Ufam participa do III ERPO-Norte que acontece de 3 a 5 de novembro

No período de 3 a 5 de novembro, será realizada a terceira edição do Encontro Regional de Pesquisa Operacional da Região Norte (ERPO-Norte), uma parceria entre a Sociedade Brasileira de Pesquisa Operacional (SOBRAPO), a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e a Universidade Estadual do Amazonas (UEA). Os interessados podem realizar as suas inscrições através do link sites.uea.edu.br/erpo2016/inscricoes.html
 
O evento tem como temática os “Desafios da Pesquisa Operacional na Amazônia II: como desenvolver, preservar e integrar” e conta com a participação de renomados pesquisadores da área Edjar Mota e Rosiane de Freitas Rodrigues, do Instituto de Computação (IComp) da Ufam; André Bergsten Mendes, da Universidade de São Paulo (USP); Reinaldo Morabito Neto, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR); Ricardo Hiroshi Caldeira Takahashi, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); e Uéverton dos Santos Souza, da Universidade Federal Fluminense (UFF). O III ERPO-Norte será realizado na Escola Superior de Tecnologia (EST) da UEA.
 
Os interessados em participar devem levar 1 (um) quilo de alimento não perecível na abertura do evento.
 
 
 

Cine & Vídeo Tarumã exibe documentários sobre MPB

Nesta semana o Cine & Vídeo Tarumã, da UFAM, exibe uma seleção de documentários dedicados à música brasileira. Os filmes selecionados contam com depoimentos de artistas que mudariam para sempre a história da música brasileira, frente ao cenário político e econômico mais conturbado do país: a Ditadura Militar. Alguns deles mostram como surgiu o mais famoso movimento que revolucionou a música brasileira: a Tropicália. E, como consequência, todo seu significado para a cultura brasileira. Os filmes que serão exibidos são: TropicáliaDzi Croquettes e Uma Noite em 67.

Devido ao feriado alusivo ao aniversário da cidade de Manaus, ocorrido ontem (24), o primeiro filme desta semana será exibido hoje, com Tropicália, dirigido por Marcelo Machado. O documentário resgata uma fase na história do Brasil em que a cena musical fervilhava e os festivais revelavam vários novos talentos. Ao mesmo tempo, o Brasil sofria com a ditadura dos generais no poder, o que fez com que Caetano e Gil fossem exilados do país. O filme oferece uma análise sobre o importante movimento musical homônimo, liderado por Caetano Veloso e Gilberto Gil no final dos anos 1960. Vencedor do prêmio especial do júri da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), ganhador de Melhor Documentário no Festival Sesc, indicado no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro como Melhor Documentário, Montagem e Trilha Sonora, o filme é fundamental para aqueles que desejam conhecer o movimento cultural e político da Tropicália.

Na quarta-feira (26), o filme escolhido é Dzi Croquettes, de Tatiana Issa e Raphael Alvarez. Em 1972 estreava o primeiro show do grupo de dança e performances Dzi Croquettes. Com homens usando roupas femininas, de forma a mostrar as pernas cabeludas e a barba, ele logo foi um sucesso. Apesar disto, foi também banido pelo Serviço Nacional de Teatro. Incorporando o espírito da contracultura reinante na época, os Dzi Croquettes usavam a irreverência para criticar a ditadura militar brasileira e as regras conservadoras da moral dominante. A produção ganhou mais de 25 prêmios internacionais, atingindo o patamar de documentário mais premiado da história do Brasil.

Por conta do Dia do Funcionalismo Público na sexta-feira (28), a sessão de encerramento da semana ocorrerá na quinta-feira (27), com a apresentação do documentário Uma Noite em 67, dos cineastas Ricardo Calil e Renato Terra. Toda a centralidade do filme acontece no final do III Festival da Música Popular Brasileira, da TV Record, em 21 de outubro de 1967. Entre os candidatos aos principais prêmios figuravam Chico Buarque de Holanda, Caetano Veloso, Gilberto Gil e Os Mutantes, Roberto Carlos, Edu Lobo e Sérgio Ricardo, protagonista da célebre quebra da viola no palco. Com imagens de arquivo e apresentações de músicas hoje clássicas, o filme registra o momento do tropicalismo, os rachas artísticos e políticos na época da ditadura e a consagração de nomes que se tornaram ídolos. Vencedor do prêmio ECA de Melhor Documentário, indicado no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro nas categorias Melhor Documentário e Montagem, o documentário colhe depoimentos que identifica a importância histórica daquele dia.

O projeto Cine & Vídeo Tarumã é uma atividade de extensão do Departamento de Comunicação Social da UFAM, com as sessões acontecendo sempre às 12h30, no Auditório Rio Negro, do Instituto de Ciências Humanas e Letras, localizado no setor Norte do Campus Universitário. As sessões são gratuitas e recebem apoio cultural da locadora de filmes Take Vídeo Locadora.

XXV CONIC será entre os dias 7 e 11 de novembro

Com o objetivo de divulgar os trabalhos de pesquisa desenvolvidos no âmbito da graduação na Universidade Federal do Amazonas, oriundos do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) e o Programa de Apoio à Iniciação Científica (PAIC), a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp) realiza entre os dias 7 e 11 de novembro a 25ª Edição do Congresso de Iniciação Científica (CONIC), um evento anual que conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM). A abertura e o encerramento do XXV CONIC ocorrerão no auditório Eulálio Chaves, setor sul do Campus, no horário de 8h30 às 12h.

O CONIC congrega a comunidade acadêmica da UFAM, em Manaus, e demais campi: Benjamin Constant, Coari, Humaitá, Itacoatiara e Parintins. Por meio do congresso é possível conhecer todos os trabalhos de iniciação científica desenvolvidos pela instituição, que serão divulgados em forma de apresentação oral ou banner (digital ou impresso) durante a semana do evento.

As apresentações seguem a divisão das grandes áreas, e são avaliadas pelos seus respectivos comitês, com a colaboração de pesquisadores do CNPq. As áreas envolvidas são: Ciências da Saúde, Ciências Biológicas, Ciências Agrárias, Ciências Exatas e da Terra, Subcomitê de Matemática, Ciências Humanas e Ciências Sociais Aplicadas.

“O CONIC é um momento importante para a comunidade universitária, pois é uma forma de melhor conhecer as ações de pesquisa que são desenvolvidas pela UFAM. O evento é aberto para toda comunidade e neste ano serão apresentados mais de 700 trabalhos de iniciação científica desenvolvidos no período de 2015-2016”, ressalta o Diretor do Departamento de Pesquisa, professor doutor João Otacílio Libardoni dos Santos. Ainda para o diretor, “por meio do evento é possível aprimorar qualidades desejadas da formação acadêmica, além de estimular novos discentes a se envolver com a pesquisa”.

O melhor projeto de cada uma das sete grandes áreas do conhecimento receberá um prêmio, cuja divulgação será realizada durante o encerramento do XXV CONIC. Além disso, o aluno premiado com melhor projeto receberá passagens aéreas para apresentar o trabalho em evento científico do País.

Voluntários para XXV CONIC

A Propesp está selecionando alunos para atuarem como Voluntários no XXV Congresso de Iniciação Científica da UFAM (CONIC). O Voluntário auxiliará a equipe da pró-reitoria na execução de algumas atividades do Congresso (auxílio no auditório, assinatura de lista, entrega de materiais e afins) e receberá certificado de horas complementares.
Para participar como Voluntário o aluno deverá preencher o Formulário de Inscrição, disponível no link, abaixo até o dia 26 de outubrohttps://goo.gl/forms/Ve0ItgnasuKnY4F32

Programa de Doutorado em Matemática divulga defesa de tese

A coordenação do Programa de Doutorado em Matemática da Universidade Federal do Amazonas, em Associação Ampla com a Universidade Federal do Pará, convida para a sessão pública de defesa de tese do candidato Francisco Eteval da Silva Feitosa.

A pesquisa, intitulada “Sobre superfícies imersas em 3 variedades de contato homogêneas e construção de quase solitons de Ricci”, terá como membros da banca examinadora os professores doutores José Nazareno Vieira Gomes; Juliana  Ribeiro de Miranda; Maria Rosilene dos Santos; Marcos Monteiro Diniz e João Paulo dos Santos.

O trabalho será defendido nesta sexta-feira,  21, às 8h, no auditório professor José Henrique de Sá Mesquita do Departamento de Matemática, setor Norte do campus universitário.

