Aluna do ICET é aprovada em mestrado de uma das 12 melhores universidades alemãs

Não é a primeira vez que Emmanuelle estuda na Alemanha. O país europeu e a Universidade de Tübingen entraram em sua vida em 2012, quando foi selecionada para o Programa Ciência sem Fronteiras (CsF)

 

Emmanuelle passará dois anos na Universidade de TübingenEmmanuelle passará dois anos na Universidade de Tübingen

Emmanuelle Moraes Ribeiro passará os próximos dois anos na Alemanha cursando a pós-graduação em nível de mestrado na Universidade de Tübingen, ao sul do país. Em contagem regressiva, a estudante se prepara para dar continuidade à formação iniciada na graduação em Farmácia no Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia (ICET), em Itacoatiara.

Com um currículo invejável, a formanda comemora a aprovação para uma das instituições de alto nível na área de Farmácia da Alemanha, que é um dos países referência em fármacos no mundo. Com quatro anos de experiência em projetos de iniciação científica e mais de 20 resumos publicados em anais de congressos, Emmanuelle afirma que ser cientista é um sonho de infância e que a UFAM proporcionou a concretização dele. “A UFAM foi muito importante na minha vida. Sou do interior. Não tinha nada de perspectiva para mim depois do Ensino Médio. De repente, surge um campus da UFAM em Itacoatiara. Era o que eu precisava”, revela, ao comentar seu amor pela ciência e pelo curso de Farmácia. “Me apaixonei por Farmácia. Meu ex-orientador, professor Anderson Guimarães, foi fundamental para me identificar com o curso. Ele foi muito importante para minha formação”, reconhece.

O currículo diferenciado e o domínio da língua beneficiaram a estudante O currículo diferenciado e o domínio da língua beneficiaram a estudante

Não é a primeira vez que Emmanuelle estuda na Alemanha. O país europeu e a Universidade de Tübingen entraram em sua vida em 2012, quando foi selecionada para o Programa Ciência sem Fronteiras (CsF) do governo federal. Nos dois anos que passou lá, a amazonense pôde aprender ainda mais sobre sua área de atuação e estabelecer contatos com pessoas não só da Alemanha, mas também de outros países. “Como a Alemanha é muito bem conceituada em termos de indústria farmacêutica e eles dão muito suporte à pesquisa, isso me chamou a atenção. A Universidade de Tübingen foi escolhida por ser uma das 12 instituições de excelência da Alemanha, oferecer o meu curso e ter convênio com CsF”, informou.

Cidade de Tübingen, AlemanhaCidade de Tübingen, AlemanhaSegundo a jovem pesquisadora, além disso, o domínio da língua alemã, adquirido em Tübingen, foi fundamental para o bom resultado na seleção do mestrado em Ciências Farmacêuticas e Tecnologia. “Para a primeira viagem, estudei sozinha porque em Itacoatiara não tem curso de alemão. Fui com o básico da língua. Já na Alemanha, fiquei sabendo como funcionava a seleção, que precisaria da proficiência. Então, aproveitei bem o período lá para estudar o idioma e atingir uma nota bem alta no teste”, comentou.

Com passagem marcada para o dia 1º de abril, Emmanuelle está nos últimos preparativos para viver a nova fase que mostrará infinitas possibilidades no âmbito profissional. “Eu sempre sonhei com isso”, disse. “Sempre quis experimentar coisas novas e quando houve a oportunidade, corri atrás”, expôs. “Essa experiência vai me abrir muitas portas, se eu fizer um bom trabalho lá. Quero tentar o doutorado também”, adianta. “Meu plano é voltar para o ICET e participar da Semana de Ciência e Tecnologia, como palestrante dessa vez. E contribuir para inspirar outros alunos”, finalizou.