Habilidades de integrantes do Idoso Feliz Participa Sempre são apresentadas no XVII Femap

Plateia do evento, composta por idosos e familiaresPlateia do evento, composta por idosos e familiares

Dança, declamação de poesia, interpretação cênica. A arte impregnada na vida de pessoas com mais de 55 anos de idade. No palco do auditório Luiz Geraldo Pontes Teixeira, na sede da Secretaria Municipal de Educação (Semed), no bairro Nossa Senhora das Graças, um grupo de, aproximadamente, 70 idosos demonstraram o que aprenderam – ou reaprenderam – a fazer durante a execução de diversas atividades do Projeto Idoso Feliz Participa Sempre, da Universidade na 3ª Idade Adulta, pertencente à Faculdade de Educação Física e Fisioterapia da Ufam (Feff).

Leia mais...

Capes divulga dois novos editais em parceria com a Holanda

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulga dois novos editais em parceria com a Holanda. As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas exclusivamente via internet no período de 1º de outubro a 14 de novembro de 2013.

Leia mais...

Tese do ex-aluno do Programa de Pós-Graduação em Informática (PPGI), Eli Cortez, recebe Menção Honrosa do Prêmio Capes de Tese Edição 2013

A tese “Extração de informação não-supervisionada através de segmentação de texto”, do ex-aluno do Programa de Pós-Graduação em Informática (PPGI), Eli Cortez, recebeu Menção Honrosa do Prêmio Capes de Tese Edição 2013.

A Menção Honrosa é conferida a uma obra não premiada, mas, merecedora de citação pela importância do conteúdo e qualidade. A Menção Honrosa da tese do ex-aluno do PPGI, pela Capes, confere a Ufam ser à única instituição de ensino superior, da região Norte a receber a citação.   

A pesquisa “Extração de informação não supervisionada através de segmentação de texto”, tem como objetivo estruturar informação textual presente em textos não estruturados. Segundo o autor, os resultados produzidos em sua pesquisa dão suporte a inúmeras tarefas de gerência de dados, dentre elas: consulta estruturada, mineração de dados e comparação de registros semiestruturados.

Cortez acredita que isso traz grandes benefícios para nossa sociedade. Segundo ele, o grande número de informação textual existente na Web hoje em dia, faz com que usuários tenham dificuldades em discernir o que é relevante ou não. 

Cortez diz que a tecnologia resultante da pesquisa de doutorado está sendo desenvolvida e aplicada por meio da empresa amazonense Neemu, e que sites como Americanas.com.br e Submarino.com.br já estão utilizando tal tecnologia.

 

Prêmio Capes de Tese

O Prêmio Capes de Tese é outorgado para a melhor tese selecionada em cada uma das áreas do conhecimento reconhecidas pela Capes.Os requisitos para que as teses possam concorrer aos prêmios são: devem ter sido defendidas no Brasil, mesmo em casos de cotutela ou outras formas de dupla diplomação, estar disponíveis no banco de teses da Capes, ter sido defendida em programa de pós-graduação que tenha tido, no mínimo, três teses defendidas no ano do prêmio.

O Prêmio Capes de Tese é outorgado para a melhor tese selecionada em cada uma das áreas do conhecimento reconhecidas pela Capes.Os requisitos para que as teses possam concorrer aos prêmios são: devem ter sido defendidas no Brasil, mesmo em casos de cotutela ou outras formas de dupla diplomação, estar disponíveis no banco de teses da Capes, ter sido defendida em programa de pós-graduação que tenha tido, no mínimo, três teses defendidas no ano do prêmio.

Premiação

A premiação se constitui de certificados e medalhas, auxílios equivalentes a uma participação em congresso nacional ou internacional para o orientador, bolsa para realização de estágio pós-doutoral no Brasil e/ou no exterior para o autor, prêmios adicionais em dinheiro, em parceria com a Fundação Conrado Wessel, Fundação Carlos Chagas e Instituto Paulo Gontijo.

 

 

 

 

Inscrições para exame de seleção de candidatos ao Programa de Residência Jurídica, da PGE, encerram-se nesta quarta-feira, 9.

Os estudantes do curso de Direito da Ufam, que tenham interesse em participar do exame de seleção de candidatos ao Programa de Residência Jurídica da PGE, têm até amanhã, quarta-feira, dia 9, para realizarem suas inscrições. São 25 vagas oferecidas a estudantes de bacharelado em Direito, com bolsa-auxílio no valor de R$ 2.000,00.  O local das inscrições é na Procuradoria Geral do Estado (PGE), setor CEJUR, na Rua Emílio Moreira, n° 1308, na Praça 14 de Janeiro, das 8h às 15h. O valor da inscrição é de R$ 80,00. O processo de seleção será por meio de prova, exclusivamente, discursiva, que ocorre no dia 20 de outubro, no Instituto de Educação do Amazonas (IEA), das 13h às 17h. Outras informações no sítio www.amazonas.am.gov.br ou pelos telefones da Procuradoria: 3234-8904 ou 3234-7861.

