Comunicado ProGesp

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (ProGesp) informa que nesta sexta-feira (27) o atendimento ao público externo será de 08h às 12h. 

Seminário Mobilização cidadã e responsabilidade socioambiental inicia com palestras sobre controle ambiental em organizações públicas e privadas

Conselheiro do Tribunal de Contas do Amazonas, Julio Pinheiro, foi o primeiro palestrante do eventoConselheiro do Tribunal de Contas do Amazonas, Julio Pinheiro, foi o primeiro palestrante do eventoNo primeiro dia do Seminário promovido pelos estudantes de Administração da UFAM, as palestras focaram o controle ambiental pelos Tribunais de Contas, a Gestão de resíduos sólidos do Polo Industrial de Manaus e as Inovações tecnológicas e não-tecnológicas em empresas de biotecnologia.

O primeiro palestrante foi o Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, Julio Pinheiro, que explicou a atuação do Tribunal de Contas na proteção do meio ambiente. "Cabe ao sistema Tribunal de Contas a fiscalização contábil, financeira e patrimonial e entenda-se patrimonial tudo o que envolve os biomas brasileiros. Então, cabe a nós proteger também esse patrimônio, pois não se sobrevive com um meio ambiente degradado. O Sistema Tribunal de Contas tem controle de atos administrativos como, por exemplo, em relação às licenças ambientais, mas é um controle antes que o prejuízo se instale, pois a nossa perspectiva é do risco ambiental e não do dano ambiental, que dá conta dos conflitos já instalados, ou seja, nossa atuação se dá em monitorar ameaças, planejar ações. Entre as ações preventivas protagonizadas pelo Tribunal está o acompanhamento da implantação da Política Nacional de resíduos sólidos", afirmou o palestrante.

Gestão de resíduos sólidos do Polo Industrial de Manaus

Representando a SUFRAMA, o administrador Paulo André de Souza Leite destacou o Plano Diretor de Resíduos Sólidos do Polo Industrial de ManausRepresentando a SUFRAMA, o administrador Paulo André de Souza Leite destacou o Plano Diretor de Resíduos Sólidos do Polo Industrial de ManausAo ressaltar a Amazônia como uma das mais ricas em biodiversidade do planeta, o administrador da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), Paulo André de Souza Leite, foi o segundo palestrante do evento. Ele destacou iniciativas da SUFRAMA em relação ao gerenciamento ambiental. "Na SUFRAMA, lidamos com resíduos industriais e possuímos um dos melhores mecanismos de proteção ambiental implantados no Brasil. Além das Estações de Tratamentos de Efluentes, temos o Plano Diretor de Resíduos Sólidos, que evita ao máximo a geração de resíduos e o descarte ilegal, vez que os resíduos podem ser reutilizados, reciclados. Nosso Plano Diretor também possui uma rede de recuperação de material para identificar oportunidades de investimentos junto a empresas que façam a reciclagem e a destinação correta de resíduos do Polo Industrial", ressaltou o palestrante.

Aprendizado

Para o professor Irineu Vitorino, coordenador do evento, a atividade acadêmica serve, primeiramente, para ensinar alunos da turma de Seminários que ambientes, recursos e pessoas devem caminhar juntos. "Eles, os finalistas do curso de Administração, devem utilizar todas as ferramentas e conhecimentos em gestão. Programam, agendam, resolvem conflitos, trabalham com verba mínima, praticamente só com apoio e doações, ou seja, com orçamento curto para cumprimento dos objetivos, pois é um projeto com começo, meio e fim. Eu sempre digo que é um excelente estágio para quem está finalizando o curso. O tema do evento é sustentabilidade e eles convidaram grandes palestrantes para discutir o assunto aqui na Universidade. Eles sabem que não adianta ser bom em gestão e não entender de sustentabilidade. Se você se forma em gestão e maltrata o meio ambiente, não adianta nada. Se você se forma em gestão e maltrata as pessoas, não adianta também. Para ser um bom profissional tem que entender o todo", enfatiza o professor.

Renata Lopes, do oitavo período do curso de Administração é a coordenadora discente do evento. "Nesta atividade pudemos executar as principais funções do administrador que são planejar, organizar, direcionar e controlar pessoas e recursos para um determinado objetivo, destacando a importância do trabalho em grupo. Aprendemos muito", disse a aluna.

As atividades seguem nesta quinta-feira, 26, com o Debate Verde - a distância entre ideias e a execução de projetos de responsabilidade socioambiental, que será mediado pelo doutor Afrânio Soares Filho, diretor executivo da Action; palestra da USAID Brasil e a apresentação Case Bombons finos da Amazônia. Confira programação completa em anexo.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (Programação.pdf)Programação do Seminário[ ]461 kB

DAEST informa retificação no Edital de seleção de discentes para Auxílio Moradia e Acadêmico

O Departamento de Assistência Estudantil (DAEST) da Pró-reitoria de Gestão de Pessoas divulga Retificação do Edital 001/2017 para seleção de discentes para os Auxílios Moradia e Acadêmico da Capital e das Unidades fora da Sede. O DAEST divulgou ainda o cronograma das etapas relativas ao processo seletivo do Edital 001/2017 dos Auxílios Acadêmico e Moradia, conforme o item 5.1.2 do referido edital. Confira as publicações nos seguintes links: Aviso de Retificação de Edital 001/2017 e Cronograma Edital 001/2017

Educação, Química e Sociedade e Cultura com inscrições abertas para Pós-Graduação

A Universidade Federal do Amazonas (UFAM), por meio da Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp), está com inscrições abertas para Mestrado e Doutorado nos Programas de Pós-Graduação em Educação (PPGE) e Química (PPGQ), e para o Pós-Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia (PPGSCA). 

Os editais completos estão disponíveis na página da PROPESP.
 

Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE)

São oferecidas para o curso de Mestrado 25 (vinte e cinco) vagas regulares e 05 (cinco) vagas suplementares, e para o Curso de Doutorado 10 (dez) vagas regulares e 02 (duas) vagas suplementares.  As vagas suplementares visam atender a política de ação afirmativa para autodeclarados pretos, pardos e indígenas. O período de inscrição para o Exame de Seleção será de 23 a 27 de Janeiro.

