História do capitalismo na Amazônia do século XX é tema de obra lançada neste sábado (25)

A Universidade Federal do Amazonas, por meio do PPG em Sociedade e Cultura na Amazônia (PPGSCA) e do POG em Sociologia (PPGSocio), realiza o lançamento do livro “Tradição e Modernidade no Pensamento de Leandro Tocantins”.

O evento ocorre neste sábado (25), às 10h30, no Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas, localizado na Rua Bernardo Ramos, 117, Centro Histórico de Manaus.

A obra foi produzida pelo professor Odenei de Souza Ribeiro como resultado da tese defendida no âmbito do PPGSCA, elaborada e defendida no ano de 2012 pelo professor, com a orientação da professora Marilene Corrêa da Silva.

Resumo - Os ciclos dialéticos de expansão do capitalismo na Amazônia durante o século XX deixaram marcas na esfera cultural e social da cidade. O curto espaço de tempo entre o ápice e o declínio do extrativismo da borracha, foi marcado por uma vigorosa produção intelectual, indo de uma visão otimista em relação ao futuro da região ao pessimismo do abandono da Amazônia pelo poder público.

Sua produção intelectual e sua ação política deslocaram-se gradativamente do nacional desenvolvimentismo para a modernização conservadora. Nesse sentido, a concepção de tradição e modernidade em seu pensamento está articulada intimamente ao papel intelectual que desempenhou na organização e direção da vida cultural, regional e nacional.

Leandro Tocantins - O escritor, jornalista e historiador brasileiro, Leandro Tocantins, nasceu em Belém, no ano de 1919.

Autor de dois livros clássicos, O Rio Comanda a Vida (uma interpretação da Amazônia), no qual faz um estudo da importância e influência dos rios na vida dos povos da Floresta Amazônica, e Formação Histórica do Acre, considerado uma enciclopédia de leitura obrigatória para todos que pretendem conhecer a história do Estado. Suas obras giram em torno de dois polos de influência: o Pará (Belém e Ilha de Marajó) e Acre.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (Convite_livro.pdf)Convite_livro[ ]653 kB

Neabi/ Ufam em Humaitá debate tolerância, inclusão social, sexualidade e diversidade na terça-feira (28)

O Núcleo de Estudos e Pesquisas Afro-brasileiras e Indígenas (Neabi), do Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente (Ieaa) da Ufam em Humaitá, realiza no dia 28 de junho, às 18h30 no auditório do Instituto, um debate sobre tolerância, inclusão social, sexualidade e diversidade, com a exibição do filme brasileiro "Hoje eu quero voltar sozinho" (2014).

O Cine Neabi é um programa iniciado em 2012, sem financiamento, que exibe diversos filmes e documentários relacionados com a temática de estudo do Núcleo. Informações pelo telefone: (97) 98123-8579. E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Sobre o Filme, e o Neabi

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho é um filme brasileiro baseado no curta-metragem Eu Não Quero Voltar Sozinho. Diferente do curta, o filme traz outra narrativa da mesma história. Leonardo (interpretado pelo ator Guilherme Lobo), um adolescente cego, tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel (Fabio Audi) chega na cidade, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade.

Em fevereiro de 2014 o filme foi vencedor do prêmio Fipresci concedido pela Federação Internacional de Críticos de Cinema. Em 18 de setembro de 2014, o longa foi o escolhido pelo Ministério da Cultura entre 18 longas brasileiros, para representar o Brasil na competição de Oscar de melhor filme estrangeiro da edição de 2015. Porém não conseguiu ficar entre os finalistas ao prêmio. Em maio de 2015, o filme concorreu na categoria de Melhor Lançamento Limitado na 26ª edição dos Glaad Awards, que é considerado um dos prêmios mais importantes do mundo atribuído a comunidade LGBT.

O Núcleo de Estudos e Pesquisas Afro-brasileiras e Indígenas do Ieaa foi criado em 2012, e congrega docentes, pesquisadores, profissionais e estudantes de diversas áreas do conhecimento, vinculados à Universidade Federal do Amazonas, que desenvolvem projetos de pesquisa, estudo, ensino, formação e extensão na área das relações étnicorraciais.

I Seminário de Tradução e Interpretação de Libras/Língua Portuguesa na UFAM acontece nos dias 16 e 17 de agosto

Com o objetivo de celebrar o dia nacional do Intérprete, 26 de julho, o Departamento de Letras Libras, em parceria com Núcleo de Acessibilidade, EU APOIO, promove, nos dias 16 e 17 de agosto, o I Seminário de Tradução e Interpretação de Libras/Língua Portuguesa.

A programação, que será realizada no auditório Rio Amazonas da Faculdade de Estudos Sociais (FES), contará com relatos dos primeiros intérpretes de Libras em Manaus e palestras sobre aspectos históricos e desafios atuais da área.

A professora Wera Lúcia Santiago Gomes e o professor José Augusto Maia da Silva são dois dos relatores de experiências como pioneiros tradutores e intérpretes de Libras.

Entre as palestras programadas estão "O tradutor/intéprete como mediador cultural", a ser proferida pelo professor do Instituto Federal do Amazonas (IFAM), José Carlos de Souza e " O trabalho do TILSP no ensino superior: Realidades e Desafios", a ser proferida pela professora Sofia Coimbra da Silva, da Universidade Federal de Goiás (UFG)

O evento conta ainda com quatro oficinas, a serem realizadas nos auditórios Rio Negro e Rio Solimões. Entre elas, “Boas práticas da interpretação de Libras para Português”, a ser ministrada pelo professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

As inscrições serão feitas presencialmente, das 8 às 9h, do dia 16 de agosto, no auditório Rio Amazonas.        

