SIASS suspende atendimento ao público até sexta-feira (9)

O Departamento de Saúde e Qualidade de Vida (DSQV), da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp), informa que o Subsistema Integrado de Atenção a Saúde do Servidor (SIASS), localizado próximo da TV UFAM, setor sul do Campus, iniciou mudança física para o prédio do Centro Integral de Atenção à Saúde (CAIS), próximo do auditório Paulo Burheim e Faculdade de Educação Física e Fisioterapia (FEFF), ambos também no setor sul. 

Por ocasião da mudança, o SIASS não estará atendendo ao público até o dia 9 de setembro, voltando a receber documentos e a realizar perícias a partir da segunda-feira (12). Informações pelo telefone institucional: (92) 99318-3254.

PROGESP realiza treinamento de “Excel Avançado” para técnicos-administrativos

Com o objetivo de capacitar os servidores técnicos-administrativos em educação da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp) realiza, de 26 de setembro a 7 de outubro, o curso “Excel Avançado”.

Ministrado pela professora Alacy da Conceição Serrão e com 20 vagas para as Unidades demandantes, as aulas serão voltadas para a utilização da planilha Excel 2010, com os recursos mais avançados para a realização das atividades profissionais. Ocorrem das 8h às 12h, no laboratório do Centro de Educação a Distância (CED), localizado no setor Sul do Campus Universitário Senador Arthur Virgílio Filho, em Manaus.

Para realizar a inscrição, os interessados devem preencher o formulário disponível no site da Progesp e encaminha-lo, via protocolo, para a Coordenação de Treinamento e Desenvolvimento (CTD).

Anexos:
Fazer download deste arquivo (Requerimento_de_Inscrição_Evento_Interno_de_Capacitação_PRESENCIAL(!).doc)Formulário de Inscrição[ ]1301 kB

Pesquisas para jovens professores doutores receberão financiamento

A Universidade Federal do Amazonas (Ufam), por meio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp), realizou nesta sexta-feira, 2, no Auditório da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (ProGesp), no Centro Administrativo, a reunião para apresentar aos professores e diretores das unidades acadêmicas da capital e do interior o Programa de Financiamento de Projetos de Pesquisa para Jovens Professores Doutores da Ufam (Programa Jovem Doutor), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

O reitor em exercício, Hedinaldo Narciso Lima, recepcionou os presentes e destacou a importância da participação dos docentes no Programa, apresentando as diretrizes principais de como concorrer ao financiamento da pesquisa. Em seguida, o pró-reitor de pesquisa e Pós-Graduação (Propesp), Gilson Monteiro, apresentou em detalhes as características do Programa, ressaltando os objetivos e a relevância para a pesquisa. Explicou as faixas de valores em que os projetos estarão submetidos, prazos, quem estará apto ao financiamento e a duração. Os projetos a serem financiados devem estar inseridos nas áreas de: Segurança Alimentar; Hídrica; Energética Sustentável; Cibernética; Comunicação; Educação e Tecnologias Sociais; Biotecnologia; Medicamentos e Fármacos; e Políticas Públicas e Sociedade.

“É uma linha de financiamento importante para pesquisa e convidamos os professores para mostrar o Programa e como ter acesso. A dificuldade de financiamento desmotiva a fixação de doutores na região. Temos hoje aproximadamente 230 pessoas que se enquadram neste perfil de recém-doutor e esperamos uma grande participação”, afirmou Hedinaldo Narciso Lima.    

Segundo Gilson Monteiro, é fundamental a participação de pesquisadores da Ufam para que o Programa se consolide. “A ideia é o Programa tornar-se uma política pública de financiamento da pesquisa. É um projeto piloto do MCTIC que será aplicado na Ufam e na Universidade Federal da Bahia (UFBA), por isso é fundamental que a demanda seja grande para consolidar o Programa”, destacou.

O professor do curso de Geografia da Ufam, Marcos Castro, ressaltou a importância do Programa por contemplar a categoria de jovem-doutor e contribui para consolidar a carreira de docente na universidade. “Temos muitos professores que não são da região e eles, muitas vezes, encontram dificuldades em alguns editais, no sentido que a quantidade de projetos já realizados acaba por criar uma espécie de hierarquização, que prioriza quem é mais antigo. Então, estes programas que contemplam essa categoria de recém-doutores serve pra consolidar a carreira do jovem e incentivar sua permanência na Instituição”, afirmou Marcos Castro.

“Sem dúvida este projeto vai incentivar a pesquisa na Ufam. Hoje está difícil a captação de recursos e, pra gente que está chegando aqui na Universidade como jovem-doutor, é um incentivo. Isso estimula você a se dedicar e, consequentemente, ampliar a pesquisa”, relata o professor do curso de Química da Ufam, Marco Antônio dos Santos Faria.   

Programas de Pós-Graduação da Ufam ofertam 56 vagas para Mestrado e Doutorado

As inscrições no curso de Mestrado do PPG em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia (CASA) estão abertas até o dia 16 de setembro, e o doutorado no mesmo Programa terá inscrições entre 26 de setembro e 14 de outubro. Para concorrer às vagas de mestrado ou de doutorado no PPG em Ciência Pesqueira nos Trópicos (CIPET), o candidato deve ser inscrever entre os dias 5 de setembro e 5 de outubro de 2016.

Os Programas ofertam juntos 34 vagas para os cursos de Mestrado, sendo seis delas para o atendimento da Política de Ação Afirmativa. Para os doutorados são ofertadas 22 vagas, das quais quatro são direcionadas para os autodeclarados pretos, pardos ou indígenas.

PPGCASA

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp) publicou os editais 038/2016 e 039/2016, respectivamente para a seleção de candidatos ao Mestrado e ao Doutorado do Programa de Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia. Área de concentração, linhas de pesquisa, requisitos e documentação exigida pelo PPG estão disponíveis nos editais.

Até o dia 16 de setembro, as inscrições para o Mestrado serão através do formulário obtido na página http://www.ppgcasa.ufam.edu.br. Após ser preenchido, o arquivo deverá ser impresso, assinado, escaneado, salvo em PDF e enviado para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . Ou, na forma impressa, deverá ser entregue na secretaria do PPGCASA (Bloco T, setor Sul do Campus Universitário da Ufam - Avenida General Rodrigo Otávio Jordão Ramos, 6.200, Coroado I, CEP: 69080-900), de segunda a sexta, no horário das 9 às 17h.

Edital de Mestrado do PPGCASA (24 vagas, sendo quatro suplementares).

O candidato ao curso de Doutorado no PPGCASA deverá inscrever-se de 26 de setembro a 14 de outubro, no formulário disponibilizado na página do Programa. O documento deverá ser preenchido digitalmente, impresso, assinado, escaneado, salvo em PDF e enviado para o email O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . A outra forma de efetivar a inscrição é presencial, nos mesmos endereço e horário informados para os candidatos que concorrem ao Mestrado.

Outras informações podem ser obtidas na secretaria do PPG ou pelo telefone (92) 3305-4068.

Edital de Doutorado do PPGCASA (15 vagas, sendo três suplementares).

PPG-CIPET

O Edital nº 040/2016 diz respeito às seleções para os cursos de Mestrado e Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciência Pesqueira nos Trópicos, cujas inscrições estão abertas de 5 de setembro a 5 de outubro. Área de concentração, linhas de pesquisa, requisitos e documentação exigida pelo PPG estão disponíveis no edital anexo.

Os candidatos deverão preencher o formulário disponível na página http://www.propesp.ufam.edu.br/index.php/editais-de-pos-graduacao e entregar na secretaria do PPG-CIPET (setor Sul do Campus Universitário, prédio FCA-ICB - entre os blocos L e M, segundo andar). Candidatos residentes ou temporariamente fora de Manaus poderão enviar o formulário preenchido, assinado e salvo em PDF para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Outras informações podem ser obtidas na página http://ppgcipet.ufam.edu.br, na secretaria do Programa, pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelo telefone (92) 3305-4049.

Edital de Mestrado e Doutorado do PPG-CIPET (17 vagas, sendo três suplementares).