As inscrições devem ser efetuadas através do formulário de inscrição obtido no site da PROPESP, devidamente preenchido e entregue na Secretaria do PPGE, localizada na Faculdade de Educação, Pavilhão Rio Uatumã, Setor Norte, Campus Universitário Senador Arthur Virgílio Filho, de segunda a sexta, no horário das 08 às 12 horas e das 13 às 17 horas.

Programa de Pós-Graduação em Química (PPGQ)

São oferecidas para o Curso de Mestrado 15 (quinze) vagas regulares e 2 (duas) vagas suplementares e para o Curso de Doutorado 10 (dez) vagas regulares e 2 (duas) vagas suplementares. O período de inscrição para o Exame de Seleção será de 23 de janeiro a 03 de fevereiro.

As inscrições serão efetuadas exclusivamente pela internet através do preenchimento do formulário eletrônico disponibilizado no site do PPGQ.  É obrigatório anexar ao formulário de inscrição online os documentos especificados no edital no formato PDF.  

Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia (PPGSCA)

O Programa oferece 1 (uma) vaga para bolsista pesquisador em nível de pós-doutorado no  âmbito do Programa  Nacional  de  Pós-Doutoramento  (PNPD)  da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal  de Nível Superior (CAPES).

As inscrições vão até 31 de janeiro e devem ser feitas somente por e-mail, com envio da documentação exigida no Edital (em um único arquivo em formato PDF) para o endereço eletrônico O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. com a linha de assunto da mensagem “PNPD2017”.

CTIC realiza manutenção na telefonia fixa do Setor Sul

O Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) informa que as unidades acadêmicas e órgãos suplementares localizados no Setor Sul do campus universitário estão temporariamente sem o serviço de telefonia fixa. A previsão para manutenção e normalização do serviço é de 15 dias.

A interrupção do serviço se deve a um problema elétrico que danificou os equipamentos da central telefônica.

Enquanto durar o serviço de manutenção, a recomendação é utilizar os telefones celulares institucionais e e-mails dos setores para realizar a comunicação.

PROGESP divulga o resultado final da ratificação da autodeclaração racial

A Universidade Federal do Amazonas (UFAM) através da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGESP) torna público o resultado final (em anexo) da convocação dos candidatos autodeclarados negros e pardos do edital nº 22/2016 E 23/2016 do concurso público para provimento de cargos técnico-administrativos em educação. 

Sistema SIE aberto para solicitação de materiais de expediente a partir da terça-feira (17)

O Departamento de Materiais (DEMAT) informa que o sistema de informações para o ensino (SIE) estará aberto para solicitação de materiais de consumo/expediente trimestral no período de 17 a 20 de janeiro de 2017.

As requisições devem ser impressas e assinadas pelo Diretor da unidade, tramitadas e encaminhadas ao almoxarifado para análise e entrega dos materiais.

Mais informações pelos telefone 3305-1181 Ramal: 1493 /1494

Enef 2017 discute sobre diretrizes curriculares e o futuro da profissão farmacêutica

Mesa de abertura do Enef 2017Mesa de abertura do Enef 2017Até o dia 21 de janeiro, a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) recebe a 40ª edição do Encontro Nacional dos Estudantes de Farmácia (Enef), evento organizado pelo Centro Acadêmico de Farmácia “Prof. Manoel Bastos Lira” (Cafarma) – Ufam, junto à Executiva Nacional dos Estudantes de Farmácia (Enefar). Com o tema “O protagonismo farmacêutico nas práticas de saúde”, o Enef 2017 reúne estudantes de todo o País a fim de promover o intercâmbio de conhecimentos e debater o ensino e a profissão farmacêutica.

A abertura do Enef ocorreu no último sábado (14), no auditório Sumaúma da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA), setor Sul do campus universitário. A solenidade teve a presença do representante do Conselho Federal de Farmácia (CFF), Marco Aurélio Ferreira da Silva; da representante do Conselho Regional de Farmácia do Amazonas (CRF-AM), Ednilza Guedes; do diretor administrativo da Associação Brasileira de Educação Farmacêutica (Abef), Paulo Arrais; da representante da Federação Nacional dos Farmacêuticos (Fenafar), Cecília Oliveira; da diretora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Ufam (FCF), professora Débora Ohana; da  representante da Enefar, estudante Simone Freitas; e da representante da comissão local, estudante Aretha Omena, .

Protagonismo acadêmico

Em 40 edições, esta é a primeira vez que o Enef é sediado em Manaus. Para a diretora da FCF, Débora Ohana, é motivo de orgulho ver a mobilização dos acadêmicos para que o evento aconteça. A professora agradeceu ainda o apoio da administração superior e das pró-reitorias da Ufam para a realização do Encontro.

Encontro reúne estudantes de Farmácia de todo o paísEncontro reúne estudantes de Farmácia de todo o país

“É um momento histórico dentro da FCF. Desde que assumimos a gestão da Faculdade, em 2015, sempre foi um sonho trazer o Enef para cá. Sabíamos que seria uma luta, mas graças ao esforço coletivo, conseguimos vencê-la”, declarou a professora.

A finalista do curso de Farmácia da Ufam e membro do Cafarma, Aretha Omena, contou que desde 2012 a Ufam vem se candidatado para abrigar o Enef. A participação do Centro Acadêmico foi crucial para a concretização do Encontro em Manaus. “Foi um longo caminho até tornar o Enef um evento nosso. Só com a ajuda dos alunos e da instituição conseguimos. Esperamos que o Enef seja mais uma oportunidade de fortalecer o movimento dos estudantes da Farmácia na região. Somos melhores profissionais de saúde quando nos integramos a outras realidades e este é o espaço de descoberta de novos saberes”, disse a aluna.

Mesa temática

“O farmacêutico do futuro: os desafios da nova DCN” foi o tema da primeira mesa de discussão do Enef 2017. O debate contou com a participação do diretor administrativo da Abef, Paulo Arrais, e da representante da Articulação Nacional da Enefar, Cristiane Manoela. A proposta era discutir as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs), analisando o perfil do egresso de Farmácia como profissional generalista e os modelos pedagógicos para a formação do mesmo.

