Servidoras do INC recebem treinamento na ProGesp

Equipe da ProGesp com as servidoras do INC (no centro da foto)Equipe da ProGesp com as servidoras do INC (no centro da foto)A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas da Ufam - ProGesp - recebeu durante esta semana as servidoras do Instituto Natureza e Cultura de Benjamin Constant - INCBC -, Michele Firmino Guimarães e Cláudia dos Santos Lima, para uma visita técnica aos departamentos da ProGesp com o objetivo de melhorar o atendimento aos servidores do Instituto. As servidoras receberam treinamento sobre o funcionamento do sistema que dá acesso a informações da vida funcional dos servidores.

A Assistente Social, Cláudia dos Santos, e a psicóloga, Michele Guimarães, do INCBC, estiveram durante esta semana sob treinamento na Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas. O treinamento foi solicitado pela servidora Cláudia Lima, gerente de Assuntos Comunitários do INCBC, para melhorar o atendimento a solicitações dos servidores por diversas demandas administrativas e funcionais no Instituto.

“Não tínhamos conhecimento de como funcionava o sistema que dá acesso a informações. Para lançar férias, ter acesso a contracheque, entre outras informações que eram solicitadas na Gerência de Assuntos Comunitários do INC, não sabíamos como atender. O acesso ao SIGEPE só é possível por meio do certificado digital Token. Recebemos o treinamento, passamos pelos Departamentos da ProGesp vendo o funcionamento dos setores, e esperamos atender melhor nossa comunidade”, disse a gerente de assuntos comunitários do INC, Cláudia Lima.

A coordenadora da Divisão de Recursos Humanos do INC, a psicóloga Michele Guimarães, afirmou que o treinamento vai resultar na melhoria do atendimento aos servidores do Instituto de Benjamin Constant. “Aprendemos ter acesso ao Sistema de Gestão de Pessoas do Governo Federal. Isso vai dar rapidez ao atendimento no Instituto. As solicitações que chegavam a Gerência não podiam ter respostas imediatas porque não sabíamos como acessar ao sistema. O treinamento que recebemos As servidoras do INC, Cláudia Lima e Michele Guimarães em treinamentoAs servidoras do INC, Cláudia Lima e Michele Guimarães em treinamentodurante esta semana, aqui na ProGesp, vai qualificar o atendimento para nossa comunidade acadêmica”, destacou a coordenadora.

O Instituto Natureza e Cultura localiza-se no município de Benjamin Constant a 1.180 Km da capital em linha reta, no Alto Solimões. Tem 100 servidores (técnicos administrativos e professores) e 1.300 estudantes onde 255 são indígenas das etnias Witota, Kokama, Ticuna, Kambeba, mayuruna e Marubo. São oferecidos seis cursos de graduação (Administração, Biologia e Química, Ciências Agrárias, Antropologia, Pedagogia e Letras)   

UFAM discute na primeira semana de maio, perspectivas e futuro da cadeia produtiva de juta e malva no Amazonas que atravessa crise

Banco de sementes da juta (germoplasma), na Fazenda Experimental da UfamBanco de sementes da juta (germoplasma), na Fazenda Experimental da UfamA discussão de alternativas para melhorar a produção de juta e malva no Amazonas é o tema de workshop que acontece das 8h às 18h nos dias 4 e 5 de maio no Auditório Copaíba, no Centro de Ciências do Ambiente da Universidade Federal do Amazonas (UFAM).

O Amazonas é o maior produtor de fibra de juta e malva do Brasil. Dados de 2013 apontam que foram produzidos 7.850 toneladas no País. Desse total, segundo os dados do IFFIBRAM, o Amazonas produziu 6.570 toneladas. Apesar de ser o líder em produção, os números estão em queda.

“O setor passa por uma crise, uma vez que há pouca semente no Estado. Ela vem do Pará e existe muita burocracia para chegar até aqui, pois a semente não é certificada. Precisamos discutir alternativas para a produção de semente e melhorar a vida do produtor”, disse a coordenadora do evento, professora Albejamere Castro.

O evento está sendo promovido pela Fundação de Amparo à Pesquisa no Amazonas (FAPEAM) e organizado pelo Núcleo de Socioeconomia da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA), o qual tem como tema o 2º Workshop de Estratégias de Dinamização da Cadeia Produtiva de Juta e Malva no Estado do Amazonas.

Mesas-redondas, apresentação de trabalhos técnico-científicos, oficina de capacitação e relatos de experiências e mostra de produtos fabricados a partir das fibras de malva fazem parte da programação.

O público-alvo será formado por agricultores, técnicos de extensão rural, pesquisadores, professores, alunos, indústrias do segmento e representantes governamentais.

A questão norteadora é o futuro da produção de malva na visão da indústria, de representantes do setor e de órgãos estaduais e federais, a pesquisa e extensão para o setor de fibra de malva e os desafios e potencialidades para criação de uma política de apoio à cadeia de juta e malva no Amazonas.

Além disso, haverá uma oficina de capacitação de produção e beneficiamento de semente de malva na Fazenda Experimental da UFAM, com visita à primeira coleção de banco de sementes da juta (germoplasma) do Amazonas, bem como aos experimentos que envolvem esta cultura.

Notícia relacionada

Nusec realiza nos dias 04 e 05 de maio o 2º Workshop sobre Juta e Malva

Abertas as inscrições para a contratação de professores substitutos

A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) através da Coordenação de Recrutamento e Seleção (CRS) e do Departamento de Desenvolvimento de Pessoas (DDP) vínculado a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp), torna pública a abertura do Processo Seletivo Simplificado, destinado à contratação de Professores Substitutos em caráter temporário, para atender demandas de Unidades Acadêmicas da Capital e demais municípios do Amazonas (Itacoatiara, Parintins, Humaitá e Coari).

São quatorze vagas com requisitos variados para as áreas de Odontologia, Psicologia, Pedagogia, Jornalismo, Letras, Física e Educação Física. A remuneração varia de R$ 2.814,01 a R$ 3.799,70, com carga horária de 40h. As inscrições devem ser feitas no período de 2 a 6 de maio, das 9h às 11h e das 14h às 17h, diretamente nas secretarias das Unidades Acadêmicas ofertantes das vagas.

O Edital, bem como os endereços de cada Unidade Acadêmica e seus respectivos contatos, estão disponíveis no endereço eletrônico da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas.

Outras informações pelo telefone (92) 3305-1487 ou pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


 

 

Alienação parental é discutida por profissionais e acadêmicos na Ufam

Palestrantes abordam diversos pontos de vista sobre o temaPalestrantes abordam diversos pontos de vista sobre o temaEstudantes e profissionais das áreas de Psicologia, Direito e Serviço Social participaram do I Seminário de Psicologia Jurídica, promovido pelo Centro Acadêmico do curso (Capsi) com o apoio da Associação Brasileira de Psicologia Social (Abrapso) e da Faculdade de Psicologia da Ufam (Fapsi) no dia 28 de abril de 2016.

A proposta do tema, de acordo com a presidente do Capsi, Kelly Uchôa, contempla e comemora o “Dia Internacional de Combate à Alienação Parental”, comemorado na última terça-feira, 26 de abril de 2016. “Trata-se de um tema muito recorrente quando se trabalha com Psicologia Jurídica no âmbito do Direito de Família. E a ideia é trazer para alunos do curso e de áreas afins para essa discussão com profissionais que trabalham com a psicologia social, com o Direito em si e na interface disso, como é o caso da prática da psicologia forense”, expõe Kelly.

