ankara escort pimaş tıkanıklığı açma iş güvenliği uzmalığı su kaçağı bulma haber

Palestra discute vinte anos do Plano Real

Alunos representantes do Diretório Central dos EstudantesAlunos representantes do Diretório Central dos Estudantes

Em junho de 2014, um dos mais importantes planos econômicos do Brasil completou 20 anos. O Plano Real foi tema de palestra realizada na última terça (29) na Faculdade de Estudos Sociais com a participação de Arthur Virgílio Neto, que participou da implementação do Plano, e Erivaldo Lopes, economista e membro do Conselho Federal de Economia.

Organizada pelo Diretório Central dos Estudantes, a palestra “20 anos de Plano Real” buscou debater, a partir de diversas perspectivas, o contexto em que foi implementado, as mudanças e o legado. O prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto, Ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República na época de estabilização do Plano, fez um breve resumo histórico da criação do Real e sobre as circunstâncias que levaram à necessidade de uma reforma econômica, como a alta inflação. A palestra lotou o auditório Rio Amazonas da Faculdade de Estudos Sociais, com capacidade para 300 pessoas. Acadêmicos, professores, profissionais da Ufam e de outras instituições compareceram e fizeram suas contibuições.

A economia do País tem sido assunto cada vez mais recorrente e debater essas questões dentro da faculdade que abriga cursos voltados para essa área. Para Diógenes Andrade, representante do DCE, “discuti-lo, debatê-lo em diversas perspectivas, o cenário no qual ele foi implantado, todo o desenvolvimento dele até aqui, inclusive politicamente, economicamente é importante, porque os cursos da Fes são ligados a essa questão econômica, a essa questão de mercado”, comenta

Ufam e Editora Valer lançam livro ‘Vozes da Amazônia II´ neste sábado, 2 de agosto

A Universidade Federal do Amazonas (Ufam), por meio dos Programas de Pós-Graduação Sociedade e Cultura na Amazônia (PPGSCA) e em Sociologia (PPGS), em parceria com a Editora e Livraria Valer promovem neste sábado, 2 de agosto, às 10h, o lançamento do livro `Vozes da Amazônia II´, na Livraria Valer, localizado na rua Ramos Ferreira, 1195, Centro.

Leia mais...

Vozes da Ufam dá nova versão ao musical `Dessana, Dessana’

Regido pelo maestro e diretor do Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas (CAUA), professor Adelson Santos, a Orquestra Vozes da Ufam apresenta releitura do musical `Dessana, Dessana´, de Aldísio Figueiras e Marcio Souza, no próximo mês de setembro.

Com partituras composta por Adelson Santos, o musical une música e dança para contar a historia da criação do mundo na visão do povo Dessana. Com apoio dos professores Sérgio Feliciano e Zacarias Fernandes, o musical conta com repertório de 17 músicas.

O espetáculo se desenvolve a partir disso e também aborda de quando o homem branco entra no processo de exploração, por meio da escravidão indígena. “Estamos ensaiando para valer, há duas semanas. Já temos seis músicas prontas e, agora, estamos trabalhando para fechar o restante”, revelou o professor.

O espetáculo é um clássico da produção teatral e musical amazonense. “A primeira apresentação ocorreu em 1975, no Teatro Amazonas, e a segunda, no Festival de Ópera, em 2005. Trata-se de uma montagem que já tem história. O texto é lindíssimo, tem uma formação muito profunda, filosófica e poética, e é uma grande obra da nossa produção cultural local. Agora é a vez desta orquestra que está ensaiando para apresentá-la no Serviço Social do Comércio (Sesc)”, disse.

Criada em 2008, a Orquestra Vozes da Ufam é formada por 42 músicos, entre vozes, maestro e instrumentistas que tocam teclado, guitarra, contrabaixo, bateria, percussão, trombone, clarinete e flauta.    

 

         

Intercambistas esclarecem dúvidas sobre mobilidade e se preparam para viajar

Alunos que participam dos programas de mobilidade Ciência Sem Fronteiras (CSF), Top Espanha e Bolsas Ibero-americanas participaram do Dia do Intercambista, promovido pela Assessoria de Relações Internacionais e Interinstitucionais (ARII) nesta segunda-feira (28). Foi uma oportunidade para eles se conhecerem as etapas de preparação, viagem e retorno dos países onde farão intercâmbio a partir do segundo semestre de 2014.

A Ufam está intermediando o intercâmbio de mais de cem discentes para o CSF, que passarão de seis meses a um ano estudando em diversos países, cinco alunos selecionados para bolsas Ibero-americanas, que ficarão seis meses estudando em Portugal, dois alunos selecionados para o Top Espanha, que participarão de um curso de Língua e Cultura Espanhola durante três semanas na Universidade de Salamanca.  Para conhecer todos os programas de mobilidade nacional e internacional de que a Ufam participa, acesse a página da ARII.

Geyse Sadi, do 9º ano de Pedagogia, conseguiu ser aprovada para o Top Espanha, e disse que, ser dedicada durante a graduação, garantiu uma das duas vagas ofertadas por meio de uma parceria entre a Ufam e o Santander. “Os critérios para ter uma boa nota são coeficiente escolar, participação em ações de Ensino, Pesquisa e Extensão e publicação científica”, frisou. Ela chaga à Espanha no próximo dia 9 de agosto, onde terá aulas pela manhã, além de aulas extras e atividades turísticas dentro e fora daquele País.

 

Intercâmbio: esclarecendo o antes, o durante e o depois

O assessor adjunto de Relações Internacionais e Interinstitucionais, professor Ingo Wahnfried, apresentou as principais questões que o aluno deve resolver antes da viagem. “É preciso estar com o passaporte em dia, contratar um Seguro Saúde e saber onde encontrar o Consulado Brasileiro no país que irá recebê-lo”, explicou o assessor. Na Ufam, é preciso ajustar o período conforme o calendário acadêmico. Se for preciso cancelar disciplinas, o intercambista deve enviar e-mail para a ARII contendo a ‘carta de aceite’, por meio do qual solicita o formulário de mobilidade que será apresentado à Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (Proeg). Então, as disciplinas serão canceladas e ele será matriculado em ‘mobilidade internacional’.