Mesa discutiu o impacto da nova DCN na formação do profissional de FarmáciaMesa discutiu o impacto da nova DCN na formação do profissional de Farmácia

Paulo Arrais contextualizou a composição da nova DCN, após 12 anos sem alterações. Segundo o diretor, um dos principais objetivos da proposta, atualmente em avaliação no Ministério da Educação, é romper com o currículo tradicionalista, trazendo os alunos para protagonizar o processo de mudança na categoria profissional.

“Acreditamos que a construção de uma nova DCN é o caminho para a criação do farmacêutico do futuro, que é o profissional de saúde com formação humanista, crítica, reflexiva e ética, capacitado para atuar no sistema de saúde por meio de ações de promoção, proteção e reabilitação da saúde e prevenção de doenças, articulando conhecimentos em prol do cuidado integral à saúde do individuo, da família e da comunidade”, afirmou Paulo Arrais.

Representando a Executiva Nacional, Cristiane Manoela reforçou a importância da interferência estudantil na educação farmacêutica – segundo ela, uma experiência que é construída no cotidiano acadêmico. “Os estudantes são protagonistas desde os bancos da faculdade, seja discutindo a nova DCN, seja discutindo sobre carga horária de disciplinas. Isso impacta diretamente nos farmacêuticos que queremos ser. Queremos vivência e humanização na nossa formação. O farmacêutico do futuro é o que luta, que é transformador da sociedade”, finalizou Cristiane.

Programação

O Enef 2017 segue até o dia 21 de janeiro, com minicursos, oficinas e mesas temáticas. A programação completa pode ser acessada no site oficial do Encontro.

DAEST divulga cronograma de entrevistas do Bolsa Trabalho


O Departamento de Assistência Estudantil (DAEST) da Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (PROGESP) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) divulga o cronograma (em anexo) de entrevistas do Bolsa Trabalho (Edital 002/2016). 
 
Caso o candidato (a) não possa comparecer no dia e horário agendado, deverá antecipadamente reagendar sua entrevista na Coordenação de Assistência Estudantil (CDE/DAEST/PROGESP). Os alunos inscritos e que não estão no cronograma de entrevista, serão convocados posteriormente. 

Dúvidas e informações pelo telefone: (92) 3305-1795 da Coordenação de Assistência Estudantil (CDE). 

Proamde inscreve novos alunos de 30 de janeiro a 3 de fevereiro

O atendimento é realizado na Faculdade de Educação Física e Fisioterapia da Ufam

O Programa de Atividades Motoras para Deficientes da Universidade Federal do Amazonas (Proamde) abrirá, entre os dias 30 de janeiro e 3 de fevereiro, as inscrições de novatos para as atividades deste ano.

As inscrições presenciais serão recebidas no auditório da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia (FEFF), localizado no bloco C do setor Sul da instituição, entre 14 e 17h. Atenção: é obrigatória a presença do aluno no momento da inscrição. O Programa atende pessoas com deficiência a partir de dois anos de idade.

Para se inscrever é necessário fornecer comprovante de residência (cópia), documento de identidade ou certidão de nascimento (cópia), laudo da deficiência (cópia) e uma foto 3X4. É indispensável que haja disponibilidade de um acompanhante por aluno.

Conheça a página do Proamde.

 

Atividades

- Aulas de Educação Física para crianças, adolescentes, adultos ou idosos com deficiência;

- Natação;

- Halliwick;

- Escolinha de Futsal;

- Atletismo.

Mestrado em Ciência e Engenharia de Materiais está com inscrições abertas

A Universidade Federal do Amazonas (UFAM), por intermédio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPESP), torna pública a abertura de inscrições para o Exame de Seleção de candidatos para ingresso no I Semestre de 2017 no curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais (PPGCEM).

São oferecidas 19 (dezenove) vagas regulares e 04 (quatro) vagas suplementares. As vagas suplementares visam atender a política de ação afirmativa para autodeclarados pretos, pardos e indígenas.

O período de inscrição para o Exame de Seleção vai de 16 a 27 de janeiro, no horário de 10 às 12h e de 14 às 17h. As inscrições devem ser efetuadas na Secretaria do Curso de Graduação de Engenharia de Materiais, localizada na Faculdade de Tecnologia, Bloco da Administração – térreo Campus Universitário, Setor Norte.

No ato da inscrição o candidato deverá preencher e entregar o formulário disponível no site da PROPESP junto com os documentos especificados no edital em anexo.

Mais informações pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Nota de Falecimento – professor José Alves de Araújo

A Universidade Federal do Amazonas informa com pesar o falecimento do professor aposentado José Alves de Araújo. O docente atuou em diversos cursos de licenciatura na Ufam, como Letras, Filosofia e Sociologia.

O velório foi realizado hoje na Funerária Canaã e o enterro aconteceu no Cemitério São João Batista. A Universidade se solidariza com os familiares, colegas e amigos da professora por esta perda lastimável.

PET oferece curso preparatório para Olimpíadas de Física

As inscrições para o curso preparatório para a Olimpíada Brasileira de Física (OBF) e Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP) estão abertas de 20 de janeiro a 5 de fevereiro. Estudantes do Ensino Médio e 9º ano do Ensino Fundamental podem se candidatar por meio do formulário de inscrição.

Ao todo, são oferecidas 60 vagas divididas em três turmas: níveis I, II e III, de acordo com as provas da OBF e da OBFEP.

A prova de seleção será no dia 18 de fevereiro, de 10 às 11h, na Casa da Física. As aulas têm início em 11 de março e seguem até o mês de julho.

O curso é uma iniciativa do Programa de Ensino Tutorial (PET) de Física em parceria com a Casa da Física da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Confira o cartaz anexo.

