Experiências com empresas incubadoras são relatadas no Inovamazonas 2013 que ocorre até quinta-feira, 28

Estratégias de interação Universidade – empresa para promoção da inovação no Estado do Amazonas é tema do 4º Workshop Internacional de Inovação do Amazonas – Inovamazonas 2013 que teve a participação da diretora de Operações do Polo Tecnológico de Navacchio, Itália, Elizabeth Epifori. Na palestra magna, a diretora conta suas experiências de empresas incubadoras na Itália. O evento ocorre até no auditório da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia (FEFF), Setor sul

Leia mais...

Centro Aplicador do Inglês sem Fronteiras da Ufam abre 90 vagas para o TOEFL

O Centro Aplicador do Inglês sem Fronteiras da Ufam, coordenado pela professora Regina Marinho, divulga a abertura de mais noventa vagas para aplicação do TOEFL ITP. As inscrições são feitas no endereço http://isfaluno.mec.gov.br
 
Orientações sobre a realização da prova podem ser obtidas no endereço http://isf.mec.gov.br/
 
As provas do TOEFL ITP serão aplicadas na Ufam nos dias 20 e 21 de dezembro.
 
Informações pelo telefone 3305-1753 e 3305-4593.

Associação Brasileira de Prevenção ao Câncer promove campanha com apoio do HUGV

A Associação Brasileira de Prevenção do Câncer de Intestino (ABRAPRECI) tendo à frente como presidente a Profa. Dra Angelita Habr-Gama, da Universidade de São Paulo (USP), com o apoio do Hospital Universitário Getúlio Vargas, por meio da Comissão Multiprofissional em Terapia Nutricional, professores e alunos do curso de Medicina da UFAM, da Prefeitura Municipal de Manaus, Rede Amazônica de Rádio e Televisão, realizará no dia 30 de novembro de 2013, no Mercado Municipal Adolpho Lisboa, a Campanha de Prevenção do Câncer do Intestino, com o objetivo de Orientar a população na prevenção da referida doença cuja incidência ocupa o 4º lugar no sexo masculino e 6º no sexo feminino, entre as neoplasias malignas no estado do Amazonas (INCA 2012).

Leia mais...

Edua realiza último lançamento de livros do ano

Fechando a temporada de lançamento de livros da Editora da Universidade Federal do Amazonas, três obras foram apresentadas ao público na sexta (6): “Biotecnologia, conhecimentos tradicionais e sustentabilidade: as perspectivas da inovação no Amazonas”, Ribeirinhos urbanos: Vidas e Modos de Vida no Puraquequara” e “Dicionário Amazônico de termos, abusões e verbetes”

 

Leia mais...

Poder local e educação promovem o desenvolvimento social, afirma pesquisador João Pinha da Universidade de Lisboa

A conferência VIII "O poder local e a educação" proferida pelo professor do Instituto de Educação da Universidade do Lisboa, Portugal, João Pinhal, que faz parte da programação do "I Workshop Educação, Pauperização e Questão Social", aborda questão da iniciativa educativa como elemento de  transformação social. O evento ocorre até sábado, 30, no auditório Rio Alalaú, da Faculdade de Educação (Faced).

Leia mais...

Pesquisadores do ICET buscam entender o comportamento do caranguejo vermelho

Um estudo realizado pelos pesquisadores do Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia de Itacoatiara (ICET) está analisando o potencial zootécnico de crustáceos da espécie Dilocarcinus pagei, caranguejo nativos da América Latina, conhecido popularmente como caranguejo vermelho.

As pesquisas vêm sendo desenvolvidas no laboratório de Zoologia do ICET, onde alunos de graduação e pós-graduação, orientados pelos professores doutores Bruno Sant’Anna e Gustavo Hattori buscam entender o comportamento da espécie.

A perspectiva principal das pesquisas é fornecer dados para o cultivo em larga escala, ou até em micro escala para as comunidades ribeirinhas de forma a gerar renda e preservar a espécie.