O professor Ingo ressaltou a responsabilidade que os intercambistas terão: representantes do Brasil, do Amazonas e da Ufam no exterior, cuja atuação faz parte de uma estratégia do governo federal no plano de internacionalização das universidades brasileiras. A respeito de conhecer outras culturas, o assessor alertou: “O aluno vai se deparar com questões práticas, com o cotidiano de uma cultura diferente. Ele deve estar informado sobre o País de destino, sobre os costumes e diversidades, como, por exemplo, a pontualidade”. O resultado será uma visão diferenciada sobre o diferente, a partir da conexão intercultural.

Ao retornar ao Brasil, o estudante poderá aproveitar disciplinas de acordo com as escolhas que realizou durante o intercâmbio. “Se ele cursou matérias correlatas com as da grade da Ufam, poderá solicitar aproveitamento mediante apresentação de histórico, ementa e carga horária”, explicou o professor Ingo, finalizando: “caso ele não tenha atentado para essa questão, ele pode incluir as disciplinas como optativas, mas tudo vai depender do diálogo que o aluno teve com a coordenação do curso, inclusive antes mesmo da viagem”, frisou.

Outras informações: email O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou (92) 3305-1753.

Vagas para estagiários de Direito na Procuradoria Geral do Estado

A Procuradoria Geral do Estado do Amazonas divulga que está com processo seletivo aberto para preenchimento de vagas para estagiários a partir do 5º período (ou correspondente) da Faculdade de Direito. As inscrições ficam abertas até o dia 7 de agosto e podem ser realizadas, das 9 às 13 horas, no Centro de Estudos Jurídicos da Procuradoria Geral do Estado, na Rua Emílio Moreira, 1308 – Praça 14 de Janeiro.

Os estudantes interessados devem ter coeficiente mínimo de 6,0 pontos. A bolsa será de R$ 729,00 + R$ 121,00 de auxílio transporte para carga horária de 20 horas semanais e de R$ 879,00 + R$ 121,00 de auxílio transporte para carga horária de 30 horas semanais.

A prova será aplicada no dia 15.08.2014 (sexta feira), com início às 9 horas.Olocal da prova será divulgado no endereço eletrônico www.apeam.org.br.

Para mais informações, ligue para 3234-8904 e 3234 7861  - Centro de Estudos Jurídicos da PGE.

 

VIP apresenta a Universidade a alunos do Colégio Martha Falcão

 

         A      lunos do terceiro ano do ensino médio das escolas Martha Falcão visitaram a Ufam nesta segunda, 28 de julho, e conheceram alguns laboratórios nos setores Sul e Norte da instituição.

A recepção aconteceu no auditório Eulálio Chaves, sob a coordenação da Professora Célia Carvalho, com o apoio dos Técnicos-administrativos em Educação Jairo Ferraz e Sebastião Simplício e da bolsista Thays Castro, e contou com a presença de 37 alunos e três monitores. No auditório os visitantes puderam conhecer um pouco mais da história da universidade, dos números que a cercam e também puderam tirar algumas dúvidas referentes ao modo de ingresso na UFAM, ao modo de ensino e as vantagens de ser acadêmico na instituição.  

Após a recepção, os alunos foram conduzidos aos laboratórios de Ictiologia e  de Fertilidade de Solo e Nutrição de Plantas, ambos na Faculdade de Ciências Agrárias (FCA), onde puderam aprender um pouco mais sobre os trabalhos realizados no campo de pescado da região Amazônica. No Laboratório de Fertilidade de Solo e Nutrição de Plantas, os secundaristas foram apresentados ao trabalho forense de investigação do solo.

Outro laboratório visitado no setor Sul da Ufam foi o Laboratório de Estudo do Desenvolvimento Humano, localizado na Faculdade de Educação Física e Fisioterapia (FEFF), no qual os visitantes conheceram ações referentes à qualidade da atividade física para quem trabalha com atividade física e para quem a pratica.

Após uma breve caminhada pelas dependências da FEFF os alunos se dirigiram à Faculdade de Tecnologia – FT, onde puderam visitar o Laboratório de Materiais de Construção. Telhas feitas de garrafas PET e uma casa construída praticamente de EPS (poliestireno expandido), também conhecido como Isopor, foram destaque na apresentação do laboratório.

Por fim, os visitantes conheceram as instalações da FT, passando pelo Centro de Convivência e terminaram o tour no Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL)   .

Para o aluno Renato Lousana da Silva, cujo objetivo é cursar Ciência da Computação, a visita serviu para que ele pudesse se situar melhor na instituição: “pensei que fosse ficar perdido quando viesse por aqui. Mas agora já não consigo mais me perder depois desta visita”, afirmou.

Outra visita está agendada para a manhã do próximo dia 31 de julho com o colégio Martha Falcão.               

 

Demat informa agenda prévia junto a Coordenação de compras, a partir de 1° de agosto

A Pró-reitoria de Administração e Finanças (Proadm), por meio do Departamento de Material (Demat), informa às Unidades Acadêmicas/Administrativas que, a partir da próxima sexta-feira, 1° de agosto, as solicitações para contratação de serviços, contínuos ou não, deverão ser previamente agendadas junto à Coordenação de Compras, com o servidor Aldo Marques, através dos telefones (92) 3305-1493/1494, para que os Termos de Referências sejam adequados no modelo da Advocacia Geral da União/AGU, conforme orientação da Procuradoria Federal junto à FUA."