 

ICET promove VII Semana de Ciência e Tecnologia de Itacoatiara


O Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia (ICET), da Universidade Federal do Amazonas, convida a comunidade em geral para participar da VII Semana de Ciência e Tecnologia de Itacoatiara, cujo tema será “Ciência, Saúde e Esporte”. O evento será realizado no período de 21 a 25 de outubro, no Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia, rua Nossa Senhora do Rosário, 3863, na cidade de Itacoatiara.
 
O foco do evento é a promoção de atividades de divulgação e popularização da Ciência e Tecnologia para o público em geral, em especial para estudantes e professores das escolas de educação básica. As atividades serão direcionadas a três públicos-alvo: alunos e professores das escolas de Educação Básica, população em geral e a comunidade acadêmica e científica. Para os alunos e professores das escolas do Município, pretende-se realizar atividades como: aulas práticas nos laboratórios da universidade, oficinas, palestras e minicursos.
 
A metodologia direcionada a população em geral será a ocupação dos espaços públicos com atividades voltadas à divulgação da ciência e tecnologia, como: Tenda da Ciência na Avenida Parque ou na Praça da Matriz; Show da Química na Feira do Produtor; realização de experimentos de física em escolas abertas ao público; exibição de documentários nas associações de bairro ou casas de presidentes de associação de moradores; visita guiada aos laboratórios da universidade.
 
Para a comunidade acadêmica, serão oferecidas palestras, mesas-redondas, oficinas, apresentação de pôsteres, comunicações orais, relatos de experiência e grupos de trabalho, privilegiando a troca entre estudantes universitários, pesquisadores locais e de outros estados a fim de ampliar a perspectiva e a integração dos assuntos e temas desenvolvidos. Durante a SNCT, será estabelecido espaço para mostra e exposição artística e cultural, bem como espaço para troca entre os saberes científico e tradicional.
 
Com o intuito de inserir a população, principalmente alunos da Educação Básica, em contextos científicos, o Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT) realiza, anualmente, desde 2004, a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). Durante essa semana, acontecem diversas ações, em diferentes estados, promovidas por várias instituições de ensino e outras organizações, com o intuito comum de propiciar à população brasileira condições de compreender, discutir, atuar e interagir em meio às transformações sociais resultantes das pesquisas científicas e tecnológicas, além de contribuir para nortear as demandas de pesquisas científicas relevantes para o desenvolvimento social.
 
Semana de Ciência e Tecnologia de Itacoatiara (SNCT)  é promovida pelo Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal do Amazonas, teve sua primeira edição no ano de 2007, e a partir de 2008 passou a contar com a parceria da Universidade Estadual do Amazonas-UEA, do Centro de Estudos Superiores de Itacoatiara - CESI e do Centro de Educação Tecnológico do Amazonas – CETAM. A cada ano tem atingido um quantitativo maior de comunitários do município de Itacoatiara, bem como das comunidades adjacentes, propiciando crescente divulgação e popularização da ciência e da tecnologia. 
Informações pelo email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 

Nota de pesar - Joilson Teixeira de Lima

A Universidade Federal do Amazonas informa, com pesar, o falecimento de Joilson Teixeira de Lima. Ele era  aluno do curso de Ciências Farmacêuticas e servidor da Universidade, atuando como Técnico de Laboratório no  Hospital Universitário Getúlio Vargas.  Até o fim da manhã, o corpo será velado no "Velódromo Gurgel", localizado na Rua do Marizal - bairro de Santo Antônio. Os familiares de Joilson providenciam o traslado do corpo para a cidade de Parauapebas, no estado do Pará.

Depes recebe escala de férias, do exercício 2014, até o dia 15

O Departamento de Pessoal da Ufam (Depes) informa aos dirigentes das unidades acadêmicas/administrativas que estará recebendo as escalas de férias dos servidores das unidades, até o dia 15 de outubro, referentes ao exercício de 2014.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (anexo_orientacoes.doc)Veja orientações[ ]236 kB
Fazer download deste arquivo (oficio_ferias_depes.doc)Veja ofício[ ]187 kB

Ufam participa de reunião para realização da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Com o objetivo de preparar e sincronizar as equipes de profissionais de comunicação para atuar na divulgação e cobertura jornalística da X Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), ocorreu na tarde desta quarta-feira, 3, a primeira reunião com representantes das assessorias de comunicação das instituições participantes da SNCT. A Ufam, uma das principais envolvidas, marcou presença entre os profissionais. O encontro foi promovido pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), coordenadora e organizadora da Semana no Amazonas.

