Inovação e criatividade marcam a 1ª Semana de Arte, Ciência e Tecnologia

Por Alice Almeida e Nicoly Ambrozio
Equipe Ascom

A 1ª Semana de Arte, Ciências e Tecnologia (Senacite) contou com exposições, oficinas e palestras de projetos regionais que abordam temas ligados ao ensino de programação computacional e robótica. O evento foi realizado no Centro de Convivência da Ufam, do dia 23 ao 27 de outubro, como parte da V Semana de Ciência e Tecnologia do Instituto de Ciências Exatas (ICE).

Entre as atividades, a Senacite promoveu o 1º Festival de Invenção e Criatividade (FIC) do Amazonas, com o objetivo de divulgar, inspirar e facilitar a implementação de atividades de aprendizagem mão na massa e baixo custo em ambientes educacionais formais e não formais. No festival, alunos tiveram a oportunidade de apresentar os seus projetos e invenções de ciência e tecnologia. O evento acontece em todo o país, e em Manaus foi realizado conjuntamente pela UFAMakers, Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa, Lifelong Kindergarten (MIT Media Lab) e Fundação Lemann.

Outro projeto apresentado foi o Centro de Mídias da Educação do Amazonas (Cemeam), ampliado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc). Pioneiro no país, o Cemeam existe há 10 anos e atende alunos da rede pública de ensino do interior do Estado e em algumas aldeias indígenas, oferecendo uma educação inovadora com ênfase na interatividade tecnológica. Na Senacite, os visitantes tiveram acesso a alguns dos equipamentos que são utilizados pelo Cemeam, como a TV interativa e a tela verde.

 

Debates sobre tecnologia na educação

Realizada no auditório Juruá da Faculdade de Tecnologia (FT), a mesa-redonda 'Manaus Makers Talk - Iniciativas Regionais' envolvendo Tecnologia, teve como tema 'Cultura Maker na Educação e no Ensino de Matemática'. A mesa-redonda, mediada pelo coach Ives Montefusco, apresentou iniciativas regionais envolvendo tecnologia e educação, voltadas para a possibilidade de acesso de pessoas de baixa renda ao aprendizado da tecnologia. Um dos enfoques do evento foi o debate da participação da mulher em Tecnologia da Informação (TI), com a exposição do projeto Cunhatã Digital, que promove palestras, premiações, debates de gênero em TI e capacitação em computação para meninas nas escolas e no ambiente acadêmico.

Equipe de Futsal da Ufam se classifica para as semifinais dos JUB’s em Goiás

Por Juscelino Simões
Equipe Ascom

Time masculino de Futsal da Ufam está entre os quatro melhores do Brasil, após se classificar para as semifinais dos 65º Jogos Universitários Brasileiros (JUB’s 2017), que ocorre em Goiás.

Depois de passar por um período de treinamentos intenso durante este ano, o time de Futsal da Ufam conseguiu alcançar seu objetivo maior:  classificou para as semifinais nos Jogos Universitários Brasileiros. Apesar das dificuldades, o empenho dos atletas levou o time para a fase mais difícil dos Jogos. Os jogadores esperam chegar à final e vencer o torneio pela primeira vez.

A equipe participou da seletiva regional (os Jogos Universitários do Amazonas - JUAS) no mês de junho e conseguiu o índice para participar dos Jogos Universitários Brasileiros. Os JUB's têm por finalidade aumentar a participação das Instituições de Ensino Superior (IES), públicas ou privadas de todo o País, em atividades esportivas e promover a ampla mobilização da juventude universitária brasileira em torno do esporte.

Além do Futsal, a Ufam participa dos Jogos com um total de vinte atletas nas modalidades de Basquete 3x3 (feminino e masculino), atletismo e judô.

A representante da Ufam nos JUB’s, Klélia Santos, destacou as dificuldades de chegar às semifinais do Futsal e o empenhos dos atletas. “Entramos para um seleto grupo das quatro melhores equipes do Brasil de Futsal universitário. Tivemos dificuldades para chegar até aqui, mas os atletas superaram tudo isso e estamos prontos para encarar qualquer adversário”, destacou Klélia Santos.

 

  

Concurso para o cargo de professor de Engenharia de Produção tem edital reaberto

Por Ismael dos Santos
Equipe Ascom

A Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp) informa que estão reabertas as inscrições para o concurso público voltado para o preenchimento de vaga para o cargo de Professor do Magistério Superior em Engenharia de Produção (Acesse). 

As inscrições para o concurso podem ser feitas até o dia 21 de novembro, diretamente na Faculdade de Tecnologia (FT), localizada no Setor Norte do Campus Universitário Senador Arthur Virgílio Filho, nos horários de 8h às 11h, e de 14h às 17h. (Confira a documentação). A prova didática será realizada na data provável de 15 de dezembro.

Informações: (92) 3305-1181 / Ramal 4635 / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Alteração da LDB permite que universidades públicas recebam doações

 
Por Sandra Siqueira
Equipe Ascom

A partir de agora, as universidades públicas brasileiras podem receber doações para setores ou projetos específicos. No último dia 10, o presidente Michel Temer sancionou a lei que altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) nos parágrafos que restringiam essa modalidade de financiamento.

De acordo com os dois novos parágrafos do artigo 53 da LDB, que trata da autonomia das universidades, as instituições têm autorização legal para receber doações, monetárias entre elas, que devem ser direcionadas ao caixa único das universidades federais.

De acordo com o pró-reitor de Administração e Finanças da Ufam, professor Raimundo Nonato Pinheiro de Almeida, a medida vem auxiliar as universidades públicas na obtenção de mais recursos, uma vez que todas experimentam o contingenciamento imposto pelo governo federal. “Antes era uma dificuldade porque a própria legislação não permitia, não facilitava essas doações. Agora, com a alteração, fica muito mais fácil você recepcionar os bens em doações, escrever no patrimônio, inclusive, em relação ao ônus de quem doa é que, geralmente, tem custos. Se forem bens imóveis, por exemplo, isso tem que ser levado a registro, tem todo um custo para recepcionar essas doações. Então, tudo isso fica bem mais facilitado”, explicou. “É possível, então, a destinação de certo recurso orçamentário por essas fundações para fazer esses registros, para recepcionar essas doações”, acrescentou.

Cultura de doações

De acordo com o pró-reitor, no Brasil, a mudança na legislação é um passo importante para se implantar a cultura de doações para as universidades públicas. “Não há tradição referente a isso. Nós temos que criar essa cultura de doação. Os egressos passaram pela nossa universidade, se formaram conosco, foram depois para o mercado, construíram grandes patrimônios. Por que não retornar um pouco desse patrimônio para a própria universidade que, no final das contas, possibilitou que essas pessoas tivessem esse êxito?”, questionou o responsável pela Proadm, ao acrescentar que qualquer pessoa, não somente ex-alunos, pode colaborar com a instituição. “Essa mudança [na legislação] facilita demais. Talvez até desperte o interesse das pessoas em fazer essas doações”, avaliou.

Ainda conforme o professor Pinheiro, um dos principais projetos em curso da Ufam é a conclusão do campus definitivo de Manaus, que irá finalizar as obras em andamento e substituir os prédios provisórios. “O nosso maior entrave é nessa área. O investimento foi todo contingenciado pelo governo federal e, com isso, os recursos são cada vez menores. Daí a importância dessas doações, justamente, para fazer investimentos dentro das universidades”, disse. “Se tivermos pessoas interessadas em colaborar com esse investimento, com certeza a universidade será muito beneficiada”, completou.