Mais informações pelos telefones (92) 9116-7805 ou (92) 3305-1494

 

Propesp divulga lista de bolsas do Programa Pibic 2014/2015

A Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp), por meio do Departamento de Apoio à Pesquisa (Dap), divulga lista de distribuição de bolsas na capital e no interior, relativas ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic 2014/2015). Confira a lista:  

 

Comissão Europeia divulga 2º edição do Concurso de Comunicação Científica - Euraxess

Uma iniciativa da Comissão Europeia, a edição 2014 do Concurso de Comunicação Científica - Euraxess Links do Brasil recebe inscrições de pesquisadores até o dia 15 de setembro em http://ec.europa.eu/euraxess/index.cfm/links/eurRes/brazil. Esta é uma oportunidade para pesquisadores de todas as nacionalidades com inglês fluente que desejem criar redes de informação intercontinentais.

Os cinco melhores trabalhos de todo o País irão participar das finais no Rio de Janeiro, que ocorre no dia 10 de outubro. Nesse evento, eles farão uma apresentação do seu projeto de pesquisa em inglês ou em português, com duração de dez minutos.

O vencedor será premiado com um curso de Comunicação Científica na Europa e terá a oportunidade d visitar um instituto europeu de pesquisa.

FEFF inscreve para o Projeto TriUfam

O ProjetoTri UFAM é um projeto de extensão coordenado pelos acadêmicos do curso de Educação Física, que consiste em ter aulas (treinos) de triathlon para os acadêmicos matriculados na Universidade, de qualquer curso. As incrições seguem até o dia 29 de agosto.

O Triatlon é uma modalidade esportiva que combina, de forma sequencial e sem interrupção, provas de natação, ciclismo e corrida. Esta modalidade esportiva surgiu na década de 1970, na cidade de San Diego (sul do estado da Califórnia - Estados Unidos). Em 1978, foi organizada a primeira competição de grande porte de Triatlo no estado norte-americano do Havaí. Esta competição ganhou o nome de Ironman (Homem de Ferro).

Os horários e dias disponíveis são os seguintes:

TERÇA - QUINTA - SÁBADO
07:00hr - 08:00hr
08:00hr - 09:00hr

SEGUNDA - QUARTA - SEXTA
15:00hr - 16:00hr
16:00hr - 17:00hr

Para mais informações: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Parintins recebe Projeto Interseção discutindo a Amazônia

O Projeto “Interseção – Edição Parintins”, promoveu, na última quarta-feira (23), no auditório do Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia, a mesa de diálogo interdisciplinar sobre o tema “A Amazônia sob o olhar da Teoria Crítica”, com os professores  Renan Freitas Pinto (Ciências Sociais – UFAM/Campus de Manaus) e Dirceu Nogueira da Gama (Filosofia – UFAM/Campus de Parintins), com mediação do professor Theo Machado Fellows, coordenador adjunto do projeto. O evento, profícuo em debates e reflexões, contou com a presença de discentes e docentes do Campus de Parintins e de integrantes de diversas instituições da cidade.

A professora Ivanete Pereira, coordenadora do projeto, ao agradecer a todos pelo momento especial, declarou que o exercício do pensamento crítico "exposto com consistência ímpar pelos componentes da mesa e notadamente abraçado pelos presentes renova a convicção de que a “razão instrumental”, embora prevalente em nossa época, não aniquilará jamais as instâncias superiores do pensamento humano".

Na próxima terça-feira (29), às 18h, também no auditório do ICSEZ, o professor Nelson Noronha complementará o evento, proferindo a conferência “Um balanço do Espírito Humano: Relações entre Filosofia e Ciências Humanas” e dialogando com o público, coadjuvado pelo Prof. Dr. Dirceu Nogueira da Gama.

Professora Marta Monteiro, do DLLE da Ufam, defendeu tese em Florianópolis.

Professora Marta Monteiro (camisa branca) comemora conclusão de teseProfessora Marta Monteiro (camisa branca) comemora conclusão de tese

A professora Marta de Faria e Cunha Monteiro, do Departamento de Línguas e Literaturas Estrangeiras (DLLE), da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), defendeu a tese “Discurso, identidade e agentividade de professores de L2 no Parfor/Am: Um estudo à luz do letramento crítico (LC)”. A cerimônia ocorreu no Centro de Comunicação e Expressão (CCE), do Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal de Santa Catarina da UFSC, em Florianópolis. O Doutorado Interinstitucional em Linguística (Dinter) é resultado da parceria entre a Universidade Federal de Santa Catarina e a Universidade Federal do Amazonas.

A pesquisa investigou a formação dos professores de inglês do Parfor da cidade de Manacapuru à luz das teorias do Letramento Crítico (LC) e contou com 20 participantes.

A banca examinadora foi formada pelos professores doutores Sandro Braga (UFSC), Marcos Baltar (orientador), Débora Carvalho de Figueiredo (UFSC), Cláudia Rocha (Unicamp), Sérgio Freire (Ufam) e Fábio Lopes (UFSC).

“Fico feliz de concluir essa pesquisa. São anos de dedicação e empenho objetivando a qualificação do ensino. Além de contribuir para que a Ufam Doutora Marta Monteiro com o orientadorDoutora Marta Monteiro com o orientadorseja mais bem avaliada e possa dispor a comunidade um ensino de qualidade ”, afirmou a professora doutora Marta Monteiro.      

Nossa Música permite intercâmbio entre artistas locais e estudantes de Música

Diálogo descontraído entre produtores, músicos e compositores do Amazonas e acadêmicos do curso de Música da Ufam é a proposta da Atividade Curricular de Extensão (ACE) Nossa Música, coordenada pela professora Lucyanne Afonso. Nesta quinta-feira (24), o artista Cileno foi o convidado para promover o intercâmbio com os aprendizes da Academia, apresentando sua trajetória na música popular, algumas parcerias e a relação que ele tem com a Ufam.