Mais informações

Prof. Sérgio Michielon, coordenador – e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Inscrições abertas para Doutorado em Matemática

A Universidade Federal do Amazonas (UFAM), por intermédio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPESP), torna pública a abertura de inscrições para o Exame de Seleção de candidatos para ingresso no 1o semestre letivo de 2017 no Curso de Doutorado em Matemática em Associação Ampla UFPA-UFAM (PDM-UFPA-UFAM).

O período de inscrição para o Exame de Seleção vai até o dia 02 de fevereiro. As inscrições serão efetuadas exclusivamente pela internet através do preenchimento do formulário de inscrição disponível no site da PROPESP, que deverá ser preenchido assinado e digitalizado no formato pdf e enviado para o e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , aguardando posterior confirmação do recebimento.

Para este edital (em anexo), são oferecidas um total de 8 (oito) vagas para a área de Geometria, sendo 6 (seis) vagas regulares e 2 (duas) vagas suplementares. As vagas suplementares visam atender a política de ação afirmativa para autodeclarados pretos, pardos e indígenas.

Mais informações sobre o Curso de Doutorado do PDM-UFPA-UFAM podem ser obtidas na página do Instituto de Ciências Exatas (ICE), na página da Universidade Federal do Pará (UFPA), ou na Secretaria do Programa de Pós-graduação em Matemática da UFAM. 

Inscrições abertas para oficinas de arte do CAUA

O Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas (CAUA) está com inscrições abertas para oficinas de dança, música e artes visuais. As aulas ocorrem este mês, em dois ciclos: de 16 a 20; e de 23 a 27 de janeiro.

Ao todo, são 145 vagas distribuídas entre doze oficinas gratuitas. As inscrições podem ser feitas até o primeiro dia de cada curso, na Unidade I do CAUA, situada na Rua Monsenhor Coutinho, 724, Centro, no horário de 8 às 12h e das 14 às 17h. Os interessados devem levar cópia do documento de identidade.

Confira as oficinas programadas:

16 a 20 de janeiro

Oficina 1 – Bases técnicas do violino com ênfase na prática de conjunto / 14 às 17h

Oficina 2 – Music Touch – música com apps para tablets e smartphones / 14 às 17h

Oficina 3 – Teoria musical aplicada ao violão / 9 às 12h

Oficina 4 – Contato e improvisação / 14 às 17h

Oficina 5 – Vídeo Arte: edição de vídeo com software livre / 14 às 17h

23 a 27 de janeiro

Oficina 6 – Bases técnicas do violino com ênfase na prática de conjunto / 9 às 12h

Oficina 7 – Music Touch – música com apps para tablets e smartphones / 9 às 12h

Oficina 8 – Teoria musical aplicada ao violão / 14 às 17h

Oficina 9 – Processo de criação para montagem de espetáculos / 9 às 12h

Oficina 10 – Mosaico I: projetos utilizando como suporte pequenas lajes de concreto / 14 às 17h

Oficina 11 – Animação gráfica como inovação metodológica / 14 às 17h

Oficina 12 – Estêncil Retrato: seu retrato em estêncil / 14 às 17h

Acesse as ementas de cada curso em anexo.

Contato CAUA: 3305 5150 / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Faculdade de Medicina realiza curso de Fundoscopia para médicos e acadêmicos

 

 

O Departamento de Clínica Cirúrgica, da Faculdade de Medicina da Ufam, promove no período de 17 a 21 de janeiro, o curso de Fundoscopia (Fundo de Olho), no Auditório Doutor Zerbini, localizado na Avenida Afonso Pena, 1053, bairro Praça 14 de Janeiro. Podem participar Médicos Generalistas, Clínicos, Cardiologistas, Neurologistas, Urgentistas, Nefrologistas e acadêmicos de Medicina do último período.

O curso está dividido em aulas teóricas (19h às 21h) e práticas (8h às 12h), com carga horária de 20 horas. As inscrições podem ser realizadas no Departamento de Clinica Cirúrgica, da Faculdade de Medicina, ou na Gerência de Ensino e Pesquisa, do Hospital Universitário Getúlio Vargas (Hugv). Telefone: (92) 3305-4708.  

Produtores da Agroufam comentam sobre as expectativas para 2017

Professora Jozane Santiago - coordenadora da AGROUFAMProfessora Jozane Santiago - coordenadora da AGROUFAMBeiju, tapioca, farinha, tucumã. De tudo se encontra na Agroufam. Ao longo de 33 edições, a feira agroecológica da Universidade Federal do Amazonas se consolida como espaço de interlocução entre cientistas e produtores rurais. Segundo a coordenadora da Feira, professora Jozane Santiago, esse é o terceiro ano que a Agroufam acontece. “Ao longo de 33 edições consolidamos esse espaço com os produtores rurais e artesãos. Iniciamos com 50 produtores  e agora trabalhamos com 120. A feira só se expande por isso solicitamos outros espaços na Universidade, como o ICHL,. O grupo que atua na AgroUFAM vem se qualificando para oferecer mais produtos e também para planejar a produção para atender a demanda cada vez maior”, afirmou a coordenadora.

Ela também anunciou que a partir desse ano, a Agroufam será um programa institucional da Universidade. “A AgroUFAM iniciou como um projeto de Extensão do Parque Científico e Tecnológico da Pró-Reitoria de Inovação Tecnológica (PCTIS – PROTEC) e agora em 2017 se tornou um programa na PROEXT, com o contínuo apoio da PROTEC”, declarou a coordenadora da AgroUFAM.

Dona Valdiza Gonçalves na barraca de queijo. “Temos queijo pasteurizado; de manteiga; temperado com orégano e calabresa; minas frescal e coalho comum. Tudo da melhor qualidade para nossos clientes”Dona Valdiza Gonçalves na barraca de queijo. “Temos queijo pasteurizado; de manteiga; temperado com orégano e calabresa; minas frescal e coalho comum. Tudo da melhor qualidade para nossos clientes”

AgroUFAM 2017 - Produtores animados

Valdiza Gonçalves da Trindade tem um estande na feira. Ela vende queijos e açaí produzidos pelo tio na Comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Careiro da Várzea. "Participamos da AgroUFAM desde o início dela. Fomos convidados a participar durante uma Expoagro e, desde então, temos sido acolhidos por uma excelente  organização da Universidade. Os pesquisadores e técnicos que nos acompanham se preocupam conosco e com o escoamento da nossa produção. Ganhamos não só um espaço para vender nossa produção, como também uma grande família. Nossa maior expectativa para 2017 é em relação à construção de um espaço permanente para a nossa AgroUFAM”, comentou a vendedora.

