III Enproll inicia discutindo o ensino de Gramática

Prof. Sírio Possenti proferiu a conferência de abertura do eventoProf. Sírio Possenti proferiu a conferência de abertura do eventoAbordando a importância das novas tecnologias no processo educacional, teve início na manhã desta segunda-feira, 25, o III Encontro Amazonense de Professores de Línguas e Literaturas (Enproll). O ensino da gramática foi tema da conferência de abertura, ministrada pelo professor da Unicamp, Sírio Possenti.

Até quinta-feira, estudantes e profissionais de educação participam do evento organizado em parceria com a Associação de Professores de Espanhol do Amazonas (APE-AM), com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), com as Secretarias Estadual e Municipais de Educação de Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Itacoatiara, Manaus e Tabatinga, e com os Consulados Gerais em Manaus da Colômbia e do Japão. De acordo com o coordenador do evento e diretor da Faculdade de Letras (Flet), professor Wagner Teixeira, o Enproll propicia formação continuada para professores da educação básica e, ao mesmo tempo, encontros e diálogos para os professores em formação, acadêmicos dos cursos de Letras da UFAM. “As secretarias foram sensíveis à necessidade de capacitação dos profissionais e o diferencial deste ano é o apoio de outras Secretarias de Educação de municípios como Itacoatiara, Atalaia do Norte, Benjamin Constant e Tabatinga”, informou.

Conferência de Abertura

O professor da Unicamp, Sírio Possenti, discutiu a metodologia de ensino de gramática nas escolas brasileiras. Para o professor, a forma como se apresenta o conteúdo gramatical está defasada. Segundo ele, o professor pode abordar o assunto a partir do contexto das falas ditas populares e daquelas padrões. “Eu defendo que essa é a forma produtiva de ensinar”, declarou Possenti.

O pesquisador discorreu ainda sobre a importância de os estudantes aprenderem a analisarem o uso da língua, sendo outra forma de ensinar a gramática. “É possível introduzir o aluno no domínio do campo científico por meio da análise da língua, fazendo a analise de determinados tipos de materiais que poderiam ser selecionados com uma finalidade especifica para fazer com que o aluno aprenda a observar esse objeto que é a língua”, explicou.

Mesa de abertura

Prof. Sérgio Freire, representou o reitor, e deu início ao III EnprollProf. Sérgio Freire, representou o reitor, e deu início ao III Enproll

Representantes governamentais e de entidades ligadas ao ensino de Letras no Amazonas participaram da mesa de abertura da 3ª edição do Enproll. “A Secretaria não poupou esforços para que o evento ocorresse”, disse o professor Carlos Antônio Magalhães Guedelha, representando o atual Secretário de Estado de Educação, Arone Bentes, sobre a liberação dada aos docentes da SEDUC para prestigiarem o Enproll. “O professor precisa estar atualizado às novas formas de dizer e fazer”, expôs Guedelha sobre a relevância da temática para o público docente.

O diretor da Editora da UFAM (Edua), professor Sérgio Freire, representou o reitor Sylvio Puga, na ocasião. Para ele, o Enproll é fundamental por proporcionar a reflexão da prática docente. “Todas as questões que vão ser trazidas aqui têm a ver com o nosso dia a dia, com a nossa prática profissional. Que este evento nos ajude a sermos professores melhores”, disse. 

Programação

Além das conferências, o III Enproll terá a realização de minicursos e de mesas-redondas em sua programação, encerrando na quinta-feira, 28, com passeio até pelo Encontro das Águas.

 

Especialização em Educação, Pobreza e Desigualdade Social certifica 239 discentes

Lançamento de obras também marcou o encerramento do curso.

No último sábado, 23, foi realizado o encerramento do Curso de Especialização e do Programa Educação, Pobreza e Desigualdade Social desenvolvido na Universidade Federal do Amazonas (UFAM), na modalidade à distância. O momento foi marcado pela entrega do certificado de conclusão do curso e pelo lançamento dos trabalhos em livros.  

Em seu pronunciamento, o reitor, professor Sylvio Puga, destacou a responsabilidade que os novos especialistas passam a ter e anunciou que a Especialização em Educação, Pobrezae Desigualdade Socialdeverá ser oferecida em mais municípios em 2018. “Sempre ministrei aula no interior. Tudo o que aprendo eu coloco à disposição dos que mais precisam. Sabe-se que a Ufam já se interiorizou bastante, mas precisamos fazer mais e temos trabalhado nesse sentido junto ao Ministério da Educação. Vocês já pararam para refletir que agora estão diplomados, pós-graduados? Isso significa que aumenta a responsabilidade de cada um dos senhores, que são uma parcela muito pequena da população e enquanto formuladores de políticas públicas, profissionais, professores, vocês devem atuar de forma crítica no combate à pobreza e à desigualdade. Eu tenho certeza de que, a partir de agora, com  239 novos especialistas, a Educação no Amazonas não será mais a mesma, pois contaremos com multiplicadores de conhecimento. Também quero colocar a nossa universidade à disposição para oferecer a Especialização em 2018 e não somente nos 17 municípios onde foi oferecida, mas que seja mais abrangente”, ressaltou o reitor.

Jaira Carla de Souza Dario é de Maraã e fez o curso por meio da internet. Para receber o certificado, viajou  ao longo de 5 dias, de barco.Jaira Carla de Souza Dario é de Maraã e fez o curso por meio da internet. Para receber o certificado, viajou ao longo de 5 dias, de barco.A diretora da Faculdade de Educação (Faced), professora Francisca Maria Coelho Cavalcanti afirmou que o conhecimento é fundamental para o combate da pobreza.   “Esta semana foi publicada uma pesquisa do Banco Mundial a qual aponta que, se não houver mais investimento no Bolsa-Família, serão mais 3,8 milhões de brasileiros a cruzar a linha da pobreza e isso é muito preocupante.  Vocês adquiriram  muito conhecimento durante a especialização, portanto, não sejam indiferentes a tantas injustiças sociais. Esse conhecimento é fundamental para que vocês exerçam a cidadania com atitudes diferenciadas. Parabéns a todos!”, discursou a diretora.

A coordenadora geral de acompanhamento da inclusão escolar, Simone Medeiros,afirmou que a Ufam é a primeira Universidade, das 15 que participaram do projeto, que entrega os certificados aos seus cursistas, em uma solenidade de grande destaque.“Fico feliz pelo destaque que a Ufam dá a este momento contando, inclusive, com o lançamento de uma coletânea, com seus artigos publicados. Reconheço aqui e eu estava pensando nisso ao entregarmos os certificados, que cada um de vocês têm uma história de batalha.Soube de um aluna que enfrentou 5 dias de barco para estar aqui. Então, parabenizo a todos vocês, que se empenharam, que se sacrificaram para cumprir essa jornada em prol do conhecimento sobre esse assunto que tanto precisa de atenção da sociedade e ser visto com mais compromisso e amor. Digo isso, para explicar que a pobreza não é culpa de quem está nessa situação, ela é produzida, é resultado de produção social, histórica e cultural, portanto, a pobreza precisa ser tratada pela saúde, pela assistência social e pela educação”, declarou a coordenadora. 