Painel sobre Educação Básica em pauta no segundo dia do Fórum da Graduação (ForGrad)

Evento integra o Fórum Nacional de Pró-Reitores de Graduação (ForGRAD) que tem como objetivo apresentar o Plano Nacional da Graduação (2004) para análise, discussão, avaliação e aprimoramento por meio de seminários, painéis e mesas redondas.

Debatedores do Painel "Formação de professores para a educação básica"Debatedores do Painel "Formação de professores para a educação básica"

Mediada pelo pró-reitor de Ensino de Graduação da Universidade Estadual de Ponta Grossa, professor doutor Miguel Arcanjo de Freitas Júnior, o Painel "Formação de professores para a educação básica" apresentou as reflexões dos pró-reitores de Graduação da Universidade Federal da Paraíba, da Universidade Estadual de Londrina e do Instituto Federal do Amazonas, os quais pontuaram desafios e abordaram assuntos como carreira, condições de trabalho e reformulação curricular de Licenciaturas para aprimorar o Plano Nacional de Graduação.

Em seu pronunciamento, a pró-reitora da Universidade Federal da Paraíba, professora Ariane Norma de Menezes Sá, delineou o perfil ideal para professores formadores. "É importante que o professor tenha atitude de formador, pois sempre servirá de exemplo para futuros professores e o formador ideal deveria ser um intelectual com sólida formação conceitual e que pudesse, ao mesmo tempo, levar o seu aluno a refletir sobre a futura prática docente", destacou a docente.

A Pró-reitora de Ensino de Graduação da Universidade Estadual de Londrina, professora Ângela de Souza Lima ressaltou a necessidade de enfrentar coletivamente os desafios da formação docente. “O foco da minha contribuição não é uma discussão teórica e nem um estudo de caso da Universidade Estadual de Londrina, mas uma espécie de estudo de caso utilizando como recurso metodológico o relato de uma trajetória de trabalho de um grupo de sete pró-reitores de graduação que criam potencialidades e empoderamento através de suas respectivas participações políticas”, ressaltou a palestrante ao destacar a relevância do Fórum permanente de formação de professores nos Estados e do Fórum das Licenciaturas.  

Durante sua explanação, o diretor acadêmico do Ensino Superior do Instituto Federal do Amazonas (IFAM), professor Nilton Paulo Ponciano, apresentou a verticalização do ensino e sua integração com a pesquisa e a extensão em benefício da sociedade como missão dos Institutos Federais e chamou atenção para que a construção de políticas considerem as diferenças regionais. "Os Institutos Federais têm como missão promover a eficácia nas respostas de formação profissional, a construção, a difusão e a democratização do conhecimento científico e tecnológico, mas esbarra no desafio das diferenças regionais. Temos contextos plurais e isso deve ser considerado, caso contrário, continuarão a ser construídas políticas excludentes”, observou o palestrante.

Delegação do Instituto Natureza e Cultura de Benjamin Constant no ForGradDelegação do Instituto Natureza e Cultura de Benjamin Constant no ForGradINC no ForGrad

Participante do Fórum, o professor Max de Souza Pinheiro, coordenador acadêmico do Instituto Natureza e Cultura (INC), unidade acadêmica da UFAM em Benjamin Constant, destaca a contribuição do Fórum para o corpo docente do INC. "Esse Fórum é sinônimo de troca de conhecimentos e também de informações novas. O INC trouxe uma delegação de cinco coordenadores de curso, os quais são também presidentes de núcleos estruturantes dos respectivos cursos. As ideias apresentadas nesse Fórum servem para nos orientar quanto aos rumos da educação nacional”, comentou o coordenador acadêmico do INC.  

Arivano Sousa é administrador na Faculdade de Ciências Agrárias (FCA). Ele está atento ao conteúdo para desempenhar melhor suas atribuições na unidade em que atua. “Meu maior interesse no ForGrad 2016 é a possibilidade de aprender um pouco mais sobre temas importantes e poder utilizar esse aprendizado de forma estratégica na unidade em que atuo. Tenho muita expectativa em relação às palestras sobre qualificação de professores para o ensino superior, sobre Educação a distância e, principalmente, sobre avaliação do ensino de graduação para combate à retenção e à evasão”, comentou o servidor.

Programação

O ForGrad encerra nesta sexta-feira, 2, com as palestras "Financiamento e fomento da Educação Superior" e "Política Nacional para a Graduação: um projeto para o Estado Brasileiro". 

Palestras sobre Desenvolvimento Empresarial e Oportunidades de empreender marcam segundo dia da Semana Acadêmica de Empreendedorismo na UFAM

Na primeira palestra desta quarta-feira, 31, o diretor do Centro de Desenvolvimento Empresarial e Tecnológico da UFAM, professor Luiz Roberto Nascimento, apresentou como funciona uma incubadora no âmbito universitário.

A “II Semana Acadêmica de Empreendedorismo - mapeando o empreendedorismo e a inovação na UFAM” é uma realização dos alunos da disciplina Empreendedorismo e Inovação, do curso de Administração, sob coordenação dos professores Irineu Vitorino e Dalton Vilela Júnior.

Durante o evento, o professor Irineu Vitorino destacou que é nas salas das Universidades que está o futuro da Economia brasileira. "Vocês estudam Administração para se tornarem funcionários de grandes empresas, atuarem no serviço público ou serem empreendedores, que é uma excelente opção. E como é que se aprende a empreender? Precisa estudar empreendedorismo, mercado, finanças, relações pessoais e, de acordo com a especificidade que você escolher, tem que ter domínio sobre a área. As estatísticas estão aí para mostrar que o mercado muda o tempo todo e a atualização é o caminho. Nessa II Semana de empreendedorismo vocês encontram interação e todas as informações de empreender com conhecimento. É preciso estudar, viajar, visitar empreendimentos e interagir. Vocês que estão nessa sala definem os rumos da Economia do país. Se nós da Universidade entendermos a importância da tecnologia, entendermos que é daqui que saem as ideias, as coisas novas, vamos compreender e construir um Brasil diferente” destacou o professor.

Professor Luiz Roberto Nascimento, economista e diretor do CDTECH da UFAM, explicou como funciona uma incubadora no ambiente universitário. Professor Luiz Roberto Nascimento, economista e diretor do CDTECH da UFAM, explicou como funciona uma incubadora no ambiente universitário.

A palestra Desenvolvimento Empresarial e Tecnológico – Incubadora CDTECH foi proferida pelo professor Luiz Roberto Nascimento, economista e diretor do CDTECH da UFAM. Durante a palestra, ele explicou o funcionamento de uma universidade empreendedora e ressaltou o propósito de manter incubadoras no ambiente universitário. “A universidade empreendedora é aquela que além de ensinar, pesquisar e extensionar, investe em transferência de tecnologia, considerando que a tecnologia importa para prolongar a vida de empresas, impulsiona a produtividade e melhora a vida das pessoas. No Brasil são mais de trezentas incubadoras e 50% delas estão dentro de universidades. A intenção de manter incubadoras (unidades conduzidas por sujeitos envolvidos com desenvolvimento empresarial) é criar e transferir tecnologia, além de promover diálogo entre Universidade e a iniciativa privada, o que nos anos de 1980 não era admissível. Diziam que isso significava privatizar a Universidade. Mas hoje as pessoas já percebem que é um diálogo indispensável” declarou o palestrante.

Desafio Universitário Empreendedor

Palestrante Jeane Dias detalhou o funcionamento do Desafio Universitário EmpreendedorPalestrante Jeane Dias detalhou o funcionamento do Desafio Universitário EmpreendedorPara explicar o funcionamento do desafio Universitário Empreendedor promovido pelo Sebrae, a palestrante convidada foi Jeane Dias, coordenadora estadual da competição. Ela  detalhou os critérios de participação aos acadêmicos. “Participam da competição a Universidade, o estudante e o professor indicado. No desafio, os alunos pontuam através da participação nas atividades ofertadas no site do SEBRAE, seja participando de cursos de Educação a distância, de capacitação empresarial, de quiz de empreendedorismo ou do papo de negócios. O bom é que os participantes ainda ganham certificados de horas complementares. Os cem melhores jogadores do ranking ganham kit com camisetas, bonés, canecas. Dos cem jogadores do ranking, os 40 melhores participam da etapa presencial, os quais confinados e, jogando durante três dias, sai a equipe campeã que representa o Amazonas na etapa final”, detalhou a palestrante, ressaltando que as etapas semifinal e final nacional serão em abril de 2017.