UFAM é palco de debate sobre a conservação da espécie Sauim-de-Coleira nesta quinta-feira (20)

Em comemoração ao dia do Sauim-de-Coleira, a Universidade Federal do Amazonas, o Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Amazônica (Cepam), e o Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Primatas Brasileiros (CPB) realizam nesta quinta-feira (20), no auditório Samaúma, da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA), setor sul do Campus, um debate onde serão apresentados os resultados dos trabalhos para a conservação do Sauim-de-Coleira  e os desafios para evitar sua extinção.

O encontro, que ocorrerá no horário de 14h às 17h30, faz parte da Semana do Sauim-de-coleira e está sendo organizado por instituições envolvidas no Plano de Ação Nacional para a conservação da espécie (PAN Sauim-de-coleira). O debate conta com os seguintes pesquisadores:

  • Ordenamento territorial e conservação ambiental (Professor Néliton Marques – UFAM);
  • PAN Sauim-de-coleira: avanços e desafios (Leandro Jerusalinsky – CPB/ ICMBio);
  • A relação entre qualidade de vida, sustentabilidade e a conservação do sauim-de-coleira (Luis Coelho - Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF);
  • Aplicativo do Sauim-de-coleira (Ítalo Almeida e Felipe Lobo - Fundação Amazônia Sustentável – FAS);

“O objetivo é debater com o público como a conservação do sauim-de-coleira se relaciona com as políticas ambientais e a melhoria da qualidade de vida para a população de Manaus e Região Metropolitana”, afirma Marcelo Raseira, Coordenador do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Amazônica (Cepam/ICMBio).

Plano de Ação Nacional para a Conservação do Sauim-de-Coleira

O sauim-de-coleira, cujo nome científico é Saguinus bicolor, é uma das espécies mais ameaçadas de extinção na Amazônia. Este pequeno primata, que pesa cerca de 500g e mede 30 cm, existe somente em Manaus e em parte dos municípios de Rio Preto da Eva e Itacoatiara. Sofre com os impactos do desmatamento e crescimento desordenado das cidades, levando-o a constar na Lista Nacional das Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção, publicada em 2014 pelo Ministério do Meio Ambiente, como “Criticamente em Perigo”, a categoria mais grave de risco.

O PAN Sauim-de-Coleira, elaborado em 2011 por um conjunto de especialistas e instituições, estabeleceu estratégias para reduzir o declínio populacional da espécie e salvá-la da extinção. “Para conseguirmos avançar na implementação do plano, que envolve ações de pesquisa, educação ambiental, manutenção e ampliação das áreas de floresta que constituem o habitat do sauim-de-coleira, é fundamental o envolvimento da sociedade e de mais instituições”, diz Leandro Jerusalinsky, Coordenador do CPB/ICMBio.

Informações: (92) 3232-2421

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

PET de Biologia da Ufam promove campanha de doação de sangue

O Programa de Educação Tutorial de Biologia - PET -, em parceria com a Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas - Hemoam -, convoca a comunidade acadêmica a participar da campanha de doação de sangue que ocorre nesta quinta-feira, dia 20, das 14h às 20h, no estacionamento do auditório Eulálio Chaves, próximo a parada de ônibus do setor Sul (antigo minicampus). É necessário que os doadores apresentem documento de identidade.

Auditoria Cidadã da Dívida Pública brasileira é discutida em conferência nesta quinta, 20

A conferência proferida pela auditora aposentada da Receita Federal, Maria Lúcia Fattorelli, que já foi membro da auditoria de países como Grécia e Equador, ocorre nesta quinta (20), às 19h, no auditório Rio Amazonas da Faculdade de Estudos Sociais (FES), localizada no setor Norte do Campus.

A participação é gratuita e aberta. A conferencista discutirá a auditoria cidadã da dívida pública brasileira durante o lançamento do Núcleo do Amazonas da Auditoria Cidadã da Dívida, atividade promovida pelo curso de Contabilidade, por meio da disciplina de Contabilidade Tributária, da FES.

O objetivo é mobilizar a sociedade em ações para a exigência do cumprimento do dispositivo constitucional que determina a realização da auditoria da dívida. Além disso, promover estudos e pesquisas relacionados ao endividamento público brasileiro, popularizar a discussão do endividamento público por meio de publicações, manutenção de página na internet e promoção de eventos.

Esse evento também busca estabelecer relações com outras entidades e redes nacionais e internacionais para realizar estudos, cooperar com processos de auditoria da dívida em outros países, divulgando a auditoria como ferramenta de investigação do processo de endividamento e como meio para articulação internacional entre os países endividados.

Aspectos históricos

As atividades da Auditoria Cidadã da Dívida se iniciaram logo após o Plebiscito Popular da Dívida Externa, realizado no Brasil em setembro do ano 2000, em 3.444 municípios do País, organizado por diversas entidades da sociedade civil brasileira, especialmente pela Campanha Jubileu Sul.

A auditoria está prevista no artigo 26 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias (ADCT), parte acessória da Constituição de 88, mas o dispositivo ainda não foi cumprido. “Em respeito à Constituição Federal e ao voto dos milhões de cidadãos que participaram do Plebiscito, a Auditoria Cidadã da Dívida vem realizando, desde 2001, estudos, publicações, eventos, além de atividades para mobilizar entidades da sociedade civil nacional e internacional”, afirma o professor Jorge de Moura Barros.

 

Mais informações: (92) 98108-1105 /  98426-8897

Anexos:
Fazer download deste arquivo (cartaz_auditoria.jpg)Cartaz Auditoria[ ]435 kB

ProGesp e Cais realizam serviços de saúde voltados para as mulheres entre os dias 25 e 27 de outubro

A Pró-reitoria de Gestão de Pessoas, por meio do Departamento de Saúde e Qualidade de Vida (Dsqv), e o Centro de Atenção Integral à Saúde (Cais), realizam nos dias 25, 26 e 27 de outubro uma série de atendimentos voltados à saúde da mulher. A programação, alusiva ao Outubro Rosa, consta dos seguintes serviços:

7h30 às 9h:Glicemia em jejum; Aferição de pressão arterial; Coleta de preventivo.

9h30 às 11h:Consulta ginecológica; Testes rápidos para HIV, sífilis, e hepatites B e C; Sessão de beleza e cuidados com a pele.

13h às 16h:Aferição de pressão arterial; Coleta de preventivo; Sessão de beleza e cuidados com a pele;

Os atendimentos serão realizados no Cais, localizado no setor sul do Campus, próximo da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia (Feff). Telefones: (92) 3305-1181, Ramais 4226 / 4227. Acesse o material de divulgação abaixo: 

Feira de aplicativos com tema Cidades Inteligentes acontece nesta quarta-feira (19)

Já pensou num mercadinho virtual para fazer as compras sem sair de casa? E um aplicativo com a listagem de transporte escolar, onde ainda permita ver a localização do carro e ainda trocar mensagem com os condutores? E que tal um sistema que avise ao deficiente visual que seu ônibus está chegando ao ponto? Ideias como essa estarão sendo mostradas na VII Feira de Aplicativos para dispositivos móveis, que acontece amanhã, dia 19, das 14h às 19h, no Centro de Convivência da UFAM, setor norte do Campus.

 A feira é uma realização do Instituto de Computação da UFAM (IComp/UFAM), com a coordenação do professor Eduardo Souto. O tema dessa edição é Cidades Inteligentes: Tecnologias Assistivas e Comércio Eletrônico.

 O objetivo da tecnologia assistiva é proporcionar à pessoa com deficiência maior independência, qualidade de vida e inclusão social, através da ampliação de sua comunicação, mobilidade, controle de seu ambiente, habilidades de seu aprendizado, trabalho e integração com a família, amigos e sociedade.

Já a questão do comércio eletrônico vem com a necessidade de adaptar os negócios para era tecnológica no sentido de exigir adaptação tanto das empresas quanto dos consumidores. “Precisamos preparar nossas cidades e seus negócios para as demandas inteligentes”, disse Eduardo Souto.