Bom vendedor

Recordista na venda de pé-moleque na AGROUFAM, Igor Galvão atribui sucesso ao pé-de-moleque diferenciado que produz.Recordista na venda de pé-moleque na AGROUFAM, Igor Galvão atribui sucesso ao pé-de-moleque diferenciado que produz.Na barraca ao lado trabalha Igor de Souza Galvão, o recordista da AgroUFAM em venda de pé-de-moleque. “Minha produção é do Rio Preto da Eva.Trabalho em dez feiras em Manaus, entre elas, a do  Cassam, a do Asa, a do Sumaúma e a do Petrópolis. Na AgroUFAM, sempre vendo toda a minha produção  de pé-de-moleque rapidamente. São 750 pés-de-moleque vendidos, a seis reais cada um, em dois dias de feira.Comecei vendendo 400 em dois dias, agora são 750. Espero que essa demanda continue aumentando. Sou o primeiro a chegar à feira, mas também sou o primeiro a vender tudo. Meu pé-de-moleque é  diferenciado, talvez por isso eu seja campeão de vendas. Minha expectativa é que em 2017 meus colegas vendam mais verduras e nossa Agroufam fique cada vez mais fortalecida”, afirmou o vendedor.

Amanda Normando  vende os arranjos produzidos pela sogra na AgroUFAMAmanda Normando vende os arranjos produzidos pela sogra na AgroUFAM

 

Decoração regional

Quando o assunto é ornamentação com flores regionais, a solução pode ser encontrada no estande da Tucandeira Flores Tropicais da Amazônia, que tem produção sediada no quilômetro 33 da BR 174. Amanda Normando é quem vende os arranjos produzidos pela sogra na AgroUFAM. "Os arranjos são de acordo com o que o cliente deseja. Temos buquê a partir de vinte reais e podemos fazer combinações com bastão imperador vermelho, catão imperador porcelana, tudo de acordo com a vontade do cliente", comenta ela, mostrando o catálogo com as opções de flores tropicais.

 

 
 

Acadêmicas de Administração da Ufam são premiadas em congresso nacional

Artigo sobre a Síndrome de Burnout em profissionais de saúde foi eleito o melhor trabalho na área de Comportamento Humano nas Organizações do Congresso de Administração, Sociedade e Inovação (Casi)

As estudantes de Administração Maria Gabriela e Fabíola Oliveira com a orientadora, professora Maria da Glória GuimarãesAs estudantes de Administração Maria Gabriela e Fabíola Oliveira com a orientadora, professora Maria da Glória GuimarãesDe autoria das estudantes do curso de Administração da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Fabíola Lima de Oliveira e Maria Gabriela Chagas de Freitas, o trabalho intitulado “Os efeitos da Síndrome de Burnout na vida de trabalhadores que atuam na linha de frente em hospitais públicos na Cidade de Manaus/BR” é uma análise sobre os efeitos do estresse crônico nos profissionais de saúde.

O distúrbio, também conhecido como síndrome do esgotamento profissional, caracteriza-se pela tensão emocional e pelo estresse crônico que são causados por condições de trabalho físicas, emocionais e psicológicas desgastantes. A sensação de esgotamento é refletida em atitudes negativas como agressividade, mudanças bruscas de humor, irritabilidade, ansiedade e depressão, por exemplo.

“Todo profissional cujo trabalho exige contato direto e intenso com as pessoas pode apresentar a síndrome, por causa do estresse que essa interação causa”, conta Fabíola Oliveira, do 8º período de Administração. “Um enfermeiro, por exemplo, atende várias pessoas por dia, em diferentes estados físicos e emocionais. Isso vai acumulando para o profissional, que também é um ser humano, submetendo-o a um alto nível de estresse”, ilustra a aluna.

Maria Gabriela, que está no 6º período do curso, completa: “Tanto estresse afeta o desempenho do profissional, o que pode resultar em um atendimento ruim para os pacientes, afetando toda a organização. Como futuras administradoras, quisemos entender como o estresse impacta o comportamento dos trabalhadores e, consequentemente, a gestão de um hospital público”.

As alunas fizeram uma pesquisa tendo como sujeitos recepcionistas, técnicos de enfermagem, enfermeiros e médicos de quatro hospitais públicos da capital amazonense. Segundo o levantamento, praticamente 100% desses profissionais apresentaram sintomas da Síndrome de Burnout.Artigo foi premiado durante o Casi em dezembro de 2016; trabalho era o único de alunos de graduação entre os concorrentesArtigo foi premiado durante o Casi em dezembro de 2016; trabalho era o único de alunos de graduação entre os concorrentes

Premiação

A orientadora do trabalho, professora doutora Maria da Glória Vitório Guimarães, acredita que a premiação se deve à boa revisão bibliográfica do artigo e a relevância do tema na atualidade. “Trata-se de um assunto que está sendo bastante discutido no mundo científico. Profissionais de várias áreas tentam entender melhor como funciona a síndrome, o que a desencadeia e os efeitos dela. As pessoas que apresentam essa síndrome precisam de cuidados especiais para continuar trabalhando”, explica a professora.

O artigo foi apresentado na área temática “Comportamento Humano nas Organizações” durante a última edição do Casi, em dezembro de 2016. O congresso de Administração, que propicia um espaço de diálogo entre universidades, sociedade e organizações, é um dos mais importantes do país. O trabalho era o único de alunos de graduação entre os concorrentes.

“Foi uma surpresa ter nosso artigo indicado e tão bem recebido, principalmente porque estávamos competindo com trabalhos de pós-graduação”, conta Fabíola. “Como esse foi o primeiro congresso a que submetemos um trabalho, estamos bastante felizes com o reconhecimento”, finaliza.