Expectativas dos participantes

Ítalo Alencar, estudante do 5º período do curso de Administração - "Seminário apresenta técnicas indispensáveis para a prática profissional"Ítalo Alencar, estudante do 5º período do curso de Administração - "Seminário apresenta técnicas indispensáveis para a prática profissional"A acadêmica do primeiro período de Administração Talline Corrêa Oliveira considera a II Semana de Empreendedorismo muito importante para o desenvolvimento acadêmico e pessoal dela. “Esta é uma oportunidade que gera uma nova visão para o mundo empreendedor por meio de ideias e experiências de pessoas e empresas que já possuem grande experiência no mercado”, declarou a estudante.

Italo Silva Alencar, acadêmico do 5º Período, considera o evento muito relevante pela quantidade de palestras e pelo conteúdo de excelente qualidade. "As palestras "Oficina, carreira e propósito" e  "Empreendedorismo e inovação” foram muito úteis para mim. Além das várias palestras e do conteúdo interessante, foram abordadas teorias e técnicas indispensáveis para a prática profissional. Isso instaura a cultura de ouvir e de estimular essa essência para o desenvolvimento do administrador e empreendedor local, levando em conta a necessidade de avanço nas demais áreas do mercado regional", ressaltou o aluno.

A programação do evento segue nesta tarde quarta-feira, 31, com a Oficina Análise financeira e viabilidade de projetos, às 15h; a mesa-redonda Empreendedorismo e Inovação, às 16h; a Oficina “Carreira e propósito”, às 17h e a Oficina de Canvas, às 19h.

 
 
 

Direitos humanos em tempos de Cibercultura: o que mudou depois da Internet?

Palestrantes apresentam pontos de vista sobre Cibercultura e Direitos HumanosPalestrantes apresentam pontos de vista sobre Cibercultura e Direitos HumanosSustentabilidade, política, religião e gênero são alguns dos temas que pautam estudiosos, criadores de conteúdos e ativistas no debate sobre as consequências do acesso à Internet por diferentes grupos sociais e o reflexo disso em violações de Direitos Humanos. Na última segunda-feira (29), a Universidade Federal do Amazonas sediou um evento cujo objetivo foi compreender os limites entre as ações comuns na rede e práticas criminosas.

Os ‘Diálogos sobre Cibercultura: Internet e Direitos Humanos’ foram promovidos pelo Programa de Extensão Ligação (Comunicação em Rede) em parceria com o coletivo ‘Jornalistas Livres’ e a Safernet Brasil, instituição ligada ao Comitê Gestor da Internet no País que se dedica a reunir e sistematizar denúncias de crimes na Internet há dez anos.

A inclusão digital, meramente técnica, não deve ser confundida com uma espécie de cidadania virtual. Se, por um lado, as pessoas têm cada vez mais acesso à Internet, mais importante será discutir os limites da ação e seus possíveis resultados.

No caso da violência, trata-se de uma ação virtual que terá consequências reais – ou concretas, conforme explicou uma das idealizadoras do evento, Maurília Gomes. Ela é professora substituta do curso de Relações Públicas da Ufam e faz parte do coletivo ‘Jornalistas em Rede’. “Os Direitos Humanos precisam ser respeitados. Quem compartilha nudes por vingança (Porno Revenge) precisa saber que há consequências para essa atitude, pois ela fere o direito à privacidade”, exemplificou Maurília.

Liberdade e Segurança             

O diretor de Educação do Safernet Brasil, psicólogo Rodrigo Nejm, falou sobre o elevado grau de publicidade de informações pessoais e sensíveis na rede mundial de computadores. Para ele, nos dez anos em que o Safernet atua como um canal de denúncias e sistematização de crimes praticados no ambiente virtual, a demanda aumentou. A sensação de impunidade em relação às manifestações criminosas através da rede também cresceu. “A internet era como uma ‘Terra sem Lei’, mas estamos contribuindo com as políticas públicas para reduzir o número de violações explícitas aos Direitos Humanos e tornar a Web um espaço público de direitos”, enfatizou.Rodrigo Nejm abordou a hiperexposição de dados pessoaisRodrigo Nejm abordou a hiperexposição de dados pessoais

Rodrigo explicou que o Safernet já recebeu mais de um milhão de denúncias por ano e o trabalho é realizado em colaboração com a Polícia Federal (PF) e com o Ministério Público Federal (MPF), que já possuem áreas especializadas para o combate de crimes cibernéticos. “Os principais casos são de racismo, homofobia, intolerância religiosa, violência contra a mulher e contra a criança e xenofobia”, listou.

Hot line para denúncias de crimes cibernéticos: http://new.safernet.org.br/denuncie#

O palestrante provocou os convidados sobre alguns aspectos que podem parecer naturais na rede, mas que, na vida concreta, não teriam sentido. “Para usar a internet de forma responsável, é preciso ter maturidade e capacidade crítica suficiente. Não é simplesmente ter acesso, ser um ‘nativo digital’, termo comum no discurso pronto sobre a rede. Por outro lado, devemos pensar sobre a superexposição voluntária da intimidade e o compartilhamento de dados sensíveis”, afirmou ele, “pois desencadeiam novos tipos de relações na rede”.

Veja a campanha do Safernet #InternetSemVacilo nas redes sociais.

Judiciário

“A Cibercultura gerou uma infinidade de relações novas que precisam ser discutidas”, ressalta o juiz de direito da Vara de Execução Penal do Amazonas e membro da Comissão de Direitos Humanos da Associação de Magistrados Brasileiros (CDH/AMB), Luís Carlos Valois. A Lei Carolina Dieckmann, por exemplo, alterou o Código Penal Brasileiro ao incluir o crime de “invasão de dispositivos informáticos”. Entretanto, o jurista acredita que não é dessa forma que serão combatidos os crimes realizados com o uso da Internet.

Ele defende a criação de valores e moral próprios da Internet, assim como os valores e a moral das sociedades tradicionais/reais nasceram naturalmente no seio delas próprias. “Cada vez que se cria uma proibição”, enfatizou o juiz, “é inventada uma forma de burlar isso”. Finalmente, ele deixou uma provocação ao público: “A gente pode falar sobre Direitos Humanos, mas o que a gente pode fazer de Direitos Humanos?”.

Thaísa Lima, finalista do curso de Relações Públicas acredita que os Direitos Humanos também fazem referência à liberdade de manifestar o pensamento, à solidariedade em causas com que se tem afinidade e aos valores corretos de respeito aos outros. “Meu trabalho final é sobre repercussão de casos de discriminação na rede. Eu uso dois exemplos, um de machismo e outro de homofobia, em que o engajamento na rede gerou resultados positivos de combate concreto à violência”, explicou.

HUGV promove encontro de psicólogos hospitalares

O Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) promoveu na manhã desta terça-feira, 30, o Encontro de Psicólogos Hospitalares, no auditório Dr. Zerbini da Faculdade de Medicina da Ufam.

Cerca de 80 participantes, entre psicólogos do HUGV e da rede hospitalar de Manaus e de municípios da região metropolitana de Manaus e da Faculdade de Medicina, participaram de debates e apresentação dos serviços de psicologias das principais instituições de saúde pública do Estado. O objetivo do evento é fomentar o conhecimento e a articulação da rede de psicólogos hospitalares e a partir disso, pensar em estratégias de ação para fortalecer a categoria e aprimorar sua atuação.

De acordo com a Chefe da Unidade de Atenção Psicossocial do Hospital, Socorro Lobato, a ideia de fazer um evento que envolva toda a rede de psicólogos hospitalares é reflexo da postura do HUGV de atuar de forma integral de assistência ao paciente. “A criação de linhas de cuidado ao paciente só se torna realidade se existe a corresponsabilização de toda a rede de assistência ao paciente. Este evento é uma oportunidade de troca de experiências entre os psicólogos de diversos espaços de atuação, promoção de conhecimento e fortalecimento da assistência à saúde, através de um fórum iniciado aqui onde o diálogo entre os profissionais aumente sua efetividade no cuidado aos pacientes”, afirmou.