Lançamento de coletânea

Depois da entrega dos certificados houve o lançamento de uma coletânea, composta por seis livros, que foi disponibilizada a todos os participantes. A coletânea reúne trabalhos de cinco grupos que desenvolveram projetos de pesquisa junto às linhas 1 e 3 do Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGE, da Faculdade de Educação, com estudos e reflexões sobre as vivências, os temas estudados e discutidos durante o curso. “Assim como a especialização, a coletânea tem a finalidade de apresentar à sociedade questões de fundamental importância para a educação que foram esquecidas ou camufladas no processo de ensino/aprendizagem das escolas”, declarou a professora Rosa Brito, coordenadora do Programa na Ufam.

O ProgramaEducação, Pobrezae Desigualdade Socialesteve ancorado no Centro de Formação Continuada, Desenvolvimento de Tecnologia e Prestação de Serviços para a Rede Pública de Ensino (Cefort) e envolveu ensino, pesquisa e extensão, contando com o apoio da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi/MEC). O Programa contou com a contribuição de 57 professores, sendo 38 da UFAM e 19 da rede pública de ensino (SEDUC e SEMED).No total, a Especialização envolveu 400 professores da rede pública de ensino de 17 municípios do Amazonas e teve financiamento do Ministério da Educação, através do FNDE.

O evento ocorreu no auditório Rio Amazonas da Faculdade de Estudos Sociais (FES), Setor Norte do Campus Universitário Arthur Virgílio Filho.

 

  

VIP recebe alunos da escola pública Professora Karla Patrícia

Os alunos do ensino médio da Escola Estadual Professora Karla Patrícia, localizada no bairro Tarumã, visitaram na manhã desta quinta-feira, 21, as instalações da Ufam com o propósito de conhecer in loco a dinâmica e a estrutura da Instituição, o que proporciona motivação para ingressar em uma universidade pública.

A visita ao Campus, viabilizada pelo Programa de Visitas para os públicos interno e externo da Ufam (VIP), é uma oportunidade para que alunos da rede pública se familiarizem com o ambiente universitário e conheçam os benefícios oferecidos aos discentes.

Recepcionados no auditório Eulálio Chaves pela coordenadora do Programa, professora Célia Carvalho, os estudantes ouviram um resumo da história da Universidade e foram informados sobre alguns programas, projetos de pesquisas e atividades acadêmicas desenvolvidas. O auditório está localizado no setor Sul do Campus.

Posteriormente à recepção, os alunos foram conduzidos ao Laboratório de Anatomia do Instituto de Ciências Biológicas (ICB), para conhecer algumas  atividades desenvolvidas no local. O professor Kleber Liberal foi o palestrante da visita aos alunos.

Em seguida, os visitantes foram apresentados ao viveiro florestal da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA). Orientados pela professora Narubia Almeida, os estudantes assistiram a uma breve palestra acerca das atividades executadas no setor e das funções exercidas por um engenheiro florestal.

Para finalizar a visita ao setor Sul, os alunos conheceram o Centro de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (CDTECH), espaço onde se desenvolvem projetos empresariais em sua fase inicial. No local, assistiram uma apresentação do projeto de fomento pelo professor Luiz Nascimento, da Faculdade de Estudos Sociais (FES), responsável pela gestão da incubadora.

No setor Norte, a turma visitou o laboratório de serigrafia da Faculdade de Tecnologia (FT), onde aprenderam algumas técnicas de impressão. O técnico Nildo Silva, responsável pela oficina, sorteou algumas camisas  produzidas na ocasião para os alunos. A programação foi encerrada com a visita ao Restaurante Universitário (RU), localizado no Centro de Convivência do campus, setor Norte.

 

Sobre o Programa VIP

O VIP recebe, desde 2008, diversos grupos de visitantes internos e externos, das redes privada, estadual e federal de ensino, além de alunos indígenas e estrangeiros que desejam conhecer a Instituição. O VIP é um programa que objetiva estreitar a relação entre a Universidade e a sociedade. As visitas podem ser agendadas via e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Impacto ambiental na Renca tem discussão em Seminário no CCA

O Centro de Ciências do Ambiente (CCA) da Universidade Federal do Amazonas promoveu nesta sexta-feira, dia 22, na sala Copaíba, o Ciclo de Seminários “Amazônia Sustentável”, com o tema “Impacto ambiental decorrente da extinção da Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca) entre Amapá e Pará”.  

A mesa de abertura contou com a participação da vice-diretora da Faculdade de Ciências Agrárias, Maria Teresa Gomes Lopes, que representou o reitor da Ufam Sylvio Puga, do diretor do Centro de Ciências do Ambiente, Eron Bezerra, da professora da UEA, Jamile Dehaini, representou o reitor da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), do representante da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA), Antônio Luiz Menezes de Andrade e do professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia (PPG-CASA), Henrique Pereira.

O Seminário faz parte do projeto “Ciclo de Seminários Amazônia Sustentável” e ocorre uma vez por mês e debate grandes temas relativos à questão ambiental do mundo, do Brasil e da Amazônia. O seminário de abertura do projeto teve como tema o “Impacto ambiental decorrente da extinção da Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca)” que é um assunto que está em debate no País.

O debate no ambiente acadêmico apropriado sobre a extinção da reserva, com a intervenção dos especialistas que participaram do seminário, desmonta o discurso de alas interessadas em manipular informações sobre o decreto do governo. O debate acadêmico sobre o tema constatou que o decreto possibilita que a reserva mineral seja mais estudada e não destruída.

“O CCA cumpre com o seu papel de discutir grandes temas ambientais. O l seminário tratou sobre o decreto do governo que extinguiu a reserva mineral (Renca) entre o Pará e Amapá. Pra que nós tenhamos uma opinião mais abalizada é preciso debater no ambiente acadêmico especializado pra não repetir chavões e não aderir a informações com distorções. O papel do cientista é esclarecer os fatos e dar respostas com credibilidade para a sociedade. A Universidade acaba ajustando e procurando organizar uma opinião e um debate que está pulverizado equivocadamente sobre o tema. O papel do CCA é organizar esse debate pra que possamos ajudar a sociedade a ter uma opinião mais justa do assunto” afirmou o diretor do CCA, Eron Bezerra.

A vice-diretora da FCA, Maria Teresa Gomes Lopes, destacou a responsabilidade do CCA no estudo e na reflexão das questões ambientais. “O CCA tem grande responsabilidade de estudar e refletir as questões ambientais e agrega grande capital intelectual atuando em dar respostas à sociedade”, destacou a vice-diretora.

Criação da Renca

A Renca é uma área de mais de 46 mil km2 criada em 1984 nos territórios dos estados do Amapá e Pará e bloqueada aos investidores privados. No decreto da criação da Renca foi instituído que a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) teria a exclusividade para conduzir os trabalhos de pesquisa geológica para determinar e avaliar as ocorrências de cobre e minerais associados. As descobertas deveriam ser negociadas com empresas de mineração, para fins de viabilizar as atividades de extração. A iniciativa de constituir a Reserva se deu em razão do cenário vigente à época, em que existia uma busca por minerais estratégicos, cuja produção exigiria salvaguardas para a soberania nacional. 