Leia mais...

DAAD oportuniza a estudantes da Ufam a realização de intercâmbio na Alemanha

A representante do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD) , Betina Soares, esteve nesta quarta-feira, 2, no auditório do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologia Eletrônica e da Informação (Ceteli), divulgando intercâmbio por meio do Programa Ciência sem Fronteiras para estudantes de pós-graduação da Ufam.

Leia mais...

Abertura do SAMEP – Novo perfil do Engenheiro de produção e Criatividade nas redes sociais são alguns temas a serem abordados no evento

O VIII Simpósio Amazonense de Engenharia de Produção (SAMEP) é uma realização dos graduandos de Engenharia de Produção da Universidade. O evento, que é patrocinado pela Empresa Júnior de Engenharia de Produção – INOVEPRO, pela Pró-reitoria de Inovação Tecnológica, pela Q Luz Energia Solar e Claever Criações, fomenta debates acerca das oportunidades da Engenharia de produção na globalização.

Durante a cerimônia de abertura, que ocorreu na noite desta quarta-feira (2), no auditório Eulálio Chaves, o diretor da Faculdade de Tecnologia, professor José de Castro Correia, destacou a proatividade dos alunos por terem organizado um evento de grande porte. “Os alunos estão de parabéns por terem conseguido realizar o que se propuseram. Isso já demonstra a aptidão para a área. A Engenharia de Produção é a mais ecléticas das Engenharias e é por isso que mesmo durante os períodos de crises econômicas, o Engenheiro de Produção não fica sem emprego”, comentou o diretor.

O coordenador do Programa de Pós-graduação e Engenharia de Produção, professor Waltair Vieira Machado, também ressaltou que a iniciativa e o empreendedorismo são as principais características da Engenharia de Produção e que sobre os ombros dos universitários está a responsabilidade pelo desenvolvimento do país e, principalmente desta região tão peculiar, que é a Amazônia.

O chefe do Departamento de Engenharia de Produção e coordenador do Projeto Inova PIM, professor Roberto Bacelar Alves Lavor, aconselhou os alunos a aplicarem todos os conhecimentos que adquirem na Universidade. “O sucesso está alinhado ao fazer. Lembrem-se sempre de que a teoria sem aplicação não é produtiva. É a Engenharia do fazer que muda o mundo. Nenhuma empresa seleciona alguém pelo número de cursos que fez, mas pelo diferencial de suas ações, pelo que executou com perfeição”.

Há quatro meses à frente da empresa Júnior de Engenharia de Produção INOVEPRO, acadêmica Clarissa Ramos de Melo comenta as conquistas da empresa recém-criada. “Nós já conseguimos, por exemplo, fechar um projeto de capacitação com o SEBRAE. Vamos capacitar micro e pequenos empresários. Um dos nossos focos é o interior do estado, porque entendermos que temos uma demanda muito grande de empreendedores nascendo lá, mas que não tem capacitação para os negócios que precisam ser melhorados. Então, nós vamos estender a Universidade até o interior do estado e, como piloto, nós tomamos Itacoatiara. O Simpósio é um dos primeiros projetos externos que nós estamos fazendo. Além da consultoria, também conseguimos fechar alguns cursos de treinamento para oferecer aos alunos a um preço bem acessível, em parceria com o CDL, com o próprio SEBRAE e com outras instituições”, disse.

 

Um dos palestrantes do evento é o professor Marcelo Justo. Durante o Simpósio, ele ministrará as palestras “Gestão da mudança” e “Como o engenheiro de produção pode contribuir para a redução de custos”.  Com relação à redução de custos, ele destaca que a competitividade mercadológica exige que as organizações possam competir com custos cada vez menores e como isto está diretamente ligado com a produtividade e com a eficiência,  o Engenheiro de Produção contribui justamente eliminando desperdícios, trabalhando na eliminação de custos, de mão de obra, de capital de máquinas e equipamentos. “Na palestra sobre como o Engenheiro de produção pode contribuir para a redução de custos, eu vou mostrar exatamente cases práticos do dia-a-dia dentro de grandes multinacionais. Por exemplo, tem um case que eu vou  apresentar que é uma análise feita em uma linha de produção, em que foi feito doto todo estudo de tempos, metas e balanceamentos que através desse estudo, essa análise bem detalhada de linha de produção fazer um balanceamento perfeito, foi possível eliminar algumas pessoas, mão de obra direta. Mas aí você me pergunta “Eles foram demitidos?” Não eles não foram demitidos, a redução está justamente aí, a empresa deixou de contratar. Então assim, a redução que foi proposta nessa linha de produção, as pessoas não foram demitidas , elas foram realocadas para outros projetos que surgiram. Esse é o diferencial. As organizações estão procurando um profissional que saiba fazer isso”, declarou o professor.