A psicóloga Maura Carvalho, da Maternidade Estadual Ana Braga, relata que foi um momento importante para a troca de conhecimento. “Isso fortalece a rede inteira, aproxima os profissionais, estimula parcerias e nos ajuda em nossos encaminhamentos, pois conhecendo profissionais e o trabalho que desenvolvem e oferecem em cada instituição, podemos encaminhar os pacientes de modo mais válido e qualificado”, finaliza.

PROGESP convoca aposentados e pensionistas para recadastramento

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp) convoca os aposentados e pensionistas, relacionados a seguir, para realizarem o recadastramento anual junto ao setor de Aposentadoria e Pensões até o dia 14 de setembro. Caso não seja feita a atualização cadastral, seus proventos serão suspensos pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) a partir de outubro de 2016.

A Progesp está localizada no Centro Administrativo, setor norte do Campus Universitário, no Coroado. Telefone para contato: 3305-1478. 

 

Servidores aposentados da Ufam-campus

01       Adelson Oliveira dos Santos

02       Aloysio Nogueira de Melo

03       Antônio Alves de Souza

04       Antônio Carlos Silva dos Santos

05       Cristina Girão de Brito Vieira

06       Francisco Ferreira Barros

07       Geraldo Dias da Rocha

08       Hélvio Neves Guerra

09       Iara Cesar Pereira Guerra

10       Izabel Cristina Soares Rolo

11       João Lásaro Custodio

12       Justino Oliveira de Souza

13       Ladislau Rodrigues de Azevedo

14       Leila Maria Celani de Matos

15       Lourenço dosSantos  Pereira  Braga

16       Marcos Luiz Massena

17       Maria Betânia Jatobá de Almeida

18       Maria Olizete de Oliveira

19       Neide Barbosa do Couto

20       Olímpia Ávila Maquiné

21       Regina Honda de Souza

22       Rossi Cohen Mota de Medeiros

23       Ruy de Ascenção Filho

24       Selda Vale da Costa

25       Thomé Elizário Tavares Filho

 

Pensionistas da Ufam-campus

01       Ana Tavares de Albuquerque

02       Gustavo Assi Alencar

03       Izabel Cristina Soares Rolo

04       Maria Ester Guerreiro de Lemos

05       Noeme Farias Batista

06       Sandra Regina de Souza França

07       Sheila Ituassu Galvão Britto

 

Servidores aposentados - HUGV

01       Ana Vieira de Almeida Souza

02       Maria Alice Krichanã da Silva

03       Rosalina Lobato Tavares

 

PROGESP divulga resultado final do auxílio moradia

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas da Universidade Federal do Amazonas (Progesp/Ufam), por meio do Departamento de Assistência Estudantil (Daest), divulga o resultado final do Edital n° 001/2016, Auxílio Moradia.

Os discentes selecionados devem comparecer no dia 30 de agosto a sala de treinamento da Progesp para o processo de implementação do auxílio, que ocorre em dois horários diferentes conforme o cronograma divulgado no site da Pró-Reitoria. Os discentes que não comparecerem serão desclassificados.

Mais informações, entrar em contato com o Daest pelo telefone: (92) 3305-1795 ou pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (1139b0_c5e8c3b25d1d4ab3b05ff957e9c12c55.pdf)Resultado Edital N° 001/2016[ ]223 kB

Colóquio de Geografia “Espaço, Virtualidade, Semiótica, GPS e Videogame” discutiu novas tecnologias

A coordenação do Laboratório de Geografia Humana da Universidade Federal do Amazonas promoveu nesta quinta-feira, 25, no auditório Rio Solimões, no ICHL, setor Norte do campus, o Colóquio “Espaço, Virtualidade, Semiótica, GPS e Videogame”. O evento contou com a participação do professor do curso de licenciatura em Geografia e coordenador do Laboratório de Geografia Humana, Ricardo Nogueira, do professor do curso de Ciências Sociais da Ufam, Odeney Ribeiro, da professora do curso de Jornalismo, Mirna Feitoza, do professor do curso de licenciatura em Geografia, Rogério Marinho e do professor do curso de Desenvolvimento de Jogos Eletrônicos da Universidade do Estado do Amazonas - UEA-, Jucimar Júnior que compuseram a mesa de abertura e do debate.

O Colóquio expôs a reflexão acerca das novas tecnologias, o avanço surpreendente delas no meio social e suas influências. Atualmente o comportamento social passa por significativas mudanças em razão da influência das novas tecnologias que afetam, principalmente, os mais jovens. Os hábitos da comunidade estão cada vez mais sendo influenciados por tecnologias desenvolvidas em outros espaços, o que repercute em uma realidade dominada pelo capital. Representa bem o momento atual que se caracteriza pela interdependência econômica, social e da informação. O evento focou numa tecnologia que passa a dominar os hábitos das pessoas e debateu os seus aspectos sociais em várias escalas: o Pokemon go. A chamada realidade aumenta passa a dominar os interesses das grandes corporações e, consequentemente, os debates em torno dela.  

“O objetivo foi reunir as mais diversas perspectivas dentro da Universidade para abordar um fenômeno que tem se constituindo como algo importante no mundo. Por meio da perspectiva da Sociologia, da Comunicação, da Geografia e da Engenharia de Games, demonstrar que este fenômeno pode ser abordado por diversas visões. Um segundo momento seria mostrar a possibilidade de trabalhar a Geografia de maneira diferente. O jogo permite uma série de abordagens como o mapeamento, a localização, a compreensão da distribuição espacial das coisas que estão colocados na tecnologia”, disse Ricardo Nogueira.

O professor do curso de Ciências Sociais da Ufam, Odeney Ribeiro, afirmou que o Google pode ser visto como a Skynet (um sistema informatizado que domina a sociedade e a destrói no futuro no filme o “Exteminador do futuro”) e pode ser vista também como intelectual orgânico da sociedade contemporânea. “O Google pode ser visto como a Skynet e também como intelectual orgânico da sociedade atual. O Google organiza a cultura e faz com que cada indivíduo assimile aquele conteúdo cultural como se fosse um desejo pessoal, privado, quando na verdade é um mecanismo de controle. Os sistemas simbólicos são mais visíveis quando não são percebidos. Você acha que tem uma autonomia pra definir o uso dos aplicativos dos Smartphones e de todos os dispositivos que ele têm, mas na verdade ele é que tem o controle sobre sua vida. É um mecanismo de dominação social. Hoje está acontecendo um fato importante no Brasil e estamos discutindo aqui um produto da empresa Nitendo (não que seja irrelevante), mas deveríamos estar centrado nas mudanças que vão alterar a lei trabalhista. A população é conduzida conforme o interesse do capital”, destacou Odeney Ribeiro.  

 

UFAM e DPE-AM formalizam conclusão da parceria que resultou no Planejamento Estratégico 2016-2020

(ao centro) professora Maria da Glória Vitório Guimarães entrega a publicação ao defensor público geral do Amazonas Rafael Barbosa (ao centro) professora Maria da Glória Vitório Guimarães entrega a publicação ao defensor público geral do Amazonas Rafael Barbosa A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e a Defensoria Pública do Estado (DPE-AM) formalizaram, nesta terça-feira (23), a conclusão da parceria que resultou na elaboração do Planejamento Estratégico da DPE-AM para o período de 2016-2020. A equipe do Departamento de Administração da Ufam entregou a publicação que condensa o Planejamento Estratégico ao defensor público geral do Amazonas, Rafael Barbosa, e ao subdefensor, Antônio Albuquerque Cavalcante Júnior, na sede da instituição, no bairro Nossa Senhora das Graças, zona centro-sul de Manaus.

A parceria com a Ufam iniciou em 2015, na gestão do então defensor público geral, Ricardo Trindade, com o objetivo de qualificar o modelo de gestão da Defensoria Pública por meio da elaboração de um moderno planejamento estratégico, construído com a consultoria da comunidade científica e a contribuição de defensores públicos, colaboradores e assistidos da instituição.

De acordo com Rafael Barbosa, o Planejamento Estratégico aponta ações e medidas administrativas, algumas delas já em implantação, para alcançar os objetivos estratégicos definidos para o horizonte 2016-2020. Esses objetivos foram traçados a partir da análise do clima organizacional, ouvindo membros e colaboradores; e de um diagnóstico institucional, feito com base em pesquisas aplicadas no âmbito interno e externo da instituição.