Segundo o aluno de mestrado, Émerson Dantas, que está desenvolvendo experimentos, para determinar o índice de crescimento do caranguejo vermelho (muito utilizado como isca-viva para pesca esportiva na região do Mato Grosso e nas represas de São Paulo) em cativeiro, o estudo busca verificar efetividade da isca. “Estamos fazendo alguns estudos para verificar sua efetividade como isca, envolvendo crescimento relativo, realizando medições periódica  necessária para analisar se o crescimento ocorre simetricamente na largura da carapaça, nas pinças. O animais recém nascidos em cativeiro são colocado em celas (espaços de tamanhos diferentes onde os filhotes são depositados) para que seu crescimento seja monitorado  por 90 dias para averiguar a taxa de crescimento”, explicou.

De acordo o doutor Gustavo Hattori “o trabalho orienta-se pela análise da biologia reprodutiva, e identificar o potencial reprodutivo dessa espécie, verificar se ela tem importância econômica que pode ser explorada, tanto como isca-viva quanto para consumo humano. Estamos analisando a parte de crescimento e comportamento levando em consideração os períodos de cheia e de seca da região amazônica, e como ele influencia na biologia desses animais”, informou.

Na mesma linha o doutor Bruno Sant’Anna, salienta que o trabalho com caranguejos objetiva entender a dinâmica da espécie. “Procuramos entender: qual a densidade que se pode cultivar esse animal? quais os parâmetros da água? Se pudermos entender bem essa dinâmica isto pode se reverter em geração de renda com criação desses animais para vender como isca viva, e assim também de deixar de tirar o animal do ambiente”, afirmou.

Educação e desenvolvimento – professor da Ufam analisa projetos de desenvolvimento da região Norte em Mostra Amazônia Violentada

Tendo como base o documentário “Amazônia – herança de uma utopia”, de Alexandre Valenti, o professor José Alcimar de Oliveira, do Departamento de Filosofia, comentou a forma de ocupação da região Amazônica a partir dos projetos de desenvolvimento aplicados a essa área do país. A atividade faz parte da mostra Amazônia: Cidadania Violentada, promovida pelo Museu Amazônico, na tarde desta segunda-feira, 25, no Instituto de Educação do Amazonas (IEA).

Leia mais...

Faced inicia debates no "I Workshop Educação, Pauperização e Questão Social"

Mesa do evento teve nomes internacionaisMesa do evento teve nomes internacionais

A Faculdade de Educação iniciou nesta segunda-feira (25), a jornada de discussões em torno do conhecer sobre as determinações recíprocas da relação “pobreza versus Educação”. No “1º Workshop Educação, Pauperização e Questão Social”, promovido pela Faced e que acontece até o dia 30 de novembro nos auditórios Rio Jatapu e Alalaú, setor Norte da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), pesquisadores internacionais, debatedores, alunos e gestores públicos se fizeram presente. 

À mesa de abertura estavam o professor Mathias Rwehera, da Universidade de Burundi, um país no centro do continente africano e Louis Marmoz, membro do Programa de Pós-graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia (PPGSCA), além da professora do Departamento de Ciências Sociais, Marilene Corrêa, do chefe do Departamento de Educação, Alderi Alves de Oliveira, representando a diretora da Faculdade, professora Arminda Mourão e a pró-reitora de Inovação Tecnológica, professora Socorro Chaves, que na oportunidade, falou pela reitora, professora Márcia Perales. A abertura do evento foi feita pelo professor da Faced, Wagner Paiva Araújo. 

Plateia composta por pesquisadores, alunos e gestores públicosPlateia composta por pesquisadores, alunos e gestores públicos

Em seu pronunciamento, a representante da reitoria, pró-reitora de Inovação Tecnológica, professora Socorro Chaves afirmou que o evento tem muita importância para os estudos acadêmicos, uma vez que é o primeiro realizado na Universidade e porque motiva a estabelecer práticas no que a própria Instituição apregoa, que é a de promover com excelência o desenvolvimento regional junto com o compromisso social. 
 
Ela afirmou, ainda, que a Universidade é uma Instituição ativa no que se refere às políticas e que vem trabalhando junto a demais órgãos para que se possa investir cada vez mais em Política de Ciência e Tecnologia como ferramenta para que a realidade de diversos países possa ser melhor.  
 
“Todas as nações em desenvolvimento têm como desafio a superação da desigualdade e, ao nos debruçarmos sobre o tema, vemos que esta é uma busca constante para que possamos prover condições melhores para os cidadãos”, disse Chaves. 
 