O conceito de Alienação parental, que teve origem nos estudos de Richard Gardner sob o nome de “síndrome de alienação parental”, foi abordado por legislação especial (Lei 12.318, de 26 de agosto de 2010) e diz respeito às formas de interferência na formação psicológica da criança ou do adolescente “promovida ou induzida por um dos genitores, pelos avós ou pelos que tenham a criança ou o adolescente sob sua guarda ou vigilância”. O resultado é prejudicial à manutenção dos vínculos familiares, tornando a criança um objeto de litígio.

A questão que se coloca, na concepção da diretora da Fapsi e palestrante, professora Iolete Ribeiro, é sobre como os profissionais estão se preparando para lidar com as ocorrências de alienação parental. Ela cita os contatos que os acadêmicos têm com o tema, especialmente no direito de família, desde a graduação. “Temos alunos de Psicologia, Direito e Serviço Social atuando nos Centros de Conciliação e outros estagiando no Tribunal de Justiça, além dos grupos de pesquisa. Na grade curricular, a disciplina de Psicologia Jurídica também contribui para a compreensão desse fenômeno”, aponta a docente.

Estudantes de Psicologia pretendem atuar na área forenseEstudantes de Psicologia pretendem atuar na área forenseA estudante do 7º período de Psicologia da Faculdade Metropolitana de Manaus (Fametro), Edilene Pinheiro, está cursando a disciplina que trata dos direitos e deveres da família, mas acredita que, no mercado local, essa área de atuação ainda continua escassa. “Falta mercado em Manaus. Há muitos profissionais sendo formados pelas faculdades, mas não há vagas”. Em contraposição, o Novo Código do Processo Civil, em seu artigo 699, fala que “o juiz deve estar acompanhado de um profissional nos casos em que houver abuso ou alienação parental”. O entendimento é de que a estrutura do judiciário ainda não está apta às exigências legais.

Objeto de disputa – a avaliação da promotora da 23ª Promotoria de Justiça que atua na 5ª Vara de Família de Manaus, Anabel Mendonça de Souza, é de que o sistema judiciário precisa viabilizar decisões que contemplem uma avaliação efetiva da realidade. “Hoje, por falta de estrutura e de profissionais, a lei da Alienação Parental é mal aplicada. O máximo que se consegue é uma única entrevista com a criança e com os pais ou um deles. Assim, não há efetividade no relatório produzido, especialmente nos casos em que as crianças são usadas como instrumentos de vingança pelos alienantes em relação aos alienados”, esclarece ela.

Na palestra intitulada “Judicialização da vida e alienação parental”, a professora Iolete Ribeiro aponta falhas nos processos “meramente” jurídicos, nos centro dos quais a criança ou o adolescente é tratado como objeto de litígio entre os pais, e seus interesses, que deveriam ser priorizados, são, ao invés disso, denegados. “Mesmo numa ação de divórcio, de guarda ou de prestação de alimentos, os pais não deixam de ser pais. Não se deve usar a fala da criança para a produção de provas dentro da lógica adversarial. É preciso buscar sempre o melhor interesse da criança, o cuidado e responsabilidade”, enfatiza. A docente finaliza com o questionamento: “Quem, de fato, está sendo usurpado de direitos?”.

Público é formado por acadêmicos e profissionais de pelo menos três áreasPúblico é formado por acadêmicos e profissionais de pelo menos três áreas

 

Multidisciplinar – A promotora Anabel Mendonça de Souza, ainda sobre a natureza da alienação parental, a coloca como uma questão complexa, de caráter biopsicossocial. Para ela, cada vez mais os ‘operadores do Direito’ compreendem a necessidade de trabalhar com profissionais de outras áreas. “Em especial na área de Família, quando não se trata de questões objetivas, o trabalho deve ser ainda mais intenso e efetivo”, comenta. “Tive vários casos em que a alienação parental está relacionada à acusação por abuso sexual. Essa é uma situação extrema em que a criança é submetida a fortes interferências em seu psicológico”, aponta a promotora.

Atuando no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) há dois anos, a perita em Psicologia Vanessa Costa Ribeiro falou sobre como lida com o litígio familista e o fenômeno da alienação parental na sua prática profissional. “Percebemos que, hoje, o judiciário tem utilizado mais uma perspectiva multidisciplinar a partir da atuação de especialistas auxiliares”, diz ela. “A demanda judicial é concentrada, por exemplo, uma ação de alimentos ou de guarda; mas nós atuamos para ‘decifrar’ a mensagem subjetiva que o operador do direito não domina, porque a família é uma construção cultural que molda a estrutura psíquica do sujeito”, completa. 

2ª Feira de Ciências Gerontológicas promove educação para o envelhecimento

Feira aborda importância da atividade física Feira aborda importância da atividade física Nesta quinta-feira (28) ocorreu a 2ª Feira de Ciências Gerontológicas, a atividade é parte do Programa Idoso Feliz Participa Sempre – Universidade na 3ª Idade Adulta (Pifps) da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia (Feff), da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Reitora Márcia Perales em visita a estandes da FeiraReitora Márcia Perales em visita a estandes da FeiraDurante a manhã, a reitora da Universidade, professora Márcia Perales, realizou a abertura oficial do evento e visitou os estandes da Feira. A gestora destacou o importante trabalho desenvolvido pelo programa, o qual é um excelente exemplo das ações de extensão da Ufam. Em mais de 20 anos de atividade, o programa tem atuado na melhoria da qualidade de vida de idosos de Manaus. “Ter vida com qualidade tem que ser uma busca permanente de todos nós e creio que esse programa reflete exatamente a importância dessa busca permanente”, declarou.

Na Feira, os idosos participantes do programa falaram sobre temas referentes às disciplinas ministradas no curso, como importância da dança na vida do idoso, sistema locomotor, sistema respiratório e sistema articular.

Professora Rita Puga, coordenadora do PIFPSProfessora Rita Puga, coordenadora do PIFPSAlém disso, o evento apresentou a história e regras das diversas modalidades esportivas gerontológicas como o Gerontovoleibol, que é similar ao vôleibol, com adequações que visam o melhor aproveitamento por parte dos idosos. Como explica a professora Rita Puga, coordenadora do evento. “As atividades são divididas em modalidades de salão e esportivas, as de salão são para pessoas com mais dificuldades, as esportivas, com mais facilidade.”

Programa proporciona mais saúde para participantesPrograma proporciona mais saúde para participantesAinda segundo a professora, um dos objetivos da Feira é fixar as informações apresentadas nas disciplinas teóricas do curso como forma de melhorar a qualidade de vida dos idosos. “Algumas causas de morte na terceira idade poderiam ser evitadas com uma educação voltada nesse sentido”.  

Para a acadêmica, Vera Palheta, participante do programa há treze anos, “a prática de dança é muito importante na vida do idoso, pois traz muitos benefícios como melhoria da coordenação motora, da autoestima, a qualidade do sono, eleva a capacidade respiratória, favorece a manutenção do peso”.

Já para Maria, integrante do programa há dez anos, o projeto é muito benéfico, pois proporciona excelentes oportunidades de socialização. “Aqui a gente passeia, conversa e ainda se exercita. Faça uma força e venha, saia da inércia”, finalizou, convidando outros idosos a ingressar no programa.

Servidores têm pressão arterial aferida durante Semana Nacional da Prevenção

Servidores da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), por meio do Centro de Atendimento Integral à Saúde (CAIS), estão fazendo um itinerário pelas unidades do campus Arthur Virgílio Filho para aferimento de pressão e distribuição de material educativo. A ação faz parte da Semana Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial.

