Institucional

RP

Como parte das comemorações pelos 40 anos do curso de Relações Públicas da Ufam, o fundador e ex-professores da graduação foram homenageados com placas de agradecimento, na manhã desta sexta-feira, 1º de dezembro, em solenidade realizada no auditório Solimões, na Faculdade de Informação e Comunicação (FIC). A cerimônia acolheu, ainda, o lançamento oficial do selo comemorativo alusivo à data. Acompanhado do representante da Superintendência dos Correios no Amazonas, o reitor da Universidade, professor Sylvio Mario Puga Ferreira validou a marca comemorativa e os entregou a convidados do evento.  

 
Tanto a entrega da placa comemorativa quanto o lançamento do selo representam, segundo a coordenação da cerimônia, um momento simbólico da memória das Relações Públicas no Amazonas, no intuito de valorizar aqueles que contribuíram na formação de novos profissionais, ajudaram a promover a inserção deles no mercado de trabalho e na consolidação da atividade de Relações Públicas na sociedade.
 
Entre os professores homenageados estavam a professora Terezinha Lima, professora Socorro Pereira, professor Reynaldo de Miranda Leão (in memorian, representado por seu filho), professora Ierecê Barbosa (ausente, mas representada pela coordenadora do evento, professora Célia Carvalho), professora Luíza Elayne e professor Edson Gil Costa (ausente e representado pela professora Aline Lira). As principais menções foram feitas ao professor fundador do curso de Relações Públicas, Randolpho Bittencourt e ao professor emérito do curso de Jornalismo e que também ocupou o cargo de reitor da Instituição entre 1997 e 2001, Walmir Albuquerque. 
 
No momento da entrega das placas, muitos dos homenageados se emocionaram e os que representaram os agraciados, discursaram à plateia expressando respeito, carinho e agradecimento aos que não puderam receber a honraria, pessoalmente. O professor Walmir Albuquerque, por exemplo, foi citado como "o jornalista mais relações públicas" do curso de Comunicação Social da Ufam por ter atuado como orientador de muitos alunos de Relações Públicas. À mesa do evento, o professor do curso de RP Jonas Gomes mencionou sua premiação nacional no concurso Celso Furtado de Desenvolvimento Regional, conquistado, segundo ele, em função do grande apoio que recebeu do professor emérito Valmir Albuquerque. "Praticamente todo o curso de Relações Públicas da casa conviveu com o professor Valmir (Albuquerque) mesmo que na formação, ele seja um jornalista. Eu tive a honra de ser seu aluno e agora, estar sentado à mesa com ele, para homenageá-lo", frisou o professor Jonas Gomes.  
 
professor Reynaldo de Miranda Leão também foi mencionado por outros professores presentes à solenidade. De acordo com o professor Walmir Albuquerque, ele era um professor dedicado, que mesmo tendo tido oportunidade nunca se ausentou da Universidade, levando para os alunos sua própria vivência em instituições públicas para servir de conhecimento para quem ministrava aulas. As memórias sobre o professor Reynaldo foram reiteradas pela professora Terezinha Lima Silva, que destacou suas qualidades não apenas como docente, mas como ser humano alegre, culto e muito generoso. "Ele era uma pessoa sim, muito querida, que nos faz falta, que hoje sentimos ainda mais por não poder tê-lo aqui para receber essa justa homenagem, mas ele era uma pessoa feliz, deve estar orgulhoso do que estamos vivendo e vamos sempre lembrar dessa alegria que ele levava consigo", salientou.   
 
Selo comemorativo - Encerradas as homenagens aos ex-professores do curso de Relações Públicas, o reitor, professor Sylvio Puga e o representante da Superintendência dos Correios, Lourenzzo Allysson Gondim da Silva tomaram a mesa para início da cerimônia de obliteração do selo. No ato de obliteração, a autoridade carimba o selo que será afixado à correspondência e sua marca de referência passa a ser comercializada e podendo circular por todo o mundo. 
 
Posterior ao reitor, o mesmo ato de obliteração foi conduzido junto ao diretor da FIC, professor Allan Rodrigues e também à decana do curso, professora Laura Jane Vidal Bezerra. Além deles, a coordenadora do curso, professora Judy Lima, os representantes docentes professora Aline Lira e Jonas Gomes e representantes discentes Mateus Pacheco, Antônio Carlos Lopes e Sumara Ennes das Neves também receberam o selo. 
 
representante da Superintendência dos Correios, Lourenzzo Allysson Gondim da Silva agradeceu o convite para prestigiar e participar do evento e destacou a importância do curso para a sociedade. "Reitero aqui a importância desse campo de formação para as instituições públicas e privadas, porque é por meio delas que existe a aproximação com o público", falou, destacando: "Esse selo não apenas marca a história do curso, vai também eternizar esse momento nas peças filatélicas que irão circular nas nossas mais de 5.000 agências por todo o País", frisou. 
 
No auditório, o reitor iniciou seu pronunciamento saldando o ex-reitor e professor emérito da Ufam, Valmir Albuquerque e o professor Randolpho de Souza Bittencourt, nomes responsáveis pela fundação do curso de RP, os quais, para o reitor, tiveram o pensamento visionário, acreditaram e constituíram a faculdade com inúmeros desafios, há quatro décadas.     
 
O reitor seguir seu discurso reafirmando seu intuito de fazer com que o curso de Relações Públicas se fortaleça ainda mais. "Este nosso sonho, essa chama precisa se manter acesa, mesmo com os desafios e esses desafios precisam ser avaliados sob a ótica positiva, com criatividade e novos modelos. Eu acredito e estamos trabalhando para isso, focando em um futuro tão glorioso, quanto o passado e o presente até esse momento, seguindo o exemplo de Valmir Albuquerque e Randolpho Bittencourt. São momentos como esse que congregamos e que nos anima o sentimento de unidade universitária", concluiu.  
 
Tradição e regionalismo - A construção visual do selo remete à tradição e ao regionalismo por meio dos traços indígenas geométricos, que compõem o numeral 40. As diferentes tonalidades de verde representam diversas associações materiais, como a floresta, a Amazônia, a Ufam, as folhagens e a natureza. 
 
"Na associações afetiva, o selo remete ao orgulho, à juventude, à maturidade, à coragem e à firmeza. A marca representa a renovação constante do curso e a missão de formar profissionais de excelência", enumerou a coordenadora do evento dos 40 anos das RP, professora Célia Carvalho
 
Por fim, todos os convidados participaram do descerramento da placa em homenagem aos 40 anos do curso de RP, afixada no segundo andar do prédio do Departamento de Comunicação. De lá, todos seguiram para o brinde e corte do bolo comemorativo à data.