A nova sede da Faculdade de Psicologia, orçada em 8,2 mi; a Biblioteca do Setor Sul, no valor de 7,7 mi; e o restaurante universitário da Fazenda Experimental, avaliado em pouco mais de 1 mi, são exemplos de estruturas a serem construídas.

Como doar

Interessados em fazer doações financeiras ou patrimoniais para a Ufam devem entrar em contato com o gabinete do reitor para manifestar o seu desejo e dar início ao processo de doação. Segundo o pró-reitor, dependendo do caso, a doação passará pela análise do Conselho Universitário. O doador pode, se desejar, informar o setor ou projeto para o qual a doação deverá ser destinada.

Projetos específicos

Segundo os dois novos parágrafos da LDB, as doações podem ser feitas para setores ou projetos específicos da instituição, sendo esta a vontade do doador. Por isso, membros da comunidade universitária podem trabalhar no sentido de obter as doações direcionadas. Independente de a doação ser direta ou intermediada, ambas devem passar pelo mesmo trâmite institucional, com conhecimento e gerenciamento da reitoria e pró-reitoria responsável. 

Ufam seleciona candidatos para mobilidade internacional no México e na Colômbia

A Universidade Federal do Amazonas, por meio da Assessoria de Relações Internacionais e Interinstitucionais (ARII), está com inscrições abertas para a seleção de discentes interessados no Programa de Mobilidade Estudantil Brasil - México (Bramex) ou no Programa de Mobilidade Estudantil Brasil - Colômbia (Bracol).

Acesse os editais anexos para conhecer os critérios exigidos na seleção.

As inscrições para os que desejam seguir para uma das duas universidades participantes localizadas no México ou na Colômbia serão recebidas até o dia 31 de outubro, por meio do endereço eletrônico disponibilizado em cada edital de seleção.

Bramex

Conforme o Acordo para Intercâmbio de Estudantes Brasil-México (Bramex), o objetivo do programa é  possibilitar aos alunos da graduação da Ufam a oportunidade de incluir no currículo a experiência acadêmica de um semestre (primeiro ou segundo semestre do ano de 2018) numa das instituições participantes do programa: Universidade Juárez del Estado de Durango e Instituto Tecnológico de Culiacán.

Bracol

As bolsas de mobilidade para a Colômbia são para aUniversidade Distrital Francisco José de Caldas e a Universidade El Bosque. Aos alunos selecionados serão concedidas bolsas para cobrir os custos de hospedagem e alimentação, devendo o aluno custear seu translado para a universidade de destino e arcar com os gastos com vistos e contratar seguro de acidentes, saúde e vida, de cobertura internacional.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (EDITAL_BRAMEX.pdf)Edital do Bramex[ ]197 kB
Fazer download deste arquivo (EDITAL__BRACOL.pdf)Edital do Bracol[ ]211 kB

Ufam e governo estadual discutem ampliação de vagas em hospitais universitários

Por Carla Santos
Equipe Ascom
 
*com informações da Susam

Estratégicas para atender as demandas no âmbito da saúde para a população, os Hospitais Universitários Getúlio Vargas e Francisca Mendes tendem a ser beneficiadas com a iniciativa de ampliação da oferta de suas vagas e serviços. A iniciativa foi a pauta da reunião entre o reitor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e o secretário estadual de Saúde, Francisco Deodato, em que também estiveram presentes o vice-reitor da Ufam, professor Jacob Cohen, o diretor do HUFM, o médico Pedro Elias e o superintendente do HUGV/Ebserh, o também médico Júlio Mário de Melo.

Certificados pelos Ministérios da Educação e da Saúde, os hospitais universitários têm caráter de atividades educacionais, abrangendo o tripé 'ensino, pesquisa e extensão'. Além disso, os HUs integram o Sistema Único de Saúde (SUS), oferecendo atendimento público em inúmeras especialidades, até mesmo as mais complexas.

“A nossa intenção é propor uma parceria que possa melhorar os serviços que estas unidades oferecem para a população de Manaus e do Amazonas. A Ufam é sempre um parceiro importante e estas unidades são estratégicas no sistema. Traçamos um plano de metas, a partir do qual teremos a definição de serviços a serem oferecidos, no menor tempo possível, à população”, declarou o secretário de saúde, após reunião com os gestores, na última segunda-feira (23), na sede da Susam.

Ainda segundo Deodato, a parceria com a Ufam e a Susam já vem trazendo resultados. “Acreditamos que esta parceria pode resultar em serviços mais eficientes, como já estamos fazendo no Francisca Mendes, nos mutirões de cateterismo, cirurgias cardíacas adulto e infantis, entre outros. Esperamos que, em breve, possamos estar anunciando as ações que vão ocorrer no HUGV”, acrescentou.

O reitor Sylvio Puga destacou a importância da parceria para a população. “Eu trouxe para a reunião o diretor do HUGV e do Francisca Mendes, que são hospitais onde a universidade faz o seu gerenciamento na área de saúde, e conversamos sobre o fortalecimento de parcerias que venham cada vez mais ampliar o acesso da população aos serviços de saúde de qualidade. O Francisca Mendes é um hospital especializado na área de cardiologia. Já o HUGV atende várias especialidades. É nesta linha que viemos conversar com o secretário, para que possamos ampliar os serviços que já são oferecidos e, em breve, ter também novas especialidades no HUGV”, disse.

Ctic publica alerta sobre atualização do Adobe Flash Player

O Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação alerta para um novo ataque relacionado à Segurança da Informação e Comunicação que afeta sistemas operacionais Windows.

Conhecido como ransomware Bad Rabbito ataque começa no recebimento de mensagem oferecendo uma atualização do software Adobe Flash Player. A solicitação aparece, por exemplo, quando o usuário acessa sites comprometidos. Caso solicitado, o Ctic orienta não fazer essa atualização, e sim pelo site do próprio fabricante (https://get.adobe.com/br/flashplayer/).

Uma vez infectado, o ransomware Bad Rabbit afeta sistemas operacionais Windows, cifrando os arquivos e se propagando para outros equipamentos que estejam conectados na mesma rede. Nos ambientes infectados é solicitado à vítima o pagamento de uma taxa para envio da chave que poderá decifrar os dados. 

Recomenda-se que o usuário além de atualizar o software Adobe Flash Player apenas a partir do site oficial, também realize regularmente o backup de seus dados.

O Ctic disponibiliza serviço de backup para dados de caráter exclusivamente institucional, por meio da sincronia de arquivos em nuvem vinculada a conta de e-mail Ufam. Orientações a respeito do serviço podem ser obtidas pelo telefone (92) 3305-1181 / Ramal 1196.

Fonte: Alerta n. 07/2017 do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (Acesse).

Curso de Química Industrial do Icet faz visita técnica à empresa Amaggi Navegações

Visita é uma das atividades da disciplina Tratamento e Gerenciamento de Resíduos IndustriaisVisita é uma das atividades da disciplina Tratamento e Gerenciamento de Resíduos IndustriaisPor Ismael dos Santos (Ascom Ufam) e Ascom Icet

Os discentes do curso de Química Industrial, do Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia (Icet-Ufam) em Itacoatiara, participaram de práticas de campo na empresa Amaggi Navegações, localizada no município. Acompanhados pelo professor Rodrigo Couto, os discentes puderam observar na prática algumas das atribuições do Químico Industrial quanto ao gerenciamento de resíduos sólidos. A visita, realizada no dia 11 de outubro, é uma das atividades da disciplina Tratamento e Gerenciamento de Resíduos Industriais, ministrada pelo professor Rodrigo.