O grupo composto por quatro técnicas em enfermagem e servidoras da UFAM visitou, nesta quarta-feira (27), as dependências da Faculdade de Direito. A técnica em enfermagem Maria Aldenora que muitos servidores da universidade não conhecem a localização do CAIS. "Decidimos ir atrás dos servidores para tentar identificar se há algum caso de hipertensão", explica.

O servidor Cláudio Pacheco, de 43 anos, trabalha na Secretaria da Faculdade de Direito teve a pressão aferida pela equipe. Ele já sabia que era hipertenso e inclusive já havia iniciado tratamento anteriormente. "Acho importante essa ação proativa da instituição que demonstra preocupação com seus colaboradores. É também importante que os hipertensos sejam diagnosticados", afirmou.

A ação irá percorre o Campus Universitário, passando pela Faculdade de Ciências Agrárias (FCA); Faculdade de Educação Física e Fisioterapia (FEFF); Faculdade de Estudos Sociais (FES); Faculdade de Direito (FD); Instituto de Computação (ICOMP); a Comissão Permanente de Concursos Públicos (COMPEC); e encerrado no Prédio Administrativo.

Palestra
O CAIS informa que na sexta-feira (29) haverá uma palestra sobre hipertensão, no Auditório da
Pró-reitoria de Gestão de Pessoas, com início às 14h30.

Nusec prorroga prazo de envio de artigos para o I Simpósio de Organização Social e de Mercado: Sustentabilidade em Comunidades Rurais do Amazonas

O Núcleo de Socioeconomia da Ufam prorrogou até o dia 29 de abril, o prazo de envio de artigos a serem apresentados no “I Simpósio de Organização Social e de Mercado: Sustentabilidade em Comunidades Rurais do Amazonas”, que ocorrerá nos 05 e 06 de maio, na Faculdade de Ciências Agrárias (FCA), setor sul do Campus Universitário.

Os resumos devem ser enviados para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . No dia 02 de maio serão divulgados os trabalhos aprovados. Em anexo seguem as normas de envio.

Dúvidas?(92) 99384-4874 / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Notícia Relacionada

Simpósio do Núcleo de Socioeconomia da Ufam está com inscrições abertas para trabalhos

Anexos:
Fazer download deste arquivo (NOVA_NORMAS DE ENVIO DE RESUMO DO SIMPÓSIO.pdf)Normas de Envio de Resumos[ ]995 kB

Curso de Nivelamento em Matemática para calouros busca aumentar aprovações

Professor Disney Douglas explicando aos alunos o funcionamento do curso-Professor Disney Douglas explicando aos alunos o funcionamento do curso-O Departamento de Matemática da Universidade Federal do Amazonas - Ufam - realizou nesta quarta-feira, 27, no auditório Eulálio Chaves, aula inaugural do Curso de Nivelamento em Matemática, direcionado a estudantes dos cursos de Ciências Exatas, Agrárias, Ciências da Computação, Estudos Sociais e Tecnologia (Engenharias), que irão ingressar na Instituição no dia 25 de maio.

O curso tem o propósito de auxiliar os alunos que estão ingressando na Universidade e que possuem em sua grade curricular a disciplina Cálculo I, como os do Instituto de Ciências Exatas (ICE); das Faculdade de Tecnologia (FT); Faculdade de Ciências Agrárias (FCA); Faculdade de Estudos Sociais (FES); e do Instituto de Computação (Icomp), devido ao índice de reprovação na disciplina.

A mesa de abertura contou com a participação do pró-reitor de Ensino de Graduação Lucídio Santos, do chefe do departamento de Matemática Henrique Refert e do professor do curso de Matemática Disney Douglas. Mais de 600 alunos compareceram ao local para receberem informações para suas participações. O curso terá a duração de um mês, com aulas presencias e semipresenciais na plataforma Moodle utilizada no ensino a distância.

“A Pró-Reitoria de Ensino de Graduação reconhece o esforço dos professores do curso de Matemática em elaborar um curso de Nivelamento em Matemática para os novos estudantes. Os alunos desta área têm dificuldades para serem aprovados na disciplina Cálculo I. A ideia é reverter estes números elevados nesta disciplina oferecendo, antes de iniciarem seus cursos, um conteúdo básico em Matemática de forma semipresencial. Precisamos alterar estes números com a colaboração de todos. Esta é uma ação que a Proeg está apoiando com o objetivo de motivar os novos alunos.  Espero que todos se esforcem para mudar estes números”, destacou o pró-reitor de Ensino de Graduação Lucídio Rocha dos Santos.

O chefe do departamento de Matemática, Henrique Refert, afirmou que Cálculo I é a disciplina que tem o maior número de reprovação na Ufam. “As cinco disciplinas que mais reprovam na Instituição são do departamento de Matemática. O curso de Nivelamento oferecido antes dos estudantes ingressarem é importante para alterar este quadro. A Matemática assusta desde quando a gente nasce. Esse problema se reflete em vários locais, não só no ensino Fundamental e Médio, mas também na nossa universidade. Estamos preparando os alunos para que não tenham dificuldades quando cursarem a disciplina”, disse o professor Henrique Refert. "Os alunos estão tendo a oportunidade de tomar ciência destas dificuldades e estar recebendo a pílula necessária para que elas sejam minimizadas", afirmou.

“Espero que o curso dê uma boa base e que possa me ajudar na aprovação, assim como a todos os outros alunos. É importante que mais alunos sejam aprovados”, disse Nathanael Norio Lima Saito aprovado no curso de Engenharia Elétrica.

“Achei uma iniciativa bacana. Foi generoso oferecer este curso para os estudantes que chegam do Ensino Médio sem base de Matemática. Espero que o curso de Nivelamento nos dê estes fundamentos”, ressaltou a estudante do curso de Engenharia de Alimentos, Maria Vitalina dos Santos Silva.   

Formulários de avaliação do Curso de Redação Oficial devem ser entregues até o dia 13 de maio na ProGesp

A Coordenação de Treinamento e Desenvolvimento (CTD), da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (ProGesp) estará enviando para os técnico-administrativos que participaram do Curso de Redação Oficial, na modalidade à distância, no período de 12 a 31 de janeiro de 2016, formulários de avaliação de Eficácia referente ao Curso.

Serão encaminhados dois formulários via protocolo: um para o gestor e outro para o servidor capacitado. Depois de respondidos, os documentos devem ser devolvidos para a CTD até o dia 13 de maio.  

A avaliação de eficácia está prevista no Plano Anual de Capacitação (PAC) e tem por objetivo assegurar os requisitos de qualidade esperados, comprovar sua eficácia e monitorar os resultados obtidos com aplicação de treinamentos na Ufam.

Outras informações pelo telefone: (92) 3305-1487. E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Notícia relacionada:

Progesp abre inscrição para curso de Redação Oficial até 4 de janeiro

 

I Seminário da Libras realiza palestras sobre a história da Língua de Sinais

Alunos da UFAM e do Colégio Estadual Augusto Carneiro, presenciaram o I Seminário da LibrasAlunos da UFAM e do Colégio Estadual Augusto Carneiro, presenciaram o I Seminário da LibrasTeve início na tarde desta segunda-feira (25), o I Seminário em Comemoração ao Dia Nacional da Libras, celebrado no dia 24 de abril. O primeiro dia do evento aconteceu no Auditório Eulálio Chaves, setor Sul do Campus Universitário Arthur Virgílio Filho, em Manaus, e contou com a realização de três palestras, realizadas pelos professores do próprio Departamento de Letras Libras (DLL) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Na terça-feira (26), das 9h às 12h, será realizada uma exposição, organizada pelos próprios discentes do Curso de Letras Libras e das disciplinas de Libras A e B, das diversas áreas de graduação da UFAM, seguindo para as oficinas que ocorrem a partir das 14h, encerrando o evento.

