e de tecnologia da informação da Gerência Multidisciplinar de Telessaúde da Ufam (GMTS), coordenada pelo professor Ivan Tramujas. Segundo a coordenadora da Unidade de Telessaúde, enfermeira Adriany Araújo, o apoio incondicional da GMTS foi essencial para que a sessão acontecesse. “Sem a assistência da Gerência, não seria possível a realização desta iniciativa inovadora no âmbito da telessaúde”, afirmou.

A sessão clínica da residência Multiprofissional de Fisioterapia Neonatal teve a participação, além dos residentes do hospital, dos discentes das áreas de saúde do polo em Coari. A coordenadora da residência de Fisioterapia em Terapia Intensiva Neonatal do HUGV é a professora Roberta Lins, da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia (FEFF) da Ufam.Sessão envolveu estudantes da graduação dos cursos de saúde do ISB/Coari e residentes do HUGVSessão envolveu estudantes da graduação dos cursos de saúde do ISB/Coari e residentes do HUGV

“A sessão permitiu aos estudantes de graduação em nutrição, enfermagem, fisioterapia e medicina de Coari terem este momento de troca de conhecimento, que de outra forma, seria muito mais difícil devido aos custos envolvidos, já que o município de Coari se situa a 363 km de Manaus. O intuito desta iniciativa foi promover a expansão e a interação cada vez mais do ensino e da pesquisa e utilizar as tecnologias de Educação à Distância (EAD) para universalizar o acesso ao conhecimento na UFAM", complementou Adriany Araújo.

Para a professora Roberta Lins, a experiência foi enriquecedora para todos os envolvidos. "O momento foi abrilhantado pelos coordenadores e acadêmicos dos cursos de saúde do ISB, além dos coordenadores, preceptores e residentes das Residências da Coremu", destacou.

A residência coordenada pela docente, em parceria com a Maternidade Balbina Mestrinho, foi criada em 2014, com 12 bolsas do Ministério da Educação (MEC), já formou sua primeira turma de seis especialistas. "Estamos colhendo excelentes frutos com esta formação diferenciada, que privilegia o treinamento em serviço e a formação de especialistas voltados a atender a demanda do SUS", declarou a coordenadora.

Telessaúde do HUGV promove videoconferência na Feff

A Unidade de Telessaúde do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), responsável pela coordenação das ações ligadas à Rede Universitária de Telemedicina (Rute), promoveu na quinta-feira, 31 de agosto, na Faculdade de Educação Física e Fisioterapia (Feff), a primeira reunião de Grupos de Interesse Especial (SIG) por meio de videoconferência, fora do ambiente do Hospital.

A videoconferência teve a participação do médico Mauro Vaisberg, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), e dos professores e estudantes da Feff. O médico expôs um caso de avaliação da pessoa com Diabetes tipo1 em treinamento físico. Explicou como proceder e orientou como o profissional de Educação Física deve avaliá-la.

SIGS

Os Grupos de Interesse Especial (SIGs) promovem sessões, por videoconferências ou webconferências, para debates, discussões de caso, aulas, pesquisas e avaliações a distância em várias especialidades e subespecialidades médicas, para diversos profissionais da área de saúde, em diversos níveis de formação profissional. Atualmente, o HUGV participa de 39 SIGs de telessaúde pela rede Rute e pela primeira vez a sessão ocorreu noutra unidade. 

Estudante Julia SilvaEstudante Julia Silva

A chefe da Unidade de telessaúde do HUGV, enfermeira Adriany Araújo, espera que o conteúdo exposto amplie o conhecimento dos futuros profissionais da Educação Física. “Espero que os estudantes participem. São conteúdos que vão agregar conhecimentos na sua formação, e que eles possam utilizá-los no dia a dia do atendimento ao público”, disse.