Durante a prática, o Analista Ambiental da Amaggi, Vinícius Mendes, acompanhou o grupo em todos os processos do estaleiro mostrando o atual sistema de gerenciamento de resíduos do local. Após visitar todos os processos, foram apresentados aos alunos os documentos referentes à gestão de resíduos sólidos.

O professor Rodrigo destacou a importância da visita: “Atualmente é comum encontrar químicos na gestão de setores industriais voltados ao meio ambiente, logo, essa área torna-se mais um nicho de mercado para os egressos do curso de Química Industrial. É fundamental que tenhamos práticas de campo nas disciplinas dos cursos, pois assim o discente pode observar, em campo, como realmente funciona o que aprendeu em sala de aula e, nesse caso, um sistema de gerenciamento de resíduos sólidos. O contato com o responsável técnico ambiental pelos processos também contribuiu bastante para o aprendizado dos discentes. Agradeço ao Analista Ambiental, Vinícius Mendes, pela oportunidade, prestatividade e parceria de sempre”.

O discente João Soares considera válido realizar mais visitas técnicas em suas disciplinas: “Como aluno do 7º período do curso de Química Industrial, eu ainda não havia saído das salas de aula, exceto para as aulas práticas em laboratório. As aulas práticas concedem uma experiência mais ampla que as aulas teóricas. Porém, nenhuma dessas experiências nos fizeram adquirir uma visão tão nítida de indústria quanto essa visita técnica proporcionou. Considerando que teve como objetivo verificar apenas o sistema de gerenciamento de resíduos sólidos do local e não um processo industrial específico, foi possível obter um conhecimento bem mais profissional que aqueles obtidos em aulas teóricas e práticas. Considerando que o curso possui em sua nomenclatura a titulação de “Industrial”, acredito que o mesmo deveria conter um espaço dentre as disciplinas profissionalizantes voltado para essas visitas técnicas, tendo em vista que o Estágio Supervisionado, por si só, não é suficiente para proporcionar tal experiência e visão profissional de indústria”, esclarece.

Segundo o Coordenador do Curso de Química Industrial, Professor Gustavo Perotti “Os alunos do curso de Química Industrial têm a chance de vivenciar, no município de Itacoatiara, temáticas abordadas em sala de aula e que são relevantes no cenário atual, como o Meio Ambiente. Adicionalmente, as visitas técnicas permitem mostrar a realidade de processos que são vistos apenas de forma teórica em sala de aula, melhorando a formação dos alunos do curso. Em nome do curso de Química Industrial, agradecemos ao professor Rodrigo Couto pela iniciativa e dedicação ao curso e ao grupo Amaggi que, através do senhor Vinícius Mendes, viabilizou a visita técnica dos discentes”.

Semana de Ciência e Tecnologia mobiliza a comunidade acadêmica de Itacoatiara

Com mais de 1200 inscritos, evento segue até a sexta-feira, dia 27, com palestras, atividades e exposição de trabalhos

Mesa de abertura da SNCT em ItacoatiaraMesa de abertura da SNCT em Itacoatiara

O público lotou o auditório do Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia de Itacoatiara (ICET/Ufam), na manhã desta segunda-feira, 23, para assistir à cerimônia de abertura da XI Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) com o tema  “A Matemática está em tudo”. 

Pelo segundo ano consecutivo, a SNCT no município de Itacoatiara está sendo organizada em parceria do ICET com o Instituto Federal do Amazonas (Ifam).

Na cerimônia de abertura, o vice-coordenador da comissão organizadora do evento (ICET), professor Bruno Ferezim Morales, apresentou os dados iniciais do evento, que conta com mais de 1200 inscrições, das quais 61 são palestrantes e 1179 participantes. São 51 trabalhos científicos e 23 resumos aceitos, 16 artigos, 12 mostras de trabalhos e 95 atividades. 

A presidente da comissão organizadora da Semana pelo Ifam, professora Sara Ragonha de Oliveira, comentou sobre a parceria que deu certo entre as instituições e agradeceu a participação da coordenação, comunidade acadêmica e todos os agentes que se envolveram na missão de popularizar a ciência e tecnologia. 

Público prestigiou a abertura do evento no auditório do IcetPúblico prestigiou a abertura do evento no auditório do Icet

De acordo com o professor Marcelo Silva dos Santos, "a Semana contribui para cultivar a prática interativa dos acadêmicos e cientistas com a educação básica". O docente ressaltou a soma das forças das instituições envolvidas para promover um evento de grande porte. 

O prefeito de Itacoatiara, Antônio Peixoto de Oliveira, comentou sobre a importância da matemática no desenvolvimento de tecnologias para melhoria das condições de trabalho no campo e a racionalidade na gestão da lavoura e diminuição do impacto ambiental. 

Em sua fala, o coordenador acadêmico e diretor em exercício do ICET, professor Geone Maia Corrêa, rememorou o crescimento da Semana com sua primeira edição realizada no ICET em 2007. "A cada ano, a SNCT conta com mais inscritos", pontuou ao reforçar a parceria de sucesso com o Ifam. O árduo trabalho da comissão organizadora composta pelas duas instituições e o apoio dos voluntários também foram lembrados.  

A SNCT em Itacoatiara vai até o dia 27 de outubro, com caráter multi e interdisciplinar, e objetiva mobilizar a população, em especial crianças e jovens, em torno de temas e atividades de Ciência e Tecnologia.

Fonte: Setor de Comunicação do ICET.

Música que homenageia antigo prédio da Faculdade de Direito é apresentada à comunidade acadêmica

Lançamento do tema da Banda do Boulevard, ‘Abre tuas portas, Jaqueira querida’, ocorreu no Hall da Faculdade de Direito, na noite de quarta-feira, 25 de outubro.

 
Por Cristiane Souza
Equipe Ascom

Luís Cláudio, professor Maneca, professor Carlos Alberto e professor Adriano. Ao centro, o reitor da Ufam, professor Sylvio PugaLuís Cláudio, professor Maneca, professor Carlos Alberto e professor Adriano. Ao centro, o reitor da Ufam, professor Sylvio Puga

Carnaval, cultura, história, educação. Tudo isso faz parte da música preparada pela tradicional Banda do Boulevard, que adotou como tema para o Carnaval 2018 a homenagem ao antigo prédio da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Amazonas (FD/Ufam), onde se formaram mais de 6 mil bacharéis em quase 110 anos. A festa ocorre no dia 4 de fevereiro de 2018, com 'esquenta' no domingo anterior. Os ensaios serão em janeiro.

Um dos motivos para a escolha do tema é a visibilidade que a banda vem conquistando, com espaço ao vivo na imprensa nacional, desde 2016. “Essa é uma oportunidade de mostrar para o resto do Brasil a importância de se valorizar um patrimônio histórico cultural do Amazonas, que é o prédio da Velha Jaqueira, ainda mais que essa história se confunde com a própria história da Universidade”, explicou o professor Adriano Fernandes, que também é vice-diretor da Banda.

Professores da FD Adriano Fernandes e Maurílio Casas e o juiz Luiz Chaves prestigiam lançamento do temaProfessores da FD Adriano Fernandes e Maurílio Casas e o juiz Luiz Chaves prestigiam lançamento do tema

Ele destacou que esse será um momento de homenagem em memória do professor Sebastião Marcelice, falecido em 17 de julho deste ano, quando era diretor da Unidade Acadêmica. “Ele foi um dos grandes nomes que lutaram pelo fortalecimento do curso de Direito e pela Jaqueira”, recorda Fernandes. “Escolhemos esta quarta-feira para que a comunidade universitária conheça e prestigie a música”, completou.