“O Planejamento Estratégico 2016-2020 aponta um modelo de gestão que vai contribuir para aprimorar, sobretudo, o atendimento aos nossos assistidos, a partir da modernização de processos internos e da valorização dos servidores e membros”, destacou Rafael Barbosa.

A professora Maria da Glória Guimarães destacou o trabalho da equipe da UFAM no desenvolvimento do Planejamento Estratégico da DPE-AM, que envolveu o professor Cláudio Dantas Frota, e os professores Paulo César Araújo Negreiros e Ângela Neves Bulbol de Lima, equipe coordenada pelo professor Daniel Reis Armond de Melo. Na DPE-AM, o trabalho contou com equipe de apoio formada pelas servidoras Vladya Catherine Pascarelli de Oliveira, Perseverando Garcia de Trindade Filho e Daia Kanamara do Nascimento Santos.

Segundo Maria da Glória Guimarães, o modelo proposto à DPE-AM oferece práticas consagradas de gestão e flexibilidade e agilidade necessárias para que a Defensoria execute o planejado e alcance a sua missão institucional com qualidade. No novo Planejamento Estratégico, a missão definida para a DPE-AM é de prestar assistência jurídica integral e gratuita às pessoas em situação de vulnerabilidade social, focada na redução das desigualdades sociais e na promoção dos Direitos Humanos.

Com informações da assessoria do DPE-AM

 

Função da Literatura fora e dentro da escola é tema da conferência de abertura do II ENPROLL

“A palavra é uma arma e possui dimensão política e ética, eis porque o escritor tem que ser um defensor intransigente da livre manifestação do pensamento e da escrita”, declarou o poeta, crítico e ensaísta Roberto Pontes durante a conferência de abertura.

Mesa de honra do II ENPROLLMesa de honra do II ENPROLLO II Encontro Amazonense de Professores de Línguas e Literaturas teve início na manhã desta quarta-feira, 24, no auditório Eulálio Chaves, Setor Sul do Campus Universitário. O evento é promovido pelo Programa de Pós-graduação em Letras (PPGL) em parceria com a Secretaria de Educação e Qualidade de Ensino (SEDUC) e tem como objetivo dar oportunidade aos professores de Língua Portuguesa, LIBRAS e Língua Estrangeira Moderna, que atuam na rede pública de Ensino Básico do Amazonas, de compartilhar experiências e vivenciar a formação continuada, por meio de aprofundamento no conhecimento do processo metodológico em sala de aula.

Durante a solenidade de abertura do ENPROLL, a reitora da UFAM, professora Márcia Perales, destacou a Educação como instrumento indispensável para enfrentar desafios. “O II ENPROLL tem um objetivo nobre que é favorecer um espaço de discussão e reflexão envolvendo, de forma específica, mas não excludente, os professores de Linguagem. A Universidade Federal do Amazonas, quando realiza essas parcerias, tem sempre em mente aquilo que é a sua missão, que é contribuir com o desenvolvimento da Amazônia, por meio do Ensino, da Pesquisa, da Extensão, possibilitando a cada um dos seus estudantes, além da aquisição de  capacidade e competência técnica, o exercício pleno de sua cidadania. Tenho dito com alguma frequência que, às vezes, nós nos deparamos com desafios que parecem difíceis de serem enfrentados, mas por meio da Educação, temos possibilidades e instrumentais capazes de mudar o mundo.  Aproveitem esse momento de aperfeiçoamento profissional. Desejo um excelente encontro e sejam sempre bem-vindos à Universidade Federal do Amazonas”.

Coral Vozes da Educação se apresentou durante solenidade de aberturaCoral Vozes da Educação se apresentou durante solenidade de aberturaRepresentando o Secretário de Estado de Educação e Qualidade de Ensino, professor Algemiro Filho, a Diretora do Departamento de Políticas e Programas Educacionais da SEDUC, professora Roberta Prestes, declarou que os professores de Linguagens são vistos pela Secretaria de Educação como protagonistas de mudanças e de redução das desigualdades sociais e educacionais. “São vocês, professores de Linguagens, que realizam, mobilizam e cativam, que usam metodologias e abordagens diversificadas que podem desdobrar em ações de mudanças sociais. Acreditamos que as linguagens possuem uma postura estratégica na Educação e, por isso, queremos cada vez mais reafirmar nossa parceria com a Universidade Federal do Amazonas, pois entendemos que a Educação Básica deve caminhar junto com o Ensino Superior para a construção da sociedade do conhecimento”.

 A coordenadora geral do evento, professora Raynice Geraldine Pereira da Silva, comparou o enfoque da edição atual com o da edição anterior. “Na primeira edição do ENPROLL tivemos uma reflexão sobre a formação dos professores. Nesse segundo evento vamos tratar de políticas e ações para o ensino de Línguas e Literaturas. A ideia é que consigamos realizar o encontro todos os anos e que ele sirva como capacitação para todos nós”, declarou a coordenadora geral.

A diretora do Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL), professora Simone Baçal enfatizou os diversos eventos promovidos pelo Instituto que dirige. “Compareci à primeira edição do ENPROLL e fico satisfeita em observar que nosso ICHL vem realizando vários eventos para a formação de professores, seja nas Licenciaturas ou no Bacharelado. Semana passada, inclusive, participei de um evento do curso de Letras LIBRAS. Isso é, na prática, estender as atividades da UFAM ao público externo. Desejo que todos vocês possam aproveitar ao máximo as conferências e ganhem ânimo para aplicar o que aprenderem em sala de aula.”

Poeta, crítico e ensaísta Francisco Pontes Medeiros, durante a conferência de abertura.Poeta, crítico e ensaísta Francisco Pontes Medeiros, durante a conferência de abertura.Após desfeita a mesa de abertura, ocorreu a apresentação do Coral “Vozes da Educação”, da Secretaria de Educação e Qualidade de Ensino. Em seguida, houve a conferência “A função da Literatura fora e dentro da Escola”, proferida pelo poeta, crítico, ensaísta e tradutor Roberto Medeiros, da Universidade Federal do Ceará. Durante a palestra, ele declarou o compromisso do escritor com os problemas fundamentais do homem. “Apesar de a escrita ser um ato de plena solidão, o escritor trabalha com a solidão compartilhada, porque quando ele escreve, ele não se esquece do outro, ele não se esquece do mundo, não se esquece da sociedade. Se ele se esquecer, é um ingrato, pois a escrita está comprometida com a palavra, com os problemas fundamentais do homem. Essa expressão ‘problemas fundamentais do homem’ é de Marx", observou ele.

Ele também ressaltou o papel do escritor como instrumento de conscientização na sociedade. “A palavra é uma arma e possui dimensão política e ética, eis porque o escritor tem que ser um defensor intransigente da livre manifestação do pensamento e da escrita. Portanto, o verdadeiro escritor não se dobra às injunções partidárias, acadêmicas, escolares, ditatoriais, nem a qualquer torniquete que ameace garrotear seu ato independente de escrever. Assim deve ser considerado o escritor fora da escola, na sua interação social e inventiva, pois se converte em instrumento de conscientização dos outros”.

Confira notícia relacionada:

Professores discutem políticas e ações para o ensino de Línguas e Literaturas

Daest divulga resultado de recursos do Programa de Auxílio Moradia

O Departamento de Assistência Estudantil (Daest) publica o resultado da avaliação dos recursos interpostos para o Auxílio Moradia. No total, quatro candidados apresentaram recurso, dos quais três foram deferidos. Para conferir, acesse o documento em anexo.

O Daest, ao mesmo tempo em que divulga o parecer, convoca os candidatos com petição aceita para a entrevista na quarta-feira, 24 de agosto, na Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp), das 14h às 16h.

Para mais informações, acesse a página da Progesp.