Professores e acadêmicos têm artigos aprovados em evento de referência na área da Administração

Acadêmicos do 3º período cujos artigos foram aceitosAcadêmicos do 3º período cujos artigos foram aceitos

Professores e alunos do Departamento de Administração tiveram artigos aprovados, para apresentação oral, em um dos mais importantes congressos científicos da área de Administração no País, o SemeAd, da Universidade de São Paulo (USP). 
 
O evento, que é uma junção de diversos Seminários em Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, ocorre anualmente, e tem o objetivo de promover o intercâmbio e a discussão no âmbito da produção científico-tecnológica. Este ano, o evento será realizado nos 8, 9 e 10 de novembro, na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, na própria USP. 
 
Os artigos científicos dos acadêmicos da Ufam, aprovados para o Congresso, resultaram de trabalhos apresentados ao longo da disciplina 'Metodologia da Pesquisa', ministrada no 3º período e abordaram temáticas bastantes distintas. O primeiro disserta sobre 'O Uso do Facebook no ensino-apredizagem de discentes: uma abordagem do desenvolvimento de competências', cuja autora é Lana Gonçalves Rodrigues do 3º, período. Ela foi orientada pelos professores Daniel Reis Armond de Melo e Fabiula Meneguete Vides da Silva, ambos do Departamento de Administração. 
 
O segundo artigo tem como tema o 'Plano Nacional de Resíduos Sólidos: Estudo de caso no município de Iranduba (AM)', cujos autores são Nícolas Araújo Sampaio, José Roberto Sileno de Souza Filho e Robert Correa Rodrigues, que receberam orientação dos professores Daniel Reis, Armond de Melo e Neuzaí Marreiros Barbosa, do Departamento de Administração. 
 
Os outros dois artigos aceitos tratam da 'Análise dos entraves e facilitadores no processo de obtenção de recursos para P&D na Amazônia Ocidental', de autoria dos professores Adriano da Silva Guimarães e André Ricardo Reis Costa; e o último artigo, 'Inovação na Indústria do Amazonas: Uma Análise dos Dados da PINTEC', foi elaborado pelas professoras Maria Emilia Melo da Costa e Bartolomeu Miranda Pereira. 
 
Os alunos realizaram pesquisas de campo, aplicando o método científico, e obtiveram resultados considerados válidos para apresentação no evento por conta das conclusões relevantes.

II Semana de Contabilidade da Ufam reúne estudantes, docentes e profissionais da área

Evento segue até a quinta-feira, 21, com palestras sobre a formação, atuação e o mercado de trabalho do profissional de Ciências Contábeis

Presidente do CRC, Manoel Kunior, falou sobre o Exame de Suficiência, obrigatório para o registro do profissional de contabilidadePresidente do CRC, Manoel Kunior, falou sobre o Exame de Suficiência, obrigatório para o registro do profissional de contabilidadeNa última terça-feira, 19, teve início a II Semana Acadêmica de Contabilidade da Ufam. O evento, promovido pelo Departamento do curso, ocorre no auditório Rio Amazonas da Faculdade de Estudos Sociais (FES) até esta quinta-feira, 21, promovendo debate sobre questões pertinentes à área e auxiliando na formação dos futuros profissionais.

O reitor da Ufam, professor Sylvio Puga, presidiu a abertura da Semana, acompanhado do diretor da FES, professor Antônio Jorge Campos. O reitor enfatizou a contribuição da FES para a formação de contadores na Amazônia, que é marcada pelo ensino de qualidade ministrado por um corpo docente de excelência.

“Posso afirmar sem medo que este é o melhor curso de Contabilidade do estado”, declarou o professor, elogiando a iniciativa do evento. “Este é o momento em que o curso olha para si, discute as questões concernentes a ele e avança no ensino, na pesquisa e na extensão”, pontuou. O curso de Contabilidade da Ufam completou 52 anos de existência em 2017.

A mesa de honra também foi composta pelo diretor-geral da Assembleia Legislativa do Amazonas, professor Wander Motta; pelo presidente do
Conselho Regional de Contabilidade (CRC), professor Manoel Júnior; pelo chefe do Departamento de Contabilidade, professor Adenes Alves; e pelo coordenador do curso, professor Manoel Martins.

Palestra magna

Palestras abordam a formação e a atuação em Ciências ContábeisPalestras abordam a formação e a atuação em Ciências Contábeis

A palestra de abertura foi proferida pelo presidente da CRC, professor Manoel Júnior, que abordou o Exame de Suficiência aplicado pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC) – requisito para a obtenção do registro profissional. O presidente apresentou o conceito, o objetivo, os conhecimentos abordados e outros detalhes da prova que é aplicada duas vezes por ano.

Segundo Manoel Júnior, a prova, além de avaliar o conhecimento do futuro bacharel, funciona como um filtro dos melhores profissionais prestes a ingressar no mercado de trabalho. “O exame é importante porque mede a qualidade do profissional que está sendo formado”, explicou o palestrante ao chamar a atenção para a valorização da profissão. “Temos em mão uma ferramenta de controle social, com potencial de combate à corrupção”, enfatizou.

A reprovação no exame é alta em todo o Brasil – cerca de 74% dos que realizam a avaliação não alcançam a nota mínima necessária para passar. Entre as Instituições de Ensino Superior (IES) do estado do Amazonas, a Ufam é a que mais aprova bacharéis de Ciências Contábeis no Exame de Suficiência.

Programação – Dia 21

16h30 às 17h15 – Palestra SPED Fiscal, com o professor Alan Correa (Sefaz).

18h30 às 19h15 – Palestra Gestão da Saúde e Custos Hospitalares, com o vice-reitor da Ufam, professor Jacob Cohen.

19h30 – I Gincana do Curso de Ciências Contábeis da Ufam.

21h15 – Homenagens e Encerramento.

Arii esclarece procedimentos para expedir visto americano

A Assessoria de Relações Internacionais e Interinstitucionais da Ufam (Arii) promoveu na tarde desta terça-feira, 19, palestra sobre os processos que envolvem a expedição de visto americano para estudantes, além do funcionamento da organização USA Education, focada em facilitar o acesso a informações sobre oportunidades de estudos nos Estados Unidos.

A atividade foi realizada no auditório da Faculdade de Direito, setor Norte do Campus Universitário.

Rita Costa, secretária executiva da Arii, destaca a importância da ação, por possibilitar que os alunos conheçam os processos de emissão e regularização do visto, além dos programas de mobilidade acadêmica ofertados. “Os estudantes se aperfeiçoam em outras línguas, melhoram o desempenho intelectual e evoluem profissionalmente com experiências de intercâmbio”, constatou.