Um dos articuladores durante o processo de aprovação do tema foi o juiz de direito Luiz Cláudio Chaves. “Na comemoração dos 30 anos da Banda do Boulevard, é uma grande honra trazer um tema que é uma demanda de toda a sociedade”, afirmou o magistrado, filho do também jurista e professor Manoel do Carmo Chaves, sendo este último o presidente da Banda. Para colaborar com a caracterização dos foliões, a diretoria distribuiu abadás durante do lançamento do tema 2018.

Histórico

Desativado desde 2012, o antigo prédio da FD, localizado na Rua Coronel Sérgio Pessoa, esquina com a Rua Miranda Leão, no Centro (Praça dos Remédios), conhecido como "Jaqueira”, está sendo homenageado pela Banda do Boulevard pela sua importância histórica na formação de inúmeras gerações.

Acadêmicos apoiam a revitalização da 'Velha Jaqueira' para apoio a atividades culturais e acadêmicasAcadêmicos apoiam a revitalização da 'Velha Jaqueira' para apoio a atividades culturais e acadêmicas

Não se sabe ao certo a origem do nome "Jaqueira" pelo qual o prédio ficou conhecido no meio acadêmico e jurídico. Uns dizem que havia uma jaqueira no local e que os alunos adotaram o nome. Outra versão diz que teria existido uma jaqueira em frente ao prédio da Faculdade. 

A vice-presidente do Centro Acadêmico do curso (CAD), Keila Pascarelli, recorda que já estão ocorrendo alguns eventos em prol do prédio histórico. “Um dos objetivos é revitalizar o local para que ele possa servir de museu, ou então como um espaço destinado a atividades acadêmicas. O CAD sempre se envolve na divulgação porque o nosso curso é centenário, e aquele prédio representa essa história”, disse a aluna do 8º período.

30 anos de Banda

Desde fevereiro de 1987, quando uma festa de família cativou os moradores do local, até agora, a Banda do Boulevard reúne centenas de famílias da avenida. No ano que vem homenageia o antigo prédio da Faculdade de Direito da Ufam, palco de inúmeras histórias e formação da comunidade jurídica do estado do Amazonas.

Quer assistir a um pouco do que foi o lançamento? Veja um vídeo da apresentação do samba enredo na nossa página no Facebook, pelo link:  http://goo.gl/HwBwes

 

 

Progesp divulga nota sobre atendimento durante manutenção da rede

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas da Universidade Federal do Amazonas (Progesp/Ufam) alerta a comunidade universitária sobre possíveis impedimentos e atrasos no atendimento realizado no setor, presencialmente e via telefone/email, até a sexta-feira, 27. Durante esta semana, será realizada a manutenção da rede de computadores e internet no prédio da Reitoria, o que causa oscilações na rede interna.

O atendimento será normalizado após a manutenção. A Progesp agradece a compreensão de todos. 

PET Computação: 10 anos promovendo aprendizado, transformações e cidadania

 

Por Valdeniza Vasques
Equipe Ascom

Quando o professor Raimundo Barreto submeteu o projeto do Programa de Educação Tutorial (PET) de Computação em 2007, ele tinha um objetivo: intensificar as atividades de extensão do então Departamento de Ciências da Computação da Ufam (DCC). De lá para cá, o DCC se tornou Instituto (Icomp), consolidou-se como um dos melhores na área, tanto na graduação quanto na pós-graduação, e o PET acompanhou esse crescimento, promovendo atividades extracurriculares para os alunos na tríade universitária: ensino, pesquisa e extensão.

Em setembro, o programa completou dez anos com uma história marcada pela promoção de aprendizado, transformações e cidadania. Para o professor Barreto, fazer parte do PET é um divisor de águas na trajetória do estudante.

“Além de ser um braço do Icomp na comunidade, o PET visa formar o aluno  como um cidadão completo, porque dá a ele a oportunidade de vivenciar plenamente o tripé universitário”, diz Barreto. “Há uma mudança drástica de visão do aluno depois que ele participa do programa. Aqui, ele tem experiências que normalmente não teria, como dar aulas”, exemplifica.

"É incalculável o valor e o impacto que o PET tem", diz o professor tutor do programa, Raimundo Barreto. "É incalculável o valor e o impacto que o PET tem", diz o professor tutor do programa, Raimundo Barreto.

O PET é caracterizado por oferecer aos graduandos, sob a orientação de um professor tutor, condições para a realização de atividades extracurriculares que complementem sua formação acadêmica.  A prática desenvolvida busca atender mais plenamente às necessidades do curso de graduação e ampliar e aprofundar os objetivos e os conteúdos programáticos que integram sua grade curricular. Além do professor Barreto, o PET Computação teve outros dois tutores: os professores Ruiter Caldas e José Francisco Netto.

Atividades

Atualmente, o PET possui seis bolsistas de Ciências da Computação e um número flexível de não-bolsistas, os chamados “Amigos do PET”, que inclui alunos de diversos cursos, desde Sistemas da Informação até Física. “Sempre dizemos que o PET não pode ser um grupo fechado; todas as atividades devem envolver o máximo de alunos possível”, diz o professor tutor.

As principais atividades de extensão do PET são: a Computação Desplugada, que ensina os fundamentos da computação sem o uso de computador, por meio de dramatizações, quebra-cabeças, truques de mágica e testes; o Kodikós, que ensina crianças de 10 a 12 anos a programar; e o PET Solidário, que atende instituições beneficentes. O PET Café, por meio da venda de alimentos, arrecada recursos para a compra de equipamentos para a entidade auxiliada.

Os petianos também realizam palestras com temas da computação em instituições de ensino, além de minicursos e oficinas dentro da própria Ufam. Atualmente, três bolsistas estão envolvidos em pesquisas científicas.

Alguns membros da família PET Computação: Timóteo Santos, Hélio Rodrigues, Leonardo Augusto, Mateus de Oliveira e Victor AugustoAlguns membros da família PET Computação: Timóteo Santos, Hélio Rodrigues, Leonardo Augusto, Mateus de Oliveira e Victor Augusto

Experiências transformadoras

O estudante Hélio Rodrigues é um exemplo do alcance do PET na comunidade. Ele estudava o ensino médio em Maués quando assistiu uma apresentação do Computação Desplugada pela primeira vez. “Eles ensinavam os conceitos da computação de forma simples, diferente, tirando essa ideia de que a computação é uma coisa complicada”, relembra. “Na época, eu ainda não sabia o que queria fazer; a palestra despertou minha curiosidade e me incentivou a vir cursar Ciências da Computação em Manaus”.

Hoje, Hélio é estudante do 4º período na Ufam, petiano há quase um ano e participa do mesmo trabalho que o ajudou a decidir a futura profissão. “Poder divulgar o conhecimento e mostrar a computação de forma acessível é incrível. Despertar o interesse nas crianças, assim como aconteceu comigo, é recompensador”, diz ele.

O petiano Victor Augusto também destaca a palestra nas escolas como sua atividade favorita no programa. “Nós expandimos nossa visão de universidade para além do estudo, sendo uma ponte para a sociedade. Ver o interesse, a fascinação e a interação do público nos motiva a seguir em frente”, revela.

“Nós vemos o resultado dessas atividades no olhar das crianças quando elas percebem que a computação é uma coisa legal, que vale a pena ser estudada. É incalculável o valor e o impacto que tudo isso tem”, completa o professor Barreto.

Uma vez petiano...

A doutoranda do PPGI, Ludimila Carvalho, foi uma das primeiras integrantes do programaA doutoranda do PPGI, Ludimila Carvalho, foi uma das primeiras integrantes do programa

... sempre petiano. Esse é o sentimento de quem já fez parte do PET, como é o caso de Ludimila Carvalho, discente do Programa de Pós-Graduação em Informática (PPGI/Ufam). A trajetória acadêmica de Ludimila está atrelada à Ufam, onde se graduou em Ciências da Computação, fez mestrado e agora cursa o doutorado na área de mineração de dados. Ela fez parte da primeira turma do Programa, e lembra com saudades da época.