 

 

 

Anexos:
Fazer download deste arquivo (Entrevistas_recursos.pdf)Convocação Entrevista [ ]175 kB

Pós-graduações: Sociedade e Cultura na Amazônia e Psicologia com inscrições abertas para mestrados e doutorado

 

A Universidade Federal do Amazonas (Ufam), por meio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp), está com inscrições abertas para seleção de candidatos em dois Programas de Pós-Graduação: Sociedade e Cultura na Amazônia (Ppgsca) e Psicologia (Ppgpsi). Os editais completos estão disponíveis no endereço da Propesp: www.propesp.ufam.edu.brTelefone Propesp: (92) 3305- 1496. Veja um resumo de cada seleção:

Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia (Ppgsca) – o programa oferece 20 vagas para o curso de mestrado, sendo 16 vagas regulares e 4 vagas suplementares, as quais visam atender a política de ação afirmativa para autodeclarados pretos, pardos e indígenas; e 12 vagas para o doutorado, sendo 10 vagas regulares e 2 suplementares. Interessados devem se inscrever na Secretaria do Ppgsca, localizada no Instituto de Ciências Humanas e Letras (Ichl), Campus Universitário - Setor Norte, de segunda a sexta, das 08h30 às 11h30 e das 14h30 às 17h. As inscrições acontecem até o dia 9 de setembro.

Candidatos residentes ou temporariamente fora da cidade sede do Ppgsca poderão enviar o formulário preenchido, assinado e digitalizado em PDF para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

O Ppgsca dispõe da área de concentração Processos Socioculturais na Amazônia, com as seguintes linhas de pesquisa:

Linha 1 - Sistemas Simbólicos e Manifestações Socioculturais;

Linha 2 - Ambiente e Sociedade;

Linha 3 - Processos Sociais, Ambientes e Relações de Poder.

Programa de Pós-Graduação em Psicologia (Ppgpsi)– são oferecidas 17 vagas para o curso de mestrado, sendo 15 vagas regulares e 2 suplementares. As inscrições acontecem no período de 29 de agosto a 02 de setembro. Inscrições na Secretaria do Ppgpsi, localizada no Bloco X, Campus Universitário - Setor Sul, das 9h às 12h e das 14h às 17h.

Candidatos residentes ou temporariamente fora de Manaus poderão enviar o formulário preenchido, assinados e digitalizados no formato PDF para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

O Ppgpsi dispõe das seguintes linhas de pesquisas:

Linha 1 - Processos Psicossociais;

Linha 2 - Processos Psicológicos e Saúde.

Apresentação de projetos de automação e robótica marcam início da Semana de Engenharia de Computação

Cinco projetos foram apresentados na manhã desta segunda-feira, 22. Palestras, minicursos e oficinas estão na programação do evento.

Promovida pela coordenação do curso de Engenharia de Computação, em parceria com o Centro Acadêmico do curso (CAEcom), a I Semana de Engenharia de Computação ocorre até o próximo dia 26 de agosto, das 9h às 18h, na Faculdade de Tecnologia.

Durante a abertura do evento, o coordenador do curso de Engenharia de Computação, professor Celso Barbosa Carvalho, destacou que a programação foi elaborada para possibilitar a reflexão sobre a pesquisa científica, o empreendedorismo e o mercado na área de computação. “Porque desejamos efetiva interação entre a universidade e o mercado, esse evento reúne ciência, empreendedorismo, mercado de trabalho, indústria, centros de pesquisa, graduandos e egressos. É uma excelente oportunidade para que o mercado entenda o que fazemos e para que nós entendamos as expectativas do mercado, o que faz e o que espera de nossas pesquisas e estudos”, declarou o docente.

Programação promove diálogo entre estudantes e mercado de trabalho

Coordenador do curso de Engenharia de Computação, professor Celso Barbosa Carvalho - "Programação foi elaborada para possibilitar a reflexão sobre a pesquisa científica, o empreendedorismo e o mercado na área de computação"Coordenador do curso de Engenharia de Computação, professor Celso Barbosa Carvalho - "Programação foi elaborada para possibilitar a reflexão sobre a pesquisa científica, o empreendedorismo e o mercado na área de computação"Ele divulgou ainda a programação da Semana de Computação. “Nesta terça e na quarta, teremos as palestras de professores. Na quinta, teremos a palestra de egressos empreendedores e, na sexta, teremos o dia da indústria, com empresas de P&D, RH de empresas. Durante a tarde, teremos cursos técnicos variados, como oficinas de empreendedorismo e palestras motivacionais”.

Formação teórica e prática de excelência

O diretor do CETELI, professor Cícero Ferreira, destacou que a primeira Semana de Engenharia de Computação é o quarto evento apoiado pela Samsung através Projeto de Formação de Recursos Humanos. “Nós já tivemos três outros eventos apoiados pela Samsung aqui na UFAM. Com essa Semana de Computação, nós finalizamos a sequência de apoio da Samsung a programações dessa natureza. Esta é a última turma de automação voltada a estudantes de graduação, um programa de formação complementar que forneceu 120 bolsas de graduação no valor de 800 reais. Tivemos três turmas de dispositivos móveis; duas de automação digital e duas de automação industrial. Cada turma tem duração de oito meses, dos quais quatro são dedicados à formação teórica complementar à formação do curso regular graduação e os outros quatro meses são dedicados às atividades dentro do laboratório montado pela empresa aqui na Universidade e que resultam nessas apresentações de excelente qualidade. Mais uma vez cumprimos nosso papel institucional de apoiar as atividades da unidade na qual estamos inseridos, que é a Faculdade de Tecnologia”, ressalta o docente.

Sistema modular de produção foi um dos trabalhos apresentados na manhã desta segunda-feira, 22Sistema modular de produção foi um dos trabalhos apresentados na manhã desta segunda-feira, 22O acadêmico do nono período de Engenharia de Computação, Rosmael Cousoul de Miranda, foi um dos alunos a apresentar trabalho de automação industrial. “Minha equipe elaborou um sistema modular de produção autônoma. Nosso projeto tem quatro módulos. No primeiro, há uma peça sem a tampa e esse primeiro módulo tem a função de pegar essa peça e levar para o segundo módulo. No segundo módulo, essa peça é avaliada se é metal, se não é, qual é a cor e, consoante isso, é depositado nela uma certa quantidade de moeda, dependendo da programação empregada. A partir daí, a peça é liberada e vai ao terceiro módulo, onde é colocada a tampa e o robô leva até um prato. Esse é o nosso projeto de automação industrial”, explica o acadêmico.

Expectativa dos participantes

A acadêmica do quinto período, Andrezza Bonfim, está ansiosa para participar de atividades específicas da programação. “Estou com muita expectativa com relação à palestra ‘A Medicina assistida por computação científica’ e o minicurso ‘VHDL/FPGA’, que é uma forma de programação bastante aplicada na Eletrônica digital e também o minicurso ‘Algoritmos de otimização bioinspirados’, disse a aluna.  

O aluno Erickson Higor Alves ressaltou que a programação da Semana é completa para a formação dos acadêmicos da área. “Esse evento é completo por trazer o pessoal da indústria e por dar uma expectativa para quem está começando a procurar emprego ou para o pessoal que está saindo e também por oferecer uma formação extra para os participantes, abrangendo alguns cursos que não vemos frequentemente nas graduações da área”.

Confira notícia relacionada

UFAM realiza I Semana de Engenharia da Computação de 22 a 26 de agosto

Compec cadastra novos fiscais para concurso público da Ufam

Comissão Permanente de Concursos, setor sul do CampusComissão Permanente de Concursos, setor sul do CampusA partir do dia 22 de agosto, a Comissão Permanente de Concursos (Compec) estará cadastrando novos alunos e servidores da Ufam para prestação de serviços como Fiscal no Concurso Público da Ufam 2016, cuja prova ocorre no dia 28 de agosto, em Manaus.

O cadastramento é na sede da Compec, localizada na Avenida General Rodrigo Octávio, 6200, Coroado – Campus Universitário Senador Arthur Virgílio Filho, Setor Sul, ao lado da Associação dos Docentes da Ufam (Adua), no horário de 8h às 12h e 13 às 17h. Os documentos necessários são:

Para servidores: contracheque (mês de julho); CPF; Cartão do Banco (conta corrente individual).

Para alunos da Ufam: comprovante de matrícula ou carteira de estudante atualizada, emitida pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE); CPF; Cartão do Banco (conta corrente individual).