Matemática, Ciência da Computação e Medicina com inscrições abertas para o Programa de educação Tutorial

Confira o edital completo com condições e procedimentos para cada PET no site da PROEG

A Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (PROEG) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) torna público o edital para realização do Processo Seletivo de Bolsistas para o Programa de Educação Tutorial (PET) 2016-2. São quinze vagas para o PET-Matemática, seis vagas para o PET-Ciência da Computação e seis vagas para o PET-Medicina.

As inscrições podem ser feitas até 13 de janeiro, através do formulário anexado ao edital 082/2016 disponível no site da PROEG. Serão selecionados bolsistas e voluntários para o programa. A distribuição das bolsas ocorrerá de acordo com a disponibilidade e classificação geral na seleção.

Além do formulário preenchido é necessário que os candidatos entreguem os documentos especificados no edital no horário de 8h às 12h e das 14h às 17h, nos locais indicados para cada PET:

- Grupo PET-Ciência da Computação: na Secretaria do ICOMP;

- Grupos PET-Matemática e PET-Medicina: no Departamento de Programas Acadêmicos da PROEG.


Programa de Educação Tutorial (PET)

O PET é composto por grupos tutoriais de aprendizagem sob a orientação de um professor, os quais realizam atividades extracurriculares para complementar a formação acadêmica.

O objetivo é garantir aos alunos oportunidades de vivenciar experiências diversificadas, visando tanto à integração no mercado profissional quanto o desenvolvimento de estudos em programas de pós-graduação, além de contribuir para a sociedade onde atuam.

Mais informações pelo telefone do Departamento de Programas Acadêmicos da PROEG: (92) 3305-1481 ou 1482.

 

HUGV lança 26 vagas em programa de residência multiprofissional e área profissional em saúde

Estão abertas, entre os dias 3 e 27 de janeiro, as inscrições para 26 vagas no Programa de Residência Multiprofissional e de Área Profissional em Saúde do Hospital Universitário Getúlio Vargas da Universidade Federal do Amazonas (HUGV-Ufam). As oportunidades são para as áreas de formação em Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia, Serviço Social, Odontologia.

A duração da especialização é de 2 (dois) anos e as vagas oferecidas estão distribuídas nos seguintes programas: Atenção Integral na Saúde Funcional em Doenças Neurológicas (6 vagas); Atenção ao Paciente Adulto Neurocirúrgico em UTI (6 vagas); Enfermagem Obstétrica (6 vagas); Patologia Oral e Maxilo Facial (2 vagas); Fisioterapia em Terapia Intensiva Neonatal (6 vagas).

As inscrições devem ser feitas na secretaria da Comissão de Residência Multiprofissional e Área Profissional em Saúde (Coremu), que funciona na Faculdade de Medicina da Ufam (Rua Afonso Pena, 1053, Praça 14 de Janeiro – telefone (92) 3305-4712), em dois horários: 08h às 12h (manhã) e 14h às 17h (tarde).  

A taxa de inscrição é de R$ 300,00 e os editais estão disponíveis no link: http://www.propesp.ufam.edu.br/editais-de-pos-graduacao.

UFAM ITACOATIARA - ICET divulga resultado dos projetos aprovados pelo COMEXI

O Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia de Itacoatiara (ICET) divulga a lista dos 22 projetos de pesquisa aprovados pelo Comitê de Extensão e Interiorização (COMEXI) nas modalidades Programa Atividade Curricular de Extensão (PACE) e Programa Institucional de Bolsa de Extensão (PIBEX). Confira os projetos aprovados em anexo.

 

 

 

 

 

 

 

Anexos:
Fazer download deste arquivo (Projetos ICET.pdf)PROJETOS ICET[ ]63 kB

ICSEZ divulga balanço da campanha institucional “Ufam, eu cuido!”

A campanha institucional “Ufam, eu cuido!” foi lançada no dia 28 de novembro no Instituto de Ciências Sociais Educação e Zootecnia (ICSEZ). Com duração de duas semanas, foi coordenada pela comissão de meio ambiente do ICSEZ em Parintins, liderada pelo professor Paulo Henrique Oliveira.

O lançamento foi realizado na área de convivência do instituto com uma apresentação musical dos alunos dos cursos de Zootecnia, Administração e Comunicação, além da exposição do vídeo da campanha e material de divulgação dos eixos água e energia, patrimônio público, animais no campus e resíduos sólidos.

Durante a campanha foram realizados sorteios de brindes (squeeze, camisetas, canetas e ecobags) e uma ação de coleta de resíduos sólidos “Cuidando da Ufam” na área externa do campus com a comunidade acadêmica (professores, alunos e técnicos).

Também foram ministradas as palestras “Déficit hídrico e efeitos climáticos nos corpos hídricos”, com o professor Cledenilson Souza e “Água e vida”, com o professor Francisco Picanço; bem como a conscientização sobre cuidado e posse responsável de animais domésticos em parceria com a ONG “Patinhas unidas”.

Ao final da campanha foi realizado um concurso para escolha da logomarca para comissão do meio ambiente do ICSEZ, o vencedor foi o jovem Igor Jorge Viana Pinheiro da escola “Liceu de Artes Instituto Irapam”.

Ufam participa de projeto para o monitoramento da Amazônia

Instituto de Computação, setor norte do CampusInstituto de Computação, setor norte do CampusPesquisadores do Brasil, Austrália e Espanha reuniram-se na semana passada para traçar os primeiros passos do projeto Providence, um sistema de monitoramento revolucionário criado para rastrear espécies da biodiversidade da selva amazônica por meio de imagem, som e transmissão remota de dados.

A Universidade Federal do Amazonas, por meio do Instituto de Computação (IComp/Ufam) faz parte da equipe de cientistas, que conta com pesquisadores da Universidade Técnica da Catalunha, Espanha e CSIRO Data61, Austrália. O projeto é coordenado pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, em Tefé, e terá aproximadamente US$ 1,5 milhões para realizar a primeira fase dessa pesquisa, por meio da Fundação Gordon e Betty Moore, um organismo filantrópico de financiamento de capital de risco estabelecido por Gordon Moore - o fundador da Intel.