Palestra “Intercâmbio Corporativo” desperta interesse de estudantes no Simpósio de Engenharia da Produção

Adiretora do departamento Intercâmbio Coorporativo para Estudantes da Aiesec, Mariana Mayrink, profere palestra `Intercâmbio Coorporativo` durante o VIII Simpósio de Engenharia da Produção, cujo tema é `A engenharia da produção e as oportunidades na globalização – empreendedorismo, mercado de trabalho, interiorização e internacionalização. O evento ocorre até amanhã, sexta-feira, 4, nas dependências da Faculdade de Tecnologia.

Leia mais...

Resultado da seleção para bolsa de incentivo à Pesquisa Livre para Professores e à Pesquisa Aplicada – Comunidade Indígena

A Assessoria de Relações Internacionais e Interinstitucionais – ARII divulga o resultado da seleção para o Programa Amazônia 2020, referente aos editais de Bolsas de Incentivo à Pesquisa Aplicada Livre para Professores (Edital nº 012/2013 – ARII/REITORIA) e à Pesquisa Aplicada para Professores – Comunidade Indígena (Edital nº 013/2013 – ARII/REITORIA) Santander Universidades.

Leia mais...

Software de aluna de Design ajuda a desenvolver habilidades de autistas

Um trabalho apresentado pela aluna Alice Neves Gomes para conclusão de curso de graduação em Design, da Universidade Federal do Amazonas, vai ajudar a desenvolver a capacidade intelectual de crianças com Transtorno do Espectro Autista. Trata-se do dispositivo para notebooks e tablets “Lina Educa”.

Trabalhando a percepção, a generalização e organização das atividades educacionais e da rotina em família, o software faz com que o autista visualize sua agenda de atividades diárias e da semana e, estabeleça, por si só, uma rotina do que deve fazer. Um exemplo: a criança verificou na agenda que é a hora de escovar os dentes. O software mostra a ela, por meio de fotos - inseridas pela família - ou por ilustrações, como ela deve desenvolver essa atividade. Depois disso, ela fará um teste no software e passará para a próxima atividade da rotina, que pode ser ir ao terapeuta ou ir à casa da avó.

Além de auxiliar o autista, o dispositivo também é bastante útil aos terapeutas, profissionais da educação especial e familiares, que lidam com avaliações e tratamentos frequentemente.

Segundo a professora do curso de Design, Claudete Barbosa Ruschival, orientadora da aluna, o software foi baseado nos critérios de usabilidade, interação e limitações de crianças autistas, com emissão de um relatório mensal de todas as atividades desenvolvidas pela criança que servirá para os pais, educadores e para o acompanhamento terapêutico.

“Se não determinarmos uma rotina diária para a criança autista, ela não consegue se organizar”, afirma ela.

Acesso ao público

A partir de janeiro, o software vai estar disponível ao publico, na internet. Com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa, por meio do Programa Estadual de Atenção à Pessoa com Deficiência – Viver Melhor, a iniciativa recebeu financiamento para que pudesse ser viabilizado.

“Em 2006 o trabalho foi pensando e eu procurei a professora Claudete para que pudéssemos trabalhar nesse, que é um Espectro que atinge muitas pessoas e que precisam ter uma melhor qualidade de vida”, disse.  

Sobre o autismo

O autismo é uma disfunção global do desenvolvimento. É uma alteração que afeta a capacidade decomunicação do indivíduo, de socialização (estabelecerrelacionamentos) e de comportamento (responder apropriadamente ao ambiente — segundo as normas que regulam essas respostas). Esta desordem faz parte de um grupo de síndromes chamado transtorno global do desenvolvimento (TGD), também conhecido comotranstorno invasivo do desenvolvimento (TID). 

 

ARII oferece bolsas para o programa Top Espanha e cursos de Educação a Distância (EAD) em Inglês e Espanhol

A Universidade Federal do Amazonas, por meio da Assessoria de Relações Internacionais e Interinstitucionais, anuncia os Editais referentes ao “Programa de Bolsas Top Espanha Santander Universidades 2013” e ao “Curso de Educação para Ensino de Idiomas a Distância Santander Universidades (Programa Amazônia 2020)”.

O Programa de Bolsas Top Espanha Santander Universidades 2013 tem como objetivo possibilitar a 6 alunos de graduação da Ufam, regularmente matriculados, e a um professor a oportunidade de aprendizado ou aprofundamento de conhecimentos da língua e cultura espanhola. O aluno interessado deve estar cursando um dos cursos de graduação: Direito; Arquitetura e urbanismo; Design; Arquivologia; Biblioteconomia; Serviço Social; Filosofia; Ciências Sociais; Antropologia; História; Geografia; Psicologia; Educação; Letras (todos os cursos); Artes e Música.  As inscrições on-line devem ser feitas até o dia 27 de outubro e envio de documentação para a Arii devem ser feitos até o dia 28 de outubro.