Palestra de abertura  - A conferência inicial foi feita pela professora do Departamento de Ciências Sociais, Marilene Corrêa, abordando “A Pauperização como processo histórico-estrutural”, abordando o aspecto “ocidentalizado da Educação”, ou seja, o da apreensão dos processos educativos em todos os continentes. 
 
A segunda conferência ficou por conta do professor Matias Rwehera, que abordou “A Impossibilidade do Desenvolvimento do Ensino em Países Menos Avançados”. 

Penúltima noite de lançamento de livros da Edua

A Editora da Universidade Federal do Amazonas (Edua) se aproxima da reta final de publicações de 2013. Os livros “Cidadania, Diversidade e Educação Inclusiva” e “Valor adicionado dos Recursos Naturais Latentes” foram apresentados ao público na última sexta (22) em noite de autógrafos na loja Bemol do Manauara Shopping.Última noite de lançamentos do ano da editora ocorre no próximo dia 6. 

Desde junho, a Edua promove lançamentos de mais de 80 obras financiadas através de convênio firmado entre Ufam e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas com objetivo de consolidar o fomento à produção científica no Estado. Dentre as áreas de conhecimento contempladas com as publicações, Educação obteve mais livros abordando a temática. A Amazônia, porém, é o tema mais pesquisado e debatido entre as obras, demonstrando a preocupação da comunidade acadêmica em compreender e proporcionar à sociedade um entendimento aprofundado sobre a região.

O livro “Cidadania, diversidade e educação inclusiva”, de autoria da professora Maria Almerinda Matos, objetiva expor o percurso e os percalços que marcam a efetivação da educação especial pelo segmento público municipal enquanto discute intenções e práticas escolares que caracterizam o cotidiano escolar. Segunda a professora, “é um debate importante que vem crescendo gradualmente ao longo dos últimos anos”. Para além da oferta de vagas nas unidades escolares, é necessário pensar todo o contexto no qual o aluno especial estará inserido, isso inclui espaço físico com acessibilidade, professores qualificados, atendimento psicológico, entre outros fatores. A professora comemora ainda a aprovação da Linha de Pesquisa 4: Educação Especial no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Amazonas.

“O livro é uma tentativa de registrar como está a Educação Inclusiva no Amazonas, para isso eu tive trabalho de pesquisa em campo para checar se a legislação está sendo cumprida, se a Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva está sendo efetivada. O que percebi é que há muita falta de informação, principalmente por parte dos pais dos alunos, quanto a direitos e garantias. Nós, enquanto educadores, primamos pela direito de todos à educação e pela qualidade dela, ainda mais”, completa Maria Almerinda.

Professora Maria Almerinda autografa exemplar de seu livro para professor Francisco MourãoProfessora Maria Almerinda autografa exemplar de seu livro para professor Francisco Mourão

Trazendo uma metodologia para calcular o conceito técnico-econômico, o livro “Valor adicionado dos recursos naturais: uma metodologia de cálculo”, escrito pelo professor Francisco Mourão, é dividido em três capítulos: fundamentos teóricos, infraestrutura analítica e, por último, discussões analíticas acerca dos problemas de pesquisa.  O professor explica o conceito Valor Adicionado: “É o aumento da renda da população, a priori. Por exemplo, não há nada ali, mas, de repente, você encontra uma jazida de granito (os minerais no Amazonas  ainda inexplorados, portanto latentes), quando começar a ser extraída da natureza e colocada no mercado através de um processo de produção, ela agrega valor àquela comunidade onde se localiza. Aquele bem, que antes tava escondido na natureza, passa a adicionar valor. Por direito, a comunidade passa a ter acesso a uma parcela do ICMS que a Constituição Federal determina que o governador redistribua 25%  do valor arrecadado seja distribuído para municípios do interior, porém se ficar provado que o valor adicionado na sua renda se deu através de uma exploração, de uma atividade nova”.

Acadêmicos do curso de Direito participam da Semana Nacional de Conciliação 2013

Ao todo, 45 acadêmicos do curso de Direito da Ufam, juntamente com os da Faculdade de Direito da Universidade do Estado Amazonas (UEA), da Escola Superior Batista do Amazonas (Esbam) e da Faculdade Metropolitana de Manaus (Fametro) estão atuando como mediadores/conciliadores no mutirão para atender mais de 2000 processos durante a Semana Nacional de Conciliação 2013, que acontece até quarta-feira, 27, no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), com término para o próximo sábado, 30.