A coordenadora da ACE destacou que o convidado explana sobre sua vida e obra, como se tornou artista dentro de seu período histórico e sociocultural e como usa ainda sua música para se expressar. Já se apresentaram dois artistas em 2013, Zeca Torres e Lucinha Cabral, cuja experiência, segundo a professora Lucyanne Afonso, tem sido enriquecedora para os alunos, pois muitos deles pretendem, além de pesquisar sobre música e lecionar, têm projetos de seguir carreira no mundo artístico da produção musical.

 

O artista, sua obra e a relação com a Ufam

Cileno é de Nova Olinda do Norte, mas veio para Manaus ainda recém-nascido. Ele conta que sempre teve paixão pela música, mas que só ganhou o primeiro violão na adolescência, quando teve a primeira decepção, ao saber que, para tocar de verdade, seria preciso além de vontade, dedicação. “Eu sou autodidata. Aprendi a afinar o violão com meus primos e em revistas dessa área”, contou. Depois dominar o instrumento, começou a tocar em bandas de bailes, ainda na década de 1980.

Ao refletir sobre a carreira que pretendia traçar como músico e compositor, Cileno resolveu deixar as apresentações em bailes, investindo em trabalhos autorais. Lançou, em 1983, o LP (long play) ‘Nossa Música’, e no ano seguinte foi convidado a representar o Amazonas em rede nacional num programa de música, ao lado da cantora Eliana Printes. Em 34 anos de carreira, Cileno é um dos mais populares cantores da região Norte, e já se apresentou ao lado de Sebastião Tapajós, Emílio Santiago, Zeca Baleiro e Zélia Duncan, entre outros.

Esta é só mais uma vez que o cantor se apresenta na Ufam, pois ele já participou de muitas sextas culturais promovidas no campus, ao lado de Célio Cruz e Torrinho, por exemplo. “Também já cantei em algumas edições do Festival Universitário de Música, o FUM”, lembrou, ao enfatizar a importância do projeto para tanto o artista e quanto o aluno tenham aprendizados diferenciados, ou seja, cada um conhece a perspectiva do outro, conta o cantor que fez história como o responsável pelo primeiro registro de Reggae do Amazonas, por meio do disco intitulado ‘Feira Hippie’.

 

Próxima edição do Projeto Nossa Música

A próxima apresentação será do artista Serginho Queiroz, no dia 14 de agosto (quinta-feira), às 16h, na sala 6 do Bloco Mário Ypiranga.

Formação política é destaque no Encontro de Mulheres Afroameríndias e Caribenhas

`Luta e resistência dos povos originários da Pan-Amazônia e do Caribe’ contou com a participação do professor Gersem dos Santos Baniwa, dos representantes do consulado da Venezuela, Andrés Eloy Leal e Frank Alexander Manrique, a representante da Associação das Mulheres do Rio Negro (AMRG), Deolinda Freitas Prado e da coordenadora da mesa, Raimunda Nonata Correa. A mesa redonda integra a programação do II Encontro de Mulheres Afroameríndias e Caribenhas. O evento ocorreu nesta quinta-feira, 24, no auditório Rio Solimões, do Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL)

Leia mais...

Programa de pós-graduação do ICET completa 2 anos de atuação

O Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia  de Itacoatiara (ICET) comemora no mês de agosto, dois anos de atuação do Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia para Recursos Amazônicos (PPGCTRA). O Programa foi o primeiro a oferecer um curso de mestrado no interior da Amazônia Ocidental.

O Programa foi aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) em 2011 obtendo o conceito 3. Com dois anos, o PPGCTRA conta atualmente com 18 docentes e 34 pós-graduandos. A primeira turma teve início no ano de 2012 e foi composta por 7 alunos.

A implantação do curso em Itacoatiara foi fruto de um esforço conjunto entre a administração superior da Universidade e a direção do ICET, juntamente com o corpo docente e técnico-administrativo do Instituto, que possibilitou que o mestrado fosse recomendado logo no primeiro processo de aprovação.

O Programa está, em pouco tempo, atraindo a atenção de estudantes de diferentes partes do país que veem nele não só uma oportunidade de obter uma titulação, mas também uma chance de vivenciar o contexto de desenvolvimento da Amazônia. Este é o caso de Timóteo Tadashi Watanabe, orientado pelo professor doutor Bruno Sant'Anna; e Aurélio Izuka Zanelato, orientado pelo professor doutor Gabriel Luiz Cruz de Souza tornaram-se os primeiros mestres formados pelo PPGCTRA e que deixaram seus estados de origem para pesquisarem na Amazônia.

A coordenadora do PPGCTRA, professora doutora Renata Takeara, relembra o início da história do Programa e comemora o momento atual, no qual estão sendo colhidos os primeiros frutos. “Iniciamos com sete alunos na primeira turma. Este ano foram 11 ingressantes de uma seleção que contou com a participação de mais de cinquenta inscritos”, revela. “Isto demonstra a aceitação do Programa que vem sendo bastante procurado por egressos da graduação, técnicos-administrativos e professores do ICET que buscam melhorar sua formação acadêmica”, comenta.

Outras perspectivas

O vice coordenador do PPGCTRA, professor doutor Bruno Sampaio Sant'Anna conta que é fundamental subir no conceito da Capes para assim vislumbrar em médio prazo um curso de doutorado. “A avaliação trienal da Capes depende uma série de fatores, tais como a produção científica dos alunos, o tempo de defesa, além da inserção dos egressos no mercado de trabalho, e nós acreditamos que vamos conseguir elevar o conceito de três para quatro, o que nos permitirá fazer uma proposta de doutorado”, explica.