“Foi no PET que aprendi a fazer projeto de pesquisa, onde dei aula pela primeira vez e fiz amigos que tenho até hoje”, conta. “Fazer parte do programa me deu um olhar diferente sobre a computação e sobre a sociedade. Nas ações de extensão, somos impactados com realidades diferentes da Ufam”.

“É bom ver o PET Computação amadurecido. Essa turma sabe a função e o impacto que o programa tem. Fico feliz ao ver que as ações que iniciamos lá atrás cresceram e são reconhecidas”, comemora. A participação da doutoranda se estende até hoje, quando ajuda nas várias atividades promovidas pelo programa.

Acesse o site e a fanpage do PET Computação.

Comissão Eleitoral do IFCHS divulga calendário da consulta para a escolha dos novos gestores

Eleição para a escolha será no dia 22 de novembro

Por Ismael dos Santos
Equipe Ascom

A Comissão Eleitoral do Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais, constituída no dia 11 de outubro pelo Conselho Departamental (Acesse a portaria), torna público o calendário da consulta para a escolha de Diretor e Vice da unidade acadêmica, gestão 2018-2022.

As inscrições dos candidatos podem ser feitas até o dia 1º de novembro, na Secretaria da Ifchs, nos horários de 9h às 12h, e de 14h às 16h. Podem se candidatar aos cargos professores integrantes da carreira de Magistério Superior da Ufam, que tenham atingido, no momento da inscrição, o nível de Professor Titular, Professor Adjunto, Nível 4, e/ou que sejam detentores do diploma de Doutor.

De acordo com o artigo 11 da Resolução 002/97 (ICHL), a inscrição de candidato, acompanhada de curriculum vitae e proposta de trabalho, será feita mediante requerimento dirigido ao Presidente da Comissão Eleitoral, indicando o cargo a que pretende concorrer (Diretor ou Vice-Diretor) e o nível ou titulação atingidos na carreira do Magistério Superior.

No dia 14 de novembro a Comissão Eleitoral irá realizar um debate entre os candidatos no Auditório Rio Solimões, em dois horários: 10h às 12h, e 17h às 19h. A Consulta para a escolha dos novos gestores será no dia 22 de novembro, de 9h às 20h, na Sala de Reuniões da Ifchs. (Acesse o calendário). 

O Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais é resultado de um processo de restruturação do antigo Instituto de Ciências Humanas e Letras (Ichl). Confira a notícia relacionada:

Conselho Universitário aprova projeto de reestruturação do ICHL

 

Outorga de grau a 59 bacharéis em Administração encerra ciclo de colações 2017/2

 
 
Por Cristiane Souza
Equipe Ascom

Ao todo, 59 formandos do curso de Adminsitração obtiveram grau de bacharéisAo todo, 59 formandos do curso de Adminsitração obtiveram grau de bacharéis

Um dos três cursos que compõem a Faculdade de Estudos Sociais da Universidade Federal do Amazonas (FES/Ufam), o bacharelado em Administração é uma das formações mais tradicionais da Instituição. Na noite de sexta-feira, 20 de outubro, em cerimônia realizada no auditório Eulálio Chaves e presidida pelo reitor, professor Sylvio Puga, a outorga de grau a mais de 50 novos administradores encerrou o calendário de colações de 2017.

Ao presidir a cerimônia, o reitor, que já foi diretor daquela Unidade, destacou que, a partir deste momento, os novos profissionais carregam o selo Ufam, uma marca que levarão para o mercado de trabalho e para a vida. “Agora vocês têm uma grande responsabilidade, porque esta Universidade centenária forma os grandes quadros do Amazonas e, sem dúvida, os melhores estão sendo colocados hoje à disposição da sociedade”, ressaltou. Agradeceu ainda a confiança dos pais na Instituição, aos professores e aos técnicos, lembrando que é deles o papel de dar suporte nas atividades de ensino, pesquisa e extensão para formar profissionais completos e comprometidos. “Estar aqui como reitor é especialmente marcante para mim, pois sou do quadro da FES e ex-diretor daquela unidade, o que muito me orgulha”, afirmou o professor Puga.

Na perspectiva do diretor da FES, professor Jorge Campos, a Ufam cumpre, ao encerrar um ciclo de quatro anos, um de seus papeis mais relevantes: a formação do capital intelectual. “A sociedade vive problemas seríssimo hoje, e a origem de tudo isso está na ausência de administração”, pontou. O próximo passo, segundo ele, é incentivá-los a continuar estudando. “Compete ao administrador fazer planejamento, organização, direção e controle. Isso significa que é importante analisar cenários que mudam muito rápido. Para atuar nesse contexto, é preciso primeiro ‘aprender’, em seguida ‘aprender a aprender’, depois ‘aprender a desaprender’, para, enfim, ‘voltar a aprender’. Isso mantém o profissional sempre atualizado”, explicou o diretor da Unidade.

O paraninfo da turma, professor Natanael Bentes Júnior, também deu ênfase à data como dia de colheita de aprendizados. "Há uma diferença essencial na vida acadêmica entre aluno e estudante. Quem foi aluno tem pouquíssima colheita, enquanto estudante é aquele que busca reduzir a sua condição de aluno. Todos aqui somos aprendizes, estudantes", revelou. O professor ainda usou de poesias e metáforas para falar dos valores essenciais ao ser humano e que ajudam a construir profissionais éticos e competentes. “Juntem ao mister da administração a qualidade, a responsabilidade social, a responsabilidade ambiental e a transparência.  Ou seja, construam uma carreira sustentável”, orientou ele.

Novos profissionais

Escolhido como orador da turma, o agora administrador Juliano César Belo, 24, fez de seu discurso uma mensagem de motivação aos colegas. “As questões que pensei foram estas: como ser um profissional diferenciado e qual é a verdadeira função do administrador ao concluir uma graduação que forma tantos profissionais em nosso País? Um dos diferenciais são os valores que recebemos de nossas famílias e, em segundo lugar, por estarmos numa instituição conceituada e com os melhores mestres. Costumo dizer que não há países subdesenvolvidos, mas sim sub-administrados. A Administração nunca se fez tão importante na esfera pública como agora", declarou. "Espero que não saíamos daqui somente administradores, mas pensadores", afirmou o recém-formado.