Leia mais...

UFSC divulga lista de inscritos para curso à distância ministrado no Ced

A UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), em parceria com o Ministério da Saúde, representado pela SGTES (Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde) e pela SCTIE (Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos), oferta 2ª edição do Curso de Capacitação para a Gestão da Assistência Farmacêutica – EaD: Especialização, Aperfeiçoamento e Estudos de Aprofundamento, para farmacêuticos atuantes no serviço público de saúde e farmacêuticos docentes de disciplinas em cursos de graduação em Farmácia.

Foram oferecidas 1.600 vagas. Das vagas ofertadas, 75% serão destinadas a farmacêuticos atuantes no serviço público de saúde e 25% para farmacêuticos que exerçam atividade docente em disciplinas de cursos de graduação em Farmácia reconhecidos pelo MEC ou pelo Conselho Estadual de Educação. São treze los regionais que servirão de sede dos Encontros Presenciais: Manaus (AM), São Luís (MA), Natal (RN), Salvador (BA), Vitória da Conquista (BA), Divinópolis (MG), Brasília (DF), Goiânia (GO), Fortaleza (CE), Ribeirão Preto (SP), São Paulo (SP), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS). Em Manaus, o curso será ministrado na Universidade Federal do Amazonas, através do Centro de Educação à Distância.

 

Confira o resultado aqui.

Confira o calendário de reuniões dos Colegiados Superiores

Calendário de reuniões dos Colegiados Superiores
 
CONSAD - reunião ordinária dia 11/12/2013, às 08:30 hs.
 
CONSUNI - reunião ordinária dia 12/12/2013, às 08:30 hs.
 
CONSEPE - reunião ordinária dia 20/12/2013, às 08:30 hs.
 

Ufam outorga grau às primeiras turmas de Licenciatura Indígena em São Gabriel da Cachoeira

Tão especial quanto especiais eram os formandos. Assim foi a cerimônia de colação de grau dos estudantes indígenas da Ufam, realizada em uma maloca no município de São Gabriel da Cachoeira, a 852 km de Manaus, na noite do último dia 30. Foi a primeira vez que a Universidade outorgou grau a turmas concluintes do curso de LicenciaturaIndígena Políticas Educacionais e Desenvolvimento Sustentável. 72 estudantes comemoraram a conquista do diploma de nível superior.

Habitantes da região mais plurilíngue do continente americano, os estudantes indígenas oriundos de 22 etnias dentre elas Baré, Kuripako e Tariano, foram organizados para fins didáticos de acordo com a territorialidade linguística em três turmas Nheengatu, Baniwa e Tukano. Dessas turmas saíram os 72 formados, sendo 21 da turma Baniwa, 30 de língua Tukano e outros 21, de fala Nheengatu.

Leia mais...

Pesquisadores do ICET trabalham no melhoramento genético da pupunheira

O pesquisador Brainer Willian Cruz dos Santos, aluno do Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologia para Recursos Amazônicos do Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia de Itacoatiara (ICET) vem pesquisando maneiras de melhorar geneticamente a pupunheira (Bactris gasipaes Kunth) e tornar seus frutos ainda mais agradáveis ao paladar. O estudo chamado ‘Relações Causa-Efeito entre Caracteres Físicos e Químicos sobre Teor de Fibras em Frutos de Pupunha’, visa auxiliar as estratégias de seleção de pupunheiras para produzir frutos melhorados para o consumo.

O estudo baseia-se em dados do Programa de Melhoramento Genético da Pupunheira, coordenado pelo doutor Rodrigo Barros Rocha da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa/Cpafro Rondônia).

Foi realizada a coleta de cachos (frutos) para avaliação,  identificação e caracterização genética das plantas, determinação do teor de óleo e proteína, a partir da análise química dos frutos e avaliação de degustação objetivando produzir frutos carnosos e oleosos que a agradam a maior parte dos consumidores. Ainda nesta fase foi realizada a preparação de sementes para posteriormente plantar as mudas.