O programa vem cumprindo as recomendações da Capes e já está com mais quatro alunos aptos a defenderem suas dissertações, que ocorrerá ainda neste mês de julho, são eles: Brainer William Cruz dos Santos, Edson de Araújo Silva, Oziel Ribeiro Marinho e Keyla Freitas Serrão.

”Todos os alunos da primeira turma defenderão suas dissertações dentro prazo, cumprindo os requisitos da Capes, configurando que a média de defesa do programa encontra-se abaixo dos 24 meses, tempo máximo estipulado para a conclusão do curso. Fato este, que é muito positivo para aumentar a nota programa”, garante o professor Sant’Anna. 

Resultados de projetos de pesquisa são apresentados no segundo dia do Fórum de Economia Criativa

Ao todo, 24 pesquisadores estão apresentando resultados de seus projetos no I Seminário sobre Difusão, Conhecimento, Cultura da Inovação e Economia Criativa, que faz parte do da programação do I Fórum de Economia Criativa (FEC). O objetivo da atividade é reunir pesquisadores e empreendedores do setor para debater a economia criativa como vetor de desenvolvimento econômico e social. O evento ocorre até hoje, 23, no auditório Rio Negro do Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL). 

Leia mais...

Clube de Ciências da Ufam seleciona estagiários voluntários até 1º de agosto

São ofertadas seis (6) vagas, sendo duas (2) para o curso de Licenciatura em Química, duas (2) para o curso de Licenciatura em física e duas (2) para o curso de Licenciatura em Biologia. Interessados devem enviar currículo até o dia 1º de agosto para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , indicando no assunto a vaga que pretendem concorrer.

A seleção ocorre em três etapas: seleção curricular, entrevista e teste prático. Os requisitos para concorrer são: ter cursado dois semestres do Curso de Licenciatura em Física ou Letras (com ênfase em LIBRAS), ter disponibilidade de 20h semanais e possuir finidade com a docência.

As atividades a serem desenvolvidas são pesquisa na área de ensino de Ciências (Química/Física/Biologia) e planejamento e realização de atividades didáticas com estudantes do ensino da rede pública Estadual e municipal. O período de estágio é aos sábados, das 9h às 12h no Clube de Ciências, bloco F, ICB (setor Sul) e um dia na semana em escolas públicas parceiras.

 

Sobre o Clube de Ciências da Ufam

O objetivo do Clube de Ciências é promover o estudo e o ensino da ciência por meio de ações sinérgicas entre Universidade, Escola e comunidade local. O programa é um ambiente alternativo de ensino, popularização da ciência e aprimoramento da formação professores, onde estudantes da educação básica (sócios curumins) participam de atividades didático-pedagógicas envolvendo temas científicos infanto-juvenis, sob orientação de estudantes de licenciaturas (professores-estagiários) orientados por professores mestres e doutores do Instituto de Ciências Biológicas e do Instituto de Ciências Exatas da Ufam e da Secretaria de Educação do Estado.

A importância do Clube é que ele contribui para a educação científica de crianças e adolescentes de comunidades ribeirinhas do interior, bem como para o desenvolvimento profissional de futuros professores de ciências da educação básica. Esses professores-estagiários vivenciam uma prática antecipada da docência, de forma assistida por professores mais experientes e compartilhada com os colegas de equipe.

 

Informações

Fone: (92) 8159-0910/ (92) 9263-9564.

Programa Pé-de-Pincha da Ufam é parceiro em Projeto de Monitoramento da Biodiversidade

Em reunião ocorrida no último dia 11 de julho, na sede do WCS (Wildlife Conservation Society), setor Sul da Ufam, o Programa Pé-de-Pincha/Ufam, o Instituto de Pesquisa Ecológica (IPÊ), o Centro Estadual de Unidades de Conservação (CEUC) e o Projeto Tartaruga da Amazônia - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) assinaram projeto que contempla ações de monitoramento de indicadores biológicos da região.

As atividades, intituladas ‘Monitoramento Complementar Participativo na Amazônia’ serão de interesse das comunidades envolvidas em seis unidades de conservação localizadas no Bioma desta região. Esse projeto é resultado de uma cooperação entre o IPÊ e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO), com o apoio da Fundação Moore e do Programa Pé-de-Pincha/Ufam.

Para o coordenador do programa Pé-de-Pincha, professor Paulo Andrade, uma das ações importantes para a conservação de quelônios é o monitoramento populacional feito por comunidades tradicionais. O objetivo é mobilizar e despertar o interesse dos envolvidos para a conservação desse grupo biológico, gerando conhecimento de aplicação direta para o manejo das populações locais.

As comunidades usam quelônios durante o ano, capturando os indivíduos e coletando seus ovos para alimentação. As espécies mais apreciadas são Tartarugas da Amazônia (Podocnemis expansa), Tracajá (Podocnemis unifilis) e Irapuca (Podcnemis erythrocephala) na RESEX (Reserva Extrativista) do Rio Anini e Jaú.

Principais objetivos do projeto

O objetivo do grupo é propor o delineamento do protocolo de amostragem para o monitoramento das populações e o consumo de quelônios aquáticos continentais. A expectativa é atender as questões prioritárias propostas pelas comunidades da Reserva Extrativista (RESEX) do Rio Unini e PARNA Jaú, apresentadas durante a oficina de Identificação de Alvos de monitoramento da Biodiversidade realizada no local.

O protocolo de amostragem foi elaborado pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Répteis e Anfíbios (RAN) e pela contribuição de especialistas durante a oficina do grupo de trabalho “Quelônios Aquático na Amazônia”. A oficina foi realizada nos dias 27 e 28 de maio de 2014, no Centro Cultural de Brasília-DF, e as prioridades são estas:

  •     Conservação das espécies e desconhecimento das condições das populações;
  •     Importância da conservação das áreas de reprodução;
  •     Necessidade de orientação e treinamento para manejo adequado dos ovos;
  •     No período da cheia utilizam a pesca de quelônios em rios e igarapés;
  •     Na seca coletam nas praias. Barrancos e queimadas (capoeira), quando os animais sobem para desovar durante a noite;
  •     Coleta de indivíduos e ovos de maneira indiscriminada, o que se intensifica em datas comemorativas;
  •     Colocar o manejo previsto no plano manejo que está em prática e subsidiar revisões periódicas;
  •     De maneira geral, o maior consumo é de ovos e adultos, mas pode ser interessante identificar se os juvenis são capturados na proporção de cascos menores que o tamanho de maturidade sexual.

