15ª Semana de Museus tem programação especial no Museu Amazônico

Pedagoga do Museu Amazônico Carolina Brandão dá explicações aos estudantes sobre o acervo do MuseuPedagoga do Museu Amazônico Carolina Brandão dá explicações aos estudantes sobre o acervo do MuseuO Museu Amazônico da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) promove, ao longo desta semana, a 15ª Semana de Museus com o tema “Museus e histórias controversas – dizer o indizível em museus”, com exposições, palestras, oficinas, visitas mediadas, entre outras atrações culturais. O evento faz parte da comemoração do Dia Internacional de Museus (18 de maio) e é coordenado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). A programação, com diversas atrações, teve início nesta segunda-feira, 15, e vai até a sexta-feira, dia 19. Nesta terça-feira, 16, o Museu recebeu a visita de estudantes para a atividade "Diálogos Biblioteca".

Desde o ano de 2009, o Museu Amazônico participa do evento “Semana de Museus” incentivado pelo Ibram. São oito anos de participação no evento disponibilizando seu acervo literário, peças históricas, galeria para exposição, acervo indígena, material cultural e seus inúmeros profissionais. A participação da Instituição neste evento tem influenciado outros museus da cidade a participarem do evento. “O Museu se tornou uma referência para outras instituições locais que passaram a promover também a Semana de Museus. O Ibram convoca todos os anos museus do Brasil a organizarem uma programação com diversas atrações ao longo de uma semana”, disse a Pedagoga do Museu Amazônico, Carolina Brandão.

Nessa edição, mais de mil museus de todo o país oferecem ao público 3 mil atividades como visitas mediadas, palestras, oficinas, exibição de filmes,  entre outras atrações. São atividades que incentivam o visitante a conhecer todo o acervo material e simbólico do Museu Amazônico, além de descobrir e lembrar o indizível nos espaços físico e simbólico da leitura.

Na manhã desta terça-feira, 16, um grupo de estudantes da Universidade do Estado do Amazonas visitou o evento e participou da palestra “Diálogos Biblioteca” proferida pela bibliotecária do Museu Rosângela de Oliveira Martins que deu detalhes do acervo bibliográfico que dispõe a Instituição. “O acervo tem mais de 10 mil títulos (livros, periódicos, álbuns, manuais) e estão disponíveis para o público. É um material bastante utilizado por pesquisadores porque tem obras antigas que retratam um passado de nossa cidade que não existe mais”, destacou Rosângela Martins.

Em seguida o grupo de estudantes visitou a exposição “Memória da Capoeiragem no Amazonas – I-mestre KK Bonates constituída de fotos, objetos, documentação, poesias, quadros, entre outros materiais, que compõe o evento. A programação terá nesta quarta-feira, 17, a oficina “Conversa e Jogo no teatro”, das 8h30 às 9h30.

A diretora do Museu Amazônico, Maria Helena Ortolan, destacou a participação do Museu no evento como prova na disseminação do conhecimento. “A participação do Museu Amazônico na 15ª Semana de Museus é a prova de que estamos conectados com a proposta dos museus brasileiros de fazer refletir conhecimentos em museus. Enquanto museu universitário, localizado na Amazônia, temos a honra de participar de um evento nacional e mostrar nas nossas várias formas de linguagens nosso acervo. O fato de ser um evento nacional nos coloca nas discussões nacionais nesse universo museológico. Nossa participação é mostrar que pudemos e fazemos o Museu através de várias técnicas e formas de produção do conhecimento. A pluricidade do nosso Museu é reconhecida sobretudo nesta semana. Somos capazes de dizer histórias ou de dizer o indizível por meio de várias linguagens. Mas do que um acervo estagnado nosso acervo fala”, destacou a diretora, Maria Helena Ortolan.

 

Veja a programação para os próximos dias:

15 a 19 de maio – 8h30 às 16h30: Exposição “KK pequeno Bonates: a trajetória da capoeira do mestre KK”.

17 de maio – 8h30 às 9h30: Oficina “Conversa e Jogo no teatro”.

18 de maio – 14h às 15h: Palestra “Tráfico de índios da Amazônia”.

As atividades estão sendo coordenadas por Carolina Brandão, Regina Vasconcellos, Rosângela Martins, James Araújo, Verônica Gomes, Dyson Teles e outros. Os interessados em participar da programação podem visitar o Museu Amazônico, de segunda à sexta-feira, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30, na rua Ramos Ferreira, 1036, Centro. Telefone: (92) 3305-1181, Ramal 2021

Informações: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.