Após cinco anos de plantio os primeiros exemplares frutificaram e o processo de seleção se reinicia até aproximadamente a quarta geração e estima-se que esses experimentos possam promover a conservação genética das populações produzindo sementes melhoradas e gerando indivíduos produtores de características bem aceitas no mercado.

Segundo Brainer o trabalho é inicial e tem vasto campo a ser explorado. “Trata-se de uma pesquisa básica no melhoramento genético de plantas, mas futuramente desejamos levar ao mercado frutos com maior qualidade para o consumo”, explicou.

Conforme o orientador do projeto, doutor Fábio Medeiros Ferreira, o objetivo da pesquisa é produzir pupunhas com pouco teor de fibras, grandes e oleosas. “A pupunha tem um grande potencial econômico, seja ele no seguimento alimentício ou bioenergético, estamos buscando selecionar plantas cujas características sejam as mais desejadas pelo mercado consumidor como uma boa quantidade de amido para produção de alimento ou boa produção de óleo visando à bioenergia”, explicou.

Sobre o fruto

Fruto típico de regiões tropicais, a pupunha tem lugar cativo na mesa das populações amazônicas, é rico em carboidratos, proteínas, gorduras, vitamina A e fibras (ótimas para o bom funcionamento do intestino).

 

Divulgado aviso de retificação do Edital para Seleção de Professores Indígenas

A retificação diz respeito à alteração da data de Matrícula dos candidatos aprovados e classificados. Para mais informações, acesse o aviso de retificação em anexo.

Programa de Pós-Graduação em Informática tem sua 10ª defesa de tese de doutorado

Banca examinadora foi composta por professores da Ufam, federal do RS e PortugalBanca examinadora foi composta por professores da Ufam, federal do RS e Portugal

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Informática, da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), promoveu na tarde desta sexta-feira (22), na Sala de Seminários do PPGI, a 10ª Defesa de Tese de Doutorado do Programa.

Com a presença de alunos do curso de pós-graduação, representantes da Pró-reitoria de Pós-graduação (Propesp) e do Departamento do PPGI, o doutorando Leonardo Nascimento dos Santos defendeu a tese intitulada “Um Arcabouço para Desenvolvimento de Ambientes Virtuais Flexíveis e Específicos”. Na banca examinadora, professores doutores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), representada pelos professores Clediné Silva de Menezes e Rosa Maria Vicari. De Portugal, da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (Utad), o professor Hugo Alexandre Parede Guedes da Silva também compôs a banca juntamente com três membros da Ufam: José Francisco de Magalhães Netto, Thais Helena Chaves de Castro e Alberto Nogueira de Castro Junior, todos do PPGI.

Antecedendo a defesa da tese, a coordenadora do PPGI, professora Eulanda Miranda dos Santos falou da satisfação dos integrantes do Programa em congregar mais um doutor.

“Estamos contentes com este momento, no qual nos congratulamos pela defesa de uma tese e, consequentemente, pelo encerramento de uma jornada importante na vida deste doutor”, afirmou.

Leonardo justificou a elaboração de seu trabalho pelo fato de a web estar se transformando em uma grande plataforma de interação entre seus usuários, mas deixando lacunas quanto a ferramentas para estabelecer essa interação, principalmente em ambientes virtuais de suporte a atividades de domínios complexos, como na área da Educação.

“Nesse trabalho, tive o intento de apresentar uma extensão desse paradigma que é capaz de descrever detalhadamente cada um dos componentes de um ambiente virtual. Através desta tese foi possível desenvolver 20 tipos de ambientes virtuais característicos”, explicou.  

Representantes da Comunidade Universitária discutem e definem novo estatuto da Ufam até sábado, dia 23

Representações de professores, técnico-administrativos e alunos estão reunidos desde quinta-feira, 21, no auditório da Faculdade de Direito (FD), com término para sábado, 23, para discutir o processo de reformulação do Estatuto interno da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Leia mais...

Semana acadêmica de Engenharia Química encerra com foco no empreendedorismo do profissional

Iniciada na útlima segunda (18) a Semana Acadêmica do curso de Engenharia Química (Saeq) integra a Semana de Ciência e Tecnologia do Instituto de Ciências Exatas. Através de palestras, minicursos e visitas técnicas, os discentes puderam ter um contato maior com o mercado profissional e visão empreendedora do segmento em Manaus. Atividades encerram nesta sexta (22).