Desafio

Dentro desse contexto, o IComp/UFAM lançou um desafio aos alunos do curso de computação (Ciência da Computação, Engenharia da Computação e Sistemas de Informação) para desenvolver novos produtos e serviços que melhorem a cidade e a vida de seus habitantes. Através da disciplina Sistemas Distribuídos, ministrada pelo professor Eduardo Souto, os alunos são incentivados a criar ideias e formar empresas virtuais (startups) para produzir novos serviços para dispositivos móveis. Conheça os aplicativos que estarão na Feira:

Pixews

O aplicativo Pixews é direcionado ao usuário com olhar crítico e oportunista, que esteja atento para capturar momentos inusitados e inesperados. Pixews permite que você possa, após capturar esses momentos, ter a chance de alcançar reconhecimento e ainda por cima obter lucros pelo material. Diversas empresas relacionadas à mídia e notícias podem ter acesso a suas fotos, comprá-las e divulgá-las, estendendo o alcance do seu talento. Tire fotos, compartilhe, ganhe notoriedade e lucro com nosso sistema de ranking. O desenvolvimento fica a cargo dos colaboradores: Jackson Lucas, Leandro Okimoto, Rodrigo Marques e Thais Gomes. Para mais informações acesse o nosso site: http://pixews.com

Muninn

A empresa VERGH apresenta o Muninn, uma plataforma que provê benefícios aos seus clientes (pessoas ou marcas) que necessitam uma análise de sentimentos utilizando mineração de dados em redes sociais. O Muninn faz um estudo personalizado sobre a influência do cliente na rede social Twitter, extraindo o máximo de informações e sentimentos associados ao cliente. Os dados gerados são exibidos em gráficos que caracterizam como esse cliente é visto com relação ao público. O desenvolvimento do sistema conta com os colaboradores Vinicius Souza e Rosmael Miranda, Gabriel Alisson. Para conhecer a empresa e obter maiores informações, acesse: http://muninn.com.br/

meuMercadinho

A empresa RAIMAK apresenta o meuMercadinho, um aplicativo que facilita a realização de compras em mini mercados. O cliente pode escolher o mercado mais próximo a ele e selecionar os produtos que deseja comprar. O mercadinho recebe o pedido com a lista de produtos e o endereço de entrega. Dessa forma o meuMercadinho oferece aos consumidores um meio fácil, prático e seguro para fazer suas compras, podendo realizá-las em casa. Aos donos de mercadinhos é apresentado um novo canal de vendas, que proporciona melhoras no serviço oferecido pelo mercado e aumento da clientela. O desenvolvimento do sistema conta com os colaboradores Alan Gil, Ives Alves, Karlla Batista, Marco Lima e Roberta Anjos. Para obter mais informações acesse: www.meumercadinho.esy.es

iZbox

O iZbox foi desenvolvido com o intuito de oferecer uma maior independência às pessoas com necessidades especiais. Junto com o aplicativo móvel, o iZbox permite controlar todos os dispositivos eletrônicos que recebem sinal por infravermelho presentes num ambiente, como TV's, aparelhos de som, condicionadores de ar, aparelhos de DVD, iluminação e projetores. O iZbox apresenta automatização por voz e sua parte física consiste em um pequeno cubo decorativo que pode ser inserido em qualquer parte da casa. O desenvolvimento do sistema conta com os colaboradores Alex Monteiro, Aurélio Freire, Ciro Cativo e Daniel Prado. Para obter mais informações, acesse: http://meuizbox.wixsite.com/izbox

Vanmos

Vanmos é um aplicativo que facilita a comunicação entre condutores de transporte escolar e pais/responsáveis. Com o aplicativo você pode acompanhar a localização do transporte de seu filho através do mapa, vê sua frequência no transporte, enviar e receber mensagens, e caso esteja a procura de um condutor poderá também vê a lista de condutores cadastrado que atendem sua região. O desenvolvimento do sistema conta com os colaboradores, Jó Vidal e Marcos Paulo Farias. Site: http://mrcsxsiq.com/vanmos/

LEENS – Obra Pelo Artista (OPA)

A empresa LEENS apresenta o OPA, um aplicativo que traz realidade aumentada para os lugares onde a arte é um fator predominante como museus, ateliês, galerias e teatros. O aplicativo oferece a chance de o usuário interagir com a obra de forma lúdica onde ele obtém informações sobre a obra do próprio autor ou de um especialista. O OPA tem como foco a acessibilidade, garantindo que pessoas com deficiência auditiva e visual possam ter a experiência de apreciar obras de arte e de obter informações e curiosidades sobre as mesmas de forma autônoma. O desenvolvimento fica a cargo dos colaboradores Ayrton Senna, Diego Azulay, Juscelino Tanaka, Yan Diniz e Renato Silva. Para conhecer a empresa e obter maiores informações acesse:leens.com.br

AvisaAí!

A empresa JKM&S oferece o AvisaAi! Uma solução para auxiliar os usuários do transporte coletivo com suporte para pessoas com deficiência visual. Por meio do aplicativo em conjunto com um dispositivo embarcado nos ônibus é possível ser avisado que o ônibus esperado está se aproximando. O desenvolvimento fica a cargo dos colaboradores João Danilo, Kayque Damasceno e Michael Marlon. Para mais informações, acesse:http://avisaai.wixsite.com/home

SOS Carro

A empresa Outlier apresenta a mais nova solução para encontrar um mecânico, o SOS Carro. Por meio deste aplicativo, o motorista pode encontrar os melhores mecânicos da região, avaliados pelos usuários. Além disso, como grande destaque, o aplicativo oferece o recurso de socorro, caso seu carro dê pane, você pode com apenas poucos passos pedir um mecânico ou guincho para te salvar nesse momento difícil. O sistema foi elaborado pelos colaboradores: Antonio Raggid, Carlos Vicente, Daniel, Jade Rodrigues e Leonardo Marques. Consulte nosso site: http://soscarroapp.com.br/

Umbora!

 A LazerBaré apresenta o Umbora: um aplicativo que indica as opções de lazer na cidade de Manaus e adjacências. Encontre e avalie locais e serviços de lazer. Descubra, explore e divirta-se! Anuncie seus serviços sem precisar pagar por isso! O Umbora é a ferramenta perfeita para quem busca entretenimento nos mais diversos tipos de eventos e serviços que envolvam cultura, esporte, turismo, aventura, e muitos outros! Para mais informações, acesse: http://lazerbare.wixsite.com/umbora. Umbora logo!

MiGuia

A empresa DeviMap apresenta o sistema MiGuia, uma solução inédita de acessibilidade para deficientes visuais. Através do MiGuia, o deficiente visual poderá ser guiado com segurança dentro de estabelecimentos (por exemplo, shoppings) que não conheça usando apenas um aplicativo e um dispositivo de tecnologia embarcada, que deve ser acoplado à bengala do deficiente. Através do aplicativo, o deficiente visual é capaz de acessar o mapa do estabelecimento e solicitar por comando de voz orientação para chegar a um local desejado. O desenvolvimento fica a cargo dos colaboradores: Adiel Silva, Felipe Guimarães, Isabelly de Oliveira e Max Simões. Para mais informações, acesse: http://isabellyrbo.wixsite.com/miguia.

MusicApp & MusicBox

O MusicApp é uma solução para iOS e Android que busca oferecer uma interface simples e amigável com o objetivo de facilitar e auxiliar nas aulas de musicalização de crianças com transtorno do espectro autista. Com o aplicativo, a criança tem acesso a um jogo, práticas musicais e tarefas atribuídas por um professor em sala de aula. O MusicBox por sua vez é a versão física, tangível do MusicApp, feito com Arduíno, que também tem como objetivo auxiliar as crianças em aulas de musicalização. É mais uma opção às crianças autistas que se sentem mais confortáveis em manipular objetos concretos. Os colaboradores da plataforma são: Rodrigo Pereira, Marcos Paulo Siqueira, David Lima.

O Quê: VII Feira de Aplicativos do IComp UFAM

Quando? Dia 19 de outubro - quarta-feira - das 14h às 19h

Onde? Centro de Convivência da UFAM

Contato: Professor Eduardo Souto – 99109-9799

Cine & Vídeo Tarumã retorna com filmes de sucesso

O projeto Cine & Vídeo Tarumã retorna as suas atividades acadêmicas do período com uma programação com filmes que já foram exibidos em nossa cidade, mas que graças aos seus méritos técnicos ou temáticos merecem ser novamente apreciados. São filmes que foram produzidos recentemente e premiados em eventos de exibição cinematográfica em diversos países. A semana de “Revendo Filmes de Sucesso” conta com as produções Spotlight: Segredos Revelados, O Conto dos Contos e Viver é Fácil Com os Olhos Fechados.

Na segunda-feira, dia 17, a abertura da programação será com o filme Spotlight: segredos revelados, do diretor Tom McCarthy. Baseado em uma história real, o drama mostra um grupo de jornalistas em Boston que reúne milhares de documentos capazes de provar diversos casos de abuso de crianças, causados por padres católicos. Durante anos, líderes religiosos ocultaram o caso transferindo os padres de região, ao invés de puni-los pelo caso.