Mesa redonda composta pelos professores Joana Angélica, Hamilton Rodrigues, Simone Baçal e Rosiane Sousa. da esq. para direitaMesa redonda composta pelos professores Joana Angélica, Hamilton Rodrigues, Simone Baçal e Rosiane Sousa. da esq. para direita

A mesa de abertura foi composta pela Diretora do Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL), professora Simone Eneida Baçal de Oliveira; a pedagoga do Colégio Estadual Augusto Carneiro, professora Rosiane Sousa da Silva; o presidente da Associação de Surdos de Manaus (ASMAN), professor Hamilton Rodrigues; e pela chefa do Departamento de Letras Libras, professora Joana Angélica.

Segundo a professora Simone Baçal, deve-se ampliar, cada vez mais, o acesso e a inclusão dentro das políticas públicas, e em particular na política educacional do Ensino Superior “É muito importante porque, muitas vezes, a nossa inabilidade em certas áreas no campo da educação, não nos deixa perceber as dificuldades que as crianças apresentam desde a sua infância. É importante essa visibilidade, o quanto antes, pois somos formadores de opiniões”, ressalta a professora.

Professora Joana Angélica, durante palestra sobre “Conhecendo a Lei de Libras – Questões legais, Política e Educacional"Professora Joana Angélica, durante palestra sobre “Conhecendo a Lei de Libras – Questões legais, Política e Educacional"

Durante a primeira palestra que teve como tema: “Conhecendo a Lei de Libras – Questões legais, Política e Educacional”, realizada pela professora Joana Angélica, foi apresentado para o público à trajetória dos surdos, até terem a Língua de Sinais reconhecida como meio de comunicação e expressão, por meio da Lei 10.436, em 2002. “A língua de sinais constitui a essência dos surdos, é através dela que ele consegue mostrar, esclarecer e apresentar os seus sentimentos, as suas ações, consegue ter o seu desenvolvimento intelectual”, relata Joana Angélica. “Trouxe toda essa trajetória, para apresentar que no passado não houve lei. O surdo, no passado, ele era considerado invisível”.

O evento segue com a palestra “O que é Libras? Construindo e desconstruindo conceitos sobre essa língua”, realizada pelo professor Fábio Tadeu Cabral; seguindo para a palestra sobre a “Atuação do Tradutor Intérprete de Libras na Universidade Federal do Amazonas – um relato de experiência”, realizada pelos Tradutores e Intérpretes em Língua Brasileira de Sinais (Tilbs), Joabe Barbosa e Suzany Haddad, encerrando o primeiro dia do Seminário.

Documento "Nada Consta" da Biblioteca estará disponível para emissão on-line entre os dias 6 e 11 de maio

A Biblioteca Central  da Ufam informa aos alunos finalistas de cursos de graduação que o "Nada Consta" estará disponível para emissão no Portal do Aluno, entre os dias 6 e 11 de maio.  O documento é requisito para colação de grau e recebimento de diploma.

A Biblioteca Central disponibilizou um QR Code (anexo) para acesso a um tutorial que explica como fazer a emissão do documento. Outro acesso ao tutorial é pelo site do Sistemas de Bibliotecas da Universidade Federal do Amazonas (Sistebib).

Telefones e e-mails: (92) 3305-1181 ramal: 2150 / 2152 / 5071 / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Fiocruz inscreve para programa de iniciação científica até o dia 20 de maio

O Instituto Leônidas e Maria Deane da Fundação Oswaldo Cruz Amazônia (ILMD/Fiocruz) tornou pública, por meio do edital 2016/2017, a abertura das inscrições e as normas para o processo seletivo de candidatos ao Programa de Iniciação Científica (PIC), com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

Com o objetivo de despertar e incentivar a vocação científica na área da pesquisa entre estudantes de graduação e contribuir para a formação de recursos humanos para a pesquisa, além de estimular pesquisadores a envolverem estudantes de graduação nas suas atividades científicas, tecnológicas e profissionais, o projeto proporciona aos bolsistas, orientados por pesquisadores qualificados, a aprendizagem de técnicas e métodos de pesquisa.

Inscrição

As inscrições ocorrem até o dia 20 de maio e devem ser realizadas na Coordenação do PIC, localizada na Secretaria de Pesquisa do prédio anexo. As atividades dos bolsistas iniciam no dia 1° de agosto de 2016.

Para participar do Projeto, o orientador e o aluno devem estar cadastrados no Banco de Pesquisadores da Fapeam (SIGFAPEAM), disponível neste link, e estar com o Currículo Lattes atualizado e disponível no site.

Os orientadores devem entregar à Coordenação do PIC/ILMD: uma cópia impressa do projeto completo; a documentação do orientador e do discente, original e cópia. O projeto será avaliado pelo comitê composto pelos pesquisadores seniores do Programa, podendo este grupo fazer recomendações para melhoria do projeto, ou a desclassificação de tal.

Novos projetos

Para quem irá participar pela primeira vez do PIC, os requisitos são:

  • Estar regularmente matriculado em um curso de graduação, de uma Instituição de Ensino Superior Pública ou Privada, reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);
  • Ter Coeficiente de Rendimento Acumulado (CRA) com valor igual, ou maior do que 7,0 (sete);
  • Não possuir reprovação em disciplinas relacionadas com as atividades do projeto de pesquisa.

Em caso de renovação de bolsa, o bolsista será avaliado oralmente na Reunião Anual de Iniciação Científica (RAIC), realizada nos dias 2 e 3 de junho de 2016. Caso a banca de avaliadores considere o desempenho do estudante na apresentação, o bolsista não será renovado, e o pedido de renovação de projeto, junto a outro bolsista, será considerado como uma nova solicitação.

A pré-avaliação dos projetos enviados ocorre de 20 a 30 de maio e a entrega do projeto corrigido à coordenação do PIC/ILMD, acontece até o dia 29 de junho. O resultado final da avaliação sai no dia 30 de junho.

Confira as deliberações do Consepe do dia 18/04

A Universidade Federal do Amazonas (UFAM) divulga as deliberações realizadas durante a última reunião do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe), realizada na última segunda-feira (18/04).

Hoje é dia de plantar! Projeto realiza oficina de plantio na Ufam e mobiliza acadêmicos

Plantio de 60 mudas ocorreu em área próxima do ICEPlantio de 60 mudas ocorreu em área próxima do ICEIniciativa de cinco alunos, idealizado na disciplina de Educação Ambiental do curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Amazonas, o projeto Plante mobiliza a comunidade acadêmica sobre seu papel no cuidado da área de floresta do campus universitário, que é a terceira maior do mundo. O plantio ocorreu nesta quarta-feira, 20, numa área ao lado do Bloco de Química do Instituto de Ciências Exatas (ICE).

Cerca de 60 mudas de espécies nativas irão recompor a paisagem natural do local. A reposição de biomassa na conclusão de obras de ampliação da estrutura física da Universidade já é uma prática da Prefeitura do Campus Universitário (PCU). Já o professor Marcelo Gordo, através do Projeto Sauim de Coleira, promove o trabalho de replantio na área do campus, e foi ele quem doou as mudas para esta atividade.

