Conferência internacional na Ufam debate interfaces entre Economia Social e Solidária com Sustentabilidade

Pesquisadores de 27 países participam do evento que é o primeiro realizado no Brasil

Por Ismael dos Santos
Equipe Ascom

A Universidade Federal do Amazonas deu início a uma ampla programação acadêmica voltada para discussões sobre desenvolvimento social e humano aliado à sustentabilidade ambiental. Na noite de quarta-feira, 29, foi aberta a VI Conferência Internacional de Pesquisas e Estudos sobre Economia Social e Solidária, com o tema "Economia Social e Solidária, Sustentabilidade e Inovação: enfrentando os velhos e os novos problemas sociais". O evento é uma iniciativa do Centro de Investigação e Pesquisa em Economia Pública e Social (Ciriec) em parceria com o Centro de Ciências do Ambiente (CCA) da Ufam, por meio do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais (Ppgcasa), entre outros apoiadores.

Estiveram presentes na mesa de abertura a professora Therezinha Fraxe, Assessora Especial da Reitoria, representando no ato o reitor da Ufam, professor Sylvio Puga; o subsecretário de Economia Solidária do Ministério do Trabalho, Natalino Oldakoski; o presidente internacional do Ciriec, Alain Arnaud; o presidente do Ciriec Brasil, Dimas Gonçalves; e o coordenador do Ppgcasa, professor Henrique Pereira.

Economia social e solidária com sustentabilidade

Até o dia 2 de dezembro, pesquisadores do Brasil e de 27 países apresentam na Ufam estudos acadêmicos sobre experiências de Economia Solidária em suas regiões. O comitê científico do evento inscreveu mais de 350 trabalhos, entre projetos de iniciação científica e pesquisas de pós-graduações.

A sexta conferência na Ufam é a primeira realizada no Brasil. A escolha da região amazônica para sediar o evento se deve a importância de se discutir a união da Economia Social e Solidária com a Sustentabilidade Ambiental.Professora Therezinha Fraxe, representando o reitor da Ufam, deu boas-vindas aos participantesProfessora Therezinha Fraxe, representando o reitor da Ufam, deu boas-vindas aos participantes

“O Ciriec discute há 70 anos a Economia Social. A primeira contribuição brasileira para esse grupo internacional de pesquisa foi o conceito de solidariedade. E agora nossos pesquisadores do Amazonas querem acrescentar o tema da sustentabilidade ambiental. A nossa tese é de que não se assegurará o desenvolvimento social durável se não houver uma preocupação com a sustentabilidade ambiental das economias, inclusive das solidárias”, explica o professor Henrique Pereira, coordenador do Ppgcasa.

O presidente do Ciriec Brasil reforçou a relevância de se discutir o tema da sustentabilidade em consonância com a Economia Social e Solidária. “Para entendermos a questão da sustentabilidade ambiental, nada melhor do que virmos para o berço da Amazônia. Então a escolha da região e da Ufam foi proposital. Com a conferência, vamos criar uma nova fronteira de trabalho entre a Economia Solidária e a Economia de Sustentabilidade”, disse Dimas Gonçalves.

Já o presidente do Ciriec Portugal, Jorge de Sá, agradeceu a parceria com a Ufam por sediar uma conferência internacional. “O Ciriec encontrou na Amazônia uma parceria de sucesso com a Ufam para a realização desse evento. Isso é benéfico para a região e para a Economia Solidária. Por isso a Ufam está de parabéns”. 

A palestra de abertura abordou `Economia Social e Solidária: Um panorama mundial e o Legado de Paul Singer´, com os professores Jose Luis Monzón, diretor-presidente do Centro de Investigação e Pesquisa em Economia Pública e Social na Espanha (Ciriec), e André Ribeiro, coordenador da Associação Brasileira de Pesquisadores de Economia Solidária (Abpes).

Confira a programação completa do evento para os próximos dias: www.ciriec-brasil.org.br/ciriecamazonia/

 

Notícia relacionada

Ufam sedia VI Conferência Internacional de Economia Social e Solidária entre os dias 29 de novembro e 2 de dezembro