Confira, abaixo, a programação completa:

16 de agosto de 2016

 

08:00h - Credenciamento

09:00h - Abertura (Composição da Mesa)

09:15h - Execução do Hino Nacional em Libras e fala dos participantes da mesa

10:00h - Relato de Experiência como Pioneira tradutora Intérprete de Libras

10:30h - Relato de Experiência como Pioneira tradutora Intérprete de Libras

11:00h - Relato de Experiência como Pioneira tradutora Intérprete de Libras

              Professora Wera Lúcia Santiago Meneses Gomes

11:30h - Relato de Experiência como Pioneira tradutor Intérprete de Libras

              Professor José Augusto Maia da Silva

12:00h - Almoço

13:00h - Homenagem aos Intérpretes (Fotos e Vídeos)

13:45h - Abertura das Palestras - Cerimonial 

13:50h - Palestra: Trajetória profissional na tradução e interpretação de LIBRAS e desafios na Coordenação dos TILP´s da UFAM. 

Profª. Esp. Lívia Martins Gomes (UFAM)

14:20h - Palestra: O tradutor /intérprete como mediador cultural

              Prof.º Ms. José Carlos de Souza (IFAM)

14:50h -  Palestra: Trabalho em equipe: Características da atuação de Intérprete de LIBRAS/Português em contextos de conferência.

              Profº. Ms. Tiago Coimbra (UFSC)

15:50h - Intervalo

16:10h - Palestra: O trabalho do TILSP no ensino superior: Realidades e Desafios.

              Profª Ms. Sofia Oliveira Pereira dos Anjos Coimbra da Silva (UFG)

17:10h - Momento de perguntas

17 de Agosto de 2016

 

Oficinas

Oficina 01: Boas práticas da interpretação de Libras para Português

                   Profº. Ms. Tiago Coimbra (UFSC)

                   Manhã (09:00h as 12:00h) 

Oficina 02: Boas práticas da interpretação de Libras para Português

                   Profº. Ms. Tiago Coimbra (UFSC)

                  Tarde (14:00h as 17:00h) 

Oficina 03: Tradução de Textos do Português para Libras

                    Profª Ms. Sofia Oliveira Pereira dos Anjos Coimbra da Silva (UFG)

                   Tarde (14:00h as 17:00h) 

Oficina 04: Tradução de Textos do Português para Libras

                    Profª Ms. Sofia Oliveira Pereira dos Anjos Coimbra da Silva (UFG)

                    Manhã (09:00h as 12:00h)

 

Faced e IEL promovem palestra sobre oportunidades de estágio para estudantes na segunda-feira (27)

O Núcleo de Educação, Comunicação e Tecnologia (Educotec), da Faculdade de Educação da Ufam (Faced),  setor norte do Campus, em parceria com o Instituto Evaldo Lodi (IEL), realiza no dia 27 de junho, de 8h às 12h, e de 14h às 17h, uma série de palestras sobre as oportunidades de estágio disponibilizadas gratuitamente pelo Instituto. O objetivo é preparar os alunos para alcançarem o melhor estágio. 

Pela primeira vez a Faced promove a interação entre os estudantes, empresas e centros de conhecimento, por meio do aperfeiçoamento da gestão, capacitação empresarial, pesquisa e inovação. Segundo a coordenadora do Educotec, professora Cláudia Guerra Monteiro, um dos períodos mais importantes do desenvolvimento profissional de um aluno de ensino técnico ou de graduação é o estágio.

“Por ano, mais de 150 mil estudantes conseguem ter este primeiro contato com a profissão escolhida. Alta produtividade, trabalho em equipe, qualidade do trabalho e liderança são algumas das características que o novo profissional deve começar a aprender nessa fase da vida. A Universidade Federal do Amazonas e IEL contribuem juntos para que este público chegue ao Mercado de Trabalho com estímulo e experiência”.

No dia do evento é fundamental que os estudantes tragam o curriculum atualizado para facilitar o cadastro. Dentre os temas a serem abordados, estão Dicas de Sucesso para o Mercado de Trabalho; e Protagonismo Juvenil. Informações pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Semana da Auditoria capacita servidores entre os dias 27 de junho e 1 de julho

Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (ProGesp), por meio da Coordenação de Treinamento e Desenvolvimento (CTD), do Departamento de Desenvolvimento de Pessoas, promove no período de 27 de junho a 1 de julho a "Semana da Auditoria".

O objetivo da atividade é fornecer aos Auditores Internos da UFAM, em início de carreira, o conhecimento básico para o exercício da atividade de auditoria interna, por meio de uma equilibrada relação entre o conteúdo prático e teórico da matéria.

O Curso tem carga horária de ​4​0h, e conta como instrutores os servidores:

  • Dinorvam Fanhaimpork, Auditor Chefe em Exercício;
  • Gleiciane Pinto da Silva, Coordenadora de Aposentadoria e Pensões - ProGesp;
  • Leonor dos Santos, professora da Faculdade de Estudos Sociais (FES);

A ação de capacitação abordará as seguintes temáticas: ​ Auditoria Interna, Controles Internos, Processos de Auditoria, Gestão de Riscos na Administração Pública, Plano de Auditoria e Risco, Relatório de Auditoria Interna Governamental, Apresentação das Regras de Aposentadoria, Regras de Transição, Aposentadoria Especial/Compulsória, Previdência Complementar, Pensão Civil - Lei 8.112/1990, Pensão Civil - Lei 13.135/2015, Simulações de Aposentadorias/Pensões/Abono e Averbação no SIAPE, Multiplicação do conhecimento 44º FONAITEC, e Multiplicação do conhecimento 44º FONAITEC e estudo de caso “Aquisições”.