A seguir, a lista com os nomes de todos os formandos das turmas de Administração dos turnos matutino e noturno da FES/Ufam:

Alline de Sena Gomes; Alleck Gabriela Batista Gomes; Alonson Henrique Oliveira dos Santos; Ana Camila Bezerra Amado; Ana Carolina Mota; Ana Luiza Braga de Oliveira Garcia; Ana Paula Taveira Araújo de Oliveira; Anderson Gama Correa; André Freitas Pinto; Bruno dos Santos Silva; Deborah Juliana Lima Ferreira; Diogo Oliveira de Menezes; Érica Maria Pio de Souza; Emily de Oliveira Alves; Estefanny Maria de Souza Schuck; Fabiano Nascimento Batista; Fabrício Andrade de Souza; Felipe Augusto Jeske; Fernando Braz da Silva Lima Neto; Gabriel Martins Cavalcante; Greice Kelly de Oliveira Chaves Narciso Ferreira; Ismael Brunieri Serejo Monteiro; Jackeline Olímpio Freitas; James da Silva Sousa; Jamilly Hingrid Santos De Freitas; Jaqueline Azevedo da Silva; Jéssica de Souza Fortes; João Lucas Marques do Nascimento; João Marcel de Almeida Ribeiro; Jomison Souza da Costa; Juliana Ferreira Nunes Viana; Juliano Cesar da Silva Belo; Jumara Souza; Kaio Rickson Rocha dos Reis da Silva; Karllen Rebecca Araújo Dantas; Laura Buganeme Belo; Lucibelle Fernandes de Souza; Lumara dos Anjos da Silva; Luziane Rodrigues de Souza; Lydianne Miranda Alves de Campos; Macrina Ferreira Pinto; Nayara Ferreira Mendes; Nídia Brasil de Freitas; Rafael Albano Pantoja; Rafaela Rodrigues Alves; Richardsonn Nartan Lima Santos; Rodolfo Graeff da Silva; Saariane Arruda Bastos; Sarah Beatriz Pinheiro Brito; Talita Soares Godeau; Tereza Maria Pereira Bezerra; Thaís Lavinas Ferreira Werneck; Thaís Silva de Souza; Thomaz Antônio Martins Castro; Viviane Lino de Almeida; Wederson Roque de Assunção; e Zylk Ribeiro Oliveira.

Estudante expõe obras premiadas na Sociedade Brasileira de Belas Artes

'A grande cobra mãe', de Priscila pinto.'A grande cobra mãe', de Priscila pinto.
 
Por Carlos William
Equipe Ascom

A Faculdade de Artes da Ufam (Faartes) promoveu, entre os dias 16 e 20 de outubro, exposição de arte e cultura amazônica, com os objetivos de contemplar artistas de todo o Brasil e de ilustrar o imaginário e a cultura local, representados por artefatos e peças. Dentre os autores das obras exibidas, destaca-se a estudante finalista do curso de Artes Visuais, Hebe Sol, que expôs pinturas premiadas no Salão Feminino da Sociedade Brasileira de Belas Artes, no Rio de janeiro.

A amostra foi realizada no andar superior do Centro de Convivência do setor Norte do Campus Universitário, como parte do cronograma de atividades do XXIII Congresso Nacional da Associação Brasileira de Educação Musical (Abem).

A atividade foi viabilizada por meio de parcerias com outras instituições, que foram convidadas a participar, como a Associação de Mulheres do Mocambo do Arari, em Parintins, que utilizaram técnicas ceramistas para confeccionar vasos artesanais e vendê-los na exposição. Outro exemplo é o Instituto Dirson Costa, dedicado a oferecer cursos de formação artística nas áreas de pintura, marchetaria de quadros e xilogravura para indígenas. A entidade foi representada por quadros de artistas indígenas, como Dhiani Pa´saro.Vasos construídos por ceramistas foram apresentados.Vasos construídos por ceramistas foram apresentados.

Conforme afirma a coordenadora da amostra e docente do curso de Artes Visuais da Ufam, professora Roberta Valin, as parcerias fortalecem a relevância social da iniciativa. “Além da visibilidade proporcionada aos artistas expositores, é fundamental que a comunidade acadêmica e outros públicos diversos tenham acesso à educação artística e conheçam estas obras de arte. Categorizadas como artefatos indígenas ou de outras maneiras, todas levam o visitante a encontrar suas próprias interpretações”, constatou.

Instalação visual de autoria da pesquisadora, artista e docente da Faartes, professora Priscila Pinto, ‘A grande cobra mãe’ busca representar elementos presentes no animismo, na cultura e na mitologia indígena, tal como diversas outras obras e vieses de pesquisas elaboradas por ela, voltadas a essa temática. A representação possui rostos pintados em partes distintas do corpo do réptil.

'Encontro das águas', de Hebe Sol.'Encontro das águas', de Hebe Sol.Já ‘Encontro das águas’, da artista Hebe Sol, possui dualidade de significados – os rios Negro e Solimões contrapondo-se um ao outro, ilustrados nos cabelos de duas mulheres, uma negra e uma branca, para reafirmar a importância das diversidades racial e cultural dentro do contexto amazônico. A obra, feita em tinta acrílica sobre tela, foi premiada na 51ª edição do Salão Feminino da Sociedade Brasileira de Belas Artes, Rio de Janeiro.

Hebe Sol destacou sua autoafirmação enquanto artista ‘Naif’, termo usado para se referir a obras não atreladas aos moldes acadêmicos. “Antes de ingressar na Universidade, eu era autodidata, já produzia desenhos e pinturas e, portanto, já possuía um estilo próprio, cheio de manias”, esclareceu. Segundo ela, o curso teve crucial relevância em sua formação, pelo aprendizado de diversas técnicas e pela ampliação de conhecimentos. A modalidade Naif, porém, despertou seu interesse, motivo pelo qual já expôs trabalhos nas bienais de Florença, na Itália, e de Piracicaba (São Paulo), uma das mais concorridas da América Latina. “Acredito que sempre fui Naif, assim como Moacir de Andrade, que foi referência da Arte amazonense e se apresentou no mundo inteiro”, rememorou a estudante finalista.   

Nota de Pesar – professora Sandra Noda

A Universidade Federal do Amazonas informa com pesar o falecimento da professora da Faculdade de Ciências Agrárias, e do programa de Pós-graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade da Amazônia (PPGCASA), Sandra do Nascimento Noda. O velório será hoje à tarde, a partir das 15h, no Auditório Samaúma, da FCA, Setor Sul. A comunidade acadêmica manifesta sentimentos à família e aos amigos. Confira a nota da direção da faculdade:

Hoje, 20 de outubro de 2017, a Ufam homenageia a professora doutora Sandra do Nascimento Noda, pela significativa e importante contribuição científica em prol do Ensino, da Pesquisa e Extensão. Em 1982, Sandra ingressou como professora em nossa universidade. Desde lá, construiu um legado para a ciência, por meio de sua formação, livros, artigos e capítulos publicados. Foi professora de Sociologia Rural, de Introdução à Filosofia, e de Epistemologia Ambiental.

Seu Ser sistêmico estará para sempre na nossa autopoiese e na autopoiese da Amazônia. Será para sempre uma parte no nosso todo sistêmico. Construiu, ao longo de sua trajetória acadêmica, um legado indescritível que permeará as ciências ambientais e os corações ad eternum. A família (Dr. Hiroshi Noda, Sandra Noda e Gabriela Noda) estará recebendo condolências a partir das 15h no Auditório Samaúma, da Universidade Federal do Amazonas.

Professores da Ufam são homenageados na Assembleia Legislativa

Professores da Ufam recebem homenagem na AleamProfessores da Ufam recebem homenagem na AleamPor Juscelino Simões
Equipe Ascom
 
Os professores Cláudia Guerra Monteiro, Carlos Antônio Magalhães Guedelha e Eyde Cristiane Saraiva Bonatto foram homenageados nesta quinta-feira, 19, em sessão especial da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) com a entrega da medalha do Mérito Educacional “Professora Ignês Vasconcelos Dias” por suas trajetórias na promoção da educação no Amazonas.

A comenda é entregue anualmente a professores, por indicação dos deputados e do Fórum Estadual de Educação, que se destacam, tanto na Educação Básica como no Ensino Superior.  A indicação do professor do curso de Letras/Língua e Literatura Portuguesa, Carlos Guedelha, foi do presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, David Almeida, e da professora da Faculdade de Educação (Faced), Cláudia Guerra, do Fórum Estadual de Educação.