O Curso de Educação para Ensino de Idiomas a Distância Santander Universidades (Programa Amazônia 2020) proporciona aos selecionados o aperfeiçoamento das línguas inglesa e espanhola por meio da realização de cursos on-line. Nesta edição, o Programa está oferecendo duas mil bolsas de estudos. Podem se inscrever docentes, técnicos em educação e alunos da UFAM que obedeçam as seguintes condições: não ter participado do Programa EAD anterior (2012); Se aluno, estar regularmente matriculado em uma ou mais disciplinas e não está cursando o último semestre da graduação; Os professores e técnicos deverão apresentar documento com número do SIAPE. As inscrições on-line e envio de documentação para a Arii devem ser feitos até o dia 14 de outubro.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (AVISO_RETIFICACAO_EDITAL_010_2013 (4).pdf)Aviso de retificação[ ]335 kB
Fazer download deste arquivo (EDITAL_EAD_CORRIGIDO.pdf)Edital EAD[ ]494 kB
Fazer download deste arquivo (EDITAL_TOP_ESPANHA2013 (1).pdf)Edital Top Espanha[ ]474 kB

Alunos de Medicina recebem doações para Fundação Dr. Thomas e Parque do Idoso

Devido à forte chuva e vendaval ocorridos na última segunda (30) em Manaus, vários locais da cidade sofreram prejuízos e destruição, sendo alguns desses locais a Fundação Dr. Tomas e Parque do Idoso. O Pet Medicina, que desenvolve algumas de suas atividades de extensão nesses locais, após tomar conhecimento dos estragos causados e pela situação de risco em que estão os idosos internos, por falta de alguns materiais desenvolve uma campanha de doação e convida a comunidade acadêmica da Ufam a participar. No momento, a Fundação necessita de lençóis de elástico para colchão de solteiro, travesseiros, capas para travesseiro e toalhas de banho.

 

As entregas de doações podem ser realizadas nos seguintes locais:

- Lab. Farmacologia, Bloco D, setor Sul, com Profa. Cinthya Iamile (Tutora)

- Sala do PET-Medicina, na Faculdade de Medicina, prédio do auditório Dr. Zerbini.

 

Mais informações e doações: 3305 4281 / 8824 0232

UFAM bem classificada no ranking de instituições que promovem ensino e pesquisa

Entre 191 instituições de ensino superior que promovem ensino e pesquisa no País, a Universidade Federal do Amazonas foi classificada como a 27ª melhor pelo Ranking do jornal Folha de São Paulo. Numa escala de 0 a 4, a Universidade Federal do Amazonas obteve nota 2,96.

As posições de classificação são obtidas pela análise de pedidos de patentes, submetidas ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi) e o levantamento feito pela Datafolha. A metodologia utilizada no ranking leva em consideração a qualidade de ensino, pesquisa acadêmica, avaliação de mercado e inovação. Na América Latina, o Brasil lidera o ranking de 300 universidades com 81 instituições entre as mais bem conceituadas.

Entre os avaliadores, pesquisadores, avaliadores do Ministério da Educação (MEC) e empresas que absorvem esses novos profissionais no mercado de trabalho.   

Ainda entre as categorias inseridas no ranking, a Universidade Federal do Amazonas se destacou no Índice Geral de Cursos do MEC, que considera a média ponderada nas notas dos cursos de graduação (pelo Enade) e de pós-graduação (pela avaliação da Capes). Numa escala de 0 a 5, a Universidade obteve nota 3.

Para a pró-reitoria de Inovação Tecnológica (Protec), que tem à frente à professora Socorro Chaves, a Universidade, nos últimos anos, além de ter criado o Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), em 2007, orientada pela Lei de Inovação, de 2004, editou sua Política Institucional de Inovação e Transferência de Tecnologia criando a Protec.

“A Pró-reitoria tem estimulado seus pesquisadores a fazerem registro de patente ou qualquer outra ação que possa dar ao criador e à Instituição, o reconhecimento do conhecimento científico produzido no âmbito acadêmico”, salientou a gestora.

Chaves também acentua a importância do apoio oriundo dos órgãos de fomento e de inovação, referindo-se à Secretaria de Estado, Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapeam).  

“Dessa forma, com o compartilhamento de várias agentes, podemos fornecer subsídios qualificados para o desenvolvimento social, cultural e tecnológico da região”, salientou. 