O esforço institucional passa pela consolidação da Política de Gestão Ambiental da Ufam, lançada em 2014. Os principais eixos são: consumo consciente, educação ambiental, proteção da fauna e da flora, gestão de resíduos e eficiência energética. O Centro de Ciências do Ambiente (CCA) é órgão suplementar responsável por planejar e implantar e avaliar os projetos da Instituição na área de Meio Ambiente.

Mobilização e compromisso– a docente da disciplina Educação Ambiental e integrante do CCA, professora Maria Olívia, destaca o papel dos estudantes no curso de uma ação sistemática para identificar as dimensões ecológica, social, econômica e cultural relacionadas ao tema. “Fizemos primeiro um trabalho diagnóstico, depois foram realizados os projetos, cujo mérito é totalmente dos alunos”, enfatizou. “Este projeto, em especial, é fruto de uma parceria intrainstitucional”, ressaltou ela.Palestras compuseram a formação teórica do eventoPalestras compuseram a formação teórica do evento

O Plante é uma dessas iniciativas, empreendida pelos alunos Sérgio Cunha, Keyte Bianca, Alana Lopes, Violeta Areosa e Layla Tabosa. “Estamos felizes porque nossa ideia foi bem recebida pela comunidade. Esse é um trabalho que está dividido em duas partes: a primeira é a educação, a parte teórica, através das palestras; a segunda diz respeito ao plantio, em que os participantes vão a campo”, ressalta Sérgio Cunha. “Trabalhamos em parceria com o professor Gordo, com o CCA e com a Prefeitura do Campus. O que estamos fazendo aqui é uma semente, e contamos com o apoio da Administração Superior para desenvolvê-la”, completou.

Arborização– a professora Narrúbia Almeida, do curso de Engenharia Florestal, proferiu a palestra ‘Técnicas de revegetação utilizadas na recuperação de áreas alteradas ou degradadas’. Quando o local está degradado, não há condições de recuperação sem que haja ação antrópica (do ser humano). Quando ele está alterado, é possível que se recupere por si mesmo. “As principais causas da degradação são a expansão urbana, a construção de estradas e rodovias; expansão agropecuária; exploração madeireira e mineral; e construção de hidrelétricas”, elencou a docente.

Amanda compementa a formação como gestora ambientalAmanda compementa a formação como gestora ambiental

Em adição a pesquisadora Narrúbia apresentou as etapas necessárias para um projeto de recomposição florestal. “Inicialmente, se faz a avaliação da área degradada, seguida de levantamento da vegetação regional característica, do sistema de revegetação, das atividades de recomposição, do plantio, da manutenção e da avaliação do projeto”, disse ela. A professora concluiu citando alguns projetos de monografia que têm sido desenvolvidos na área do campus para recuperação e avaliação de áreas de floresta.

A segunda palestra foi proferida pela engenheira florestal Conceição Vargas, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmas). Ela falou sobre arborização urbana, dos projetos e dos desafios que Manaus vive hoje nesse setor. “A Secretaria está aberta a parcerias com instituições públicas, comunidades e pessoas físicas. Encerramos recentemente uma parceria que tínhamos com o Centro de Sementes da Ufam, pela qual recebíamos sementes para o cultivo no Orto Municipal”, recordou.

Amanda Leite, estudante do 3º período do Tecnológico em Gestão Ambiental da Faculdade Salesiana Dom Bosco (FSDB), ficou satisfeita com o resultado das atividades. “Aprendi como é o procedimento na prática sobre o plantio de mudas. Desde o início, a palestra foi ótima e a metodologia esclarecedora. Eu fui capaz de colocar as técnicas em prática na etapa do plantio. Pretendo participar de outros eventos na Ufam”, disse.

Bibliotecas da Praça 14 estarão fechadas na sexta-feira (22)

A Universidade Federal do Amazonas (UFAM) informa que na sexta-feira (22), a Biblioteca Central (BC­­), no Bairro Praça 14 e a Biblioteca da Faculdade de Ciências da Saúde, localizadas na Rua Ayrão, 1033A, estarão fechadas devido à dedetização de suas dependências.

Para mais informações, entrar em contato pelos telefones (92) 3305-5052/5053. 

PROFMAT divulga lista de classificados

O Exame Nacional de Acesso ao Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (PROFMAT), divulga a lista de classificados ao processo e as listas de espera de professores da rede pública e de demanda social.

Conforme o edital N° 07/2015 do PROFMAT, a primeira fase de matrícula ocorre dos dias 02 a 04 de maio, e a segunda fase nos dias 05 e 06 de maio de 2016.

Mais informações com o professor Disney Douglas, coordenador regional do PROFMAT. E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . Secretaria de Pós-Graduação do Departamento de Matemática: (92) 3305-4604

Exposições do Museu Amazônico estarão abertas durante feriado

Material lítico polido, pilão e mão de pilão. Foto: Mireia RodriguezMaterial lítico polido, pilão e mão de pilão. Foto: Mireia RodriguezO Museu Amazônico da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), informa que, das 9h às 16h, desta quinta-feira (21), o local estará aberto para o público em geral. Os visitantes irão encontrar no andar superior do Museu, a exposição permanente que mostra alguns costumes dos povos da Amazônia com seu acervo etnográfico e arqueológico.

No primeiro andar estará aberta a exposição Amazônia Arqueológica, que mostra artefatos líticos e cerâmicos do estado do Amazonas que, atualmente, estão sob a guarda do Laboratório de Arqueologia do Museu. A exposição está dividida em duas salas com os temas: “Mentes Criativas e Rochas Transformadas: Exposição de Tecnologia Lítica” e “Diversidade da Cerâmica Arqueológica no Amazonas”

Dentre os artefatos arqueológicos em exposição, encontrados no Sítio Arqueológico D. Stella, estão materiais lascados e polidos; abrasador; lâminas de machado; uma urna funerária, proveniente do município de Itacoatiara; e um vasilhame com decoração pintada, do município de Barcelos, ambos da tradição policroma da Amazônia.

Com a entrada gratuita, o visitante poderá refletir sobre o valor social e cultural desses objetos e a importância da arqueologia na construção do conhecimento da história Amazônica.

Progesp divulga informe sobre fichas financeiras

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp) informa que já estão disponíveis as fichas financeiras correspondentes aos anos de 2010 a 2015, solicitadas pelos servidores conforme listagem em anexo.

O horário de funcionamento da Progesp é de 08h as 12h e de 13h as 17h.

21ª Mesa-Redonda dos profissionais de Relações Públicas debate Os Desafios da Comunicação na Gestão Pública

Evento foi organizado pelos alunos do sexto período de Relações Públicas, e abordou a comunicação  nas organizações públicas e o papel do profissional na interlocução entre o poder público e a sociedade

Professores e alunos do curso de Relações Públicas da Ufam debateram na manhã de terça-feira (19), no Instituto de Ciências Humanas e Letras (Ichl), os Desafios da Comunicação na Gestão Pública, em mais uma edição da Mesa-Redonda dos profissionais de Relações Públicas. O Evento ocorre desde 1988, e reúne profissionais para discutir temas diversos pertinentes às Relações Públicas, através da troca de conhecimentos e experiências com os alunos.

Na 21ª Edição, o público presente teve a oportunidade de conhecer como o trabalho de comunicação é realizado nas organizações públicas, e de que maneira o profissional de Relações Públicas contribui para estabelecer ou aprimorar novos mecanismos de interlocução entre o poder público e a sociedade.