Na quarta-feira, dia 19, o filme escolhido é “O conto dos contos”, do diretor Matteo Garrone. No reino de Longtrellis, o rei e a rainha vivem com uma frustração, já que não podem ter filhos. Em busca de uma solução, eles entram em contato com um mago, que oferece uma receita: é preciso capturar o coração de um monstro marinho e fazer com que uma virgem o cozinhe, sem que alguém esteja por perto. Em outro país, um rei guiado pelo desejo está obcecado por uma mulher que viu pela janela, no alto de seu palácio, sem saber que ela na verdade é uma idosa. Em um terceiro país, um rei se surpreende com a descoberta de uma mosca que, alimentada por seu sangue, cresce cada vez mais.

Na sexta-feira, dia 21, o encerramento da programação será feito com o filme “Viver é fácil com os olhos fechado”, do diretor David Trueba. Em plena década de 60, Antonio, um modesto professor de inglês, é fã incondicional dos Beatles e sonha em conhecer seu ídolo, John Lennon. Para encontrar o seu "herói", o professor viaja até Almeria e no meio do caminho esbarra com dois jovens: Belén e Juanjo, um garoto de dezesseis que está fugindo do pai autoritário. O encontro faz a vida de cada um tomar rumos imprevisíveis.

O projeto Cine & Vídeo Tarumã é uma atividade de extensão do Departamento de Comunicação Social da Ufam, com as sessões acontecendo sempre às 12h20, no auditório Rio Negro, do Instituto de Ciências Humanas e Letras, localizado no setor Norte do campus universitário. As sessões são gratuitas e recebem o apoio cultural da Take Video Locadora.

 

Departamento de Língua Portuguesa realiza abertura do III Selit nesta segunda

O Departamento de Língua e Literatura Portuguesa (DLLP) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) realiza a partir de hoje, 17, até quarta-feira, 19, das 14h às 18h, no auditório Rio Solimões, no ICHL, setor Norte do campus, o III Seminário de Literatura, intitulado “A literatura como mediadora de mundos: diálogos possíveis, práticas necessárias”. O III Selit tem por objetivo proporcionar aos pesquisadores, professores e estudantes de graduação, na área de literatura em língua portuguesa, trocarem experiências.

O tema propõe discutir e socializar o ensino da Literatura, oportunizando a troca de experiências, além da proximidade entre os participantes. Também se propõe refletir sobre a formação na área de Letras/Literatura, discutindo qual o papel político e social do professor na formação do aluno e como a Literatura contribui para isto, permitindo o diálogo entre literatura e outras artes e disponibilizando amplo espectro crítico ao aluno.

Participam do evento os professores de literatura de Língua Portuguesa da Ufam; da Universidade do Estado do Amazonas, Luciane Páscoa (que fará a conferência de abertura), Maria Evany do Nascimento e Elaine Pereira Andreatta; da Universidade Estácio de Sá, Ana Guerra; do Colégio Militar de Manaus, Adriana Cristina Aguiar; do departamento de Libras da Ufam, Taísa Aparecida Carvalho Sales e o professor Estebán Celedon, do Departamento de Línguas e Literaturas Estrangeiras da Ufam, para a conferência de encerramento.

Além das palestras, o evento contará com mesas de comunicações que se iniciam a partir das 18h30.

 

Anexos:
Fazer download deste arquivo (selit folder correto (1).pdf)Veja folder[ ]554 kB

Segunda temporada de “Óbvio Voraz” é estendida até novembro

Atendendo aos pedidos do público, a peça teatral “Óbvio Voraz” segue em cartaz no Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas (CAUA) até novembro deste ano. As apresentações acontecem no teatro do CAUA, localizado na Rua Monsenhor Coutinho, 724, Centro. A entrada é franca. Confira as datas:

 

14 de outubro, às 19h30

26 de outubro, às 14h

9 de novembro, às 19h30

25 de novembro, às 19h30

 

No dia 9 de novembro, a peça “Óbvio Voraz” fará parte da programação do IV Encontro Brasileiro de Pesquisa em Cultura, evento organizado pela Pró-Reitoria de Inovação Tecnológica da UFAM (Protec).

Sobre a peça

Com texto de Verônica Gomes e realizado pelo CAUA em parceria com a Tribo Cia de Teatro, “Óbvio Voraz” estreou em 2015 e tem sido bem recebida pelo público e crítica local desde então. A peça, estrelada por James Araújo e Otoni Mesquita, trata de temas atuais que preocupam a sociedade: Povos Indígenas, Água, Desmatamento e Extinção dos Animais Silvestres. A proposta de encenação inclui a construção de uma instalação no decorrer das ações, música, participação do público e projeção de imagens fixas e em movimento.

“Transformações animal-objeto no Alto Xingu” é tema de seminário na Ufam

O Núcleo de Estudos da Amazônia Indígena (NEAI) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) realiza na quarta-feira (19) mais uma edição dos Seminários de Pesquisa. O tema desta edição será “Transformações animal-objeto no Alto Xingu: questões Wauja sobre as relações entre imagem, corpo e o som”.

O palestrante convidado é o museólogo e antropólogo Aristóteles Barcelos, professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). O encontro será realizado às 14h, na sede do NEAI, localizada na sala 12 da Faculdade de Direito (FD).

Aristóteles trabalha com povos indígenas e atua principalmente com artes, rituais e cosmologias. Sua comunicação vai tratar sobre os interesses cosmológicos e estéticos dedicados ao jaguar, a anaconda e aos peixes, que constituem em seu amplo conjunto um modo sensível de imaginação conceitual entre os Wauja do Alto Xingu.

Para a palestra o professor sugere a todos os convidados a visualização prévia do filme “Apapaatai” de sua autoria, disponível on-line no site Vimeo e para os mais interessados no tema, a leitura do artigo “Objetos de poder, pessoas de prestígio: a temporalidade biográfica dos rituais xinguanos e cosmopolítica Wauja”, disponível em anexo.

Sobre o NEAI

Núcleo de Estudos da Amazônia Indígena (NEAI) é um grupo de pesquisa vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS) e ao Departamento de Antropologia da UFAM. O NEAI congrega pesquisadores, professores e estudantes de diferentes áreas do conhecimento, que se dedicam ao estudo e pesquisas sobre temas e problemas relacionados aos povos e comunidades tradicionais.

 

UFAM participa de 8º Seminário Interinstitucional de Filosofia

Evento discutirá a democracia numa perspectiva interdisciplinar. Prazo para submissão de trabalhos vai até 23 de outubro.

A Universidade Federal do Amazonas (UFAM), em parceria com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e a Faculdade Salesiana Dom Bosco (FSDB), promove, de 23 a 25 de novembro, o 8º Seminário Interinstitucional de Filosofia na Amazônia. Com o tema “Desafios da Democracia na Atualidade”, o evento ocorre das 16h às 22h no auditório da FSDB, localizado na Avenida Epaminondas, 57, Centro.

A programação completa está na página do Seminário.

Destinado a docentes e acadêmicos de Filosofia, Serviço Social, Pedagogia e demais cursos das Ciências Humanas, bem como movimentos sociais, sindicatos, associações e organizações não governamentais e autárquicas, o Seminário pretende discutir a democracia numa perspectiva interdisciplinar. O objetivo é compreender, a partir do contexto histórico, sociopolítico e econômico, os rumos da democracia na Amazônia no âmbito da conjuntura nacional e internacional.

Inscrições e submissão de trabalhos

As inscrições para ouvintes podem ser feitas até 23 de novembro por meio do formulário disponível no endereço do evento, que deve ser enviado para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ; ou no auditório da FSDB, durante a abertura do Seminário. Para apresentações de trabalhos, as inscrições podem ser feitas até 23 de outubro, conforme orientações disponíveis na página do seminário. 

Os trabalhos devem se encaixar nos seguintes eixos temáticos: Democracia, Ciência e Tecnologia; Instituições e Práticas de Democracia na Amazônia; Democracia e Ensino de Filosofia; Democracia e Justiça; Democracia e Gestão Pública; e Democracia e Ética.

A programação do evento inclui ainda a participação do professor Roberto Romano da Silva (UNICAMP) e do assessor educacional e articulador de movimentos sociais Ivo Poletto, discutindo a temática “Democracia e Perspectivas para a Amazônia”. Conferências, mesas-redondas e debates estão igualmente previstos. 