A Semana da Auditoria será no auditório da ProGesp, térreo do Centro Administrativo, setor norte do Campus, e Laboratório de Informática do Centro de Educação à Distância (CED), setor sul do Campus. Informações pelo telefone: (92) 3305-1487. E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . Confira a programação abaixo: 

Bases conceituais da Inovação e do Desenvolvimento é tema de palestra na UFAM

Curso de qualificação profissional tem carga horária de 15 horas

Promovido pela Pró-reitoria de Inovação Tecnológica (PROTEC), o curso Bases Conceituais da Inovação e do Desenvolvimento será ministrado pelo engenheiro civil Marcus Vinícius de Vasconcelos Paiva, de 20 a 22 de julho, das 14 às 17h, no auditório Rio Javari da Faculdade de Tecnologia - Setor Norte do Campus Universitário Arthur Virgílio Filho.

O curso é voltado a preparar profissionais, pesquisadores, gestores, Técnico-administrativos em Educação e estudantes quanto as bases da Gestão de Inovações Tecnológicas relacionadas a produtos, processos e Serviços para atuação institucional na gestão e no fomento de ações de Inovação e Desenvolvimento.

Entre os aspectos a serem abordados durante o curso estão as Teorias do Desenho dominante e da padronização setorial; a Teoria da Evolução dos Sistemas Industriais e a Adoção e difusão de Inovações.

O evento conta com o apoio do Núcleo de Especialistas em Avaliações e Perícias de Engenharia da UFAM (NESAP); do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amazonas (CREA-AM) e do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Amazonas (CAU/AM).

 

 

ProGesp realiza 3º Ciclo de Palestras Itinerantes de Promoção em Saúde na sexta-feira (24)

A Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (ProGesp), por meio do Departamento de Saúde e Qualidade de Vida (Dsqv), através do Centro Integrado de Assistência ao Servidor (Cais) e Subsistema Integrado de Atenção à Saúde do Servidor (SIASS), promove na próxima sexta-feira, 24, o Terceiro Ciclo de Palestras de Promoção em Saúde da Ufam.

Desta vez as unidades contempladas são: Prefeitura do Campus Universitário (PCU), Instituto de Ciências Humanas e Letras (Ichl), Escola de Enfermagem de Manaus (EEM), Instituto de Ciências Biológicas (ICB), Faculdade de Tecnologia (FT), Faculdade de Odontologia (FAO).

Os temas das palestras tratam sobre Saúde e Câncer Bucal, Diabetes, Hipertensão, Obesidade e Hábitos de Vida Saúde. Confira os horários e palestrantes: 

 

CICLO DE PALESTRAS DE PROMOÇÃO EM SAÚDE (JUNHO)

TEMA

                          LOCAL                                 

HORÁRIO

Responsável

SAÚDE BUCAL

Prefeitura do Campus

8h30

Dra. Edna Cardoso

CÂNCER BUCAL

Salas Administrativas do ICHL

8h30

Dra. Ritacley Peres da Silva

OBESIDADE

Escola de Enfermagem

8h30

Nutricionista Carla de Oliveira

HIPERTENSÃO

Instituto de Ciências Biológicas (Auditório Paulo Burheim)

14h

Enf. Monique Teixeira

DIABETES

Faculdade de Tecnologia

8h30

Enf. Tatiana Castro

HÁBITOS DE VIDA SAUDÁVEL

Faculdade de Odontologia  (sala de teleconferência)

8h30

Klélia Sandra Brasil

O Ciclo de Palestras iniciou no mês de abril e finaliza sua programação do primeiro semestre de 2016 no próximo dia 24 de junho.

(ProGesp, Cais e Siass promovem o I Ciclo de Palestras Itinerantes de Promoção em Saúde na Ufam)

O Dsqv/ProGesp informa que pretende dar continuidade ao Ciclo de Palestras para o segundo semestre de 2016, contemplando unidades ainda não visitadas, bem como ajustando essa atividade à capacitação, de forma a incentivar a plena participação dos servidores para o cumprimento integral dos objetivos da atividade. 

Informações pelo telefone: (92) 3005-1181/ Ramais 1478 / 1479. E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

"O que é Ciência, afinal?" Professor Áttico Chassot fala sobre o tema nesta quarta-feira (22)

O Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Amazonas promove, nesta quarta-feira (22), a palestra cujo título provoca o público de interesse: O que é Ciência? A palestra, proferida pelo pesquisador Áttico Chassot, será realizada no auditório Paulo Buhrnheim,  às 18h, setor Sul do campus universitário, e será aberta à comunidade acadêmica.

O evento é fruto de uma parceria entre a Ufam e outras universidades federais e institutos federais da região Norte. O Convênio de cooperação acadêmica promove, ainda, o intercâmbio técnico, científico, cultural e tecnológico entre as IFES associadas da Amazônia Legal Brasileira.

O objetivo dessa iniciativa multilateral é, portanto, fomentar a formação de pesquisadores nas áreas de Ciências e Matemática. Atualmente, o número de doutores nesse setor ainda é bastante reduzido, sendo necessária a implantação de políticas públicas e a realização de ações como essa palestra, a fim de despertar estudantes a seguirem na pesquisa.