Leia mais...

Semana de Engenharia Química promove minicurso

Minicurso "Introdução à espectrometria de absorção atômica"Minicurso "Introdução à espectrometria de absorção atômica"O professor Genilson Santana, do curso de Química da Ufam, ministrou o minicurso "Introdução à espectrometria de absorção atômica", na Semana de Engenharia Química da Ufam, nesta quinta-feira, 21, na Faculdade de Tecnologia. A Semana teve sua programação, nesta quinta-feira pela manhã, das 9 às 12h, voltada para os minicursos.

O docente do curso de Química da Ufam, Genilson Santana, ministrou o minicurso “Introdução à espectrometria de absorção atômica”, para estudantes ávidos por mais conhecimento na área da Química. Pelo menos a maioria presente na sala de aula, no bloco da Faculdade de tecnologia, nesta manhã de quinta-feira. Os estudantes estavam atentos às explicações do professor sobre os primeiros teóricos que pesquisaram a absorção atômica. Em seguida, o professor explicou o processo de funcionamento da energia dentro de um equipamento utilizado para medir a absorção. Demonstrou de que maneira se utiliza um equipamento que a mede e cálculos para realizar a medição.

Professor Genilson SantanaProfessor Genilson SantanaO palestrante interagiu com os participantes do curso ao perguntar sobre a montagem de um laboratório químico. Indagou aos estudantes qual os melhores elementos para se ter um laboratório? As diversas dúvidas que tinham eram explicadas pelo professor. Que também explicou os elementos modernos para se medir a absorção Atômica.

A Absorção atômica é uma técnica surgida em 1954 utilizada para medir os vários tipos de metais em diversas amostras. A técnica mede substâncias metálicas que estão presentes em vários produtos. Tudo que se relaciona a metais a técnica é capaz de medir. “Quando se fala em absorção atômica, na verdade estamos falando de um equipamento. É um equipamento que tem a capacidade de medir metais”, disse o professor Genilson.

“É um tema importante para a sociedade e para os estudantes de Engenharia Química. Uma das atribuições do engenheiro químico é administrar laboratórios de análises e em algum momento essa técnica será usada por. Essa técnica é usada em diversas indústrias, em diversos locais. A técnica fornece subsídio para o homem se livrar da parte ruim da Química”, afirmou o professor.

“O minicurso oferece a oportunidade de passar conhecimento a mais para o estudante que participa. O estudante aprende conteúdos novos. São conhecimentos que não estão presentes na grade curricular dos cursos”, disse Genilson Santana.

Estudante Danielle SilvaEstudante Danielle Silva

 

A estudante do curso de Engenharia Química da Ufam, Danielle Rodrigues Silva, afirmou da importância da participação em um minicurso com esse tema para sua formação profissional. “Em termos de conhecimento, participar do minicurso, vai servir para a minha formação profissional. Vai ajudar no meio estágio. Também vai acrescentar no conhecimento intelectual”, disse a estudante.

 

Confira o resultado da 1ª etapa da Seleção do Programa de Pós-Graduação em Letras - Prova Escrita de Conhecimentos

O Programa de Pós-graduação em Letras divulga a lista de aprovados na Prova Escrita de Conhecimentos na Seleção PPGL - 2013/2014.
 
Aprovados na Prova Escrita de Conhecimentos 
 
 1ª etapa 
 
Seleção PPGL - 2013/2014 
 
Candidatos – Área: Estudos Literários 
 
 
 
Nº de inscrição 
 
01 Ingrid Karina Morales Pinilla 
 
04 Thays Freitas Silva 
 
05 Karina Lobo Magalhães Castro 
 
06 Sylvia Beatriz Ramos Iwami 
 
07 Alexandre Rodrigues Gomes 
 
13 Isadora Santos Fonseca
 
14 Sideny Pereira de Paula 
 
16 Rodrigo Nascimento Feitoza 
 
24 Pedro Ferreira Teixeira
 
36 Maria Yonar Marinho dos Santos 
 
37 Alessandra Benfica do Nascimento 
 
39 Herto Alves de Miranda
 
43 Giselle Brandão Jaime
 
 
 
 
 
