Programa de extensão da UFAM promove o bem estar das pessoas com deficiência

Casos mais atendidos são de adultos com deficiência intelectual leve a moderado

Zenilda e Mª de Fátima participam do Proamde há mais de dez anosZenilda e Mª de Fátima participam do Proamde há mais de dez anos

“Quando entrei no Proamde, não podia falar. Mas na medida em que fui fazendo as atividades físicas e conversando com outras pessoas, minha voz foi retornando. As meninas [professoras] são legais comigo. Retorno pra casa satisfeita e alegre” (Zenilda dos Santos Macedo teve AVC aos 29 anos).

“Eu gosto daqui pois faço várias atividades, como por exemplo, natação. Isso me deixa com o corpo mais leve. Minha cabeça fica bem”. (Maria de Fátima Silva dos Santos foi operada de uma hemorragia cerebral em 1985).

Os relatos acima são de duas senhoras acima de 60 anos que, muito jovens, tiveram Acidente Vascular Cerebral (AVC). Dentre as sequelas estão alterações comportamentais e cognitivas, e dificuldades na fala. 

Hoje, Zenilda e Mária de Fátima são alunas do Programa de Atividades Motoras para Deficientes (Proamde). Há mais de 10 anos elas vêm superando, por meio do Programa, as sequelas do derrame cerebral.

Pacientes recebem apoio também no HUGVPacientes recebem apoio também no HUGV

 

 

Educação física e esportes adaptados

O Proamde é um programa de extensão da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia da UFAM (FEFF), que há 15 anos oportuniza o desenvolvimento das atividades motoras dos deficientes, de forma a desenvolver suas potencialidades, além de fornecer informações sobre as características de sua nova condição, bem como o hábito da prática de atividades físicas.

A proposta é que todos os participantes do Programa iniciem pela aquisição de habilidades motoras básicas, como por exemplo, adaptar-se a cadeira de rodas (paralíticos) ou reconhecer o espaço em que estão (deficientes visuais). Os alunos são atendidos pelos professores e acadêmicos do Proamde em dois polos: FEFF e Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV).

Nas quadras e piscinas da FEFF, no Campus Universitário Senador Arthur Virgílio Filho, o Proamde atende casos de crianças (a partir dos 2 anos), adolescentes e adultos com Amputação, Síndrome de Down, Paralisia Cerebral, Déficit Cognitivo, Autismo, Hiperatividade, Espinha Bífida, sequelados de AVC e Traumatismo Crânio Encefálico. 

Proamde atende crianças a partir de dois anosProamde atende crianças a partir de dois anosPara melhor organizar esses atendimentos, são formadas turmas de acordo com a deficiência ou idade dos alunos. Cada uma segue um roteiro de atividades, que aprimoram habilidades motoras básicas dos praticantes de acordo com seu diagnóstico clínico, passando então para o aprendizado de modalidades esportivas adaptadas (basquete sobre rodas, futsal, bocha, arco e flecha, atletismo, e natação – iniciante e avançado).

Já no HUGV, o Proamde, em parceria com o Programa de Preparação para Alta do Hospital, atende Pessoas com Lesão Medular (PLM). Os pacientes e seus acompanhantes têm o máximo de conhecimento sobre a deficiência, e a prevenção de complicações não decorrentes da lesão. Após passar pelo HUGV, o paciente é encaminhado ao polo da Feff para desenvolver atividades esportivas, se assim quiser.

Segundo a coordenadora do Proamde, professora Minerva Amorim, “hoje o Proamde atende praticamente a todo tipo de deficiência. O maior número é de adultos com deficiência intelectual leve a moderado. Ao longo de 15 anos, aproximadamente 1000 alunos, com as mais diversas limitações, foram atendidos pelo Programa”.

Após os primeiros meses de sessões, muitos apresentam melhora significativa da condição física e na autoestima, além de mostrar propriedade no conhecimento sobre a sua nova condição.

Esses resultados só são possíveis, pois o Proamde conta com uma grande equipe, formada por professores e acadêmicos da Educação Física, Fisioterapia, Serviço Social, Enfermagem, Psicologia, Nutrição, Medicina, Pedagogia, Letras, dentre outras áreas.

Jaqueline Silva bolsista e pesquisadora do ProamdeJaqueline Silva bolsista e pesquisadora do Proamde

Extensão, Pesquisas e Conscientização

Além dos atendimentos, propriamente, o Proamde também desenvolve projetos que atendem aos familiares dos participantes com atividades físicas. Os pacientes também são contemplados com o Programa de Ginástica Laboral no Hospital Universitário Getúlio Vargas; e o Dança sobre Rodas para Deficientes Físicos.

No campo das pesquisas, o Proamde possui diversos trabalhos de professores e alunos apresentados em congressos nacionais e internacionais. Jaqueline Monique Silva é acadêmica da FEFF e bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic), pelo qual desenvolve mais um projeto de pesquisa, chamado “Estilo de Vida e Aptidão Física de Adolescentes e Adultos com Deficiência Intelectual”.

Segundo a bolsista, além de capacitar pessoas, o Proamde é uma oportunidade de crescimento profissional e pessoal. “Antes de entrar aqui eu era uma pessoa que odiava abraçar, beijar as pessoas, além de ser super impaciente. Depois que entrei, isso mudou. Temos que ter paciência para lidar com eles. Crescemos juntos com os alunos pois estamos aqui em formação”.

Atividades físicas auxiliam na melhoria de vida dos alunosAtividades físicas auxiliam na melhoria de vida dos alunosQuando o assunto é conscientização da sociedade sobre o respeito à pessoa com deficiência, o Proamde realiza todo ano, a campanha “Respeito, Passe Adiante”. Em 2015 aconteceu a oitava edição.

Para 2016, o Programa irá realizar cursos na área de atividades motoras para deficientes, bem como realizarará o VI Seminário Amazonense de Atividades Motoras Adaptadas (Saama).

Como participar do Proamde

O Programa de Atividades Motoras para Deficientes não realiza nenhuma triagem dos pacientes, mas exige o laudo médico e a presença do aluno, junto com seu acompanhante no momento da inscrição. Os candidatos devem ficar atentos à abertura de inscrições no site da UFAM. Em 2015 foram matriculados 275 alunos.

Proamde – FEFF: Avenida General Rodrigo Otávio Jordão Ramos, 3000, bairro Coroado I. (92) 3305-4086 / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Proamde  - HUGV: Ambulatório Araújo Lima – Unidade de Reabilitação 4º Andar, Rua Apurinã, bairro Praça 14 de Janeiro. (92) 3305-4843/ 99136-8270/ 99154-2515.