Professor é formado desde 1961 e ministra palestras em todo o País. Fonte: divulgaçãoProfessor é formado desde 1961 e ministra palestras em todo o País. Fonte: divulgaçãoÁttico Chassot – professor desde 13 de março de 1961. Ele é licenciado em Química (UFRGS) e mestre e doutor em Educação (UFRGS). Fez pós-doutoramento na Universidade Complutense de Madri. Foi professor visitante na Aalborg Universitete na Dinamarca.

Foi professor titular da PUC-RS, FAPA, UFRGS (onde foi coordenador do Curso de Química e diretor do Instituto de Química), ULBRA, UNISINOS (onde foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação), URI Frederico Westphalen (Programa de Pós Graduação em Educação), UNILASSALE Canoas (Programa de Pós Graduação em Educação) e do Mestrado Profissional de Reabilitação e Inclusão do Centro Universitário Metodista (IPA) em Porto Alegre. É Orientador de doutorado e professor na REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática.

Ele é autor de vários livros, dos quais sete estão ainda em circulação: A ciência através dos tempos (Moderna, 1994, 29ªed. 2014). Para que (m) é útil o ensino? (EdULBRA, 1995, 3ª Ed., 2014, EdUNIJUÍ); Alfabetização científica: questões e desafios para a educação (EdUNIJUI, 2000, 6ª Ed., 2014); A Ciência é masculina? É sim, senhora! (EdUnisinos, 2002, 7ª Ed., 2014); Educação consciência (EdUNISC, 2003, 2ªed., 2007); Sete escritos sobre Educação e Ciências (Cortez, 2007; esgotado; breve e-book)); e Memórias de um professor: hologramas desde um trem misto (EdUNIJUÍ. 2012). Tem nos livros e no escrever duas de suas paixões.

O professor é conectado ao mundo internético onde mantém um blog que busca fazer alfabetização científica: Mestrechassot. blogspot.com. Já esteve, enquanto professor, em todas as unidades da federação e em alguns países. Mais detalhes em www.professorchassot.pro.br

NAVI exibe e debate o filme O Abraço da Serpente, na quarta-feira (22)

O Núcleo de Antropologia Visual da Ufam (Navi) exibe na próxima quarta-feira (22), às 14h, no auditório Rio Negro, do Instituto de Ciências Humanas e Letras, setor norte do Campus, o premiado filme do diretor colombiano Ciro Guerra,`O Abraço da Serpente´ (2015). Nos debates sobre a produção, estará presente o professor Renan Freitas Pinto, do Departamento de Ciências Sociais.

Sobre o Filme

Karamakate, outrora um poderoso xamã da Amazônia, é o último sobrevivente de seu povo, e agora vive em isolamento voluntário nas profundezas da selva. Os anos de solidão absoluta o tornam vazio, privado de emoções e memórias. Sua vida sofre uma reviravolta quando chega ao seu esconderijo remoto Evan, um etnobotânico americano em busca da Yakruna, uma poderosa planta, capaz de ensinar a sonhar. O xamã decide acompanhar o estrangeiro em sua busca, e juntos embarcam em uma viagem ao coração da selva, onde passado, presente e futuro se confundem, fazendo-o aos poucos recuperar suas memórias. Essas lembranças trazem uma dor profunda que não libertará Karamakate até que ele transmita o conhecimento ancestral que antes parecia destinado a perder-se para sempre.

O filme é baseado nos diários de dois exploradores europeus, que vagaram pela Amazônia, decididos a desvendar seus segredos nos primórdios do século XX. Cada um deles estrela uma ponta desta história, que tem no xamã Karamakate o elo de ligação.  É ele quem conduz Théo (Koch-Grünberg- 1872-1924) em sua jornada febril em busca de uma planta milagrosa, que pode salvá-lo da doença, e também quem, 40 anos depois, é procurado por Evan (Richard Evan Schultes -1915-2001), que deseja seguir os passos de seu antecessor. Ao longo da jornada, é interessante notar a mudança de postura de Karamakate nestes dois momentos, revelada aos poucos.

Entre outros prêmios, o filme recebeu o Ariel de Melhor Filme Ibero-Americano, o prêmio “Art Cinema Award” na Quinzena de Realizadores de Cannes 2015, e foi indicado para o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro (Colombia) em 2016.

Histórias de superação são exibidas nesta semana no Cine & Vídeo Tarumã

O Cine & Video Tarumã apresenta nesta semana uma programação com produções recentes de grande sucesso e aclamação de crítica. Os filmes selecionados são produções premiadas em festivais e que estiveram fora dos circuitos comerciais. As produções buscam retratar histórias de superação, como as dificuldades mudaram suas perspectivas de vida e a descoberta de um novo sentido. A programação intitulada "Revendo Filmes de Sucesso" conta com os premiados: O Concerto, Ida e Para Sempre Alice.

Na segunda-feira (20), será exibido O Concerto, dirigido pelo francês Radu Mihailenu. O filme conta a história de Andrei Simoniovich Filipov um renomado maestro da orquestra de Bolshoi, que foi demitido 30 anos atrás, mas seguiu trabalhando por lá como auxiliar de limpeza. Um dia, ele acaba descobrindo que o Bolshoi foi convidado para tocar no Châtelet Theater, em Paris, e decide reunir seus antigos amigos para tocar no lugar da atual orquestra. Para integrar sua equipe ele pretende que a jovem e exímia solista de violino Anne-Marie Jacquet os acompanhe. Se os planos derem certo, este tem tudo para ser um concerto muito especial e um verdadeiro triunfo. 