HUGV discute Política Nacional de Humanização do SUS

O Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) recebeu na última sexta-feira, 18, a Coordenadora da Política Nacional da Humanização da Atenção e Gestão do Sistema Único de Saúde (SUS-PNH) da Região Norte e Consultora no Amazonas, Dra. Alexsandra Cardoso Souza.

Leia mais...

Caua prorroga testes de aptidão e entrevistas para cursos de Canto Coral Infantil, Juvenil e Adulto

A Divisão de Cursos do Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas (Caua) prorroga até quarta-feira, 23, os testes de aptidão e entrevistas para os cursos de Canto Coral  Infantil, Juvenil e Adulto para o segundo semestre de 2014. Os cursos terão duração de dois anos e são gratuitos, com pagamento de taxa de matrícula a cada semestre, no valor de R$ 30.

A coordenação informa que crianças a partir dos 7 anos, jovens e adultos interessadosdevem comparecer a Divisão de Cursos para as audições. Não é preciso apresentar documentos, mas o candidato deverá preencher uma ficha de inscrição. 

O Caua tem como objetivos atuar como órgão de extensão universitária na promoção de ensino, pesquisa e produção artística sistemática no âmbito da Universidade, bem como contribuir para a formação e desenvolvimento do cidadão na sociedade, por meio de atividades em seus diversos níveis: lúdico, expressivo e pedagógico.

Para mais informações, os interessados deverão dirigir-se ao prédio do Caua,situado na rua Simão Bolivar, N0 215, Praça da Saudade, Centro (ao lado da Segunda Igreja Batista).

As listas dos aprovados serão divulgadas no dia 24 de julho, a partir das 9h, no mural da Divisão de Cursos. O período de matrícula será de 28 a 31 de julho. Se aprovado o aluno deverá dirigir-se a secretaria para orientações sobre sua matrícula. As aulas iniciam começam no dia 05 de Agosto.

Portaria estabelece procedimentos de segurança no prédio da reitoria

A reitoria da Ufam instituiu, por meio da portaria n° 1859, do dia 7 de julho de 2014,  procedimentos de segurança no âmbito do Prédio Administrativo. A proposta de instituição foi apresentada pela Divisão de Segurança (DS) da Prefeitura do Campus Universitário (PCU) e visa garantir maior segurança patrimonial e pessoal no prédio da Reitoria.

De acordo com a Portaria, o acesso regular do público interno e externo ocorrerá das 8 às 18h, e das 18 até 20h, acesso permitido ao público externo somente mediante identificação da pessoa, com a entrada registrada pelo agente de portaria em formulário próprio da Instituição, número de documento e o setor a ser visitado com hora da entrada e da saída. Seguindo mais adiante, após às 20h só será permitido a entrada de servidor devidamente autorizado pela Chefia de Gabinete da Reitoria.

 

Conduta dos agentes de portaria e práticas de segurança

Dentre os critérios estabelecidos, os agentes de portaria deverão manter postura adequada no posto de serviço, tanto na conduta quanto no uso do fardamento padrão, posicionar em ponto estratégico nas entradas de acesso ao prédio, conforme orientação técnica do superior hierárquico, observar a presença e a circulação das pessoas pelos locais, acompanhando e controlando com maior atenção as que apresentarem condutas impróprias ao ambiente institucional, devendo, se necessário, pedir apoio ao vigilante fixo do setor para que a Segurança Patrimonial possa adotar as providências cabíveis.

Após o término do expediente, os agentes deverão fiscalizar as portas e janelas dos setores do prédio e, em caso de se encontrarem abertas sem a presença de servidores, comunicar a vigilância para que sejam fechadas mediante elaboração de comunicação interna.

Projeto CEL matricula até 7 de agosto para o segundo semestre. Neste sábado (26), haverá atendimento das 9 às 13h.

A coordenação do Centro de Estudo de Línguas informa que neste sábado, 26 de julho, a secretaria do Projeto Cel atende, das 9h às 13h, os interessados em efetuar matrícula para o segundo semestre de 2014. As matrículas são realizadas na secretaria do  Projeto, localizada no Campus Universitário, Pavilhão Mário Ypiranga, sala 27 (último piso), no Instituto de Ciências Humanas e Letras – ICHL, e seguem até o dia 7 de agosto.

Os cursos de línguas oferecidos para o semestre de 2014/2 serão: inglês, francês, espanhol, japonês e português para estrangeiros.

Podem matricular-se candidatos acima de 16 anos, e a efetivação da matrícula ocorrerá somente após a entrega dos seguintes documentos: RG (original e cópia), CPF (original e cópia), comprovante de pagamento da Guia de Recolhimento da União - GRU (original e cópia) e comprovante de residência (cópia).

Para mais informações, confira o anexo, ou entre em contato com o projeto CEL pelo: 9142-8631. 

 

 

 

DRH capacita servidores para atuarem na elaboração do PAC 2015

O Departamento de Recursos Humanos (DRH) da Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários - PROCOMUN, através da Coordenação de Treinamento e Desenvolvimento (CTD), realizou, nos dias 17 e 18, o Curso de Formação para Agentes de Capacitação, cujo objetivo principal foi de instruir os participantes acerca de informações necessárias para relevantes para o exercício de suas atribuições junto às respectivas Unidades Administrativas e/ou Acadêmicas, como forma de assegurar o alcance dos objetivos definidos pelo DRH/CTD, no que se refere ao processo de construção do Plano Anual de Capacitação – PAC de 2015.

