Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Solenidade festeja 70 anos da Escola de Enfermagem de Manaus

  • Publicado: Quinta, 28 de Novembro de 2019, 14h03
  • Última atualização em Sexta, 29 de Novembro de 2019, 18h19
  • Acessos: 472

Por Juscelino Simões
Equipe Ascom Ufam

A direção da Escola de Enfermagem de Manaus (EEM) realiza, nesta segunda-feira, 2, solenidade alusiva aos 70 anos da Instituição. O evento ocorre no miniauditório da Escola, localizada na Rua Terezina, 495, Adrianópolis, às 15h.

A solenidade de homenagem terá a participação de autoridades acadêmicas da Universidade Federal do Amazonas e de dirigentes da área de saúde do estado do Amazonas. Na programação constam homenagens aos formados na Unidade.

Para a coordenadora do evento, professora Anna Paula de Carvalho, a solenidade de comemoração dos 70 anos da Escola de Enfermagem terá a presença de inúmeras autoridades, como também iremos homenagear alguns enfermeiros formados na Instituição. “A solenidade terá a participação de autoridades acadêmicas e da área de saúde. A Escola, ao longo destes 70 anos, formou 64 turmas totalizando 1.667 enfermeiros”, afirmou.   

Câmara homenageia os 70 anos da EEM

 A Escola de Enfermagem foi homenageada em sessão solene na semana passada, no dia 21 de novembro, pela Câmara Municipal de Manaus (CMM) pelos 70 anos de serviços prestados na formação de profissionais de Enfermagem no Amazonas. A sessão solene foi proposta pelo vereador Gedeão Amorim (MDB) como forma de reconhecimento e de agradecimento aos profissionais que se dedicaram ao fundar e consolidar aquela Instituição.

Os 70 anos de serviço prestados à sociedade amazonense na formação de profissionais da enfermagem da Escola de Enfermagem de Manaus (EEM), foi celebrado em sessão solene na semana passada (dia 21 de novembro). Fazendo um giro na história da Academia, o propositor da homenagem, Gedeão Amorim destacou a importância da Escola de Enfermagem em trazer serviço de saúde pública por meio de profissionais qualificados que contribuíram significativamente para que a Instituição alcançasse a população desassistida e chegasse ao patamar de hoje.

“Hoje, no Amazonas, temos dezenas de cursos de enfermagem derivados desta iniciativa oportuna e honrada que hoje homenageamos, a sessão teve o caráter de não apenas fazer a festa de 70 anos, mas de recordar a história dos 70 anos da Escola. Homenageamos as pessoas que por lá passaram, dirigiram, contribuíram na docência, na pesquisa e fizeram desta Instituição uma atividade social indispensável ao desenvolvimento da Amazônia”, declarou.

O reitor da Ufam, Sylvio Puga, enfatizou a trajetória de conquistas da Escola na formação de enfermeiros destacados que proporcionaram e proporcionam bem-estar a população em nossa região e para todo o País. “O vereador Gedeão Amorim, ao propor esta solenidade, reconhece o esforço de todos os que, ao longo de uma trajetória de muitas vitórias na formação de enfermeiros para a Amazônia e para o Brasil, souberam colocar a serviço de toda a sociedade profissionais. Ao longo de suas vidas, eles proporcionaram a melhoria do bem-estar da população. Portanto, para nós é motivo de muita honra receber este reconhecimento público da Câmara Municipal de Manaus de que a Escola é importante, tem uma trajetória vitoriosa e merece o nosso respeito” afirmou.

Durante a solenidade, foram entregues certificados de honra ao mérito a 37 profissionais que atuaram ou ainda atuam na EEM. Para o diretor da Escola, professor Esron Soares, o reconhecimento feito pelo vereador vem em um momento em que a categoria enfrenta enormes desafios e os 70 anos de história traz uma carga de experiências que norteiam o desenvolvimento do ensino e fortalecem a busca pela Enfermagem de qualidade e valorização.

“Aqui somos a grande matriarca preocupada com a enfermagem amazonense, mas conectada com a enfermagem brasileira e mundial. Esta é uma homenagem justa e diante do atual cenário em que se encontra a enfermagem e os trabalhadores do serviço de saúde brasileiro a gente precisa valorizar este espaço. Apesar dos 70 anos nossa escola é jovem e forte tendo muito a contribuir com a formação de novos profissionais para que tenhamos uma enfermagem de qualidade em defesa de políticas públicas sociais, valorização profissional e do Sistema Único de Saúde” disse.

História da Escola

A constituição da Escola de Enfermagem de Manaus teve inicio em 2 de dezembro de 1949, na Superintendência do Plano Nacional de Valorização da Amazônia (SPVEA) sendo mantida pela Fundação Serviço Especial de Saúde Pública por 42 anos. Em 1991, passou a compor a estrutura da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), onde ficou até 1997. Em 27 de agosto do mesmo ano, a Escola foi incorporada à estrutura da então Universidade do Amazonas, migrando do Ministério da Saúde para o Ministério da Educação (MEC), onde permanece até hoje.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página