Na quarta-feira (22), haverá a reprodução do filme Ida, dirigido por Pawel Pawlikowski. A trama acontece na Polônia e acompanha a noviça Anna, que está pronta para prestar seus votos e se tornar freira. Só que antes disso, por insistência da Madre Superiora, Anna visita a única familiar restante: tia Wanda, uma mulher cínica e mundana, defensora do Partido Comunista, que revela segredos sobre o seu passado. O nome real de Anna é Ida, e sua família era judia, capturada e morta pelos nazistas. Após essa revelação, as duas resolvem partir em uma jornada de autoconhecimento, para descobrir o real desfecho da história da família e onde cada uma delas pertence na sociedade.

Fechando a semana, na sexta-feira (24), será exibido o filme Para Sempre Alice, dirigido por Glatzer e Westmoreland. A doutora Alice Howland é uma renomada professora de linguística. Aos poucos, ela começa a esquecer certas palavras e se perder pelas ruas de Manhattan. Ela é diagnosticada com Alzheimer. A doença coloca em prova a força de sua família. Enquanto a relação de Alice com o marido, John, fragiliza, ela e a filha caçula, Lydia, se aproximam.

O projeto Cine & Vídeo Tarumã é uma atividade de extensão do Departamento de Comunicação Social da Ufam, com as sessões acontecendo sempre às 12h30, no Auditório Rio Negro, do Instituto de Ciências Humanas e Letras, localizado no setor Norte do Campus Universitário. As sessões são gratuitas e recebem apoio cultural da locadora de filmes Take Vídeo.

Educotec convida comunidade acadêmica para lançamento de livro do professor Odenildo Sena, no dia 5 de julho

O Núcleo Educação, Comunicação e Tecnologia (EDUCOTEC), da Faculdade de Educação (Faced), convida a comunidade acadêmica da Ufam para o lançamento do livro Mazelas do Livro Didático, do professor Odenildo Sena, no dia 5 de julho, às 9h, no auditório Alalaú, da Faced.

O lançamento contará com a participação do projeto Introdução ao Canto Lírico, do pianista e professor do Departamento de Música, João Gustavo Kienen.

Sobre o Livro

Em sua obra Mazelas do livro didático, o professor Odenildo Sena propõe a professores, pedagogos, estudantes e interessados no tema uma abordagem crítica que permite percorrer o propósito inclusivo ou exclusivo do livro didático, definindo-o como mediador do processo de aprendizagem, seu objetivo aceitável, ou como um objeto que começa e termina em si mesmo, seu objetivo enviesado.

Tanto no primeiro quanto no segundo aspecto, o autor defende a compreensão de que o livro didático é um instrumento político por excelência, no sentido que encontra apoio em Paulo Freire, ao afirmar que a questão fundamental é saber se a base ideológica que norteia a construção desse importante instrumento pedagógico é inclusiva ou exclusiva.

“Não há dúvida de que o livro didático é um importante componente auxiliar no espaço pedagógico da sala de aula. De um lado, essa certeza se sustenta quando ele ocupa o seu papel de mediador entre os interesses do aluno e os objetivos da escola voltados para as diferentes áreas. De outro, essa certeza se fragiliza quando, em lugar de instrumento, ele se transforma em um fim em si mesmo. Nesse caso, como todo fetiche, passa a representar uma arma perigosa, notadamente nas mãos de professores pouco qualificados” (Odenildo Sena).

Neai realiza mesa-redonda sobre “Suicído entre os Povos Indígenas” dia 29 de junho

No dia 29 de junho será realizada a mesa-redonda “Suicídio entre os Povos Indígenas”, no Auditório Rio Solimões, localizado no Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL), setor Norte do Campus Universitário Arthur Virgílio Filho.

O evento, organizado pelo Núcleo de Estudos da Amazônia Indígena (NEAI) e pelo Programa de Pós-graduação em Antropologia Social (PPGAS), ocorre das 9h às 12h, com a participação da professora Lorena Campo e do professor Patricio Guerrero, da Universidad Politécnica Salesiana (UPS), do Equador; da professora Beatriz Matos, da Universidade Federal do Pará (UFPA); Luisa Elvira Belaúnde, do Museu Nacional; João Paulo Barreto e Miguel Aparicio, da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Das 14h às 17h será apresentado o filme “La Selva Inflada”, de Alejandro Naranjo.

Ainda no dia 29 será realizado o lançamento da obra “Presas del Veneno. Cosmopolítica y transformaciones Suruwaha”, de Miguel Aparicio, às 20h, no Museu da Amazônia (MUSA), do Largo São Sebastião, Centro de Manaus.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (ea1de62e-58f8-42c6-80a3-63d78780068d.jpg)Evento NEAI[ ]144 kB

CAUA realiza programação especial para Acolhida dos Calouros 2016

O Centro de Artes (CAUA) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) promove nesta sexta-feira (17), uma programação para a Acolhida dos Calouros 2016, no Centro de Convivência, setor norte do Campus, local de chegada dos corredores.