Os palestrantes foram a professora do curso de Administração Kleomara Cerquinho, que ministrou a palestra Governo Digital e Participação Cidadã; Márcio Silva de Lira, diretor presidente do Processamento de Dados do Amazonas S/A (Prodam), que apresentou As Relações Públicas sob a Ótica da Alta Administração; Andréa Brito, Assessora Adjunta de Comunicação do Comando do 9º Distrito Naval; Bruna Pinheiro, Tenente Relações Públicas da Base Aérea de Manaus; Taiana Rubim, Técnica em Comunicação Social do quadro efetivo da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa); e Tayara Wanderley, Social Media da Prefeitura Municipal de Manaus. A mediadora da Mesa-Redonda foi a Relações Públicas do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amazonas (Crea-Am), Rosângela Azedo.Mesa-redonda contou com a participação de profissionais de instituições públicasMesa-redonda contou com a participação de profissionais de instituições públicas

Segundo a coordenadora do Evento, professora Inara Regina Batista da Costa, o objetivo da 21ª Mesa-Redonda foi alcançado, mantendo, assim, o papel principal, como sendo um espaço de troca de conhecimentos entre os profissionais e a academia. “O objetivo da Mesa-Redonda foi atingindo, de fato. A ideia foi  trocar conhecimentos e experiências entre os profissionais da área e quem ainda está na academia. Os temas abordados acerca do governo eletrônico e participação cidadã, entre outros, evidenciam o fundamental papel do profissional de Relações Públicas, em liderar e gerenciar a comunicação dentro do ambiente público. A expectativa, agora, é que os futuros profissionais exerçam tais conhecimentos ao entrarem no mercado de trabalho”.

Para o estudante do segundo período de Relações Públicas, Glean Oliveira, a Mesa-Redonda é uma oportunidade de saber o que atualmente está acontecendo no mercado para os Relações Públicas, concomitante com o tema em questão. “O que muito debatemos durante a nossa formação, são os desafios que encontraremos ao ingressarmos no mercado de trabalho. Gostei muito do tema do evento de hoje, por proporcionar esse contato entre nós, alunos, e os profissionais da área. Dessa forma pude adquirir uma visão bem mais clara sobre gestão pública e de toda a sua importância, além dos possíveis obstáculos a serem enfrentados”.   

Representante da Funarte se reúne com coordenadores da UFAM

Representantes acadêmicos da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) reuniram-se na manhã desta terça-feira (19), no Centro de Artes (CAUA), localizado no Centro de Manaus, para discutir propostas e firmar parcerias com a Fundação Nacional de Artes (Funarte).

A reunião teve a presença do representante da Funarte para as regiões Norte e Nordeste, Naldinho Freire. Durante o encontro, ele apresentou perspectivas em relação à participação da Região Norte nos planos da Funarte e salientou as possibilidades de repasse de recursos financeiros para projetos realizados pela UFAM.

Naldinho Freire está em Manaus no período de 18 a 20 de abril para participar de reuniões com os representantes de segmentos culturais, com gestores e agentes culturais, professores, reitores, pró-reitores, coordenadores de cultura das universidades estadual e federal do Amazonas.

Naldinho reforça inclusão da Região NorteNaldinho reforça inclusão da Região NorteA reunião é a continuação do trabalho iniciado em 2015 no Norte do país, que passou pelos estados de Roraima, Pará, Acre e Tocantins. Além da direção do CAUA, representantes da UFAM participaram do encontro. O objetivo é fortalecer o diálogo, firmar parcerias, além de reforçar a presença da Fundação na Região.

Durante a tarde desta terça-feira (19), Naldinho participará de uma roda de diálogos com artistas, produtores e agentes culturais. O evento acontece às 15h, no Casarão das Ideias, na Rua Monsenhor Coutinho, 275.

 

Pesquisa em informática desenvolve óculos para pessoas com deficiência visual

Um pesquisador do Instituto de Computação da Universidade Federal do Amazonas - IComp/Ufam -, Walter Simões, desenvolveu um dispositivo em forma de óculos para auxiliar pessoas com deficiência visual a se locomoverem em ambientes fechados. Walter Simões é doutorando no Programa de Pós-Graduação em Informática do IComp e professor de Computação da Uninorte. O trabalho é orientado pelo professor Vicente Lucena Júnior.

O estudo consiste em duas etapas: uma offline, onde se realiza o mapeamento do ambiente e outra online onde se realiza a navegação de fato. Na etapa offline (mapeamento indoor), o ambiente recebe marcadores de rádio frequência e etiquetas visuais para suprir a deficiência de referência onde o sinal de GPS não se mostra eficiente.

Na etapa online (navegação indoor) o usuário cego ou com deficiência visual utiliza um dispositivo vestível (óculos) que gera o mapa aplicando conceitos de manipulação de grafos para obter o menor caminho a partir dos marcadores de rádio frequência e visual e o auxilia na navegação através de instruções sonoras. 

O projeto já passou por testes preliminares, mas ainda aguarda aprovação de comitê de ética para ser aplicado a pessoas cegas, definindo os critérios a serem respeitados neste processo. O protótipo está funcional e já foi submetido a vários eventos da área, em países como Cuba, Portugal, Alemanha e Estados Unidos.

Biblioteca decide sobre manutenção de Portal para 2017

A Coordenação do Portal de Periódicos da CAPES se reunirá na próxima quarta-feira (20), para deliberar sobre a manutenção ou não dos conteúdos do Portal para o ano de 2017. O prazo exíguo deve-se ao encaminhamento, pela própria CAPES, de tal solicitação.

Visando subsidiar o representante da UFAM que integra o Comitê, a Biblioteca Central solicita atenção especial dos coordenadores, no sentido de responder um breve instrumento que se encontra disponível no link: http://goo.gl/forms/jG18C8YFDM.

A Biblioteca Central (BC) orienta para que cada Coordenação avalie as bases que são pertinentes à sua área de conhecimento e se põe à disposição para esclarecer eventuais dúvidas, na expectativa de poder contar com o apoio dos Coordenadores dos Programas de Pós-Graduação da UFAM. 

 

 

 

 

 

 

Engenharia de Pesca da Ufam alcança conceito 4 em avaliação presencial do MEC

Gestores e avaliadores reuniram-se no primeiro dia de atividade, 7 de abrilGestores e avaliadores reuniram-se no primeiro dia de atividade, 7 de abril

Entre os dias 7 e 9 de abril de 2016, a Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Amazonas (FCA/Ufam) recebeu a Comissão do Ministério da Educação responsável por avaliar o curso de Engenharia de Pesca. O resultado do processo rendeu notas acima de 4 nas três dimensões avaliadas in loco pela primeira vez, e o conceito acumulado de 4 para o curso.

O curso não é avaliado periodicamente através do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), razão pela qual recebe as visitas. “É com grande satisfação que comunicamos aos membros desta Unidade o resultado do processo avaliativo do MEC, o qual reflete o empenho daqueles que constroem o curso de Engenharia de Pesca, de acordo com o relatório dos avaliadores”, comemoram a coordenadora e a vice-coordenadora, as professoras Sanny Porto e Christiane de Oliveira.