Nº de inscrição 
 
01 Rosilene Silva Marinho
 
02 Iná Isabel de Almeida Rafael Silva 
 
07 Jeckson Santos do Nascimento
 
08 Ana Patrícia Cavalcanti Queiroz Linhares 
 
09 Renato Régis Barroso 
 
22 Maurílio Ramon da Silva dos Santos 
 
25 Liliane Sampaio Tavares 
 
26 Maria Bernadete Bonini Alves 
 
32 Celso Batista de Carvalho
 
35 Thaise Silva Ferro Gomes Alves 
 
37 Valquindar Ferreira Mar Junior 
 
40 Ana Paula Teixeira Gouveia 
 
 
 
 
 
Candidatos – Área: Estudos da Linguagem 
 
 
 
Conforme consta no Edital de Seleção, os candidatos aprovados na prova escrita devem entregar até o dia 22 de novembro, de 09h às 12h, na Secretaria do PPGL, uma (1) cópia do Curriculum Vitae da Plataforma Lattes/CNPq (http://lattes.cnpq.br), acompanhado dos comprovantes de todas as informações fornecidas, dispostos e identificados na ordem de apresentação do Quadro para Avaliação do Currículo, Anexo IV deste Edital. A não entrega das cópias do Curriculum Vitae conforme descrito acima e no prazo estabelecido implicará na eliminação do candidato do processo. 
 
Serão avaliados somente os projetos dos candidatos aprovados na Prova de Conhecimento, que deverão participar da entrevista conforme calendário a ser definido pela Comissão. 
 
a. Local: Instituto de Ciências Humanas e Letras. A programação das entrevistas (dia, hora e sala) será publicada no mural da Pós-Graduação do PPGL/ICHL e/ou no site http://www.ufam.edu.br até dia 25 de novembro de 2013. 
 
b. Data das entrevistas: 27 e 28 de Novembro de 2013. 
 
 A Comissão de Seleção do Mestrado em Letras. 
 
 Manaus, 19 de novembro de 2013.

Confira o resultado da 1ª etapa da Seleção do Programa de Pós-Graduação em Letras - Prova Escrita de Conhecimentos

O Programa de Pós-graduação em Letras divulga a lista de aprovados na Prova Escrita de Conhecimentos na Seleção PPGL - 2013/2014.

Confira o resultado da 1ª etapa da Seleção do Programa de Pós-Graduação em Letras - Prova Escrita de Conhecimentos

O Programa de Pós-graduação em Letras divulga a lista de aprovados na Prova Escrita de Conhecimentos na Seleção PPGL - 2013/2014.

Confira o resultado da 1ª etapa da Seleção do Programa de Pós-Graduação em Letras - Prova Escrita de Conhecimentos

O Programa de Pós-graduação em Letras divulga a lista de aprovados na Prova Escrita de Conhecimentos na Seleção PPGL - 2013/2014.

Hidrodinâmica de peixes nos igarapés amazônicos desperta curiosidade durante a SEMBIO

O minicurso “Peixes de igarapés, ecologia, comportamento e evolução” ministrado pelo pesquisador do Instituto de pesquisa da Amazônia (INPA), Thiago Belisário D’Araújo Couto, apresenta a hidrodinâmica de espécies de peixes amazônicos. O minicurso faz parte da programação da XXVI Semana de Biologia, cujo tema é `Fragmentos florestais: conhecimento e interação`. O evento ocorre desde segunda-feira, 18, com término para sexta-feira, 22, no auditório Paulo Buhrheim, Setor Sul.

Leia mais...

Arii realiza pré-seleção para Programa Ciência sem Fronteiras - inscrições até dia 29

A Assessoria de Relações Internacionais e Interinstitucionais – ARII divulga edital interno de pré-seleção de alunos de graduação da Ufam que queiram concorrer às chamadas públicas do Programa Ciência sem Fronteiras para os seguintes países: Estados Unidos, Alemanha, França, Itália, Suécia, Noruega, Irlanda, China, Hungria, Japão, Áustria, Austrália, Canadá, Coréia do Sul, Reino Unido, Finlândia, Nova Zelândia, Bélgica, Holanda e Espanha. Inscrições abertas até 29 de novembro.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (EDITAL_15_PDF_CIENCSEMFRONTEIRAS.pdf)Edital_15 CsF[ ]572 kB

Leia mais...