A programação inicia às 14h com a exposição das obras de artistas como do professor Otoni Mesquita, além de Bernadete Andrade e Jair Jacqmont. Na parte musical, a banda do CAUA traz um repertório com músicas do rock nacional. Já o Grupo Puxirum toca MPB e ritmos amazônicos. As bandas Dona Celeste e Tribo Zaggaia encerram a programação com músicas populares brasileiras, carimbó, forró, ciranda e músicas indígenas. Programação em anexo.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (13466308_647428448746333_8517509315690461692_n.png)Programação CAUA[ ]455 kB

Ufam participa do revezamento da Tocha Olímpica no dia 19 de junho

Três alunos de graduação e um professor da Ufam foram selecionados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) das Olimpíadas Rio 2016, para a condução da Tocha Olímpica em Manaus e também na cidade de Porto Velho/Rondônia.

A seleção para os condutores ocorreu no segundo semestre de 2015.  O resultado final saiu em abril de 2016 com o percurso de cada condutor. A Ufam será representada por:

Daniel Silva Tavares (terceiro período do curso de Administração, da Faculdade de Estudos Sociais. Percurso: Porto Velho).

Edimar Ribeiro (nono período do curso de Engenharia de Materiais, da Faculdade de Tecnologia. Percurso: Manaus, Avenida Torquato Tapajós).

Jekiston de Souza Silva Andrade (quinto período do curso de Engenharia Florestal. Percurso: Manaus, Estrada da Ponta Negra, Avenida Coronel Teixeira, em frente ao Centro de Embarcações do Comando Militar da Amazônia – CECMA, Bairro Ponta Negra).

Ivan de Jesus Ferreira (professor da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia. Percurso: Manaus, Rua Coronel Cyrillo Neves, Bairro Compensa, próximo a Ponte Rio Negro).

Os percursos de cada um podem ser vistos no site do Calendário do Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016. A Tocha Olímpica chega a Manaus no domingo (19). O percurso na Capital será de 40 quilômetros e contará com mais de 200 carregadores. Além de Manaus, a Tocha também passará por Iranduba e Presidente Figueiredo, municípios da região metropolitana. 

Notícia relacionada

COB seleciona condutores da Tocha Olímpica Rio 2016

CAUA promove oficina de percussão brasileira

O Centro de Artes da Ufam (CAUA) convida o público para a oficina de Percussão Brasileira com a participação de Leo de Paula, que ocorrerá nos dias 15, 16 e 17 de junho, de 9h as 12h. As inscrições são realizadas pelo Serviço Social do Comércio (SESC) na Seção Cultura, localizada na Av. Constantinopla, 288 - Alvorada. 

O músico também ministrará um Recital Palestra no dia 17 de junho, às 19h. Os dois eventos ocorrerão no Auditório do Centro de Artes da Ufam (CAUA) Hahnemann Bacelar, localizado na Rua Monsenhor Coutinho, 724-Centro. 

Mais informações pelos números: (92) 3649-3750 e (92) 2121-5357 





 

VII Feira das Nações do CEL ocorre neste sábado, no ICHL

O Centro de Estudos de Línguas -CEL- realiza neste sábado, dia 18, das 9h30 às 15h30, no ICHL, no setor Norte do campus, a VII Feira das Nações. O evento congrega todos os cursos de Línguas Estrangeiras do Departamento de Línguas e Literaturas Estrangeiras do Instituto de Ciências Humanas e Letras. O evento expõe a cultura, a gastronomia e a civilização de cada língua estrangeira estudada nos cursos.

O CEL é um projeto autossustentável e tem como finalidade oportunizar a aprendizagem de línguas estrangeiras à comunidade e propiciar aos alunos do curso de Letras – professores em formação – da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), uma alternativa de estágio com subsídio linguístico e didático-pedagógico imprescindíveis para professores de L2 (segunda língua).

A entrada é um 1kg de alimento não perecível que será doado para o Lar Janell Doyle que acolhe crianças que sofrem diferentes formas de violência. 

NAVI realiza segunda sessão da mostra “Encontro de Olhares”, nesta quinta-feira (16)

O Núcleo de Antropologia Visual (NAVI) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) realiza a segunda apresentação da mostra “Encontro de Olhares” na quinta-feira (16), das 12h30min às 14h, no Auditório Rio Negro, localizado no Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL), setor Norte do Campus Universitário Arthur Virgílio Filho, em Manaus.

A apresentação, que busca homenagear os realizadores que participaram da pesquisa “Amazônia Audiovisual: Representatividades Contemporâneas”, realizada pelo NAVI nos anos de 2013 e 2014, tem como tema dois documentários produzidos no Estado do Amapá. As obras selecionadas foram: Marabaixo, de Ana Vidigal e Tomé Azevedo; e Sairé, de Gavin Andrews e Luciana Carvalho.

Os filmes refletem as escolhas temáticas que, de certa forma, representam o imaginário da Amazônia transposto para o vídeo: festas religiosas, experiências da vida urbana, meio ambiente, saberes tradicionais, com muita música e dança.

Evento na Ufam debate ciência e apresenta revista Terceira Margem Amazônia

Revista busca divulgar trabalhos relacionadas direta ou indiretamente à Amazônia. Foto: Felipe RosaRevista busca divulgar trabalhos relacionadas direta ou indiretamente à Amazônia. Foto: Felipe RosaA Embrapa Amazônia Ocidental promove, nos dias 16 e 17 de junho, na Universidade Federal do Amazonas (Ufam), o Workshop Produção Científica: Desafios da Pesquisa, Ensino e Extensão para a Sociedade Amazônica. O evento, destinado a pesquisadores, professores e alunos de graduação e pós-graduação, tem como objetivo debater a produção científica na Amazônia e apresentar a 5ª edição da revista Terceira Margem Amazônia, elaborada pelo grupo de pesquisa Agricultura familiar, sustentabilidade e ruralidade.