Núcleo da UFAM discute a presença de estudantes indígenas nas universidades

Evento abordará questões sobre modos e tradução de conhecimentos indígenas

O Núcleo de Estudos da Amazônia Indígena (NEAI) promove no dia 11 de outubro, às 14h, a palestra “Estudantes indígenas nas universidades: sobre modos de conhecer, de construir relações e de traduzir o conhecimento”. Ministrado pela antropóloga Talita Lazarin Dal’Bó, membro do Centro de Estudos Ameríndios (CEstA/USP) e colaboradora do NEAI, o encontro faz parte da programação do Seminários de Pesquisa, e será na sala 12 da Faculdade de Direito.

Talita apresentará as principais questões sobre o acesso recente e intenso de estudantes indígenas às universidades e espaços acadêmicos. O objetivo é estabelecer um debate acerca de regimes de conhecimento. A apresentação levará em consideração o acompanhamento de experiências de estudantes indígenas na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e de Pós-graduação em Antropologia Social (PPGAS) na UFAM.

Uma das reflexões que será proposta durante o seminário diz respeito aos modos de conhecimento dentro da experiência de universitários indígenas, que se estendem a diversos momentos da formação acadêmica desses estudantes. Segundo Talita, isso demonstra que “a ideia de ‘conhecimento’ deve ser ampliada para uma perspectiva mais composta, que se atente a modos de se relacionar, de ocupar espaços, de constituir sujeitos políticos e de construir alianças e relações que se entremeiam no campus e para além dele”.

Sobre o NEAI

Núcleo de Estudos da Amazônia Indígena (NEAI) é um grupo de pesquisa vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS) e ao Departamento de Antropologia da UFAM. O NEAI congrega pesquisadores, professores e estudantes de diferentes áreas do conhecimento, que se dedicam ao estudo e pesquisas sobre temas e problemas relacionados aos povos e comunidades tradicionais.

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências Pesqueiras está com inscrições abertas até o dia 5

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação - Propesp - torna pública que as inscrições para o Exame de Seleção de candidatos para ingresso no 1º Semestre de 2017, nos cursos de mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciências Pesqueiras nos Trópicos - PPG-CIPET estão abertas e encerram no dia 5 de outubro de 2016.

Os interessados devem preencher formulário de inscrição, obtido no endereço http://www.propesp.ufam.edu.br/index.php/editais-de-pos-graduacao, devidamente preenchido e entregue na secretaria do Programa PPG-CIPET, de segunda a sexta-feira, das 9h às 12 e das 14h30 às 16h, localizada no campus universitário (avenida General Rodrigo Otávio Jordão Ramos, 6.200, Coroado, Manaus, Amazonas, CEP 69.080-900),  setor Sul, na Faculdade de Ciências Agrárias -FCA-  (entre os blocos L e M),  no 2º andar.

Serão oferecidas oito vagas regulares para mestrado (sendo seis com bolsa e duas sem bolsa) e duas vagas suplementares. Para o doutorado serão oferecidas seis vagas regulares (sendo quatro com bolsa e duas sem bolsa) e uma vaga suplementar. As vagas suplementares visam atender a política de ação afirmativa para autodeclarados pretos, pardos e indígenas.  

CIA realiza curso de Libras para servidores da UFAM

A Comissão de Inclusão e Acessibilidade (CIA), por meio do Núcleo de Acessibilidade EUAPOIO, em parceria com o Departamento de Letras Libras (DLL), realiza no período de 24 de outubro a sete de novembro de 2016 o curso de Libras. Nessa perspectiva e em consonância com o que dispõe a Lei de Acessibilidade que principiou as reflexões para que a comunidade surda pudesse se apropriar das informações de forma geral, é que está sendo oferecido o curso.

O Núcleo tem por objetivo promover o acesso, a integração e a permanência dos membros da sociedade em geral e da comunidade universitária, por meio de ações que visem transpor barreiras arquitetônicas, comunicacionais, educacionais, atitudinais, ao processo de capacitação em comunicação básica na Língua Brasileira de Sinais.   

O curso será ministrado pelos professores do DLL, Débora Teixeira Arruda e Janderclei da Silva Vale, de segunda a sexta feira, no horário das 8h às 12h, com carga horária de 40h, onde serão abordados os seguintes temas: conhecimentos básicos sobre legislação, história da educação dos surdos e cultura surda; gramática da Língua Brasileira de Sinas e conversações a nível básico a respeito de temas do cotidiano Institucional.

Os gestores das unidades acadêmicas e administrativas, que receberam a informação por meio de memorando, deverão encaminhar ao Núcleo, até o dia 30 de setembro, os dados dos servidores que irão participar do curso (nome, cargo, setor de trabalho, número de telefone e e-mail).

As inscrições e o local do curso serão confirmados até o dia 19 de outubro de 2016 para o email do servidor e/ou da unidade. O Núcleo localiza-se no Centro de Atenção Integral a Saúde - CAIS -, no setor Sul. O e-mail para contato é o O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

 

 

Arqueologia amazônica e história indígena são temas de seminário do NEAI-UFAM

O Núcleo de Estudos da Amazônia Indígena (NEAI) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) realiza na sexta-feira (30) mais uma edição dos Seminários de Pesquisa. Desta vez o tema será “A arqueologia amazônica e a construção de uma história indígena de longa duração”. O palestrante é o arqueólogo do Museu da Amazônia (MUSA), Filippo Stampanoni Bassi, e o encontro é às 14h30, na sala 12 da Faculdade de Direito (FD).

“A arqueologia amazônica e a construção de uma história indígena de longa duração” apresentará um estudo do contexto doméstico pré-colonial na região da Amazônia Central. A partir dos resultados preliminares, serão propostas considerações sobre a ocorrência de fronteiras culturais no passado e sua interpretação em termos de processos sociais. 

Segundo Filippo Stampanoni, a maioria dos arqueólogos que pesquisam na Amazônia concorda que a construção de uma história indígena de longa duração é objetivo fundamental nas agendas de pesquisa. “Para alcançar tal propósito, são necessárias a participação ativa das comunidades indígenas e o fortalecimento do diálogo com a antropologia”, afirma o arqueólogo.

Para o pesquisador, na construção da história indígena, é necessário desenvolver um discurso multivocal e inclusivo que represente sistemas de conhecimento alternativos. Este esforço também atende a “questionamentos que surgem na própria arqueologia em relação às ferramentas heurísticas tradicionais com as quais a disciplina tem abordado o tema”.

Sobre o NEAI

O Núcleo de Estudos da Amazônia Indígena (NEAI) é um grupo de pesquisa vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS) e ao Departamento de Antropologia da UFAM. O NEAI congrega pesquisadores, professores e estudantes de diferentes áreas do conhecimento, que se dedicam ao estudo e pesquisas sobre temas e problemas relacionados aos povos e comunidades tradicionais.

Grupo de Canto Lírico da Ufam apresenta musical no Centro de Artes

 

O Grupo de Canto Lírico da Universidade Federal do Amazonas -Ufam- apresenta o musical “O grande circo místico”, nesta quinta-feira, dia 29, às 20h, no auditório do Centro de Artes da Ufam, situado na Rua Monsenhor Coutinho, número 724, no Centro.

O elenco é formado por professores e discentes do curso de Música da Ufam e a comunidade externa. A direção musical é de Davy Chaves e Patrícia Botelho, direção cênica Débora Medeiros e co-direção Patrícia Botelho. O Musical é uma produção do grupo de Canto Lírico da Ufam, que faz parte das ações de ensino, pesquisa e extensão do Departamento de Artes, sendo coordenado pelos professores João Gustavo Kienen e Lucyanne Afonso.

O Grande circo místico é um espetáculo musical brasileiro apresentado em 1983 e criado originalmente para o Balé Teatro Guaíra. Naum Alves de Souza roteirizou o poema homônimo do parnasianista/modernista Jorge de Lima (da obra A Túnica Inconsútil,1938) e o espetáculo foi preparado durante todo o ano de 1982, estreando em 17 de março de 1983 com a mescla de música, balé, ópera, circo, teatro e poesia.

Tamanho o sucesso, originou uma turnê de dois anos pelo país, assistida por mais de 200 mil pessoas, em quase 200 apresentações. Consagrou umas das mais completas obras já apresentada no país. A trilha sonora foi musicada por Chico Buarque e Edu Lobo e conta a história do grande amor entre um aristocrata e uma acrobata e a saga da família austríaca proprietária do Grande circo Knieps, que vagava pelo mundo nas primeiras décadas do século.