Leia mais...

Ufam participa de Conferência Internacional sobre os Grandes Rios do Mundo

As pressões e os impactos nos grandes rios mundiais têm aumentado nos últimos anos em razão da exploração humana. Para discutir o uso consciente da água, a 2ª Conferência Internacional sobre a Situação e o Futuro dos Grandes Rios do Mundo tem como objetivo aprofundar a investigação acerca do tema, sua gestão eficaz e sustentável.  A cerimônia de abertura ocorreu nesta segunda-feira, 21, e  no Salão Rio Solimões, do Hotel Tropical de Manaus.

Leia mais...

Encontro Norte de Bibliotecas Universitárias discute Acervo digital e Repositório de Produção Científica em agosto

O auditório da Escola de Enfermagem de Manaus (EEM) vai receber, nos dias 26 e 27 de agosto, profissionais de Biblioteconomia que atuem em Universidades para o Encontro Norte de Bibliotecas Universitárias. Pela primeira vez Manaus sedia o Encontro, que nesta edição discutirá temas como a aquisição de Acervo Digital das Universidades e a implantação do Repositório de Produção Científica da Ufam.

A diretora da Biblioteca Central (BC), professora Célia Simoneti, avalia como fundamentais as pautas do Encontro, pois serão definidos modelos de gestão de acervo e bancos de dados para a produção científica que ampliarão a oferta de conteúdo para a comunidade universitária. Para tratar da aquisição de acervo eletrônico para as bibliotecas da Ufam, as editoras Proquest e Ebsco irão apresentar modelos de negócio disponíveis para universidades. “Um dos modelos é o Consórcio, em que as coleções são compradas em parceria com outras universidades”, disse a professora.

Mas há outros modelos de negócio, dependendo da necessidade das instituições no acervo de e-books e outros títulos.  Será possível, por exemplo, adquirir por compra perpétua, em que todas as edições da obra serão disponibilizadas no sistema da biblioteca; ou por edição, que dá acesso apenas à edição adquirida.  Senhas de acesso dos usuários também serão implantadas, tal como ocorre para aquisição de livros físicos. Sobre o tema, ainda terá de ser discutida uma forma de incluir as obras no patrimônio, já que se trata de material digital.

 

Repositório de Produção Científica da Ufam

Outro tema a ser discutido no Encontro é a implantação do Repositório de Produção Científica da Ufam, cujo projeto já está sendo desenvolvido pela BC em parceria com o Centro de Processamento de Dados da Ufam (CPD). Em reunião promovida no último mês de abril, no Pará, pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), foi criada a Carta de Belém para definir a intencionalidade das Universidades em criar seus próprios repositórios de produção científica.

“Hoje nós temos na Ufam o banco de teses e dissertações, mas com a implantação do nosso Repositório, será possível ampliar a oferta de espaço e incluir artigos e material EAD, entre outros”, projetou a diretora da BC. Desse modo, no Encontro, em que haverá representantes do IBICT, será definido o modo de operacionalização do que foi discutido na Carta de Belém. Atualmente, as Federais do Pará e de Tocantins (UFPA e UFT) já possuem esse sistema de banco de dados.

Bibliotecários de universidades podem inscrever-se pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , informando nome completo e instituição de vínculo. Os participantes irão receber declaração.

Dúvidas ou informações? Ligue para (92) 3305-5051 (Biblioteca Central).

DAP divulga lista de projetos aprovados para Pibic 2014/2015

O Departamento de Apoio à Pesquisa da Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação divulga a lista de projetos aprovados da capital e do interior referente ao Programa Pibic 2014/2015. 

Departamento de Economia divulga calendário e instruções de concurso

O Departamento de Economia, da Faculdade de Estudos Sociais, divulga calendário do concurso para carreira de magistério superior na área de Teoria Econômica. As provas serão realizadas no prédio administrativo da FES, localizada no setor Norte da Universidade. 

Alunos de Engenharia Florestal recebem prêmio de empreendedorismo do Idesam

Quatro projetos desenvolvidos por estudantes de Engenharia Florestal foram premiados na última terça (15) pelo Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (Idesam). Foram submetidos ao Concurso Jovens Empreendedores Florestais 16 projetos de diferentes instituições de ensino do Amazonas.

Observar as oportunidades da floresta em suas cadeias de negócios e formas de beneficiamento extrativista foi o principal objetivo do concurso. Ao todo 32 estudantes de sete municípios do Amazonas participaram em grupos de trabalho que resultaram em 16 projetos sobre desenvolvimento da economia de base florestal do estado.  Os projetos foram distribuídos nas categorias: negócios florestais e usina de beneficiamento de produtos extrativistas. Acadêmicos, professores, pesquisadores de instituições de ensino superior e técnico, além de institutos de pesquisa como Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia, Participaram de todo o processo de construção do concurso.

Pensar nas possibilidades de gestão e uso de recursos naturais da região, propor alternativas que sejam da realidade das comunidades da Amazônia, ter uma postura empreendedora são lições que Sulianne Ferreira, acadêmica de Engenharia Florestal, que venceu na categoria “Negócios Florestais” com a Rede de Coleta de Sementes e Produção de Mudas. “Existem vários problemas e pessoas que pensam, que tem alternativas para esses problemas. Porém, não existe uma pessoa que apoia ou tenha iniciativa para desenvolver projetos. A rede que nós pensamos é um empreendimento que realmente posso implementar no futuro”, aponta Sulianne.  