Mais dois livros são lançados pela EDUA

Autores das duas obras reunidos para apresentaçãoAutores das duas obras reunidos para apresentação

A temporada de lançamento de livros da Editora da Universidade Federal do Amazonas continua. Mais duas obras de diferentes áreas de conhecimento foram apresentadas ao público nesta sexta-feira (27) no Espaço Cultural da loja Bemol (Manauara Shopping).

Firmando mais uma vez a parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas em prol da divulgação do conhecimento científico produzido na Universidade, duas publicações que contemplam as áreas de Biologia e Informática.

Leia mais...

ARII divulga resultado de seleção de bolsista da área de Comunicação

A Assessoria de Relações Internacionais e Interinstitucionais, ARII, divulga o resultado da seleção da bolsa para comunicação.

 

 

 

Veja anexo.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (resultadomilton_arii.doc)Veja anexo do resultado[ ]856 kB

Selo de comemoração aos 350 anos dos Correios no Brasil é lançado no Museu Amazônico/Ufam

Ronaldo Evangelista e professor Hedinaldo Lima obliterando o seloRonaldo Evangelista e professor Hedinaldo Lima obliterando o seloO selo de emissão especial "A história contada na pedra: A arte rupestre na Amazônia" foi lançado na tarde da sexta-feira (27), em cerimônia realizada na sede do Museu Amazônico, localizado na Rua Ramos Ferreira, centro de Manaus. Com 540 mil unidades, ao valor de R$ 1,20 cada, ele foi criado para comemorar os 350 anos de serviços prestados pelos Correios à população brasileira.

“A cada momento histórico dentro da história dos Correios, a gente procura inovar, lançar novos selos. Portanto, para comemorar os 350 anos de atuação dos Correios no Brasil, escolhemos homenagear a região amazônica com esse lançamento que trata da arte registrada na pedra. Os selos, aliás, contam a história do nosso País, pois representam nossa cultura, momentos históricos, etc.”, disse à ASCOM o representante da diretoria regional dos Correios no Amazonas, Ronaldo Evangelista.

Arlindo Porto, Joaquim Marinho e Ronaldo EvangelistaArlindo Porto, Joaquim Marinho e Ronaldo EvangelistaNa solenidade, estiveram presentes, também, o reitor em exercício da Universidade Federal do Amazonas, professor Hedinaldo Lima, a diretora do Museu Amazônico - MUSA, professora Maria Ortolan, a arqueóloga do Laboratório de Arqueologia do Museu Amazônico, Myrtte Shock, o presidente do Clube Filatélico no Amazonas, Joaquim Marinho, e o presidente da Academia Amazonense de Letras, Arlindo Porto.

Depois de ser lançado nos Estados do Pará e de Roraima, o selo chegou ao Amazonas para ser lançado no Museu Amazônico, órgão suplementar da Universidade Federal do Amazonas, por iniciativa da Agência Filatélica Ajuricaba. A cerimônia iniciou com a apresentação de três alunos do corpo de dança do Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas (CAUA), os quais, ao longo da solenidade, apresentaram-se por mais uma vez.

Bailarinos do CAUA durante apresentaçãoBailarinos do CAUA durante apresentaçãoApós a primeira apresentação, para obliteração dos selos, ou seja, carimbá-los para que não sejam mais utilizados, foram convidados, respectivamente, o vice-reitor da Universidade Federal do Amazonas, professor Hedinaldo Lima, a diretora do Museu Amazônico, Maria Helena Ortolan, a arqueóloga responsável pelo laboratório de Arqueologia do Musa, Myrtte Shock, e o presidente do Clube Filatélico do Amazonas (entidade que representante os colecionadores de selos – filatélicos – do Amazonas), Joaquim Marinho.

Durante seus discursos, o Vice-reitor e a Diretora do MUSA destacaram a importância de a Ufam participar desse momento especial da história da Empresa de Correios e Telégrafos do Brasil, frisando que a atual administração da Instituição tem trabalhado para que o Museu Amazônico seja um espaço onde a cultura, a história e a arte estejam sempre presentes de forma significativa por tudo o que o Muesu representa para toda a história da Amazônia brasileira, especialmente.

Filatélicos, funcionários dos Correios e da Ufam participaram do lançamento Filatélicos, funcionários dos Correios e da Ufam participaram do lançamento “Por tudo o que representa este momento, pelo o que representa este selo lançado, que é um registro de parte da história da arte, de todos aqueles que construíram e registraram a história da arte rupestre da Amazônia, é uma satisfação para a Universidade acolher essa iniciativa dos Correios”, disse professor Hedinaldo.