 

 

 

 

Projeto vai criar circuito metropolitano da cultura do guaraná

Seminário sobre o projeto acontece na próxima quinta-feira, na UFAM

Foto de um cacho de guaraná na região de Altamira, km 23. Foto: Embrapa Amazônia OcidentalFoto de um cacho de guaraná na região de Altamira, km 23. Foto: Embrapa Amazônia Ocidental

Guaraná e energia são palavras que se relacionam muito bem. Honrando essa correspondência, um projeto iniciado neste ano na Embrapa Amazônia Ocidental está a todo vapor, com a realização de atividades no campo e a articulação de diversas parcerias. Trata-se do projeto Expansão da Guaranaicultura – Criação do Circuito Metropolitano de Cultura de Guaraná, que no dia 29 de setembro, às 8h, na Universidade Federal do Amazonas (UFAM), realiza um seminário com os principais atores da cadeia de valor do fruto.

Conforme a analista da Embrapa e líder do projeto, Indramara Lôbo, o seminário vai reunir agricultores familiares, instituições de fomento, indústrias, instituições de ensino e pesquisa e ONGs interessados no desenvolvimento da cultura no Amazonas. Durante o evento, o projeto será apresentado, com suas ações em andamento e as atividades futuras. O seminário também vai promover a interação entre os agricultores familiares selecionados para receber as Unidades de Referência Tecnológica do projeto, as indústrias que apoiam o trabalho e as demais instituições envolvidas.

 

Entenda o projetoProdução de guaraná em Presidente Figueiredo, Amazonas. Foto: Embrapa Amazônia OcidentalProdução de guaraná em Presidente Figueiredo, Amazonas. Foto: Embrapa Amazônia Ocidental

O projeto Expansão da Guaranaicultura busca criar uma rota com a cultura do guaraná nos municípios de Manaus, Manacapuru, Presidente Figueiredo e Rio Preto da Eva, de forma a expandir o cultivo do fruto na área metropolitana de Manaus e de fortalecer a cultura no Estado do Amazonas. “A ideia de corredor, que é uma linha imaginária, é ter um fluxo terrestre, porque o fluvial nós já temos, que justamente é o do Baixo Amazonas. O Estado, no entanto, produz apenas 700 toneladas de guaraná por ano, sendo que a demanda do Polo Industrial de Manaus (PIM) é de oito mil toneladas”, disse Indramara ao destacar a importância do projeto para ajudar a estimular essa cultura no AM.

Se por um lado o projeto é um passo importante para auxiliar no provimento de matéria-prima para o Polo de Concentrados do PIM, por outro também vai ajudar no estímulo à criação de emprego nos municípios e oferta de alternativa de renda aos produtores, além de facilitar a dinâmica da cadeia produtiva, aproximando agricultores e indústria.

O projeto também é uma forma de apresentar para novos agricultores as cultivares de guaranazeiro lançadas pela Embrapa Amazônia Ocidental, todas altamente produtivas e resistentes à antracnose, principal doença que afeta a cultura. Nesse contexto, os cultivos que formarão o corredor vão seguir o Sistema de Produção da Cultura do Guaranazeiro e suas práticas recomendadas pela pesquisa, de forma a extrair a máxima produtividade dos plantios.

Onde está o guaraná?

Atualmente, a maior parte da produção de guaraná está concentrada no Baixo Amazonas. Na região metropolitana, a cultura é desenvolvida em grande escala por uma empresa privada no município de Presidente Figueiredo. O projeto busca justamente estimular a criação de novas alternativas de Produção de guaraná em Presidente Figueiredo, Amazonas. Foto: Embrapa Amazônia OcidentalProdução de guaraná em Presidente Figueiredo, Amazonas. Foto: Embrapa Amazônia Ocidentalprodução do fruto no Estado, de forma a iniciar um processo de diminuição da diferença entre o que se precisa na indústria (8 mil toneladas) e o que se produz no campo (700 toneladas).

Realização, apoio e patrocínio

O evento é uma realização da Embrapa Amazônia Ocidental, conta com patrocínio da empresa Sabores Vegetais do Brasil e apoio da Brasil Kirin, Cáritas Arquidiocesana de Manaus, Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Instituto Nacional de Educação Científica Agroecológica da Amazônia (Instituto Amaós) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e Universidade Federal do Amazonas (Ufam)

Parcerias

O projeto é realizado por meio de uma parceria entre os setores de Transferência de Tecnologia e de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Amazônia Ocidental, e com o Polo de Concentrados/Fieam. A coordenação geral do projeto é do setor de Transferência de Tecnologia, sob a responsabilidade da analista Indramara Lôbo. A Coordenação de Implantação das Unidades Demonstrativas que formarão as vitrines tecnológicas, criando o corredor metropolitano no entorno de Manaus, está sob a coordenação do corpo técnico de melhoramento do guaraná da Embrapa, coordenada pelos pesquisadores Firmino José do Nascimento Filho, André Atroch e Lucio Pereira Santos. As Indústrias do Polo de Concentrados, que somam neste esforço, estão sob a direção do presidente da Fieam, Nelson Azevedo, e do Coordenador do Polo de Concentrados, Assis Mourão. As indústrias Brasil Kirin e Sabores Vegetais do Brasil já estão em campo auxiliando diretamente no desenvolvimento das atividades do projeto.

 

 

Serviço

O que: Seminário “Projeto Expansão da Guaranaicultura”;

Dia: 29 de setembro, quinta-feira;

Horário: das 8h às 12h e das 14h às 17h;

Local: Auditório Samaúma, Faculdade de Ciências Agrárias (FCA), da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) – (Av. Rodrigo Otávio, 3000 - Setor Sul, Coroado I). 

 

Com informações da  Embrapa Amazônia Ocidental

Pesquisadora lança livro que dá voz às mulheres pescadoras da Amazônia

Quando falamos em pesca na Amazônia só nos vêm à mente os homens. No entanto, as mulheres têm papel ativo nessa função. É o que relata o livro Aqui Estamos – entre as águas dos mares, águas dos rios, nas terras de trabalho na pesca artesanal, uma coletânea organizada por Elenise Scherer.

O livro será lançado às 19h30 do dia 21 de setembro, no Musa do Largo. A programação faz parte do IV Seminário Internacional de Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia (SICASA), que acontece até o dia 22 de setembro, na Universidade Federal do Amazonas (UFAM).

Esta é a segunda coletânea organizada por Elenise, que é professora de Políticas Sociais da UFAM, e nos últimos cinco anos tem se dedicado, em parceria com seus alunos de graduação e pós-graduação, a procurar respostas sobre o modo de vida e estratégias de luta dos trabalhadores rurais por políticas públicas e sobre as dificuldades de acesso aos direitos sociais por parte dos pescadores e pescadoras.

O livro tem a participação de outras duas pesquisadores da universidade: Antonia Mara Diógenes e Vilselia Pires. O objetivo do livro é dar voz às mulheres pescadoras. “É permitir que elas relatem seus desejos e anseios”, disse a organizadora da coletânea de artigos.

De acordo com a publicação, o esgotamento da produção da fibra de juta em Parintins, nas décadas de 1960 e 1970, foi fator determinante para o envolvimento de grupos domésticos liderados por mulheres na pesca de camarão na região.

 

Notícias relacionadas

IV SICASA aposta na união de saberes para alcançar o desenvolvimento sustentável

 

UFAM realiza workshop em parceria com a American Chemical Society no dia 14 de outubro

A Universidade Federal do Amazonas (UFAM), em parceria com a American Chemical Society (ACS) e a Sociedade Brasileira de Química (SBQ), realiza no dia 14 de outubro, no Auditório da Faculdade de Direito, localizada no setor Norte do Campus, o Workshop Bulding Opportunity out of Science and Technology (BOOST).

Com edições realizadas em Curitiba, Belo Horizonte, Salvador e Recife, o evento é direcionado para discentes, doutores e jovens profissionais da área de química, com o objetivo de desenvolver aptidões necessárias ao cientista. As atividades, que tem como foco a comunicação e o empreendedorismo nas áreas de ciências e tecnologia, serão ministradas integralmente na língua inglesa e todos os participantes recebem um certificado de participação ao final do evento.

São quatro módulos com temas “Comunicando em Ciência”; “Publicando em Ciência”; “Vendendo sua Ciência”; e “Mapeando sua Carreira”, que serão ministrados por Bradley Miller, Cornelia Bohne, Ellene Tratras Contis e Lily Raines, membros da ACS.

Os interessados podem realizar as inscrições no site.