Conforme o coordenador do evento e editor desta edição da revista Terceira Margem, pesquisador da Embrapa, Lindomar de Jesus de Sousa Silva, a publicação busca divulgar trabalhos oriundos de estudos, pesquisas e experiências sociais relacionados à Amazônia. A edição também pretende estimular o intercâmbio e o debate entre a comunidade acadêmico-científica e atores sociais, de forma a contribuir para a produção de conhecimentos sobre a região.

“A revista busca difundir e levar à comunidade informações que vão ajudar a resolver seus problemas. A produção científica é a forma pela qual se presta contas, mostrando os resultados e a relevância das pesquisas desenvolvidas. É com essa perspectiva que os organizadores da Revista Terceira Margem Amazônia promovem o evento, com propósito de apresentar a produção e realizar uma mesa-redonda para debater a produção científica na Amazônia”, explicou Lindomar.

Com 254 páginas, a revista Terceira Margem Amazônia conta com artigos, nota de pesquisa, resenhas, entrevista, debate e ensaio fotográfico, tendo como foco central os debates sobre a agricultura na Amazônia.

O Workshop Produção Científica: Desafios da Pesquisa, Ensino e Extensão para a Sociedade Amazônica conta com apoio do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Ufam e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), e acontece na Sala Copaíba, localizada no Centro de Ciências do Ambiente da Ufam. Os interessados em se inscrever no Workshop podem acessar http://questionario.cpaa.embrapa.br/index.php/216232

Programação

No primeiro dia, 16 de junho, o evento tem início às 14h, com a apresentação dos objetivos e motivações para a produção da revista Terceira Margem. No mesmo dia ainda acontecem palestra sobre produção científica, com o pesquisador da Embrapa, Alfredo Homma, apresentação da revista Terceira Margem, com Gutemberg Guerra, da Universidade Federal do Pará, assim como uma síntese das principais ideias, proposta e ações para continuidade da publicação da revista, entre outras apresentações.

No segundo dia de evento, 17 de junho, acontece a apresentação do formato digital da revista Terceira Margem, pelo analista da Embrapa, Marcos Salame, além de um debate sobre os desafios e estratégias para o avanço da produção científica no âmbito da agricultura familiar e a construção de uma agenda de produção de conhecimento e ação.

Com informações da Embrapa Amazônia Ocidental

Anexos:
Fazer download deste arquivo (IMG-20160615-WA0000.jpg)Programação[ ]275 kB

Cine & Vídeo Tarumã comemora o romance do dia dos namorados

                                     

O projeto Cine & Vídeo Tarumã realiza programação intitulada “O eterno romance do Dia dos Namorados” em homenagem a data, composta por três filmes de romance que lidam com questões amorosas como primeiros amores, términos, encontros e desencontros e paixões inesperadas.

Nesta segunda-feira, 13, ocorre a exibição do filme francês Adeus, primeiro amor. Na quarta-feira, 15, a produção americana Deixa rolar e para fechar a programação, na sexta-feira, dia 17, teremos o romance turco O Amor gosta de coincidências.

Em “Adeus, primeiro amor”, da diretora francesa Mia Hansen-Løve, Camille e Sullivan vivem pela primeira vez a sensação do amor. Ela tem 15 anos, enquanto que ele é um pouco mais velho. O casal tem um relacionamento inocente, despretensioso e maduro para a idade deles. Quando Sullivan decide deixar o país os sonhos de ambos caem por terra, fazendo-os sentir um tipo de dor até então desconhecida.

O “Deixa rolar”, do diretor americano Justin Reardon, acompanha um roteirista que se vê em apuros quando um produtor, Bryan, lhe encomenda o roteiro de uma comédia romântica típica. O problema é que ele acredita que filmes deste tipo idealizam o amor de uma forma que ele nunca é na vida real, mas Bryan lhe promete que, caso aceite esta tarefa, o colocará para escrever o sonhado roteiro de um filme de ação. Desta forma, ele aceita a tarefa. Entretanto, em meio a todo seu pessimismo sobre o romantismo em geral, ele conhece uma garota com um senso de humor bastante sarcástico, por quem acaba se apaixonando.

Na produção turca, “O amor gosta de coincidências”, do diretor Ömer Faruk Sorak, Özgür e Deniz nasceram no mesmo dia, em 1977, lado a lado, numa maternidade em Ancara. Estiveram juntos a vida toda, mas nunca foram amigos de verdade. Mas a história dos dois sempre foi entrelaçada de uma forma sutil, misturando acontecimentos que eles nem faziam ideia de que estavam havendo.

O projeto Cine & Vídeo Tarumã é uma atividade de extensão do Departamento de Comunicação Social da Ufam, com as sessões acontecendo sempre às 12h30, no auditório Rio Negro, do Instituto de Ciências Humanas e Letras, localizado no setor Norte do campus universitário. As sessões são gratuitas e recebem o apoio cultural da locadora Take Video.

Inscrições prorrogadas para o Curso de Língua Portuguesa para servidores

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp), através da Coordenação de Treinamento e Desenvolvimento, em parceria com o Centro de Educação a Distância, informa que as inscrições para o curso Língua Portuguesa – Gramática foram prorrogadas até a próxima quarta-feira dia 15 de junho.