Dimensões – no processo, os professores Rivanildo Dallacort e professora Lucilene Ferreira Mouzinho, foram os responsáveis por atribuir conceitos de zero a cinco a três dimensões gerais. Cada uma contempla quesitos específicos que foram considerados:

 i.     Organização didático-Pedagógica- Fontes de Consulta: Plano de Desenvolvimento Institucional, Projeto Pedagógico do Curso, Diretrizes Curriculares Nacionais, e Formulário Eletrônico preenchido pela IES no e-MEC;

ii.      Corpo Docente e Tutorial - Fontes de consulta: Projeto Pedagógico do Curso, Formulário Eletrônico preenchido pela IES no e-MEC e Documentação Comprobatória;

iii.     Infraestrutura- Fontes de Consulta: Projeto Pedagógico do Curso, Diretrizes Curriculares Nacionais, quando houver, Formulário Eletrônico preenchido pela IES no e-MEC e Documentação Comprobatória.

De acordo com a coordenadora do curso, os referencias de qualidade da legislação vigente, tanto nas diretrizes da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) quanto no instrumento de avaliação, apontam que o curso possui um perfil muito bom de qualidade.  “A Comissão de avaliadores chegou a essa conclusão sobre o curso, atribuindo a ele o conceito 4 quando o máximo possível é 5. Isso é muito satisfatório, porque reflete um trabalho de diligência e presteza de toda a nossa equipe”, ressalta a docente Sanny Porto.

Reunião– No primeiro dia de trabalho, 7 de abril, participaram da reunião com os avaliadores externos  o pró-reitor de Ensino de Graduação em exercício, professor Adílson Hara; o diretor da FCA, professor Neliton Marques, o chefe do Departamento de Ciências Pesqueiras, professor Bruno Cavero; a coordenadora do curso, professora Sanny Porto; e a vice-coordenadora, professora Christiane de Oliveira.

Mário da Fonseca lança livro "mar.rio" no Museu Amazônico

O Museu Amazônico da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) recebeu nesta sexta-feira (15) o lançamento da cartilha “mar.rio”, do escritor Mario Geraldo da Fonseca. O Museu Amazônico está localizado na Rua Ramos Ferreira, 1036, Centro de Manaus.

Além do lançamento, o evento contou com um sarau que ofereceu o espaço para que os convidados pudessem declamar poesias com a temática das águas. O livro foi lançado originalmente em Minas Gerais e está sendo relançado no Amazonas, passando por Manaus e Maués, onde nasceu o autor.

A cartilha “mar.rio” é resultado da pesquisa de pós-doutorado de Mário, intitulada “A cobra e os poetas”, em que ele faz uma leitura da cânone literário indigenista, desde as obras clássicas, de autores como José de Anchieta, até autores contemporâneos, como Milton Hatoum.

Ainda segundo o autor, a proposta é fazer uma nova leitura destas obras à luz do mito da cobra amazônica. “Defendo que esse mito encantou muito estes escritores. Se você comparar a escrita deles com a dos índios que estão produzindo seus próprios livros, poderá encontrar vários pontos de interlocuções entre estas escritas”, afirma.

O formato da publicação é distinto: são dez folhas tamanho A4 individuais, dobradas, dentro de uma caixinha. Cada uma das folhas constitui um “livroinho”, termo cunhado pelo autor. A escolha por este formato é inspirado em conceitos indígenas, no geral.

Mário explica que a lei exige o ensino da cultura indígena nas escolas. “O objetivo é gerar uma cartilha sobre cultura indígena para ajudar educadores e estudantes”, destaca.

Biblioteca do Setor Norte da Ufam suspende atendimento ao público na segunda-feira (18)

A direção da Biblioteca Central da Ufam informa que a Biblioteca do Setor Norte do Campus Universitário, Senador Arthur Virgílio Filho, que atende ao Instituto de Ciências Humanas e Letras (Ichl), Faculdade de Educação (Faced), e Faculdade de Estudos Sociais (FES), estará fechada a partir das 12h de segunda-feira (18), para serviços de dedetização de suas instalações. Logo o atendimento ao público estará suspenso.

Outras informações pelo telefone: (92) 3305-1181 / Ramal 2150. 

Vice-reitor da Unisinos é recepcionado na Ufam e debate convênio entre as duas Instituições

Vice-reitor da Unisinos é recebido pelo pró-reitor de pesquisa, Gilson Monteiro.Vice-reitor da Unisinos é recebido pelo pró-reitor de pesquisa, Gilson Monteiro.O pró-reitor de pesquisa, Gilson Monteiro, e o assessor adjunto de Relações Internacionais e Interinstitucionais da Ufam, Ingo Daniel Wahnfried, recepcionaram nesta sexta-feira, 15, no gabinete da reitoria, no Centro Administrativo, o vice-reitor da Unisinos, José Ivo Follmann. A recepção contou com a participação da professora do Instituto de Natureza e Cultura de Benjamin Constant - INC -, do Programa de Pós-graduação Sociedade e Cultura na Amazônia - PPGSCA - e, coordenadora do Núcleo Afro-Indígena do INC, Renilda Aparecida Costa.

O pró-reitor de pesquisa, Gilson Monteiro, e o assessor adjunto de Relações Internacionais e Interinstitucionais, Ingo Daniel Wahnfried recepcionaram, nesta manhã, 15, no gabinete da reitoria da Ufam, o vice-reitor da Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos -, José Ivo Follmann, e a professora do INC, Renilda Aparecida da Costa. O encontro, além de um gesto de cordialidade ao vice-reitor em razão de sua participação em um evento na Ufam na quinta-feira, serviu para abertura de diálogo referente à possibilidade de convênios entre as duas instituições acadêmicas.

O assessor adjunto de Relações Internacionais e Interinstitucionais, Ingo Wahnfried, ressaltou o interesse da Ufam em promover convênios com instituições de ensino, mas afirmou que é necessário ter critérios para isso. “É importante firmar convênios em razão da troca de conhecimento. Para estabelecer acordos de cooperação com universidades públicas é mais fácil. Com universidades privadas existe uma determinação da Procuradoria Federal que coloca algumas regras para se firmar o acordo. É necessário ter uma justificativa para se estabelecer o acordo. É preciso seguir os argumentos estabelecidos pela lei”, ressaltou Ingo Wahnfried.

“Quero agradecer por ter aceitado o convite e quero dizer que esta administração não tem nenhum problema em conversar com qualquer instituição pública, privada ou confecional. Tentamos melhorar a qualidade das relações, principalmente, com relação à pós-graduação. Este encontro abre as portas para possíveis acordos com a Unisinos em diversas áreas”, disse o pró-reitor de pesquisa, Gilson Monteiro.

O vice-reitor da Unisinos, José Ivo Follmann, agradeceu a recepção e afirmou o interesse de estabelecer acordos com o objetivo de trocar conhecimento. “Agradeço o convite para este encontro e dizer que estamos aqui para discutir possibilidades de firmarmos acordo para troca de conhecimento e cooperar com as demandas”, destacou o vice-reitor.

A professora do PPGSCA e do INC, Renilda Aparecida Costa, destacou a importância de duas instituições estarem reunidas para discutir a possibilidade de estabelecerem convênios. “Fiz doutorado na Unisinos e atuo no PPGSCA, no Instituto de Natureza e Cultura de Benjamin Constant da Ufam e coordeno o Núcleo Afro-Indígena do INC. Já tenho uma relação com a Unisinos por conta do doutorado e estou fazendo pós-doutorado. Fico agradecida em estar aqui discutindo o interesse em estabelecer convênio entre as duas instituições. O convênio abre portas para ampliar o conhecimento”, disse a professora.   

A Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos - é uma instituição de ensino superior privada jesuíta localizada na cidade de São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

Secretaria dos Conselhos divulga datas das próximas reuniões de abril do Consepe

A Secretaria dos Conselhos Superiores da Universidade Federal do Amazonas (SECONS/UFAM) informa o calendário de reuniões do Consepe no mês de abril. As mesmas irão ocorrer no Plenário Abraham Moysés Cohen, localizado na Faculdade de Direito (FD), setor Norte do Campus Universitário Senador Arthur Virgílio Filho, de 08h30 às 12h30 e de 14h30 às 18h30.

Reunião ordinária: 18 e 19 de abril.

Reunião extraordinária: 20 de abril;

As pautas seguem abaixo:

Pesquisa Científica é destaque no encerramento da Semana de Serviço Social

Egressas Mari Alcione Pereira, Jane Nagaoka e Thamirys Souza (da esq. para direita)Egressas Mari Alcione Pereira, Jane Nagaoka e Thamirys Souza (da esq. para direita)

O último dia da Semana de Serviço Social da Ufam, com o tema “Políticas Públicas na Amazônia”, foi dedicado à pesquisa científica. Durante a tarde desta quinta-feira, 14, palestras com temáticas diversas foram realizadas no Auditório Rio Solimões do Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL), setor Norte do Campus Universitário Arthur Virgílio Filho, em Manaus.

O evento contou com as exposições da assistente social, Thamirys Souza e Silva, sobre “Organização Sociopolítica e Cultural das Mulheres Ribeirinhas”; das egressas do curso, Jane de Souza Nagaoka, que apresentou o tema “Programa Bolsa Família versus Pobreza”, e de Maria Alcione Pereira Teles, que falou sobre “Política de Assistência Estudantil na UFAM”.

Segundo Maria Alcione, essas discussões são essenciais para os discentes: “Essas políticas públicas fazem parte Discentes presentes para o último dia do eventoDiscentes presentes para o último dia do eventodo nosso contexto, sendo nossa especificidade regional. São características totalmente diferentes do Sul ou do Sudeste do país, e que fazem parte da vida do estudante”, relata Maria Alcione.

Ainda de acordo com uma das coordenadoras da Semana Acadêmica de Serviço Social, Sabrina Pontes, do 4° período do curso, a atividade foi bem sucedida. “Realizamos uma pesquisa durante esses três dias e o retorno que recebemos é positivo”, afirma.

Segundo a coordenadora, um novo modelo da Semana de Serviço Social foi implementado durante esta edição. O evento, que já ocorreu em anos anteriores, era realizado apenas para os discentes da UFAM. Neste ano, com o novo modelo, foi aberto aos alunos de Serviço Social de todas as faculdades de Manaus.

Além das comunicações de pesquisa em Serviço Social, a programação do último dia do evento inclui ainda, às 18h, a conferência de encerramento “Políticas Públicas na Amazônia e a prática do Serviço Social”, realizada pela professora Iraildes Caldas Torres. Já a partir das 20h, a Semana contará com uma apresentação cultural, organizada pelos próprios discentes do curso.

ICB seleciona monitores para área de Farmacologia

Instituto de Ciências Biológicas, bloco 02, setor sul do Campus UniversitárioInstituto de Ciências Biológicas, bloco 02, setor sul do Campus UniversitárioO Instituto de Ciências Biológicas (ICB), através do Departamento de Farmacologia, está selecionando candidatos para Monitoria na área de Farmacologia. O programa de Monitoria tem por objetivo, iniciar e estimular a participação de alunos dos cursos de graduação da UFAM nas diversas atividades docentes de nível superior. As atividades não geram vínculo empregatício com a instituição.

Serão disponibilizadas quatro vagas, sendo duas reservadas para cursos da saúde que não seja Medicina. Para se inscrever, o candidato precisa ter os seguintes requisitos e condições:

 - Ter disponibilidade de 12 horas semanais para se dedicar à monitoria, sendo no mínimo 02 horas presenciais no laboratório de Farmacologia;

- Ter cursado com aproveitamento, na UFAM, o mínimo de 02 (dois) períodos letivos;

 - Ter cursado a disciplina em que atuará como monitor e nela ter obtido média igual ou superior a 7,0 (sete); acadêmicos de Medicina devem ter concluído a disciplina IBF-608 – TAF 1;

- Ter coeficiente de rendimento igual ou superior a 5,0 (cinco);

- Ter disponibilidade de tempo para exercer a monitoria;

A prova escrita está marcada para o dia 09 de maio, às 09h, no Laboratório Didático de Farmacologia, Bloco 2 do ICB, setor sul do Campus. Já a entrevista é na mesma data, às 14h. O resultado final da seleção será no dia 10 de maio.

As inscrições para a Monitoria ocorrem entre os dia 25 de abril e 06 de maio, no Laboratório Didático de Farmacologia, Bloco 2, 2º andar do ICB, no horário de 14h às 18h. Abaixo segue o Edital de Seleção, Nº01/2016. Outras informações pelo telefone (92) 98136-0033. E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  

Anexos:
Fazer download deste arquivo (Edital Monitoria 2016-1.pdf)Edital Monitoria_Nº01/2016[ ]99 kB

Abertura da Semana de Serviço Social discute políticas públicas na Amazônia

Mesa de aberturaMesa de aberturaA Semana de Serviço Social, com o tema "Política Pública na Amazônia",  teve a abertura realizada na noite desta terça dia 12, no auditório Rio Solimões do Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Realizado pelo Centro Acadêmico de Serviço Social (CASSA) e pelo Departamento de Serviço Social (DSS) da Ufam, o evento tem como objetivo promover uma reflexão sobre a formação e atuação profissional vinculadas a realidade amazônica além de incentivar a participação dos discentes em discussões acerca de temáticas pertinentes ao serviço social.

A Semana Acadêmica ocorre até a quinta-feira (14) e terá a presença de profissionais renomados em mesas redondas e oficinas que tratarão de politicas especificas, como assistencia, áreas juridicas, movimentos sociais com o intuito de debater como essas políticas são desenvolvidas na amazonia

Na avaliação de uma das coordenadoras, aprofessora Cristiane Bonfim Fernandez, o evento é de suma importância para os futuros profissionais de serviço social que em sua prática formularão, executarão e avaliarão politicas públicas, "promover uma reflexão sobre políticas locais contribui muito para que a formação deles seja ampliada e aprofundada".

A solenidade de evento teve início com a mesa composta pelas professoras Hamida Assunção Pereira, chefe de departamento de Serviço Social; Roberta Ferreira Andrade Coelho, coordenadora do Curso de Serviço Social (Vespertino); Katia de Da esq. para dir. As professoras Cristiane Bonfim (Ufam) e Denise Bomtempo (UnB)Da esq. para dir. As professoras Cristiane Bonfim (Ufam) e Denise Bomtempo (UnB)Araújo Lima Vallina, coordenadora do Curso de Serviço Social (Noturno); Débora Cristina Bandeira Rodrigues, Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social (PPGSS); Simone Eneida Baçal de Oliveira, Diretora do ICHL e a representante do Centro Acadêmico de Serviço Social, Alessandra Rodrigues dos Santos. 

Em seguida a professora Denise Bomtempo Birche de Carvalho da Universidade  de Brasília (UNB) fez a conferência de abertura com o tema Serviço Social e Politicas Públicas, abordando o assunto de uma forma histórica seguindo a sua trajetória de formação como assistente social, planejadora, executora, avaliadora de políticas sociais em várias áreas e como docente. "É importante vivenciar a realidade e as experiências de outros estados, de outros pesquisadores, propondo aos estudantes uma formação critica ampla, aliando teoria e prática a partir da experiencia vivida", afirma.