Ainda em quantidade pequena no Amazonas, os filatélicos (colecionadores de selos de cartas) ajudaram na escolha do tema desta edição especial do selo dos Correios. Segundo o presidente do Clube Filatélico do Amazonas, Joaquim Marinho, outro lançamento sobre a Região deve ser feito em breve. “Penso que é uma ótima iniciativa. Tem esse sobre a Amazônia e deve ter outro ainda este ano. Há muita gente que coleciona selos aqui no Estado. O Clube Filatélico, por exemplo, possui hoje mais ou menos 70 pessoas filiadas, que se reúnem todo sábado de manhã lá na agência filatélica dos Correios”, comenta Marinho.

 

 

Mais sobre o selo

O selo traz a representação da parede leste da Serra da Lua, na cidade de Monte Alegre (PA), onde aparecem as pinturas rupestres mais importantes e mais conhecidas do acervo amazônico.

Valorizando a relação homem/lugar, o artista mostra a estética das pinturas e o registro dos vestígios deixados no espaço pelo homem, que escolheu aquele local como morada e abrigo. Foi utilizada a técnica de lápis grafite aquarelável para o desenho do paredão da Serra da Lua e a técnica de aquarela para as pinturas rupestres.

O responsável pela arte, Mário Baratta, valoriza a relação homem e o local escolhido como morada e abrigo há aproximadamente 11 mil anos. O que mostra a importância do selo como manifestação artística, e facilita a compreensão dos modos de das sociedades pré-históricas.

Bolsas de estudos para inglês e espanhol

A Assessoria de Relações Internacionais e Interinstitucionais – ARII  abre inscrições para bolsas de Educação para Ensino de Idiomas a Distância Santander Universidades (Programa Amazônia 2020). O objetivo é proporcionar aos selecionados o aperfeiçoamento das línguas inglesa e espanhola por meio da realização de cursos on-line. Nesta edição, o Programa está oferecendo duas mil bolsas de estudos.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (EDITAL_EAD_CORRIGIDO.pdf)EDITAL_EAD_SANTANDER[ ]494 kB

Leia mais...

HUGV disponibiliza vaga de estágio

O Hospital Universitário Getúlio Vargas oferece uma bolsa de trabalho para estudantes do curso Fisioterapia que estejam cursando a partir do 6º período e que possuam domínio dos recursos de Informática (Word e Excel) e Internet. Os candidatos devem ter disponibilidade de tempo das 7:00 às 13:00 horas e disponibilidade para estagiar 30horas/semanais. O valor da bolsa é de R$ 520,00 (quinhentos e vinte reais) + R$ 60,50  de auxílio transporte. Somente alunos da Universidade Federal do Amazonas/UFAM podem concorrer a esta bolsa de trabalho, uma vez que a UFAM é responsável pelo pagamento da bolsa-trabalho do HUGV.

Os interessados devem enviar seus currículos para o e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  ou entregá-los no setor de Psicologia Organizacional do HUGV, localizado no Ambulatório Araújo Lima.

 Para mais informações, entrar em contato pelo telefone: 3305-4818

Simpósio Internacional de Botânica Aplicada tem palestras nacional e internacional

O II Simpósio de Botânica Aplicada, realizado pela Faculdade de Ciências Agrárias, no setor Sul da Universidade Federal do Amazonas, promoveu na tarde desta sexta-feira, 27, uma rodada de palestras em dois auditórios da Instituição, com a subdivisão de mostras subdivididas nas sessões: Manejo Cultural e Recuperação de Ambiental e Biologia Molecular e Domesticação de Frutíferas. Os conteúdos foram ministrados por palestrantes de entidades de pesquisas nacionais e internacionais.

Leia mais...

Parceria entre Faculdade de Direito e Universidade de Coimbra rende publicação de artigo científico sobre sustentabilidade

Alunos do Programa de Mestrado em Direito da Universidade de CoimbraAlunos do Programa de Mestrado em Direito da Universidade de CoimbraO professor do curso de Direito Adriano Fernandes Ferreira publica artigo no livro da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, na obra “Trajectórias de Sustentabilidade – Tributação e Investimento”, com o título “Breve análise quanto à realidade brasileira em matéria de Direito Econômico“.

A publicação foi lançada pela editora do Instituto Jurídico da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, como resultado das comunicações apresentadas e dos trabalhos enviados por conta do Workshop Luso-Brasileiro com o tema: “Problemas Jurídicos na Promoção da Sustentabilidade no quadro do Estado Fiscal”, em março de 2013, coordenado pelas professoras Suzana Tavares da Silva da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e Maria de Fátima Ribeiro do Programa de Mestrado em Direito da Universidade de Marília.

Segundo o Professor Adriano Ferreira, o evento que foi realizado no Auditório da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra contou com a presença de mestrandos e egressos do Programa de Mestrado em Direito da Unimar, além da participação de professores de outras Universidades brasileiras, entre elas a UFAM e UEA.