Programação

  • 8h as 8h30 – Credenciamento;
  • 8h30 as 9h – Abertura do Workshop Bulding Opportunity out of Science and Technology;
  • 9h às 10h – Palestra “Communicating Your Science”;
  • 10h as 10h15 – Coffee Break;
  • 10h15 as 12h30 – Palestra “Publishing Your Research”;
  • 12h30 as 13h30 – Horário de almoço;
  • 13h30 as 15h45 – Palestra “Mapping Your Career”;
  • 15h45 às 16h – Coffee Break;
  • 16h as 18h – Palestra “Proposals, Selling Your Science”;
  • 18h as 18h30 – Palestra “How to Get Involved with ACS Locally – a Chapter Representative”;
  • 18h30 as 19h – Encerramento.

Para mais informações, acesse o link.

Setor de Avicultura abre inscrições para “XI Encontro de Avicultura”

O setor de Avicultura da Faculdade de Ciências Agrárias da Ufam realiza nos dias 26 e 27 de outubro de 2016 o XI Encontro de Avicultura “A diversidade da produção avícola”, no auditório Samaúma, na FCA, no setor Sul do campus.

As inscrições estão abertas e vão até o dia 20 de outubro de 2016 via online onde os participantes deverão baixar, preencher e encaminhar o formulário de inscrição ao e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , juntamente com o comprovante de depósito referente ao valor da taxa de inscrição conforme os valores e as informações para efetuação do depósito bancário.

A iniciativa da realização do evento é da equipe do setor de Avicultura da FCA/Ufam em prol de projetos de pesquisa e de extensão no segmento de avicultura no estado do Amazonas.  Busca-se despertar o interesse pela avicultura, tanto nos acadêmicos da área de Ciências Agrárias, quanto na comunidade em geral. 

Estarão abertas as submissões de resumos na forma expandida até o dia 15 de outubro de 2016, devendo estes serem redigidos e encaminhados ao e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  conforme as normas para submissão.

 

Anexos:
Fazer download deste arquivo (cartaz1.pdf)Cartaz do evento[ ]4710 kB
Fazer download deste arquivo (localdoevento.pdf)Local do evento[ ]69 kB
Fazer download deste arquivo (normasparaenviotrabalhosavicultura2.pdf)Normas[ ]246 kB
Fazer download deste arquivo (programação_encontroavicultura1.pdf)Programação[ ]404 kB

UFAM em Humaitá sedia o I Seminário Nacional de Estudos Culturais Afro-brasileiros do Sul do Amazonas

O evento é gratuito e as inscrições podem ser feitas pelo site do Seminário até o dia 11 de novembro

O I Seminário Nacional de Estudos Culturais Afro-brasileiros do Sul do Amazonas do Núcleo de Estudos e Pesquisas Afro-brasileiras e Indígenas (NEABI) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) será realizado nos dias 16, 17 e 18 de novembro, no Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente (IEAA) localizado no Campus de Humaitá.

Aberto para estudantes de ensino médio, graduação e pós-graduação, o I Seminário terá a presença do professor Paulino de Jesus Francisco Cardoso, coordenador do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB) da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) e da Associação Brasileira dos Pesquisadores Negros (ABPN), na mesa redonda “Experiências e Desafios dos NEABs na Atualidade” e no minicurso “Planejamento de NEABs”.

A conferência de abertura, intitulada “As Ciências e os Orixás”, será feita pelo professor Guimes Rodrigues Filho coordenador do Núcleo de Estudos Afro Brasileiros da Universidade Federal de Uberlândia (NEAB/UFU).

O evento também terá minicursos, atividades culturais e exposição de artesanatos com o objetivo de estimular e apresentar atividades de estudo, pesquisa, ensino e extensão ligadas ao campo das artes, da saúde, do gênero, da educação, da história e das territorialidades das populações negras e indígenas do Amazonas.

A submissão de trabalhos pode ser feita até o dia 31 de outubro, nas modalidades artigo, banner, pôster, comunicações científicas e resumos expandidos em um dos doze eixos temáticos disponíveis.

NEABI

Criado em 2012, o Núcleo interdisciplinar congrega docentes, pesquisadores, profissionais e estudantes de diversas áreas do conhecimento, que desenvolvem projetos de pesquisa, estudo, ensino, formação e extensão na área das relações étnico-raciais.

O objetivo do núcleo é fomentar atividades de ensino, pesquisa e extensão que visem à promoção da saúde, educação e arte das populações negra e indígena, buscando a construção de uma cultura de equidade e étnico-racial em âmbito institucional e social.

 

 

Exposição “Des Construção ... Manaus” em cartaz no CAUA de 19 de setembro a 14 de outubro

A instalação central da exposição, denominada Trama Amazônica 2, terá vegetação, ripões verdes, compensados e é baseada nas espinhas de peixes desconstruídas.

 

O Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas abriga, de 19 de setembro a 14 de outubro, a exposição Des Construção...Manaus, do artista plástico Jair Jacqmont.

A exposição remete à linguagem contemporânea – o construtivismo e o desconstrutivismo, com junção de outros elementos como quadros e elementos orgânicos. As obras, pinturas e instalações já foram expostas no Teatro Amazonas, na Galerie L’Amazonie e Amazônia Ciclos de Modernidade, em Manaus e Belém.

Segundo o artista plástico, os quadros apresentados são pintados a óleo, com cores vivas do chitão. A abertura da exposição será às 19h do dia 19 de setembro, no Centro de Artes da UFAM – Galeria Hannhemam Bacelar (Rua Monsenhor Coutinho, 724 –Centro)

UFAM e Sebrae realizam nesta semana a 1ª Edição do Fórum de Inovação e Empreendedorismo

Stands de exposição, rodada de negócios, palestras e workshops estão na programação

Nos dias 15 e 16 de setembro a Faculdade de Ciências Agrárias (FCA), setor sul do Campus Universitário Senador Arthur Virgílio Filho, será palco do primeiro Fórum de Inovação e Empreendedorismo (FINE 2016), evento que conta com a realização da UFAM, por meio da Pró-Reitoria de Inovação Tecnológica (Protec), Departamento de Engenharia de Produção, e Sebrae Amazonas.

O Fórum tem como objetivo reunir e divulgar projetos e ideias inovadoras, desenvolvidos dentro da UFAM, procurando, assim, parceiros e incubadores. A comunidade acadêmica e demais públicos terão a oportunidade de conhecer novas tendências em inovação, design, criatividade, P&D e desenvolvimento de novos produtos.

O evento é gratuito e os interessados em expor seu projeto podem entrar em contato com os organizadores pelo email O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , ou pelos telefones: (92) 99277-4017 / 98112-8828. Como é uma feira aberta, não há certificação para os visitantes, exceto na palestra de abertura oficial que será realizada no dia 15, às 15h, no auditório Samaúma da FCA, com inscrições realizadas na hora. Para os expositores haverá certificado de participação.

IV Colóquio de Estudos Linguísticos e Literários aborda representações da modernidade na Linguagem e Literatura

Começa hoje e segue até quarta-feira (14) o IV Colóquio de Estudos Linguísticos e Literários da UFAM. Uma realização do Departamento de Línguas Estrangeiras Modernas e Programa de Pós-Graduação em Letras (PGGL).

Nesta quarta edição, o evento tem como objetivo discutir representações da modernidade na linguagem e literatura. “É muito comum termos eventos e publicações acadêmicas voltadas para o passado, mas temas relacionados ao contemporâneo são mais escassos”, explica o professor Lajosy Silva, um dos coordenadores do Colóquio.

Palestra, mesas-redondas e comunicações serão realizadas no Auditório Rio Solimões, de 14h às 18h, localizado no Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL), setor norte do Campus. Acesse a programação em anexo e saiba os temas contemporâneos em discussão:

UFAM sedia evento internacional de Arquitetura

O XII Seminário Internacional de Conservación del Patrimonio e o VI Encuentro de la Red Universitária Internacional Historia Arquitectura Y Ciudad serão realizados nos dias 12 e 13 de setembro de 2016, às 8h30, na Faculdade de Tecnologia da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), localizada no setor Norte do Campus.

Interessados podem se inscrever no local do evento. O seminário, gratuito e aberto para a comunidade, é um evento pré-congresso vinculado ao Congresso Internacional de Arquitetura e Sustentabilidade na Amazônia  (ARQAMAZONIA).

As palestras tratam sobre o patrimônio cultural a partir de enfoques multi, inter e transdisciplinares com o objetivo de apresentar um panorama sobre o patrimônio cultural na América Latina, bem como perspectivas de estudos comparados com a Amazônia.

Na oportunidade, estarão presentes em Manaus os membros da rede de pesquisa Red Universitária Internacional História Arquitectura Y Ciudad e representantes de Faculdades de Arquitetura e Urbanismo do México, Argentina, República Dominicana e Brasil.