A solenidade ocorreu no plenário da Aleam, que ficou lotado de convidados (em sua maioria professores e familiares dos homenageados). Para o presidente da Assembleia, o objetivo primordial da homenagem foi “reconhecer a grandeza daqueles que dedicam a maior parte do seu tempo a ensinar, seja na escola ou em qualquer outro lugar, compartilham seus conhecimentos, vivências e experiências. São eles que nos fazem acreditar que somos capazes de transformar sonhos em realidade, através da educação. Valorizá-los com justa homenagem não é só um ato de gratidão, mas também de reconhecimento por toda a dedicação e valoroso trabalho desempenhado por quem tem em seu cerne a arte de educar”, disse David Almeida

O professor Carlos Guedelha afirmou que a homenagem tem uma enorme simbologia, porque indica o reconhecimento da profissão pelas instituições. “A homenagem reveste-se de uma enorme simbologia, porque é um indicativo de que esta casa legislativa entende a importância do professor como protagonista, junto aos alunos, de todo o processo educacional, e compreende que é necessário e urgente valorizar esse profissional e o trabalho que ocorre no chão da escola. Ali é o lugar onde se pode plantar a cidadania. Ali é o campo onde nos armamos para a guerra contra a ignorância e a estupidez”, afirmou o professor.

Homenageados

A professora Cláudia Guerra Monteiro é licenciada em Letras pela Ufam, possui mestrado em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo e doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo. Atualmente é professora associada da Ufam e tem experiência na área de educação e tecnologia, atuando principalmente nos temas educação a distância, comunicação e estudos de recepção e tecnologia assistiva.

O professor Carlos Antônio Magalhães Guedelha é graduado em Letras pela Ufam, possui mestrado em Sociedade e Cultura na Amazônia pela Ufam, com foco em estudos literários. É doutor em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente é professor efetivo da Ufam, instituição em que atua na formação de professores em nível de Graduação e Mestrado. É autor e organizador de livros diversos de literatura, linguística e poesia. No governo de David Almeida, atuou como secretário executivo adjunto da capital da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc/AM).

A professora Eyde Cristianne Saraiva Bonatto possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal do Amazonas (1998), mestrado em Ciências Agrárias pela Universidade Federal do Amazonas (2002) e doutorado em Planejamento de Sistemas Energéticos pela Universidade Estadual de Campinas (2006). Especialista em Saúde Ambiental (FIOCRUZ), Especialista em Educação Ambiental (SENAC). Foi Chefe do Departamento de Engenharia Agrícola e Solos no período de 2011 a 2015, e Coordenadora Adjunta da Diretoria de Educação a Distância da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES/MEC (2016 a 2017). Atualmente é professora adjunto IV; coordenadora do Laboratório de Bioenergia 2013; líder do Grupo de Pesquisa Núcleo de Estudos em Engenharia Agrícola Aplicada; ministra disciplinas para cursos de graduação na modalidade presencial e semipresencial, vinculados à Faculdade de Ciências Agrárias. É pesquisadora colaboradora na Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado.

 

 

 

Faculdade de Medicina forma 43 novos médicos

Por Marion Litaiff
Equipe Ascom

A Universidade Federal do Amazonas, por meio da Faculdade de Medicina, realizou a outorga de grau de quarenta e três novos formandos da octogésima sétima turma do curso, na última quinta-feira, 19. A solenidade ocorreu no auditório Eulálio Chaves, situado no setor Sul do campus universitário. Amigos, familiares, professores e técnico-administrativos prestigiaram a cerimônia.

A cerimônia foi presidida pelo vice-reitor da Ufam, professor Jacob Moysés Cohen, acompanhado do vice-diretor, no exercício do cargo de diretor da faculdade de medicina e patrono da turma, professor Ivan Tramujas da Costa e Silva. A mesa de honra também foi composta pela coordenadora em exercício do curso de medicina, professora Maria do Socorro Lucena Cardoso, pela paraninfa do curso, Doutora Luciana Mendes, e pelo homenageado com nome da turma, Doutor Massanobu Takatani.

Em seu discurso de oradora, realizado após a entrega dos diplomas, a recém-graduada Paula Affonso Ferreira, enfatizou que a colação de grau vai além de simplesmente receber o diploma de conclusão de curso e afirma que o evento é marco na vida dos formandos, pois a partir deste dia será colocado em prática tudo o que foi aprendido até ali. “A Universidade Federal do Amazonas nos colocou todos juntos, e aqui não aprendemos somente a medicina teórica e prática, aprendemos também a sermos melhores seres humanos e que o cuidado com o outro vai muito além dos artigos baseados em evidências. Aprendemos, sobretudo, sobre respeito, pois de que adianta toda a sapiência se não houver ética e respeito ao próximo?” questionou Paula. 

Convidada para ser paraninfa do curso, a Doutora Luciana Mendes se dirigiu aos formandos lembrando-os que naquele momento uma importante fase de suas vidas estava sendo encerrada. “Vocês colhem nesse momento o fruto da dedicação e esforço desprendidos nestes longos seis anos. É inevitável o sentimento de alívio e dever cumprido. O alívio, no entanto, é passageiro, e o dever está apenas começando. Formar um médico é trabalhoso, mas tornar-se um médico com todos os louvores da profissão é um trabalho interminável”, disse a homenageada. Luciana lembrou também sobre a importância de continuar estudando e de questionar sempre para prosperar na profissão. “Tenham sempre em mente que conhecer a extensão da própria ignorância é o primeiro passo para o aprendizado”, afirmou a médica. 

Em sua fala, o professor Ivan Tramujas, diretor em exercício da Faculdade de Medicina, demonstrou ter um afeto especial voltada à Turma 87. “Esta turma é a menina dos olhos da FM, ou seja, nossa razão de existir. Estes alunos são nosso orgulho e a nossa esperança, pois desde o ano que entraram na faculdade até o presente, o curso de medicina tem amadurecido deveras, graças ao nosso maior patrimônio, que são vocês”, afirmou o professor, que acredita que o conhecimento dos alunos é de mérito deles, pois levam isso em seu DNA. “Nós só disponibilizamos as ferramentas e os conduzimos, vocês fizeram o resto”.

Da esquerda para direita: Luciana Mendes, Cohen, Ivan Tramujas e Maria do Socorro Lucena.Da esquerda para direita: Luciana Mendes, Cohen, Ivan Tramujas e Maria do Socorro Lucena.

Jacob Moysés Cohen, Vice-reitor da Universidade, declarou ter ficado muito contente ao ser escolhido pelo reitor da Universidade, Professor Sylvio Puga, para presidir a mesa de honra da outorga de grau da Faculdade de Medicina. “Esta turma não é somente a menina dos olhos, esta turma é nossos olhos”, disse o vice-reitor, que há 43 anos colava grau juntamente com a quarta turma do curso de Medicina da Ufam, em 1974. O mesmo afirmou ainda em seu discurso que ser solidário a quem precisa é a função mais importante dos médicos e de quem trata da saúde da pessoa humana. “Eu quero desejar muitas felicidades a todos, especialmente aos pais. Hoje vocês estão tento o prazer de ver seus filhos graduados em um curso almejado por muitas pessoas”, falou antes de declarar encerrada a sessão solene de outorga de grau.

CED divulga locais e horários da aula magna de cursos EaD

Por Alice Almeida
Equipe Ascom

O Centro de Educação a Distância (CED) divulga a lista de locais e horários onde acontecerá, neste final de semana, a aula magna dos cursos de graduação de Ensino a Distância (EaD) da Ufam. Confira o quadro:

O CED também informa que as senhas de acesso aos ambientes virtuais serão informadas nas Oficinas de Informática de cada polo dos respectivos cursos.