Dois tópicos principais foram pontuados pela diplomata do Departamento de Estado dos EUA, Janny Gately, com a finalidade de incentivar o interesse dos estudantes pelo tema pautado. Segundo ela, todos devem ter em mente que os procedimentos para expedição do visto são de fácil conclusão (1) e que a internet e os demais veículos de comunicação comportam diversas informações a este respeito (2).

A entrevista realizada pelo consulado americano (Seção consular de Brasília) para aprovar a expedição do visto de imigrante ocorre cerca de três meses antes do início do programa USA Education, período em que os estudantes costumam organizar suas agendas. A entrada aos EUA ocorre com um mês de antecedência em relação a este início, e os imigrantes retornam ao Brasil um mês após o término das atividades.

Passo a passo

Para iniciar a solicitação de visto, é necessário ter em mãos o DS-2019 ou o I-20, que são um certificado de elegibilidade e um formulário de imigração utilizado por instituições de ensino, respectivamente. O I-20 é destinado à obtenção do visto F-1, usado para finalidades escolares e acadêmicas. Cursos de inglês, ensinos fundamental e médio e cursos de graduação são os principais alvos. Já o DS-2019 se refere ao visto J-1, indicado para intercambistas em geral. Comprovante de pagamento da taxa SEVIS e documentos que mostrem vínculos financeiros com o Brasil também são requeridos.

Em seguida, o estudante deve preencher o formulário DS-160, exigido para efetivar a solicitação; efetuar pagamento da taxa de visto; agendar a entrevista e a visita ao Centro de Atendimento aos Solicitantes de Visto (Casv); comparecer a este local e, em seguida, ao consulado ou embaixada.

NOTA DE AGRADECIMENTO

Pelo sucesso na realização do evento, a ARII agradece o apoio da Reitoria, da Assessoria de Comunicação, da Coordenação do Curso de Direito, dos docentes, discentes e TAEs presentes. Especiais agradecimentos à Prof. Isa Akel, ex-aluna da Ufam e diretora do ICBEU, representando o USA Education, pela proposta da palestra aos alunos da Ufam, e à Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, na pessoa da Vice-Consul, Janny Gately, pela excelente palestra apresentada.

Escola de Arte abre inscrições para curso Livre de Desenho até 21 de setembro

A Faculdade de Artes da Ufam (Faartes), por meio da Escola de Arte, está com inscrições abertas para o curso Livre de Desenho. Os interessados devem procurar a secretaria da Escola de Arte, no bloco Mário Ypiranga, no setor Norte do Campus, das 14h às 17h, a partir de hoje, dia 19, até o dia 21 de setembro. Garanta a sua vaga!

A idade mínima exigida para o curso é de 10 anos e os menores só podem se inscrever se acompanhados dos responsáveis.

As aulas serão ministradas às segundas, quartas e sextas-feiras, das 14h às 17h.

Informações pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.   ou pelo telefone (92) 99294-7246.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (ficha_inscrição.doc)Ficha de inscrição[ ]88 kB

Museu Amazônico discute conservação de acervos arqueológicos

Materiais devem ser mantidos em umidade relativa entre 40 e 60%Materiais devem ser mantidos em umidade relativa entre 40 e 60%Foi realizada na tarde desta sexta-feira, 15, palestra acerca dos achados arqueológicos obtidos no percurso do gasoduto Urucu Coari-Manaus, obra finalizada em 2009.  

As arqueólogas Ângela Lima, Fernanda Maia e Yvonne Ramirez foram as ministrantes desta atividade, correspondente à inauguração da ‘XI Primavera dos museus’, no Museu Amazônico da Ufam.

Todas as peças expostas são componentes dos sítios arqueológicos encontrados no gasoduto, o que motivou a apresentação sobre os processos de conservação, restauração e registro documental dos materiais.

Conforme afirma Yvonne Ramirez, o trabalho em equipe composta por quatro arqueólogas, uma museóloga e uma técnica em conservação e restauro foi viabilizado por meio de um convênio estabelecido entre a Ufam e a Petrobrás em 2015. “O convênio foi fundamental para a provisão de recursos necessários à implantação de um laboratório onde o acervo arqueológico pudesse ser guardado e mantido sob cuidados”, esclareceu. O Laboratório de Arqueologia mencionado pela pesquisadora está localizado no setor Sul do Campus Universitário.

 

Resultados

Fontes de pesquisas transdisciplinares e de inovação científica, os sítios arqueológicos contidos na exposição correspondem a diferentes fases cerâmicas das tradições ‘Borda incisa’ e ‘Polícroma’, da Amazônia ocidental de até 1250 anos DC.40 sítios arqueológicos foram inventariados40 sítios arqueológicos foram inventariados

Com o passar do tempo, estas peças sofrem deterioração provocada por microrganismos e, portanto, demandaram processos específicos de conservação e restauro. Higienização, reintegração estrutural de peças desgastadas e controle da umidade do ambiente entre 40 e 60% são algumas das principais etapas.

Ao todo, 40 sítios foram inventariados, 34 sítios foram catalogados e reorganizados e uma coleção para fins didáticos foi formada.

Dyson Teles, diretor do Museu Amazônico, afirma que pretende aproveitar o tema desta edição da exposição - “Museus e suas memórias” - para atribuir reflexões aos participantes acerca da relevância dos acervos material e imaterial (simbólico) desta Instituição memorial. “Este ano, a programação cultural e científica foi construída por meio de parcerias com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), com o Museu da Amazônia (Musa) e com equipe composta por voluntários”, acrescentou.

 

Ufam realiza seleção para o curso de Letras Libras. Inscrições abertas de 2 a 26 de outubro

A Universidade Federal do Amazonas, por meio da Comissão Permanente de Concursos (Compec), divulga edital de inscrição para o Processo Seletivo Especial para Ingresso no Curso de Graduação em Letras – Língua Brasileira de Sinais (PSELib). As inscrições estarão abertas de 02 a 26 de outubro por meio do site da CompecAcesse o edital (também disponível em Libras) no endereço www.comvest.ufam.edu.br

Pela primeira vez, a Ufam realizará um processo seletivo específico para pessoas surdas. Para preparar o edital do certame e a aplicação das provas, uma delas totalmente em Libras, a Compec terá o auxílio de vários profissionais de diferentes áreas e setores da Universidade. “Uma das provas será toda em Língua Brasileira de Sinais e, para isso, além dos profissionais que já nos auxiliam na elaboração de questões, teremos ainda o apoio dos intérpretes de Libras da Ufam na realização dos vídeos sobre as questões”, informou a presidente da Compec, professora Ana Galotta.

São oferecidas 30 vagas, 50% delas destinadas a candidatos surdos ou deficientes auditivos e 50% para ouvintes, para o turno vespertino, com início no ano letivo de 2018. Para participar, o candidato deve ter o Ensino Médio completo, além de apresentar fluência em Libras. O valor da taxa de inscrição será de R$ 55,00 a ser recolhida por meio de boleto bancário, com pagamento, preferencialmente, nas agências do Banco do Brasil. É preciso indicar corretamente a modalidade de participação, se ampla concorrência ou por cotas, de acordo com o edital.