Já a estudante do 3º período de Fisioterapia da Ufam, Júlia Silva dos Santos, afirmou que o tema da videoconferência é importante porque as pessoas que serão atendidas pelos futuros profissionais, caso sejam acometidas por diabetes, terão auxílio de pessoas que conhecem a doença e podem ajudar no atendimento. “O tema vai acrescentar muito. Entendendo mais sobre a doença, temos mais segurança de como proceder com os pacientes. É uma excelente oportunidade participar desta videoconferência”, destacou a estudante.

A diretora da Feff, professora Artemis Soares, destacou que a videoconferência oferece uma oportunidade para os professores consolidarem seus conhecimentos e repassarem aos estudantes. “Vejo com muito interesse a abertura a novos conhecimentos. A videoconferência oferece essa oportunidade para alunos e professores e a participação agrega à formação”, afirmou a docente.

 

 

Projeto leva música aos pacientes do HUGV

Na tarde da última quarta-feira, 30, os pacientes do Hospital Universitário Getúlio Vargas, da Universidade Federal do Amazonas (HUGV-Ufam), tiveram momentos de alegria e descontração com a apresentação dos artistas do grupo Remédio Musical, projeto que leva música para pacientes, acompanhantes e servidores de hospitais em todo país.

O projeto, fundado em 2009, já percorreu 15 estados do Brasil, e conta com a participação de 10 músicos. No HUGV a apresentação foi realizada, pelo Alan Cruz, responsável pelo projeto, e pela acadêmica do curso de música da Ufam Eliane Rocha. Nas enfermarias, os próprios pacientes escolhiam as músicas executadas o que remetia às lembranças e memórias de cada um, tornando esse momento mais especial.

Para a paciente Vera Lúcia Gama, a iniciativa "é um remédio, que alivia a alma e eleva a auto estima". Fã dos Beatlles, ela não deixou de pedir uma música do quarteto de Liverpool.

O projeto teve o apoio da Comissão de Humanização do HUGV, com o objetivo de proporcionar ao paciente, familiares e equipe multidisciplinar da assistência um ambiente terapêutico acolhedor. Para a Assistente Social e membro da comissão de humanização do HUGV, Socorro Lobato, "ações como essa fortalecem os vínculos entre pacientes e profissionais da saúde, tornando o trabalho mais leve e o tratamento do paciente menos angustiante em decorrência da internação".

O programa tem o apoio logístico do Instituto Sabin, mas conta com parcerias, venda de cds e shows para custear as despesas das viagens.

Novos técnico-administrativos tomam posse na Ufam

Servidores assinam termo de posseServidores assinam termo de posseQuatorze novos técnico-administrativos em Educação (TAEs) tomaram posse na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) na quarta-feira, 30 de agosto. A solenidade ocorreu no miniauditório da Reitoria, situada no setor Norte do Campus Universitário.

O reitor da Ufam, professor Sylvio Puga, acompanhado da pró-reitora de Gestão de Pessoas (Progesp), TAE Maria Vanusa Firmo, presidiu a cerimônia de posse dos servidores. Dirigindo-se aos novos integrantes da ‘família Ufam’, o reitor parabenizou-os pela nomeação e lembrou a importância da função que exercerão.

“Vocês chegaram aqui por meio de um rigoroso processo seletivo e alcançaram o mérito de fazer parte desta instituição. Somos aqueles que dão suporte às atividades de ensino, pesquisa e extensão, e, mais do que isso, somos uma família. Peço que estejam conosco, se dediquem e amem a instituição, um amor de gestos, preocupado com resultados”, discursou o professor Sylvio Puga.

Reitor presidiu a cerimônia coletiva de posse dos novos TAEsReitor presidiu a cerimônia coletiva de posse dos novos TAEs

A pró-reitora Maria Vanusa Firmo deu as boas-vindas aos colegas técnico-administrativos e afirmou o apoio permanente da Progesp na trajetória dos servidores na Universidade.

“Esse momento é a porta inicial do nosso relacionamento, que será contínuo. Teremos vários encontros daqui para frente e a Progesp estará presente em vários deles, desde a posse e, quem sabe, até a aposentadoria de vocês nesta casa”, disse a gestora. “Todos os setores estão ansiosos para recepcioná-los e darem início a um trabalho de qualidade”.