Informações: (92) 3305-1181 / Ramal 4036 / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

        

Estudantes da UFAM participam do maior evento de Ecologia do Brasil

Trabalho sobre interação entre planta e formiga levou Lucas de Jesus (à esq.) e João Vitor Ladislau (à dir.) para o maior evento da área no BrasilTrabalho sobre interação entre planta e formiga levou Lucas de Jesus (à esq.) e João Vitor Ladislau (à dir.) para o maior evento da área no BrasilCom o trabalho intitulado “Comparação da variação dia-noite na interação planta-formiga de espécies com diferentes quantidades de nectários extraflorais”, três estudantes do curso de licenciatura em Ciências Biológicas da UFAM participaram da XIII edição do Congresso de Ecologia do Brasil (XIII CEB), mais importante evento da área do país, realizado de 8 a 12 de outubro, na Universidade Federal de Viçosa (MG).

Desenvolvida como atividade prática da disciplina Ecologia e Estatística, a pesquisa de João Vitor Bandeira Ladislau, Lucas Carvalho de Jesus e Lucas de Azevedo Rêgo foi apresentada na última quarta-feira, 11 de outubro, na categoria Interações Ecológicas. O trabalho teve como objetivo investigar se existe relação entre a quantidade de recurso disponibilizado pelas plantas por meio de nectários extraflorais e a diversidade de formigas e se existe variação das espécies de formigas ao longo do dia.

A interação planta-formiga está entre os exemplos mais conhecidos de mutualismo, em que ambos se beneficiam da interação ecológica. De acordo com o professor João Victor Rodrigues, o trabalho dos estudantes se destacou por apontar um diferencial nesta relação. “Foi possível observar que a espécie de planta que apresentava maior proporção de nectários extraflorais foi a que apresentou menor diversidade de espécies de formigas visitando, diferentemente do que esperávamos”, explicou o professor que orientou o trio durante a coleta dos dados e elaboração do trabalho.

Para os estudantes que realizaram a pesquisa na Fazenda Experimental da UFAM, ter o trabalho exposto em um evento da importância do XIII CEB foi uma significativa conquista. "Poderia ter sido apenas um trabalho como qualquer outro de uma disciplina, podíamos nem ter acreditado na possibilidade de apresentá-lo em um congresso, mas fomos atrás disso. Os professores também nos incentivaram muito pra que tudo fosse bem feito”, relembra João Vitor Bandeira Ladislau.  “Foi uma oportunidade incrível ver um trabalho que deveria ser apenas uma avaliação se tornar algo tão importante para nossa formação na graduação”, revelou Lucas Carvalho de Jesus.

Curso de formação de servidores da Ufam em Libras tem sua 1ª edição

 
Por Juscelino Simões
Equipe Ascom

O Departamento de Políticas Afirmativas da Pró-Reitoria de Extensão (DPA/Proext/Ufam) iniciou nesta quarta-feira, 18, a primeira edição do curso de 'Libras/Língua Brasileira de Sinais/Série Formação de servidores administrativos', com o intuito de melhor atender o público surdo que procura os setores da Instituição.

A formação tem como objetivo capacitar servidores da Ufam na Língua Brasileira de Sinais para atender a comunidade surda que procura os diversos órgãos da Universidade, além de promover a política de inclusão. Os surdos são cidadãos que necessitam de atendimento diferenciado e a Instituição inicia a formação de pessoal qualificado para garantir este direito.

“A ideia é que os servidores de todos os setores estejam preparados pra receber este público e que esta seja a primeira de uma série de formações oferecidas pela Proext. Vamos oferecer o curso a outros setores também. A duração do curso será de um ano, duas vezes por semana, das 10h às 12h, para que os servidores tenham um encaminhamento da melhor forma possível”, destacou a diretora do DPA, Cláudia Guerra.

A coordenadora geral do Centro de Ensino de Línguas (CEL), Maria Perpétua Silva Pessoa, afirmou que o conteúdo do curso vai melhorar o atendimento na Ufam. “O curso foi uma iniciativa da diretora do DPA, Cláudia Guerra e que o CEL atendeu. Estamos felizes de proporcionar esse curso aos servidores da Ufam porque vamos capacitá-los para atender um público que tem direito a se comunicar”, disse a coordenadora.

Informe sobre expediente no dia 24 de outubro nos campi do interior

A Universidade Federal do Amazonas informa à comunidade universitária que dia 24 de outubro, terça-feira, não haverá expediente apenas no Campus Sede, em Manaus, devido ao feriado municipal em comemoração ao aniversário da cidade. Nos Campi do interior, as atividades ocorrerão normalmente. 

Progesp disponibiliza novos formulários para Progressão por Capacitação e Incentivo à Qualificação

 
Por Ismael dos Santos
Equipe Ascom

A Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp), por meio do Departamento de Desenvolvimento de Pessoas/Coordenação de Aplicação e Controle, informa que os formulários para solicitação de Progressão por Capacitação e Incentivo à Qualificação dos servidores Técnico-administrativos da Ufam, foram atualizados. A partir de 1º de novembro os requerimentos deverão ser feitos nos novos modelos (Acesse).

As solicitações feitas após aquela data, por meio dos formulários desatualizados, serão indeferidas, salvo os processos protocolados em datas anteriores. Além do site, os servidores também podem encontrar os novos formulários no Protocolo da Progesp.

Informações: (92) 3305-1181 / Ramal 1487 / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Orientações referentes à entrega de atestados médicos/odontológicos à Unidade Siass

 
Por Alice Almeida
Equipe Ascom

Os atestados médicos/odontológicos deverão ser enviados via ofício ou memorando, com o nome e CPF do servidor (e do familiar se for um caso de acompanhamento), telefone e email do servidor e do setor de lotação. No atestado, é importante que esteja identificado a assinatura do médico/cirurgião dentista, carimbo com CRM ou CRO, sugestão de afastamento e o CID – 10.

O prazo para a entrega de atestado pelo servidor ao seu setor ou na Unidade SIASS/Ufam (servidor em trânsito) é de 05 dias a contar da data que foi expedido. Acima desse prazo o atestado deve ser enviado com uma justificativa de atraso.

Para maiores informações, a Siass recomenda a consulta do folder em anexo e do Decreto 7.003/2009, ou que se dirija à Unidade para esclarecimentos com a equipe técnica.

Telefones: 99318-3254/3305-1181 - ramal 4228

Anexos:
Fazer download deste arquivo (folder.pdf)folder.pdf[ ]384 kB

Protec comunica que novo Sistema de Gestão do Patrimônio Genético será disponibilizado em novembro

O diretor do Departamento de Gestão do Patrimônio Genético e Conhecimentos Tradicionais (DCT), da Pró-Reitoria de Inovação Tecnológica (Protec), Genilson Pereira Santana, comunica que o Sistema de Gestão do Patrimônio Genético e do Conhecimento Tradicional Associado (SISGen), criado pelo Ministério do Meio Ambiente, que é a espinha dorsal do novo marco legal de acesso ao patrimônio genético e conhecimentos tradicionais associados (Lei 13.123/2015), será implementado e disponibilizado a partir de 6 de novembro de 2017 no site https://sisgen.gov.br, conforme o Diário Oficial da União (DOU), número 197, de 13 de outubro de 2017.

No SISGen o pesquisador que trabalha com patrimônio genético e do conhecimento tradicional poderá fazer o seu cadastro de atividade de acesso, cadastro de remessa, notificação de produtos e credenciamento de coleção “ex situ (conservação fora do lugar de origem)”. Essa plataforma tecnológica deverá se tornar um grande avanço para a gestão do patrimônio genético e para as pesquisas e desenvolvimentos com biodiversidade brasileira.