A Compec orienta que é obrigatório que a conta corrente seja individual e ativa. Não serão aceitas conta poupança, conta salário, conta conjunta, conta de empresa ou conta de banco postal. No ato do cadastro, será realizada uma análise da documentação solicitada.

Compec: (92) 3305-1181, Ramais 4212 e 4213. E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . Site: www.comvest.ufam.edu.br

Departamento de Letras – Língua e Literatura Japonesa oferece curso de Japonês para estudantes de exatas e biomédicas da Ufam. Inscrições abertas

O curso é gratuito e as aulas iniciam em 29 de agosto. São 20 vagas por turma

Professor Ernesto Sambuichi, coordenador (segundo da direita para esquerda) e monitores Professor Ernesto Sambuichi, coordenador (segundo da direita para esquerda) e monitores O Departamento de Letras – Língua e Literatura Japonesa está com inscrições abertas para estudantes de exatas e biomédicas interessados em estudar a Língua Japonesa. O curso é uma extensão universitária da Ufam, em parceria com a Fundação Japão, e já formou turmas no primeiro semestre de 2016.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. até o dia 28 de agosto. Neste os alunos devem indicar duas opções de horário para o curso (quadro de horários abaixo) e enviar o histórico escolar. O período de realização do Curso será de 29 de agosto a 22 de dezembro, nas salas da Faculdade de Direito, Faculdade de Estudos Sociais e Instituto de Ciências Humanas e Letras, localizadas no Campus da Ufam, Senador Arthur Virgílio Filho. São 20 vagas por turma.

Durante as aulas serão vistos os cumprimentos, diálogos simples do cotidiano no Japão, bem como aspectos da cultura japonesa. O certificado deste curso será emitido pela Fundação Japão e poderá ser utilizado como horas complementares. O curso é voltado para pessoas que nunca estudaram japonês; desejam estudar no Japão; tenham interesse na língua e cultura japonesa; e queiram falar/comunicar-se em japonês. Informações pelo telefone: (92) 3305- 4591, 2037. 

Departamento de Matemática divulga o resultado final da Monitoria 2016/2

O Departamento de Matemática, do Instituto de Ciências Exatas da Ufam, torna público o resultado final da seleção de candidatos para o Programa de Monitoria em Matemática, período 2016/2 (relação em anexo). Os alunos devem procurar o Departamento para a entrega de documentos e efetivação da matrícula.

O programa de Monitoria 2016/2 terá a duração de um semestre letivo. O pagamento das bolsas de monitoria (para os alunos que escolherem a opção de receber bolsas) ocorrerá apenas nos meses coincidentes com os períodos de aula, conforme calendário acadêmico da Graduação. O valor da bolsa de monitoria é definido pela Proeg. A data prevista para início da Monitoria é o primeiro dia letivo do semestre 2016/2.

Informações pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  (professor Jorge Fernandes de Lima Neto, presidente da Comissão de Monitoria do Departamento de Matemática - CMDM).  

Confira o histórico de notícias sobre processo seletivo

Departamento de Matemática abre processo seletivo para Monitoria 2016/2

Departamento de Matemática divulga resultado parcial da Monitoria 2016/2

 

Progesp divulga resultado preliminar da seleção para Auxílio Moradia em Manaus

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp), por intermédio do Departamento de Assistência Estudantil (Daest), divulga o resultado preliminar do processo de seleção de discentes para o Auxílio Moradia do Campus Manaus referente ao Edital Nº 001/2016.

Confira a lista com os nomes dos 39 candidatos selecionados para o Auxílio Moradia.

Os discentes que tiveram inscrições indeferidas poderão interpor recurso à Progesp até o dia 22 de agosto, conforme o item 5.1.1 do Edital 001/2016 e devem apresentar o formulário de interposição de recurso (Anexo 13) preenchido, o qual será analisado por comissão constituída pela Progesp. O recurso acolhido será julgado em até dez dias úteis após o período de interposição e o resultado do julgamento será publicado no portal da Ufam e página da Progesp.

Todas as informações referentes ao processo seletivo para essa modalidade de auxílio estão disponíveis na página da Pró-Reitoria.

IComp desenvolve aplicativo com tecnologia similar à do Youtube

Um grupo de pesquisa do Instituto de Computação da Universidade Federal do Amazonas (IComp/UFAM) lançou hoje (17), o ICompTV, um aplicativo com tecnologia similar ao Youtube para publicação e consumo de conteúdo multimídia gerado por professores e alunos do Instituto. O coordenador da pesquisa é o professor César Melo.

No ano passado, a UFAM liderou a lista do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) de Universidades Federais do Brasil com o melhor curso de Ciência da Computação. Além disso, o curso de Ciência da Computação da Federal do Amazonas obteve nota máxima no exame e ficou em segundo lugar geral no Brasil entre os cursos de Bacharelado de mesma nomenclatura.

“Há interesse da comunidade em geral pelo conteúdo gerado aqui no Instituto e o ICompTV será o meio para distribuirmos esse conteúdo, com o registro de nossas aulas, eventos e iniciativas, em resumo o nosso dia a dia. O conteúdo já está disponível para quem tiver interesse. Inclusive alunos de outras instituições”, disse César.

Por enquanto, o aplicativo está disponível somente para Android na Playstore, e pode ser baixado no endereço https://play.google.com/store/apps/details?id=br.ufam.icomp.vod.icomptv&hl=en. “O ICompTV será uma alternativa para os alunos que perderam a aula e querem assisti-la ou querem estudar para a prova. Trata-se, a princípio, de uma ferramenta educacional”, explicou. O próximo passo é incentivar que os professores gravem suas aulas e disponibilizem no aplicativo. 

Palestra marca o início da parceria entre TV UFAM e o Canal Futura

Com o tema “Televisão e Educação: A Experiência do Canal Futura”, a palestra ministrada pelo publicitário Acácio Jacinto, responsável pelo relacionamento com as universidades parceiras do Futura, tratou sobre o modelo desenvolvido pelo canal, os desafios da televisão pública, e sobre o estimulo à transformação social por meio da educação.

O publicitário conversou com os estudantes dos cursos de Jornalismo e Relações Públicas da Ufam e convocou os alunos para a construção coletiva celebrada pelo acordo, mostrando as diversas iniciativas e programas realizados em parceria com outras instituições, como o projeto “Curtas Universitários” que seleciona projetos audiovisuais de conclusão de curso de estudantes universitários e “Geração Futura”, que seleciona estudantes das universidades parceiras para uma imersão na sede do canal, no Rio de Janeiro.

“A palestra foi ótima, um público bem atento, bem interessado, foi uma troca bem interessante. Esse contato com os alunos e com a TV UFAM certamente irá contribuir para que nós possamos enriquecer ainda mais a nossa proposta televisiva”, afirmou.

O canal que foi criado em 1997 e tem como enfoque o jornalismo educativo, produção de conteúdo infantil qualificado e projetos que promovam a cultura, busca na parceria com a TV UFAM ampliar suas possibilidades de propagação e interação com o conteúdo local.

Para a diretora da TV UFAM, a professora Ítala Clay, essa parceria significa mais um passo na revitalização da emissora, que atualmente trabalha com a produção de séries de curta duração, boletins informativos e reportagens. 

“Nós, como TV universitária e pública, temos o compromisso não só com o conteúdo, mas com o acesso a esse conteúdo, portanto, nossa preocupação é sempre de investir numa linguagem inovadora sem descuidar da qualidade, para que as pessoas compartilhem, e para que essa produção siga afetando as pessoas, e esse afeto só pode ser gerado através do trabalho coletivo e interdisciplinar”, enfatizou.

 

Inicia Seminário de Tradução e Interpretação de Libras e Língua Portuguesa na UFAM

Mesa de abertura do I Seminário de Tradução e Interpretação de LIBRAS e Língua Portuguesa da UFAMMesa de abertura do I Seminário de Tradução e Interpretação de LIBRAS e Língua Portuguesa da UFAMCom abordagem das perspectivas históricas e dos desafios atuais, evento é alusivo ao Dia nacional do Intérprete, comemorado no dia 26 de julho.

I Seminário de Tradução e Interpretação de Libras/Língua Portuguesa é promovido pelo Departamento de Letras Libras da Universidade Federal do Amazonas, em parceria com Núcleo de Acessibilidade da Instituição, EU APOIO.