Compuseram, ainda, a mesa de honra os pró-reitores de Extensão (Proext), professor João Ricardo Bessa Freire; de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp), professora Selma Baçal; de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (Proplan), professora Kleomara Cerquinho; de Administração e Finanças (Proadm), professor Raimundo Nonato Almeida; e de Inovação Tecnológica (Protec), professor Waltair Machado.

Jorselandia Maria da Silva atuará no campus de ItacoatiaraJorselandia Maria da Silva atuará no campus de ItacoatiaraOrientações

A ocasião também serviu para apresentar a estrutura da Universidade aos membros recém-chegados. O diretor do Departamento de Administração de Pessoal (Dapes/Progesp), Moisés Alves, abordou os direitos e deveres dos servidores e temas como jornada de trabalho, estágio probatório, férias, benefícios e plano de saúde.

Sucesso

Residente do município de Maués, Jorselandia Maria da Silva ocupará o cargo de assistente em administração no Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia de Itacoatiara (Icet). A TAE revela-se satisfeita com o novo cargo e tem planos em longo prazo dentro da Ufam.

“Passei um ano me preparando para prestar concurso público e ingressar no ambiente federal”, conta Jorselandia. “Estou muito contente com a aprovação para trabalhar na Ufam e meu plano é de permanecer nela por muito tempo, buscando, é claro mais conhecimento e capacitação e, quem sabe, entrar na área da docência”, revela a servidora, que é formada em Ciências Econômicas.

Conselho Federal de Farmácia atribui reconhecimento ao HUGV

Uso racional de medicamentos motivou o reconhecimento de êxitoUso racional de medicamentos motivou o reconhecimento de êxitoO setor de Farmácia Hospitalar do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV-Ufam) recebeu do Conselho Federal de Farmácia do Amazonas (CRF) uma placa de reconhecimento como experiência exitosa de farmacêuticos no Sistema Único de Saúde (SUS), por sua atuação no manejo de antimicrobianos nesse Hospital. O evento ocorreu no dia 23 de agosto.

Conforme declaração do Conselho, “o trabalho da equipe contribuiu para demonstrar a importância da atuação farmacêutica para melhoria do quadro geral de saúde da população, para o acesso e uso racional de medicamentos e para a redução de gastos públicos”.

Segundo a responsável pelo setor de farmácia Hospitalar do HUGV, farmacêutica Bruna Rodrigues, que coordenou a equipe de execução da iniciativa, a complexidade dos ambientes hospitalares frequentemente possibilita a observação de eventos adversos , relacionados ao uso de medicamentos. “Considerando isto, as instituições devem criar mecanismos para padronizar a administração de medicamentos, tendo sempre como foco a segurança do paciente”, esclareceu.

A partir desta constatação, foi realizado um projeto de extensão em convênio com a Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Ufam (FCF), com o objetivo de padronizar a administração de antimicrobianos. O projeto foi executado nas seguintes etapas: treinamento dos integrantes; auditoria interna; elaboração de guia de preparo e administração de antimicrobianos injetáveis; e treinamento dos profissionais de saúde nas clínicas.

Com os bons resultados da iniciativa, foi gerado um artigo científico intitulado “Farmácia Clínica no manejo de antimicrobianos: preparo, administração e uso racional em um hospital universitário em Manaus”, divulgado na publicação “Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS”, do CRF, sendo o único artigo da região Norte do Brasil a ser publicado nesta edição.  

Treinamentos futuros

Considerando o sucesso da ação e o planejamento de ações permanentes de educação em Saúde, realizou-se a revisão anual do “Guia de Preparo e Administração de Antimicrobianos Injetáveis do HUGV – 2017” e novas rodadas de treinamento nas clínicas serão realizadas a partir do dia 12 de setembro. A expectativa é que participem desta ação mais de 300 profissionais em Saúde.