Isenção da taxa de inscrição

Interessados em solicitar a isenção da taxa de inscrição devem preencher formulário, nos dias 20 e 21 de setembro, disponível na página da Compec. Os candidatos devem atender aos critérios do estabelecidos no edital.

Inscrição

As inscrições serão feitas somente via internet, no site da Compecdo dia 2 (a partir das 9h) ao dia 26 de outubro (até as 23h59), observado o horário oficial da cidade de Manaus.

Atendimento Especial

Candidatos com deficiência (PcD) terão de 02 a 27 de outubro para solicitar atendimento especial para realização de prova objetiva, por meio de preenchimento do requerimento disponível no site da Comissão, com envio da documentação para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Provas

As provas do PSELib serão realizadas em 17 de dezembro de 2017, das 13h10 às 17h10, em Manaus.

Serão duas provas com questões objetivas, uma de Conhecimentos Gerais com perguntas em Libras, e outra em Língua Portuguesa. As questões terão peso diferenciado conforme Edital.

A divulgação dos gabaritos das provas, tanto o preliminar quanto o definitivo, será feita em 17 e 22 de dezembro respectivamente. O resultado final do certame tem previsão de publicação em 12 de janeiro de 2018.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Progesp informa mudança no horário de funcionamento nesta terça-feira, 19

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp) informa à comunidade da Universidade Federal do Amazonas que, por ocasião do fechamento da folha de pagamento e da necessidade de trabalhos internos, funcionará na terça-feira, dia 19,da seguinte forma:

Progesp - Centro Administrativo (setor Norte do campus): das 13h às 17h.

Prédio do Cais/Siass  (setor Sul do campus): das 7h às 12h30.

Proext inaugura nova identidade visual do Centro Administrativo

A Pró-Reitoria de Extensão da Ufam (Proext), por meio do Departamento de Políticas Afirmativas (DPA), inaugurou nesta segunda-feira, 18, a nova identidade visual do Centro Administrativo da Ufam com a exposição de 79 fotos e  a sinalização dos setores administrativos.

O objetivo é facilitar a identificação dos diversos setores que funcionam no Centro Administrativo para o público. Todas as pró-reitorias e demais setores administrativos estão identificados em painéis com imagem e fontes ampliadas (letras) destacando o nome de cada setor.

A ideia da nova identificação dos setores do Centro Administrativo foi uma iniciativa do DPA, com apoio irrestrito da Prefeitura do Campus Universitário (PCU), gerido pela arquiteta Carmem Guimarães, que quer humanizar os espaços na Universidade. “Tivemos a parceria da Prefeitura para realizar esse projeto, que busca, prioritariamente, despertar na comunidade a ideia da preservação da natureza do campus. As imagens de animais, flores, aves, insetos, répteis, entre outros, estão expostos em adesivos nas colunas, paredes dos setores e hall de entrada do prédio”, disse a diretora do DPA, professora Claudia Guerra.

As imagens são do fotógrafo da Proext, Kid Rogers, que ao longo de três anos vem registrando a natureza no campus universitário. As 79 fotos expostas retratam espécies animais, vegetais e a paisagem do local. “Venho fotografando cutias, pássaros, flores, vegetação em geral há três anos. Gosto de vir no sábado pela manhã, tem menos movimento e os animais aparecem com mais frequência, e entro na mata para registrar as espécies. Já fiz mais de cinco mil imagens de natureza no campus. Essas são algumas que estão expostas no Centro Administrativo da Ufam”, disse o fotógrafo.

O evento contou com a apresentação do Grupo de Canto Lírico da Ufam, do curso de Música da Faculdade de Artes (Faartes), que encerrou a solenidade de inauguração da nova identidade visual do Centro Administrativo.

Daest suspende atendimentos em dias de videoconferência. Veja o calendário

A Coordenacão de Desenvolvimento Estudantil (CDE), do Departamento de Assistência Estudantil (Daest), informa que não fará atendimento no prédio da Reitoria nas datas abaixo especificadas, em função da realização de Videoconferências para as Unidades fora da sede. As atividades fazem parte do projeto Conexão Pororoca, que tem por objetivo a aproximação entre os Campi numa perspectiva de fortalecimento das ações de assistência estudantil no âmbito da Universidade.
 
- 18.09 (segunda-feira): Instituto de Natureza e Cultura (INC) de Benjamin Constant.
- 20.09 (quarta-feira): Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia (ICSEZ) de Itacoatiara.
- 21.09 (quinta-feira): Instituto de Saúde e Biotecnologia (ISB) de Coari.
- 22.09 (sexta-feira): Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia (ICSEZ) de Parintins.
- 26.09 (terça-feira): Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente (IEAA) de Humaitá.
 
 

Daest suspende atendimentos

A Coordenacão de Desenvolvimento Estudantil (CDE), do Departamento de Assistência Estudantil (Daest), informa que não fará atendimento no prédio da Reitoria nas datas abaixo especificadas, em função da realização de Videoconferências para as Unidades fora da sede. As atividades fazem parte do projeto Conexão Pororoca, que tem por objetivo a aproximação entre os Campi numa perspectiva de fortalecimento das ações de assistência estudantil no âmbito da Universidade.
 
- 18.09 (segunda-feira): Instituto de Natureza e Cultura (INC) de Benjamin Constant.
- 20.09 (quarta-feira): Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia (ICSEZ) de Itacoatiara.
- 21.09 (quinta-feira): Instituto de Saúde e Biotecnologia (ISB) de Coari.
- 22.09 (sexta-feira): Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia (ICSEZ) de Parintins.
- 26.09 (terça-feira): Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente (IEAA) de Humaitá.
 
 

Sexta Etnográfica debate migrações

O Projeto Sexta Etnográfica, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Ufam (PPGAS), promoveu nesta sexta-feira, 15, no auditório Rio Negro do Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais (IFCHS), o terceiro evento do ano de 2017, intitulado “Práticas Populares no Meio Urbano e Migração”.

A Sexta Etnográfica é um evento que compartilha com o público universitário e a comunidade em geral uma reflexão antropológica dos vários temas pesquisados nos núcleos de pesquisas associados (o PPGAS e o Departamento de Antropologia da Ufam). É um evento que ocorre há alguns anos e é executado pelos alunos do PPG por meio de projeto de extensão.

Participam do projeto os núcleos do PPGAS: Naurbe – Cidades, culturas populares e patrimônios e o Grupo Migratórios da Amazônia (Gema). Ambos promovem a exibição de audiovisual e em seguida o debate do tema escolhido com o público e os pesquisadores. A proposta deste ano foi de congregar professores e pesquisadores dos dois núcleos para ampliar o a reflexão do tema.      

Foram exibidos o curta/documentário “Amazonas, Amazonas” (1966), de Glauber Rocha, e o documentário “Imigração Haitiana” (2015), do programa Nova Amazônia. Após a exibição dos filmes ocorreu um debate com o professor Sérgio Ivan Gil Braga, o professor e membro do Gema, Sidney Antônio da Silva, e o mestrando Rosiel Mendonça, do Naurbe.