Discutir sobre os ecossistemas de negócios florestais nesse cenário é fundamental para motivar novas ideias. “É preciso englobar a organização e seus respectivos fornecedores, clientes, enfim parceiros no negócio de forma estratégica, respeitando seu ciclo e demandas”, demonstra o secretário executivo do Idesam o engenheiro florestal Carlos Gabriel Koury. A realização do concurso é pioneira na Amazônia, pois “além de estimular a discussão da temática, reconheceu os talentos e projetos de base florestal”, informa Koury. Ele destaca também a evidente participação de alunos do interior do Amazonas: 37,5% das propostas submetidas tiveram origem interiorana. Dentre os eixos temáticos abordados nos projetos, os recorrentes foram artesanato, economia verde, biotecnologia e produtos naturais, é o que informa Bruno Oliva, um dos organizadores do concurso.

Para a coordenadora do curso de Engenharia Florestal da Ufam, a iniciativa do Idesam incentiva a produção acadêmica dos discentes e pesquisadores: “Nos orgulha muito saber que o futuro da Engenharia Florestal é promissor com esses jovens talentos. Sinto-me segura de afirmar que eles são futuros cientistas, futuros empreendedores, pois tem capacidade para isso, nós temos dado oportunidade para essas boas ideias”, completa.

 

Os alunos e projetos vencedores foram:

Categoria Negócios Florestais

- Gilmar Claro de Carvalho com o projeto Fortalecimento do extrativismo da castanha em Boa Esperança

- Ives San Diego de Amaral Saraiva com o projeto Viveiro de Mudas – Ayna

- Sulianne Idalior Paião Ferreira apresentando a Rede de Coleta de Sementes e Produção de Mudas

Categoria Usinas de Beneficiamento de Produtos Extrativistas

- Valdiek da Silva Menezes  com o projeto Fabricação de briquetes como alternativa para a gestão de resíduos de madeira em Manaus – AM 

Ouvidoria apresenta relatório de atividades a gestores da Universidade

Ouvidora da Ufam, professora Elisa Meneghini, durante a apresentação do Relatório de 2013Ouvidora da Ufam, professora Elisa Meneghini, durante a apresentação do Relatório de 2013Criada em 2010 para manter a efetiva comunicação entre a comunidade acadêmica, a sociedade em geral e os órgãos superiores da Universidade Federal do Amazonas, a Ouvidoria da Ufam é responsável por acolher e mediar manifestações, contribuindo dessa forma para melhoria de métodos, técnicas e processos institucionais.

Nesta segunda-feira, 14, a Ouvidora da Ufam, professora Elisa Meneghini, apresentou os números de atendimentos realizados em 2013 pela Ouvidoria institucional; destacou ações do setor e fez recomendações aos gestores para viabilizar o fiel cumprimento das determinações da Ouvidoria-Geral da União.

 Em 31 páginas, o relatório apontou que em 2013 foram acolhidas 622 manifestações através de atendimentos presenciais, da home Page SIGO (Sistema Informatizado para Gestão de Ouvidorias), do correio eletrônico, de ligações telefônicas, de correspondência via protocolo e do correio. Desse total, 330 das manifestações são pedidos de informações; 97 denúncias; 179 reclamações; 14 sugestões e 2 elogios.

Entre as ações destacadas no relatório, a Ouvidora citou a capacitação da equipe da Ouvidoria da Universidade pela Associação Brasileira dos Ouvidores; a pós-graduação em Gestão de Ouvidorias; a capacitação no curso de Libras; a presença na Oficina de Trabalho para alinhamento de Ações das Ouvidorias dos Hospitais Universitários; a participação no Fórum de Ouvidorias Públicas e privadas; na III Reunião das Ouvidorias Públicas e no XIII Encontro Nacional do Fórum dos Ouvidores Universitários.Gestores da Ufam acompanhando as estatísticas apontadas no relatório de atividades da OuvidoriaGestores da Ufam acompanhando as estatísticas apontadas no relatório de atividades da Ouvidoria

Entre as proposições de melhorias administrativas apresentadas aos gestores pela Ouvidora estavam a recomendação de celeridade nas respostas às manifestações encaminhadas pela Ouvidoria; a criação de manuais de procedimentos operacionais padrão (POP) da rotina de cada setor administrativo da Ufam;  a atualização da Carta de Serviços ao cidadão e a otimização das áreas de estacionamento dos campi da Ufam.

 

Entre as     recomendações acadêmicas, a Ouvidora destacou prioridades como a padronização dos sites das Unidades Acadêmicas existentes e a disponibilização das atas dos departamentos acadêmicos no site intitucional e o monitoramento das disciplinas ofertadas nos semestres, principalmente as obrigatórias.

Para a Ouvidora da Ufam, professora Elisa Meneghini, o olhar externo dos usuários    dos serviços da Universidade permite à Instituição avaliar melhor a qualidade dos serviços que oferece, além de promover a melhoria contínua em todos os setores. "O importante em ter uma ouvidoria implantada é que ela passa a funcionar como uma espécie de consultoria    gratuita, permitida pelo contato direto com a percepção dos usuários dos nossos serviços, os quais trazem os problemas sem filtros. Ao acolhermos as manifestações e ao acompanharmos o trajeto até uma resposta final efetiva, temos condições de enxergar melhor     os problemas do usuário, alguém que faz uso dos serviços que nós oferecemos", declarou.

A apresentação do relatório aconteceu na tarde desta segunda-feira (14), na sala de reuniões da Reitoria.

 

Procomun/Daest divulga procedimentos aos Centros Acadêmicos que participarão dos JUUFAM 2014

A Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários (Procomun), por meio do Departamento de Apoio ao Estudante (DAEST)/Desporto, divulga aos Centros Acadêmicos, o Memorando Circular informando o procedimento para que os mesmos estejam aptos para representar o curso perante a Comissão Organizadora do XI JUUFAM, no que diz respeito a inscrições do curso, das equipes e dos atletas em cada modalidade.

                                                                                   

Memo Centro Acadêmico XI JUUFAM 2014