Os exemplares do Livro impresso estarão à venda em breve. Informações sobre a obra poderão ser obtidas na home page: http://www.uc.pt/fduc/destaques/ebooks.

Programa de extensão aborda presença dos negros na Amazônia

Professor Hideraldo Lima da CostaProfessor Hideraldo Lima da Costa

Um dos três programas aprovados pela Câmara de Extensão da Universidade Federal do Amazonas nesta quarta-feira, 25, o Programa Institucional de Extensão “Nossa África” é uma iniciativa da Universidade Federal do Amazonas, por meio da Pró-reitoria de Extensão e Interiorização – PROEXTI, para dar resposta às demandas acadêmicas e institucionais em relação à questão da História da África e Cultura Afro-brasileira e Indígena e dar visibilidade a estudos que tratem da presença e da cultura africana na Amazônia brasileira.

Segundo o coordenador do Programa, professor Hideraldo Lima da Costa, do Departamento do Curso de História da Ufam, a presença negra na Amazônia, em particular no Estado do Amazonas, foi sempre diminuta. Apesar disso, o professor destaca que os africanos que construíram vidas na região amazônica interagiram com outros povos. “Nós temos exemplos de mocambos, de quilombos, aqui na Amazônia, sobretudo noTrombetas. Esses africanos e seus descendentes estabeleceram contatos, estabeleceram modos de vida e estabeleceram, também, relações com os próprios indígenas, já que nos seus mocambos abrigaram também os indígenas”, conta.

Do ponto de vista institucional, a vinda de estudantes estrangeiros na década de 80 para a Universidade Federal do Amazonas, por meio do Programa deEstudantes-Convênio de Graduação – PEC-G, é um dos estímulos para a criação de um projeto como o “Nossa África”. Segundo professor Hideraldo, há uma demanda significativa de estudantes do continente africano. Essa presença e esses componentes curriculares criaram a necessidade de a Universidade ter um programa que os aborda cientificamente e os recepciona, diz.

 

 

 

Fio condutor

Por meio de Atividades Curriculares de Extensão, Seminários, Simpósios, Programas Institucionais de Bolsas de Extensão e outras atividades, a coordenação do “Nossa África” pretende, também, atuar como o vínculo institucional para outros projetos que tratam da presença e da cultura africana na Amazônia Brasileira.

Para isso, o Coordenador do Programa ressalta que pretende estabelecer parcerias com núcleos de pesquisa, com orientadores e orientandos de projetos de iniciação científica, coordenadores de linhas de pesquisa, pós-graduação, etc., para verificar a maneira com que podem desenvolver trabalho em conjunto, sem que isso interfira nas autonomias e nas linhas que trabalham com o tema ou estão em desenvolvimento.

“Nós estaremos conversando com os colegas dos diversos apartamentos acadêmicos e núcleos e laboratórios de pesquisa que tenham iniciativas nesse campo. Por exemplo, a gente diagnostica muito rapidamente o departamento de história, com os trabalhos da professora Patrícia Sampaio. E outros, como os da professora Regina Marinho, que foi diretora do departamento de relações internacionais e interinstitucionais, a qual ministra cursos de português para estrangeiros. Ontem, durante a reunião, ficou muito claro que dois campi, o de Benjamin Constant e o de Humaitá, também vêm desenvolvendo iniciativas nesse campo da história e cultura afro-brasileira e indígena”, salienta.

 

Extensão na Ufam

Além das centenas de Atividades Curriculares de Extensão (ACEs) e dos três Programas aprovados nesta quarta-feira, 25, a Pró-reitoria de Extensão e Interiorização da Universidade Federal do Amazonas, que atualmente tem o professor Luiz Frederico Arruda como Pró-reitor, possui 16 programas de extensão que servem como laboratório para os estudantes praticarem o que aprendem em sala de aula e como modo de prestar serviços gratuitos à população.

Para isso, a Ufam desenvolve uma Política de Extensão, que se constitui em instrumento crucial para a consolidação da extensão como “um processo educativo, cultural e científico que articula o ensino e a pesquisa de forma indissociável e viabiliza a relação transformadora entre a universidade e a sociedade” (FORPROEX, 1987).

A Pró-Reitoria de Extensão e Interiorização (PROEXTI) da UFAM integra o Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras (FORPROEX), desde a sua criação em 1987 e juntamente com outras Universidades construiu os fundamentos teóricos de sustentação do Plano Nacional de Extensão Universitária das Universidades Públicas Brasileiras, que embasa a Política de Extensão e Interiorização da UFAM. Esta, além dos princípios gerais definidos pelo FORPROEXTI, orienta as diferentes modalidades de ações planejadas e desenvolvidas.