A coordenadora geral do projeto de extensão que viabiliza a Sexta Etnográfica, Maria Helena Ortolan, destacou que o significado do evento é de uma vivência universitária, de coletivizar o conhecimento. “O evento permite a interação com outras áreas acadêmicas. Isso oportuniza os alunos de Antropologia a terem acesso a outras informações”, afirmou a professora.  

A estudante do PPGAS e membro da cmoissão organizadora do evento, Glacyane dos Santos, ressaltou que o projeto contribui para agregar informações para as pesquisas desenvolvidas no Programa. “Como sou aluna do PPG e faço uma pesquisa que está vinculada ao Núcleo, isso acaba acrescentando mais material para mim. As discussões, os conceitos, as categorias que são apresentadas em um vídeo etnográfico contribuem para nossas pesquisas e ampliam os nossos horizontes com relação às teorias antropológicas” afirmou a estudante.     

HUGV é palco de abertura oficial de Semana de Conscientização em Manaus

'Semana Neuro em Ação' visa a conscientizar a população de riscos de hábitos cotidianos

Campanha visa educar a população para a prevenção de neurotraumasCampanha visa educar a população para a prevenção de neurotraumasO Hospital Universitário Getúlio Vargas da Universidade Federal do Amazonas (HUGV/Ufam) foi palco da abertura oficial no Amazonas da ‘Semana Neuro em Ação’, campanha de conscientização promovida em todo o Brasil pela Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN) de 11 a 15 de setembro. Participaram da cerimônia de abertura do evento profissionais do hospital, professores, residentes e alunos da Ufam e de outras faculdades de medicina do estado.

O evento foi presidido pelo superintendente em exercício do Hospital, Manoel Carneiro, pelo chefe da neurocirurgia do HUGV, Cleomir Matos, e pelo representante da SBN, Robson Amorim. A abertura do evento teve ainda com uma apresentação da banda do 9º Distrito Naval.

O superintendente do HUGV em exercício ressaltou a importância do evento e que o HUGV está sempre de braços abertos para dar apoio a este tipo de iniciativa que vise conscientizar e educar a população. “Nessa situação, que trata de assuntos tão relevantes na vida cotidiana, o hospital está integrado à ação e abraçamos a causa e nos dispusemos a ajudar de todas as maneiras possível para o sucesso do evento”, declarou.

Segundo o chefe de serviço de Neurocirurgia e supervisor do Programa de residência Médica em Neurocirurgia do HUGV, Cleomir Matos, “a SBN tem em sua finalidade a formação de neurocirurgiões, e nada mais justo a abertura da campanha fosse realizado no HUGV, pois somos o maior centro de formação de neurocirurgiões no estado. 24 neurocirurgiões atuantes em Manaus tiveram sua formação na Ufam e no HUGV, em seu programa de residência médica em Neurocirurgia. Somente oito ou nove profissionais que atuam na cidade não se especializaram conosco”, informou o chefe.

Abertura reuniu representantes do Hospital Universitário e da SBNAbertura reuniu representantes do Hospital Universitário e da SBN

O representante da SBN, o neurocirurgião Robson Amorim, enfatizou o caráter de união de diversas instituições que atuaram em conjunto para o sucesso do evento. “Nesta campanha, está sendo fundamental o apoio de diversos profissionais e entidades. Cada profissional de saúde, desde acadêmicos, enfermeiros, fisioterapeutas, médicos...todos são sementes atuando na disseminação desta campanha. O envolvimento de todos está sendo fantástico, e esta divulgação é fundamental para que a campanha seja um sucesso”.

Este ano, a 'Semana Neuro em Ação' tem como objetivo a conscientização em massa quanto aos perigos de hábitos cotidianos, como o uso do aparelho celular à direção, o mergulho em águas rasas e as más posturas corporais. Em Manaus, no último domingo, 10, já foram realizadas ações educativas com equipes de conscientização atuando no calçadão da praia da Ponta Negra, e em outros pontos da cidade, como escolas e shoppings centers.

Ufam e Semed firmam parceria no projeto 'Manaus Internacional: Integrando Culturas por meio da Língua Espanhola’

Alunos da rede municipal selecionados para o projeto-pilotoAlunos da rede municipal selecionados para o projeto-piloto

A Universidade Federal do Amazonas (Ufam), por meio da Faculdade de Letras e do curso de Letras - Língua e Literatura Espanhola, firmou parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), para lançar o projeto-piloto 'Manaus Internacional: Integrando Culturas por meio da Língua Espanhola’. 
 
Entre os parceiros do projeto estão,  ainda, a Associação de Professores de Espanhol do Estado do Amazonas (Apeam) e o Consulado da Colômbia em Manaus.

Atendendo, inicialmente, a Escola Municipal Raimundo Theodoro Botinelly, localizada no Riacho Doce 3, na zona Norte de Manaus, o projeto vai beneficiar mais de 50 alunos do 6º e do 7º anos do Ensino Fundamental. A ideia é que o idioma seja gradativamente adotado por todas as escolas da rede. O curso  terá 480 horas de carga horária total, distribuídas em quatro anos e, ao final da formação, caso o aluno complete a carga horária mínima exigida, receberá o certificado de conclusão.

Para a comunidade acadêmica da Ufam, o projeto visa a proporcionar campo de estágio alternativo aos alunos do curso de Letras - Língua e Literatura Espanhola; viabilizar campo de investigação para pesquisadores universitários e estreitar laços com nações vizinhas, focando a integração regional. 

Idealizador do projeto, professor da Faculdade de Letras Wagner Barros TeixeiraIdealizador do projeto, professor da Faculdade de Letras Wagner Barros Teixeira

 
Objetivos
 
De acordo com idealizador, professor Wagner Barros Teixeira, a iniciativa tem intuito de atender a realidade sociolinguística de Manaus que, no decorrer dos últimos anos, vem acolhendo povos de países que falam espanhol, como venezuelanos, colombianos e  peruanos. O docente disse, ainda,  que o projeto pretende oportunizar o estudo da língua espanhola e das culturas de países hispanos, com ênfase na cultura Colombiana.
 
“O projeto vai oportunizar o ensino da língua espanhola para alunos da rede municipal de ensino e finalidades mais específicas, como proporcionar um campo de estágio e pesquisa  para alunos de espanhol da Universidade Federal do Amazonas”, explicou.
 
Durante a cerimônia, a secretária da Semed, Kátia Schweickardt, destacou a importância do projeto para a rede municipal de ensino e, principalmente,  para os beneficiados.
 
“Estudar outra língua é como pôr uma lente nos olhos, pois, com isso,  a pessoa tem a oportunidade de conhecer culturas diferentes e, também, passa a ter outra visão de mundo. Por isso, esse projeto tem enorme significado para rede municipal de ensino, ele amplia horizontes e abre um leque de oportunidades  a partir do estudo da língua espanhola”, explicou.
 
 
Fonte: Ascom Ufam com informações da Assessoria de Imprensa da Semed.