Durante a solenidade de abertura, a diretora do Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL), professora Simone Baçal, destacou a relevância social do seminário. “Para nós é um momento de muita alegria a realização desse I Seminário de Tradução e Interpretação de LIBRAS e Língua Portuguesa da UFAM, cujo tema Perspectivas históricas e desafios atuais, de fato, leva-nos a muitas reflexões. Apesar dos cortes que estão por vir a partir de 2017, tanto na Educação quanto na Saúde, somos guerreiros para garantir um ensino de qualidade e promover eventos dessa envergadura.  Letras LIBRAS é um curso de apenas dois anos na UFAM e de uma grande responsabilidade social. As políticas de inclusão social estão fortalecidas na nossa Universidade e sinto orgulho disso”.

A Chefe do Departamento do curso Letras LIBRAS, professora Joana Angélica Ferreira Monteiro, agradeceu a presença dos participantes de diversas instituições parceiras no seminário. “Agradeço as autoridades que prestigiam o evento e a presença de cada colega, cada aluno e ex-aluno que estão aqui para trocar experiências, somar conosco.Temos, nesse auditório, professores da UEA, da SEDUC, da SEMED. Eu gostaria de cumprimentar um a um, por serem parceiros de grandes batalhas.  Os desafios são muitos, mas o trabalho com a parceria de vocês vence qualquer obstáculo”.

Coordenador do Núcleo de Inclusão e Acessibilidade Eu apoio/UFAM, o professor  Renato Brandão ressaltou o constante trabalho realizado na UFAM para tornar a instituição mais acessível a surdos, cegos, pessoas com baixa visão, cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida. “Nesta oportunidade, quero, primeiramente, registrar minha admiração pelos intérpretes de LIBRAS que falam com as mãos, desenhando as palavras no ar e dizer também que o EU APOIO se faz presente neste evento para colaborar, para contribuir no que estiver ao nosso alcance, pois nossa Universidade tem mais de 100 anos e ainda temos muitos desafios na área da acessibilidade. Sabemos que no momento histórico em que nossos prédios foram construídos, a acessibilidade não foi levada em conta, mas temos trabalhado insistentemente para adequar nossas instalações”, declarou o coordenador.

O deputado estadual Sinésio Campos elogiou a iniciativa de promover discussões sobre a Tradução e Interpretação de LIBRAS. “Sou professor do Estado e do Município concursado, licenciado para exercer o mandato de deputado. Presente nesta solenidade, percebo o quanto é urgente e necessário trabalharmos uma proposta para que as prefeituras dos municípios de nosso Estado possam contratar, via concurso público, profissionais da área de vocês para promover acessibilidade de forma eficaz no Amazonas. Esse seminário é um marco em nosso Estado”, declarou o deputado.

No hall da Faculdade de Estudos Sociais, apresentação de banners com as principais pesquisas na área de Letras LIBRAS. No hall da Faculdade de Estudos Sociais, apresentação de banners com as principais pesquisas na área de Letras LIBRAS.

Compuseram ainda a mesa de abertura da solenidade a gestora do Centro de atendimento ao surdo, pedagoga Maria Estelita Pereira Ferreira; a gestora da Escola Estadual Augusto Carneiro dos Santos, professora Haydêe dos Santos Carneiro; a pedagoga Edna Souza Santos, representando a gerência do Centro Municipal de Educação Especial e a jornalista Fabiana Ferreira da Silva, coordenadora da Central de Interpretação em LIBRAS.

Logo após a cerimônia de abertura, a gestora da Escola Renascer, professora Wera Lúcia Santiago Meneses abriu  a sessão de relatos de experiências dos primeiros tradutores intérpretes de LIBRAS em Manaus.

Aluna da primeira turma do curso de Letras LIBRAS na modalidade presencial, Tereza de Jesus Albuquerque enfatizou a importância do evento para sua formação acadêmica. “Além de todo o teor histórico, de toda a bagagem cultural que o evento selecionou, esse seminário é importante para divulgar e valorizar a profissão de Intérprete de LIBRAS. Eu acredito que a melhor forma de acessibilidade é a divulgação da LIBRAS para que todos possam fazer uso da Língua e ter uma comunicação eficaz”.

Confira notícia relacionada:

I Seminário de Tradução e Interpretação de Libras/Língua Portuguesa na UFAM acontece nos dias 16 e 17 de agosto

 

Departamento de Matemática divulga resultado parcial da Monitoria 2016/2

O Departamento de Matemática, do Instituto de Ciências Exatas da Ufam, divulgou, em anexo, o resultado da prova de avaliação de conteúdos dos candidatos ao Programa de Monitoria em Matemática 2016/2. Os alunos terão o prazo de dois dias úteis, no horário de 8h30 às 11h30, e das 14h30 às 17h30min, a contar da divulgação do resultado, para ingressar com recurso, protocolado na secretaria do Departamento de Matemática.

O resultado final será divulgado a partir do dia 18 de agosto, no mural de avisos do Departamento de Matemática. Dúvidas: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  (professor Jorge Fernandes de Lima Neto, presidente da Comissão de Monitoria do Departamento de Matemática - CMDM). 

Notícia relacionada

Departamento de Matemática abre processo seletivo para Monitoria 2016/2

Festival folclórico celebra diversidade cultural na Ufam

Realizado pela Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp), por meio do Departamento de Assistência Estudantil (Daest) e da Divisão de Esporte, Cultura e Lazer, o evento promoveu a integração entre a comunidade acadêmica.

Cageo foi o grande vencedor da noiteCageo foi o grande vencedor da noiteA XIII edição do Festival Folclórico da Ufam reuniu alunos, técnicos-administrativos e professores na última sexta-feira (12), no Centro de Convivência, Setor Norte do Campus. Com o tema “Cultura dos países: vivendo a diversidade”, o festival deste ano trouxe as culturas estrangeiras para o foco das atenções. Cada Centro Acadêmico (CA) representou um país diferente, desde a Índia, Jamaica, passando pelo Egito e o México.

A chefe da Divisão de Esporte, Cultura e Lazer, Klélia Santos,  explicou que a escolha do tema reflete o desejo dos alunos de explorar a diversidade no mundo. “Mantemos a tradição de deixar que os estudantes decidam o tema da festa, o que torna o evento sempre novo, nunca repetitivo. Este ano, com as mudanças sociais que vêm acontecendo, é impossível não falar de diversidade. Esse é o contexto que os alunos quiseram trabalhar”, declarou.

Estudantes de Geologia são Rei e Rainha do FestivalEstudantes de Geologia são Rei e Rainha do Festival

O evento contou com as tradicionais barracas e atrações culturais, organizadas pelos próprios alunos, além dos desfiles de Rei e Rainha de cada CA. As apresentações foram julgadas pelos professores do Departamento de Artes, Daniel Castro, Denize Piccolotto, Lilia Valessa e Núbia Najar, que avaliaram quesitos como criatividade, originalidade, trajes típicos, desenvoltura e simpatia.

A quadrilha Cabacinhos na Roça agitou o festival enquanto os jurados decidiam os CA’s vencedores da edição.

No fim, o primeiro lugar foi para o Centro Acadêmico de Geologia (CAGEO), com a temática “Geologia no Caminho das Índias”. Os estudantes Iohanan Alves Monteiro da Silva e Fernanda Dácio da Costa, do 5° período do curso, foram coroados Rei e Rainha do Festival. O Centro Acadêmico de Biologia (CABio), com o tema “Bioegito: fazendo a egípcia”, e Centro Acadêmico de Física (CAFIS), apresentando “Os submundos da Grécia”, ficaram com os segundo e terceiro lugar, respectivamente.

A Rainha do Festival, Fernanda Dácio, contou que os estudantes de Geologia ficaram encantados com a oportunidade de descobrir a cultura indiana. “A Índia tem uma cultura tão rica, com tanto a ser explorado, que realmente nos divertimos durante toda a preparação para o festival”, disse. Sobre o impacto do evento na comunidade acadêmica, Fernanda declarou ainda: “O festival é importante porque une os alunos e é uma chance de todos participarem da vida na Universidade, através de uma celebração em que nós brincamos e nos divertimos juntos”.