 

Confira a programação abaixo:
 

12 DE SETEMBRO – SEGUNDA-FEIRA

8h30 – Café da manhã

9h30 – México (Guadalupe Salazar González – Universidad Autonoma de San Luis Potosí, San Luis Potosí, México)

10h05 - Argentina (Adriana María Collado – Universidad Nacional del Litoral, Santa Fé, Argentina)

10h40 - México (Blanca Paredes Guerrero – Universidad Autonoma de Yucatán, Mérida, México) e Marisol (Ordaz Tamayo – Universidad Autonoma de Yucatán, Mérida, México)

11h15 - Brasil (Marcos Cereto – Universidade Federal do Amazonas - UFAM, Brasil)

11h45 - Debate – Coordenação da mesa: Graciete Guerra da Costa (Universidade de Brasília, Brasil)

INTERVALO PARA O ALMOÇO

15h – República Dominicana (Linda Roca - Universidad Nacional Pedro Henríquez Ureña, Santo Domingo, República Dominicana) e México (Eugênia Salomão – Universidad Michoacana de San Nicolás de Hidalgo, Morelia, México).

15h35 - México (Luis Alberto Mendoza, Universidad de Colima, México) e Argentina (Luis María Calvo – Universidad Nacional del Litoral, Santa Fé, Argentina)

16h10 - México (Luis Alberto Torres Garibay – Universidad Michoacana de San Nicolás de Hidalgo, Morelia, México).

16h45 – México (Lucía Tello Peón – Universidad Autonoma de Yucatán, Mérida, México).

17h20 – Brasil (Marília Brasileiro do Vale, Universidade Federal de Uberlândia, Brasil e Anna Raquel Baracho Eduardo Julianelli, Universidade Federal Fluminense, Brasil).

17h55 – Debate – Coordenação da mesa: Celma Chaves Pont Vidal (Universidade Federal do Pará, Brasil).


13 DE SETEMBRO – TERÇA-FEIRA

10h – Encontro com a Reitora da UFAMApresentação dos Pesquisadores e suas Universidades

INTERVALO PARA O ALMOÇO

15h – Reunião de trabalho e Coordenação de Atividades da RED com a participação dos integrantes presentes em Manaus. Coordenadoras: Graciete Guerra da Costa e Celma Chaves Pont Vidal.

Antropologia e indígenas é tema de palestra na terça-feira (13)

O Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da UFAM (PPGAS), por meio do seu Núcleo de Estudos de Políticas Territoriais na Amazônia (NEPTA), e o Museu Amazônico, promovem na terça-feira (13), às 9h, no auditório da Faculdade de Direito, setor norte do Campus, a palestra "Por uma crítica indígena da razão antropológica".

O tema será ministrado pela professora do Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília (UnB), Alcida Rita Ramos, e tem como objetivo propor um novo caminho na trajetória da antropologia que partiu da etnografia clássica, passou pelo ativismo político, e chega a uma reflexão pós-ativista. Logo os temas a serem debatidos pela pesquisadora são: a vocação da antropologia brasileira; o que aprendemos com os indígenas; os efeitos da educação superior indígena; novos horizontes e expectativas da prática da antropologia.

“A entrada em cena de intelectuais indígenas provoca algumas questões sobre as práticas antropológicas centenárias. É de se esperar que os indígenas estudiosos da antropologia promovam uma crítica da disciplina e contribuam para o surgimento de uma antropologia ecumênica, plural e igualitária, de modo a renovar e resgatar a disciplina de sua atual letargia”, explica Alcida.

O evento é aberto ao público, principalmente para quem tem pesquisa com povos indígenas ou se interessa pela Antropologia como ciência que estuda a diversidade cultural dos povos. A palestra conta com o apoio do Grupo Tabihuni - Núcleo de Pesquisa e Experimentações das Teatralidades contemporâneas e suas interfaces Pedagógica, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Além da palestra, a professora Alcida também participará da banca de exame de qualificação da mestranda Maryelle Inácia Morais Ferreira, do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da UFAM, cujo trabalho intitula-se- “Mulheres Kumirãyõma: uma etnografia da criação da associação de mulheres Yanomami”, trabalho, orientado pela professora Maria Helena Ortolan, diretora do Museu Amazônico, órgão suplementar da UFAM.

Sobre a palestrante

Alcida Rita Ramos é doutora em Antropologia e professora Emérita do Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília (UnB). Foi diretora da Comissão Pró-Yanomami (CCPY). Pesquisadora 1-A do Cnpq, Alcida tem se dedicado ao estudo das sociedades indígenas, em especial, Yanomami, e atualmente desenvolve pesquisas sobre indigenismo comparado na América do Sul, com foco no Brasil, Argentina e Colômbia.

Cine & Vídeo Tarumã finaliza período com exibição de animações para adultos

Imagem do filme Vidas ao Vento, do animador japonês Hayao MiyazakiImagem do filme Vidas ao Vento, do animador japonês Hayao MiyazakiApós os dias da Semana da Pátria, o Cine & Vídeo Tarumã, da UFAM, retorna atividades com sua última exibição de filmes no presente período letivo apresentando animações para adultos. A especificação de “adulto” para as animações selecionadas refere-se ao tratamento da temática dos filmes, pois sua abordagem tem a mesma intensidade e profundidade que os filmes dramáticos com atores. Os filmes selecionados são produções recentes premiadas em diversos festivais e se destacam ainda pela linguagem adulta, que foge do seu convencional público infanto-juvenil. Os filmes são AnomalisaVidas ao Vento e Chico e Rita.

Na segunda-feira, dia 12, o filme a ser exibido é Anomalisa, do renomado roteirista Charlie Kaufman, junto com o animador de stop-motion Duke Johnson. O filme indicado ao Oscar e ao Globo de Ouro deste ano mostra a vida de Michael Stone, pai de família e guru de livros sobre motivação de clientes consumidores, que acaba de chegar à cidade de Cincinnati para fazer uma palestra. Do aeroporto para o hotel, ele entra em contato com um antigo caso para que possam se reencontrar. A iniciativa não dá certo e ele casualmente encontra Lisa, uma mulher tímida e de baixa autoestima, que está no hotel justamente para assistir sua palestra no dia seguinte. Michael acredita ter encontrado nela algo que não encontrava em mais ninguém: está apaixonado. Segundo filme de Kaufman, o filme traz as vozes dos atores David Thewlis e Jennifer Jason Leigh.

Vidas ao Vento, produção de 2013 do consagrado animador japonês Hayao Miyazaki, é o filme exibido na quarta-feira, dia 14. Baseado na história real de Jiro Horikoshi, engenheiro aeronáutico projetista-chefe da equipe que desenvolveu o avião-caça que assombrou na II Guerra Mundial, aqui enfatizado ainda na adolescência. Jiro vive em uma cidade do interior do Japão que, um dia, tem o sonho de estar voando em um avião com formato de pássaro. A partir desse sonho, ele decide seguir a carreira de engenharia aeronáutica e construir um avião tal qual o de seu sonho. Durante a busca pelo seu ideal, ele conhece Naoko, uma jovem encantadora por quem se apaixona. Jiro sente-se abalado quando Naoko fica profundamente doente, sem saber se sobreviverá. O filme obteve mais de 25 prêmios em festivais internacionais. 

Na sexta-feira, fechando a programação da semana, será exibido Chico & Rita, dos espanhóis Fernando Trueba e Javier Mariscal. Produção de 2010, a trama acontece em Havana, Cuba, em 1948. Chico é um jovem pianista que tem grandes sonhos. Rita é uma bela cantora com uma grande voz. Eles se conhecem em uma apresentação dela e logo se encantam um pelo outro. Após uma noite de amor, Rita é surpreendida pela presença de Juana, uma das namoradas de Chico. A situação faz com que eles se afastem, o que apenas é contornado quando Ramon, amigo dele, conversa com Rita e a chama para participar com Chico de um campeonato na rádio local. O trabalho faz com que eles se reaproximem, até que o sucesso dela faz com que Chico tenha uma crise de ciúmes. Também com várias premiações, o filme foi vencedor do Prêmio Goya de Melhor Animação, além de ser indicado ao Oscar/12 nessa categoria.

O projeto Cine & Vídeo Tarumã é uma atividade de extensão do Departamento de Comunicação Social da UFAM, com as sessões acontecendo sempre às 12h30, no Auditório Rio Negro, do Instituto de Ciências Humanas e Letras, localizado no setor Norte do Campus Universitário. As sessões são gratuitas e recebem apoio cultural da locadora de vídeos Take Vídeo.