VIP Ufam recebe alunos do Lato Sensu nesta sexta-feira, 15

Os alunos do terceiro ano do ensino médio do colégio Lato Sensu, unidade Cidade Nova, visitam o Campus Universitário Senador Arthur Virgílio Filho nessa sexta-feira, 15,  com o objetivo de conhecer a dinâmica institucional de uma universidade pública federal e ver in loco o desenvolvimento de atividades de setores, laboratórios e projetos.

A visita foi solicitada pela supervisora pedagógica do colégio, professora Andrezza Carvalho, e faz parte da programação pedagógica do colégio direcionada à preparação dos alunos para o Processo Seletivo Contínuo da Ufam. Os estudantes serão acompanhados pela supervisora pedagógica e pelo professor de Biologia do colégio, Marcelo Araújo.

Os visitantes serão recepcionados pela coordenação do VIP, que programou um roteiro levando em consideração a solicitação dos visitantes. Serão conhecidos os laboratórios de Anatomia, Ictiologia, Pescado, Elétrica, além das bibliotecas setoriais, da Livraria da Ufam (LUA) e os demais espaços dos setores Norte e Sul do Campus Universitário.

O VIP já recebeu diversificados grupos de visitantes, como comunidades indígenas, estudantes da Ufam, docentes e discentes da rede pública e privada de ensino, de universidades estrangeiras, intercambistas e crianças atendidas por ONGs.

Sobre o VIP

Desde 2008, o Programa possibilita aos públicos interno e externo da Universidade um conhecimento maior sobre o funcionamento da instituição, apresentando as ações e as atividades desenvolvidas pelos seus diversos setores. Além disso, o visitante pode observar toda a dinâmica da instituição, por meio de visitas a setores administrativos, laboratórios, bibliotecas, cursos e também aos projetos de pesquisa e extensão. O VIP é coordenado pela professora Célia Carvalho, da Faculdade de Informação e Comunicação, com o apoio dos técnicos administrativos Jairo Ferraz e Sebastião Simplício, do Instituto de Filosofia Ciências Humanas e Sociais (IFCS).

As visitas podem ser agendadas pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

PCTIS é pauta em encontro de reitor com ministro do MCTI

Cumprindo agenda oficial em Brasília, o reitor da Universidade Federal do Amazonas, professor Sylvio Puga, esteve reunido nesta quinta-feira, 14, com o ministro de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação (MCTI), Gilberto Kassab, para tratar da liberação de recursos para finalizar as obras do Parque Tecnológico da Ufam, o PCTIS. 
 
O Parque, que visa promover a integração social e científico-tecnológica da Universidade para a região, atuará de forma a estabelecer capilaridade para toda a Amazônia, com vistas a beneficiar mais de 800 comunidades, entre ribeirinhos e indígenas. Integrando 24 municípios, o projeto vai instituir uma rede de inovação e extensão tecnológica. 
 
Sobre recursos, o reitor explicou que, em maio de 2010, a Ufam firmou um termo de cooperação orçado em pouco mais de R$ 17 milhões, dos quais R$ 8,3 milhões foram executados, mas que para dar continuidade às obras, são necessários investimentos da ordem de R$ 12,6 milhões. Esse valor será usado na estruturação do Parque Tecnológico no campus da Ufam, em Manaus, e também em São Gabriel da Cachoeira, cidade a 856 quilômetros de Manaus, onde será construído um outro eixo. 
 
 "O ministro se compromteu a nos apoiar nesse pleito e nos demais, que se refiram o MCTI, o que é muito importante. Foi um encontro proveitoso", considerou. 
 
COMPROMISSOS - Ontem, o reitor se encontrou com o senador Omar Aziz e os deputados federais Silas Câmara e Pauderney Avelino, para discutir, também, outro aporte de recursos para a Universidade. Acompanhado do pró-reitor de Inovação Tecnológica (Protec), professor Waltair Machado, do pró-reitor de Administração e Finanças (Proadm), professor Raimundo Pinheiro e do assessor especial, professor Edmilson Bruno, o reitor, professor Sylvio Puga, permanece em Brasília até sexta-feira, cumprindo agenda na capital federal.

Proext arrecada mais de 3 mil livros para Fazenda Experimental

A Pró-Reitoria de Extensão (Proext), por meio do Departamento de Políticas Afirmativas (DPA), informa que foram arrecadados mais de 3 mil livros para o projeto 'Biblioteca na Fazenda Experimental da Ufam'. A campanha ocorreu de 2 de agosto a 2 de setembro.

Todo o acervo obtido será usado para a implantação de uma Biblioteca Multidisciplinar na Fazenda da Instituição, beneficiando professores, alunos, técnicos e, especialmente, a comunidade que reside no entorno do local, calculada em cerca de 5 mil pessoas.

A campanha foi uma ação inédita da Universidade, que vai ao encontro da missão da Proext e do DPA, uma vez que garante à comunidade acadêmica condições básicas para o desenvolvimento de suas potencialidades, pela promoção de práticas educativo-pedagógicas, políticas, multi e interdisciplinares, acadêmicas, científicas, culturais e de inclusão social. Entre os parceiros que viabilizaram a coleta de livros, têm destaque a Prefeitura do Campus Universitário e a própria Fazenda Experimental.  

A Pró-Reitoria agradece a todos que contribuíram para o projeto doando livros, assim como a colaboração de órgãos estaduais e municipais, da comunidade universitária e da sociedade civil. A expectativa é de que, em 2018, seja realizada nova campanha com a mesma finalidade.

Secons divulga pautas das reuniões dos Conselhos Superiores

A Secretaria dos Conselhos da Universidade Federal do Amazonas (Secons/Ufam) divulga as pautas das próximas reuniões ordinárias do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe), do Conselho de Administração (Consad) e do Conselho Universitário (Consuni). Acesse as pautas em anexo

Os membros do Consepe se reunirão nos dias 27 e 28 de setembro; as reuniões do Consad serão realizadas entre 04 e 05 de outubro e o Consuni debaterá as pautas no dia 06  de outubro.

As reuniões ocorrerão nos horários de 8h30 às 12h30 e 14h30 às 18h30, no Plenário Abraham Moysés Cohen, no Bloco da Administração da Faculdade de Direito, situado no setor Norte do Campus Universitário.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (pautas_consuni_6_outubro_2017.pdf)Pautas Consuni[ ]199 kB
Fazer download deste arquivo (pauta_consad_4e5_outubro_2017.pdf)Pauta Consad[ ]210 kB
Fazer download deste arquivo (pauta_consepe_27e28setembro_2017.pdf)Pauta Consepe[ ]209 kB

Progesp informa suspensão do atendimento

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas da Universidade Federal do Amazonas informa à comunidade universitária que, em virtude da paralisação dos servidores ocorrida nesta quinta-feira, 14, o atendimento ao público na Progesp está suspenso hoje no período vespertino. As atividades serão retomadas normalmente na sexta-feira, dia 15.