O professor Reginaldo Carvalho, do IComp/Ufam, disse que o Providence oferece uma oportunidade única de aplicar tecnologias de ponta para promover a conservação da floresta amazônica. “Estamos muito animados em fazer parte desta equipe para construir uma solução para monitoramento em tempo real que ajudará a entender o impacto do desmatamento e das alterações climáticas. O Providence é um projeto inovador que contribuirá para preservar o planeta para as futuras gerações ,e o Icomp vai contribuir com métodos de identificação automática de espécies por visão computacional e aprendizado de máquina", afirmou.

Emiliano Ramalho, pesquisador e coordenador de monitoramento do Instituto Mamirauá no Brasil, além do líder geral do Projeto Providence, disse que a área de estudo inicial do Providence está localizada no extremo sul da Reserva Mamirauá, entre os rios Amazonas e Japurá.

Uma das principais preocupações dos cientistas de todo o mundo é a extinção acelerada de espécies. “Ter uma avaliação adequada da biodiversidade de uma área como a Amazônia é essencial porque pode nos informar sobre o impacto das atividades humanas neste importante ecossistema. O Projeto Providence irá utilizar sensores acústicos e câmeras para identificar diversas espécies de animais da região Amazônica, e um sistema sofisticado de comunicação para enviar estas informações de forma remota. Entre os animais que serão focos da primeira etapa do projeto estão espécies carismáticas e ameaçadas como a onça-pintada, o macaco uacari, o peixe-boi, o boto cor de rosa, o jacaré-açu e o mutum”, disse Emiliano Ramalho.

Fases

Na primeira fase da Providence serão testados dez dispositivos de monitoramento na Amazônia para criar uma rede sem fio de sensores. Na fase dois serão usados cem sensores e na terceira fase serão instalados até 1 mil dispositivos no meio da floresta.

Formação de professores do campo é novo curso de pós-graduação lato sensu ofertado pela Ufam

O entendimento da Educação do Campo considera o percurso histórico e o protagonismo dos sujeitos pelas matrizes terra, trabalho, cultura e memória

Durante abertura, professora Arminda Mourão reafirmou sua crença na iniciativa: "Temos certeza de que este curso vale a pena e é uma forma de levar outra visão de educação para Manaus e outros municípios", declarou.Durante abertura, professora Arminda Mourão reafirmou sua crença na iniciativa: "Temos certeza de que este curso vale a pena e é uma forma de levar outra visão de educação para Manaus e outros municípios", declarou.Reunindo profissionais da educação que atuam no estado do Amazonas, o Curso de Especialização em Educação do Campo – Práticas Pedagógicas realizou sua aula inaugural nesta segunda-feira (19), no auditório Rio Alalaú da Faculdade de Educação (Faced). A especialização faz parte do Programa Escola da Terra, cujo objetivo é implantar políticas públicas para a formação de professores do campo.

A especialização contribuirá para o aprofundamento dos conhecimentos teóricos e metodológicos dos professores vinculado ao Programa, centrado em práticas pedagógicas interdisciplinares e transdisciplinares, ajudando a integrar os saberes tradicionais aos científicos do mundo do trabalho do campo.

A mesa de abertura do curso teve a presença da diretora da Faced, professora Selma Baçal; da representante da Secretaria Municipal de Educação (Semed), professora Valdileia Pereira; da representante da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), professora Rainalda Serra; e da coordenadora do Programa Escola da Terra, professora Arminda Mourão.

Em sua fala, Selma Baçal deu as boas vindas aos professores formadores e ressaltou o papel da Faced na especialização. “A Faced vem trabalhando paulatinamente para ampliar a sua inserção onde seus educadores consideram ser fundamental. O campo é um desses lugares. Temos o esforço de muitos professores dedicados, com o olhar voltado às necessidades da população. Ficamos felizes pela parceria com a Seduc e com a Semed. É motivo de muita alegria recebê-los aqui hoje”, declarou a diretora.

A coordenadora do Programa, professora Arminda Mourão, destacou os esforços para a realização do curso e reafirmou sua crença na iniciativa. “Em que pese todas as dificuldades, nós conseguimos aprovar a especialização. É com o apoio do corpo docente desta e de outras unidades que ministraremos as aulas. Temos certeza de que este curso vale a pena e é uma forma de levar outra visão de educação para Manaus e outros municípios”, disse a professora.

Durante aula, professoras resgataram conceitos fundamentais para o entendimento da educação do campoDurante aula, professoras resgataram conceitos fundamentais para o entendimento da educação do campo

No Amazonas

A aula inaugural da especialização trouxe como tema a Educação do Campo no Amazonas. A palestra teve a participação da professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam), Graça Passos; da professora da Escola Normal Superior da Universidade do Estado do Amazonas (ENS/UEA), Lucinete Gadelha; e da professora da Faced, Heloísa Borges. O encontro foi mediado pela professora da Faced, Fabiane Garcia.

“A ideia é que a especialização seja uma continuidade de ações já desenvolvidas pelo Programa Escola da Terra. Esperamos que seja um espaço de profunda reflexão e de práticas educativas que configurem momentos novos para a educação do campo”, afirmou a professora Fabiane Garcia.

Graça Passos resgatou conceitos chave para o entendimento da Educação do Campo, como o percurso histórico e o protagonismo dos sujeitos do campo e suas matrizes de formação: terra, trabalho, cultura e memória.

A professora da UEA, Lucinete Gadelha, apresentou os processos de estudo naquela instituição, demonstrando o esforço coletivo e colaborativo por trás do movimento de Educação do Campo.

Ao todo, 100 profissionais da educação participarão do curso, que durará 30 mesesAo todo, 100 profissionais da educação participarão do curso, que durará 30 meses

O curso

A professora Heloísa Borges apresentou a programação pedagógica do curso, com objetivos, referenciais teóricos e estrutura de funcionamento.

