Obra de professor será contada e cantada em Festival de Barcelos

 
Por Sandra Siqueira
Equipe Ascom

O livro “Ethos e Figurações na Hinterlândia Amazônica”, do professor da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia (FEFF), Gláucio Matos, será apresentado durante a XXIV edição de 2018 do Festival do Peixe Ornamental de Barcelos, nos dias 25, 26, 27 e 28 de janeiro.

Publicada em 2015, a obra é resultado da pesquisa de campo e da experiência de 25 anos de trabalho em três comunidades amazônicas do município de Boa Vista do Ramos-Am, no Baixo Amazonas. “A obra traz uma reflexão sob a perspectiva sociológica de Norbert Elias. Destaco como o processo civilizador não saiu da floresta, avançou para dentro dela. No processo de integração as configurações ampliaram e as redes de interdependências. O poder, a diferenciação social e a individualização ocorrendo no universo amazônico. E, dos 62 municípios do Estado, não há um que não tenha desenvolvido uma ou duas datas festivas em função do lazer, no qual o Festival do Peixe Ornamental é uma de destaque”, explica.

Ao estudar a vida cabocla, o autor afirma que o amazônida pode configurar-se de diferentes formas, sendo um indivíduo complexo. “Essa é uma questão longa que pode ser entendida melhor na leitura da obra, mas uma coisa é certa, o caboclo amazônico não se define, se explica. Pode passar a vida morando em comunidade dita rural, ser pescador, agricultor, caçador. Por outro lado, esse caboclo, migra para a urbe e se torna professor, advogado, médico, político etc”, registra.

Obra resulta de 25 anos de trabalho em comunidades no Am, diz professor Gláucio CamposObra resulta de 25 anos de trabalho em comunidades no Am, diz professor Gláucio CamposSobre sua participação no Festival de Barcelos, o professor informa que atuou ativamente em diversos momentos na preparação do Cardinal, inclusive na composição da música“Ethos Caboclo”, cuja autoria compartilha com Josias Benfica.“O festival tem sua importância, pois traz em seu tema o modo de vida amazônico ou uma reflexão crítica de problemas socioambientais. Assunto que permeia o cotidiano de encontros técnicos e científicos com o olhar para a Amazônia brasileira. No aspecto econômico injeta recursos ao município. Na perspectiva do turismo e do lazer, coloca o Município em destaque em nível estadual, nacional e internacional”, expõe, ao dizer que acredita na vitória do Cardinal: “Tem grande chance de vitória”.

Sobre o Festival do Peixe Ornamental de Barcelos

Realizada em Barcelos, a 401,7 km de Manaus, a XXIV edição do Festival apresenta a rivalidade entre os peixes Cardinal e Acara-Disco. O primeiro representado pelas cores azul e vermelho e o segundo, por preto e amarelo. Durante os quatro dias do festival, além da disputa entre os peixes, ocorre a apresentação de artistas locais e nacionais, exposições e feiras de artesanato e cultura regional.   O município espera receber aproximadamente 2 mil turistas em 2018.