Reitor cumpre agenda oficial em Brasília

Comitiva liderada por reitor foi recebida por senadores e deputado federalComitiva liderada por reitor foi recebida por senadores e deputado federal

O reitor da Universidade Federal do Amazonas, professor Sylvio Puga, está em Brasília e cumpre agenda na capital federal para tratar assuntos diversos relativos à Ufam. Nesta quarta-feira, 13, reuniu-se com a bancada amazonense, no Senado Federal, acompanhado do pró-reitor de Inovação Tecnológica, (Protec), professor Waltair Machado, do pró-reitor de Administração e Finanças (Proadm), professor Raimundo Pinheiro e do assessor especial, professor Edmilson Bruno. O reitor foi recebido pelo senador Omar Aziz e os deputados federais Pauderney Avelino e Silas Câmara. 
 
Em pauta, uma breve conversa sobre as leis que regem a liberação de incentivos fiscais destinados à pesquisa e à inovação desenvolvidas por universidades públicas. Tratam-se da Lei de Informática nº 8.248/1991, que prevê a redução e até suspensão de IPI e ICMS, e em contrapartida devem destinar até 5% do faturamento à P&D; e a lei estadual nº 2.826/2003, que regulamenta a política estadual de incentivos fiscais e extrafiscais, a qual determina que fabricantes, dependendo do setor de atuação, destinem determinado percentual de seu faturamento para a pesquisa.
 
Na agenda do reitor constam, ainda, visitas ao secretário de Educação Básica do Ministério da Educação (SEB-MEC), professor Rossieli Soares da Silva e ao ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab.

Progesp abre inscrições para capacitações aos servidores

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas, por meio da Coordenação de Treinamento e Desenvolvimento (CTD), do Departamento de Desenvolvimento de Pessoas (DDP), está com inscrições abertas para quatro cursos de capacitação para servidores. 

Os interessados deverão encaminhar ao protocolo da Progesp, localizado no térreo do Prédio da Reitoria, Setor Norte do Campus, o `Formulário de Inscrição em Evento Interno de Capacitação´ (Acesse) até a data limite para inscrição do respectivo curso (Cronograma).​ A Progesp informa, também, que em atendimento ao Decreto 9.094 de 17 de julho de 2017, os servidores estão dispensados da apresentação do `Nada Consta da Biblioteca Central´  para fins de inscrição nas capacitações.

Informações: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. / (92) 3305-1487 / site progesp.wixsite.com/ddpessoas/ctd

Confira os cursos com inscrições abertas:

Saúde Mental do Servidor Público Federal: Estratégias do Cuidado: ​O curso visa proporcionar conhecimentos dos conceitos relacionados aos fatores psicossociais relacionados com a saúde mental e o bem-estar do trabalhador, discutindo estratégias para o tratamento, prevenção e promoção de saúde mental do cotidiano e no ambiente de trabalho. A capacitação é uma ação de promoção a saúde e qualidade de vida, e é fruto da parceria entre o SIASS/Ufam e a Progesp, por meio dos Departamentos de Saúde e Qualidade de Vida e Desenvolvimento de Pessoas. Também é uma forma da participação da Ufam na Campanha Nacional do "Setembro Amarelo" e existem vagas disponíveis aos servidores dos órgãos federais ligados ao SIASS/Ufam.

Lei da Inovação, com ênfase na Transferência de Tecnologia: O objetivo do curso é formar os servidores da Ufam no conhecimento de documentação e tramitação processuais necessários quando da solicitação de contratação cujo objetivo seja a transferência de tecnologia.

Interpretação Simultânea Intermodal: Limites, Táticas e Esforços: Procura-se repensar a especificidade do processo interpretativo entre uma língua oral-auditiva e outra cinésico-visual por meio da prática interpretativa e de algumas abordagens teóricas. O curso será presencial no dia 20 de outubro, com complementação no dia 21 de outubro, no auditório do Instituto Federal do Amazonas, e no dia 22 as atividades serão finalizadas via ambiente virtual de aprendizagem (CED).

Formação e Manutenção em Brigada de Incêndio: Será a realização da segunda turma que é voltada aos servidores lotados no setor norte da Ufam. O objetivo do curso é permitir aos servidores compreender o funcionamento e os cuidados que devemos tomar com a Proteção e Controle de Incêndios e Explosões a partir do conhecimento de conceitos fundamentais, através de modelos simplificados de fácil aplicação, que descrevam as atribuições e o comportamento dos Brigadistas no momento do sinistro.

 

 

Departamento de Design inaugura mestrado profissional

Duas linhas de pesquisa são contempladasDuas linhas de pesquisa são contempladasOcorreu na tarde desta terça-feira, 12 de setembro, aula inaugural do Programa de Pós-Graduação em Design da Ufam (PPGD), no auditório Rio Javari da Faculdade de Tecnologia (FT), localizada no setor Norte do Campus Universitário.

Ao todo, 18 candidatos compõem a turma inaugural, caracterizada pela diversidade de atuações e por promover intercâmbio de conhecimentos, visto que as pesquisas direcionam a prática de um designer a demandas interdisciplinares, como viabilização da sustentabilidade, possibilidades em identidades visuais, tecnologias de auxílio à saúde, entre outros.

Estiveram presentes o reitor, professor Sylvio Puga; o vice-reitor, professor Jacob Cohen; a pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação, professora Selma Baçal; a Coordenadora do PPGD, professora Karla Mazarelo; a diretora da FT e vice-coordenadora, professora Patrícia Braga; além de egressos do curso de Design, docentes membros do Programa e alunos dessa primeira turma.

Ao levar em consideração o retorno à sociedade com que a Universidade está comprometida, o reitor, professor Puga avaliou a iniciativa como “crucial e de suma importância para o desenvolvimento da região Norte, ainda carente de qualificações em Design”. Já o professor Jacob Cohen destacou a possibilidade de utilização consciente e eficaz de recursos naturais, através dessa área do conhecimento. “Insumos regionais, como a madeira, quando agregados à tecnologia visual do Design, podem ser transformados em produtos altamente valorizados, tanto culturalmente quanto economicamente”, observou o vice-reitor.

 

Aplicabilidade

18 candidatos foram aprovados18 candidatos foram aprovados

A proposta de estudos do PPGD destaca a contextualização do Design nas áreas de inovação e desenvolvimento tecnológico, com foco no aprimoramento do mercado, por se tratar de um mestrado profissional. Duas linhas de pesquisa serão desenvolvidas: ‘Design, comunicação e gestão de projetos visuais’, referente à criação de interfaces, interações virtuais e comunicação visual; e ‘Design, sistemas de produtos e processos’, dedicada a estudar etapas da cadeia produtiva implícita na conclusão de serviços gráficos.  

Conforme afirma a coordenadora do PPG, professora Karla Mazarelo, o objetivo principal consiste em contribuir para a formação de recursos humanos qualificados. “Espera-se que, após a conclusão do mestrado, os profissionais estejam aptos a desenvolver pesquisas e elaborar projetos em todas as vertentes do Design”, concluiu. Ainda segundo a docente, as dissertações devem ser aplicáveis de forma prática, resultando em um produto ou processo.

A inauguração foi concluída com a aula magna ministrada pelo docente da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), professor Júlio Teixeira, que discorreu acerca da ‘Gestão visual de projetos’, uma de suas especialidades.