O Curso de Especialização em Educação do Campo – Práticas Pedagógicas, faz parte do Programa Escola da Terra da Faced por meio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Ufam (Propesp). O programa é conveniado, ainda, ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e à Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do Ministério da Educação (MEC/Secadi), em parceria com a Seduc e Secretarias Municipais de Educação.

A especialização terá duração de 30 meses, com carga horária de 520h divididas em teoria e prática. O curso reunirá 100 professores vinculados à Seduc e à Semed, além de formadores da Ufam. 

Prevenção, vivência e atuação profissional em relação ao HIV/AIDS são debatidas em simpósio de Psicologia

O I Simpósio sobre HIV/AIDS, organizado por acadêmicos da graduação e pós-graduação da Faculdade de Psicologia da Ufam (Fapsi), reuniu estudantes e profissionais para uma discussão de temáticas em torno do vírus. O encontro aconteceu na quinta-feira, dia 15, no auditório da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF).

A programação do simpósio iniciou com a exibição de curtas-metragens relacionados ao tema. Em seguida, formou-se a mesa-redonda, composta pela psicóloga do Centro de Testagem e Acolhimento da Fundação de Medicina Tropical/AM (CTA), Sara Fernandes; pelos psicólogos residentes do CTA, Sara Zanh e Davi Prado; pela infectologista e pesquisadora da Fundação de Medicina Tropical, Romina Oliveira; e pelo representante da Rede Nacional de Jovens vivendo com HIV do Amazonas, Rafael Arcanjo. O debate foi mediado pela psicóloga Tirze Almeida, do Projeto Jovens Lideranças, do Ministério da Saúde.

O papel do psicólogo

Sara Zanh trouxe dados epidemiológicos do vírus no Brasil e no mundo. Ao todo, cerca de 35 milhões de pessoas vivem com HIV; África do Sul e Nigéria encabeçam a lista de países mais afetados. Já no Brasil, até junho de 2015, 798 666 casos haviam sido registrados. O Amazonas é o segundo estado com maior taxa de detecção do HIV no país.

Ante esse cenário, Sara atenta para a importância da atuação do psicólogo no acompanhamento do paciente com HIV/AIDS. “É preciso ampliar nossas compreensões a respeito do tema. Há alguns anos, receber o diagnóstico de HIV era uma sentença de morte. Infelizmente, essa percepção não é passado, o que pode dificultar a adesão ao tratamento. Se a pessoa não tiver uma rede de apoio, ela não vai aderir ao tratamento. É importante que nós, psicólogos, passemos a mensagem de que é possível ser soropositivo e ter qualidade de vida”, afirmou Sara.

Na exposição, também foi destacado o papel do profissional de Psicologia para que o HIV positivo aprenda a lidar com as várias emoções que acompanham o diagnóstico, como medo, vergonha e aceitação.

 

Prevenção

“Hoje, não existem mais grupos de risco, existem comportamentos de risco”, afirma a psicóloga do CTA, Sara Fernandes. Jovens na faixa etária de 15 a 24 anos são os mais atingidos pelo HIV, independente de gênero, classe econômica ou orientação sexual. Neste sentido, o trabalho para a prevenção é essencial na luta contra o vírus.

A infectologista Romina Oliveira apresentou uma das novas estratégias de prevenção: a prevenção combinada. Trata-se “combinar fatores de prevenção de acordo com o que for melhor para você e seus parceiros, com mais opções para se ter uma vida sexual segura e saudável”. Esses fatores incluem o uso de preservativo feminino e masculino e testagem regular de HIV, por exemplo.

“Se eu me testo, eu me conheço, conheço ao meu corpo e minha saúde. Testar também é prevenção”, enfatiza a infectologista.

Outras tecnologias abordadas foram a Profilaxia Pós-Exposição (PEP), que é utilização da medicação antirretroviral após qualquer situação em que exista o risco de contato com o vírus HIV; e a Profilaxia Pré-Exposição (PreP), o uso do medicamento antirretroviral por indivíduos não infectados pelo HIV, mas que se encontram em situação de elevado risco de infecção.

Vivendo com o HIV

Outro destaque do simpósio foi a participação do representante da Rede Nacional de Jovens vivendo com HIV do Amazonas, Rafael Arcanjo. Rafael fez um relato sobre a vivência do soropositivo, ao lidar com o estigma e o preconceito que ainda cercam a temática.

Negação, dúvidas e autopreconceito foram algumas das questões faladas. “Dentro do movimento soropositivo, há uma fala: antes, nós nos escondíamos para morrer. Hoje, nos nós mostramos para viver”, contou Rafael, que reforçou a importância dos portadores do vírus de assumir um lugar de fala, disseminando a mensagem de que é possível levar uma vida saudável tendo o HIV.

Engajamento social

A comissão organizadora do I Simpósio é formada por Cyntia Loiola, Eduardo Menezes, Felipe Carvalho Gondim, Liziane Lemos, Ricardo Pereira e Yamile Alves, estudantes da Graduação em Psicologia/UFAM; e Cássio Péres, mestrando do Programa de Pós-Graduação do Curso de Psicologia/UFAM.

Sobre a iniciativa para a realização do evento, Cássio conta a ideia surgiu a partir da vontade dos alunos de se mobilizarem em causas sociais, “ajudando a tirar as pessoas que têm HIV do isolamento, trazendo para o convívio social e dando a visibilidade e o protagonismo que elas têm direito”.

“Nos preocupamos em trazer profissionais que atuam em diferentes áreas do HIV/AIDS, para garantir a interdisciplinaridade”, acrescentou o mestrando. “Queremos inserir o estudante da psicologia em um debate maior e pular os muros da sala de aula”.

A diretora da Fapsi, professora Iolete Ribeiro da Silva, parabenizou a iniciativa dos alunos e declarou o apoio da instituição. “Sabemos que num ambiente universitário, as ações de educação em saúde são de suma importância. Esse tipo de evento é um esforço dessa natureza”, afirmou a diretora. “Discutir conhecimentos aprofundados sobre a temática é uma ferramenta de proteção das pessoas, ainda mais em relação a HIV/AIDS. A primeira medida é sempre a prevenção”, finalizou.