Cine & Vídeo Tarumã exibe documentários sobre Política e Cultura Brasileira nos anos 80

Nesta semana o Cine & Vídeo Tarumã da UFAM exibe uma série de documentários dedicados à memória e reflexão sobre a política e a cultura brasileira nos anos 1980. Os filmes selecionados contam com relatos sobre resistência, frente ao cenário político e econômico após a ditadura militar. Alguns deles mostram como a cena musical protestava e desafiava os militares, enquanto outros fazem uma análise dos processos econômicos e políticos. E, como consequência, o que isso significou para a cultura brasileira. Os filmes a serem exibidos são: “Rock Brasília - Era de Ouro”, “Não Estávamos Ali para Fazer Amigos”, que contará com uma sessão especial às 9h e em seguida um debate com o sociólogo e professor Francinézio Amaral, e “Um Sonho Intenso”.

Na segunda-feira (28), será feita a exibição do “Rock Brasília - Era de Ouro”, do diretor Vladimir Carvalho. Documentário nacional sobre a trajetória do cenário rock/musical de Brasília nos anos 80, desde os primórdios das bandas embrionárias até o estouro nacional de Legião Urbana, Capital Inicial e Plebe Rude. Com depoimentos de diversos músicos, familiares e personalidades importantes, o filme revela detalhes sobre a chamada Era de Ouro da cidade e a origem de diversos grupos.

Na quarta-feira (30), o filme que contará com um debate sobre o tema, às 9h, no Auditório Rio Negro, é o “Não Estávamos Ali para Fazer Amigos”, dos diretores Miguel de Almeida e Luiz R. Cabral. Os anos finais da ditadura militar brasileira (1964-85) mesclada à explosão da cultura urbana manifestada por um inovador conceito de jornalismo cultural impresso nas páginas do caderno Ilustrada, entre os anos de 1981 e 86. Do último ditador, João Figueiredo, passando pela movimentação das Diretas-Já, eleição de Tancredo Neves, sua morte e a posse de José Sarney. Período em que brotam de garagens, de bairros perdidos das cidades, de pequenos ateliês, grupos de rock como Titãs e Ira!, poetas, artistas visuais como Tunga, grupos teatrais como Asdrúbal trouxe o trombone. Estes e outros mais – todos sedentos, para avançar na história, com uma temática explosiva, de enfrentamento à política tradicional.

Já na sexta-feira, 2 de dezembro, será exibido o filme “Um Sonho Intenso”, do diretor José Mariani. Renomados economistas e historiadores discutem os avanços socioeconômicos do país e analisam os principais erros e acertos do processo de industrialização nacional, indo a fundo nas origens do subdesenvolvimento.  

O projeto Cine & Vídeo Tarumã é uma atividade de extensão do Departamento de Comunicação Social da UFAM, com as sessões sempre às 12h30, no Auditório Rio Negro, do Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL), localizado no setor Norte do Campus Universitário. As sessões são gratuitas e recebem apoio cultural da locadora de filmes Take Vídeo Locadora.