Os interessados deverão preencher o documento anexo e encaminhar ao Protocolo da Progesp, localizado no térreo do prédio do Centro Administrativo (Reitoria), setor norte do campus.

O curso terá início em 20 de junho e segue até o dia 19 de agosto, com carga horária de 80 horas. As atividades serão desenvolvidas totalmente na modalidade de educação à distância (EaD). Portanto, faz-se necessário que o servidor interessado possua noções de informática para acesso e navegação no ambiente virtual de aprendizagem.

Mais informações: Progesp/ CTD: (92) 3305-1487. E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Notícia Relacionada:
Progesp oferece curso de Língua Portuguesa para servidores. Inscrições abertas

Anexos:
Fazer download deste arquivo (Requerimento de Inscrição Evento Interno de Capacitação - EAD (1).doc)Requerimento_EAD[ ]1168 kB

Cerimônia religiosa no ICHL em memória do servidor João Lopes de Almeida

A diretora do Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) convida a comunidade acadêmica para a cerimônia religiosa em memória do servidor João Lopes de Almeida.

A celebração acontece na próxima segunda-feira, 13 de junho, às 10h, no auditório Rio Solimões do ICHL, setor Norte do campus, e será presidida pelo diácono e servidor da Ufam, Osmarino Pereira de Souza.

O servidor João Lopes aposentou-se em outubro de 2015 e faleceu no dia 4 de junho. Por mais de 30 anos foi servidor da Ufam, no ICHL, onde atuava no setor de protocolo.

 

Semana do Meio ambiente ocorre do dia 8 a 10 de junho

Entre os dias 8 e 10 de junho, o Centro de Ciências do Ambiente (CCA) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) estará realizando a Semana do Meio Ambiente. A abertura acontece nesta quarta-feira (8), às 17h, com a palestra “Nosso Ambiente de cada dia”, da professora Maria Olívia Ribeiro Simão, no Auditório Samaúma, localizado na Faculdade de Ciências Agrárias (FCA), setor Sul do Campus Universitário Arthur Virgílio Filho, em Manaus.

A empresa social Descarte Correto, disponibilizará um stand, que ficará na entrada da área de convivência da FCA durante os dias 9 e 10 de junho, para coleta de resíduos eletrônicos, dando assim um destino para esse lixo, e contribuindo com a preservação do meio ambiente. “Toda a comunidade acadêmica, como público em geral, está convidada a trazer de casa aquele telefone celular, computador, fax... Qualquer aparelho eletrônico que não seja mais utilizado, para dar um destino correto para o mesmo”, destaca a professora Karime Rita de Souza Bentes.

Na quinta-feira (9), às 9h, será realizada a apresentação do painel Alimentos e às 17h o painel Poluição, no CCA. O encerramento será realizado na sexta-feira (10), às 9h, com a palestra do professor do CCA, Henrique dos Santos Pereira, sendo realizada, em seguida, o plantio de mudas de Ipê, entre a Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) e a FCA, setor Sul do Campus.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (00000000001semana.png)Semana Meio Ambiente 2016[ ]265 kB

Núcleo de Estudos da Amazônia Indígena debate violência entre os Paumari e Apurinã, nesta quarta (8)

Como parte de uma série de seminários em etnologia, o Núcleo de Estudos da Amazônia Indígena (NEAI) apresenta nesta quarta-feira, 8, Experiências de Violências entre os Paumari e Apurinã; quando a língua e o corpo carregam estigmas. O evento será na quarta-feira, 8, às 14h, na sala 12 do Núcleo, localizada na Faculdade de Direito (FD), setor norte do Campus.

A palestrante será a professora Ana Carla Bruno, pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS), e uma das coordenadoras do Núcleo de Estudos de Políticas Territoriais na Amazônia (NEPTA). Ana Carla é doutora em Antropologia e Linguística (currículo Lattes).

Peças arqueológicas indígenas em exposição no Museu Amazônico

O Museu Amazônico da Universidade Federal do Amazonas realiza nesta quinta-feira, 9, às 19h, a abertura da “Exposição de Projeto Zona Leste”. O material arqueológico a ser exposto terá peças que datam dos séculos Vll a XVI, pertencentes à Filiação Cultural da fase Paredão e Policromia da Amazônia.

As peças foram resgatadas de sítios arqueológicos da área urbana de Manaus (zona Leste) e de outros municípios do Amazonas por pesquisadores da Divisão de Arqueologia do Museu Amazônico. São diversos tipos de peças utilizados por etnias que viveram na área da zona Leste, como também em outros municípios do Amazonas.

Manaus é uma das capitais brasileiras mais ricas em termos de patrimônio arqueológico pré-colonial. Em sua área urbana e no seu entorno, já foram identificadas vários sítios. Na zona Leste, pesquisas arqueológicas sugerem que a região e seu entorno foi densamente ocupada com uma história indígena que remonta milhares de anos.

O maior número de artefatos intactos com as devidas restaurações vem dos sítios da zona Leste de Manaus. É a área de atuação do Projeto Zona Leste, que tem parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN-, com o Ministério Público Federal do Amazonas e Museu Amazônico.

O Museu Amazônico localiza-se na Rua Ramos Ferreira nº 1036, no Centro. Horário de visitação de segunda-feira a sexta-feira das 9h às 12h e das 14 às 17h.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (folder.pdf)folder.pdf[ ]3899 kB

Abertura da Exposição Eli Bacelar – Século XXI acontece nesta quinta-feira (9) no CAUA

Um apanhado de obras do artista Eli Bacelar produzidas entre o período de 2001 a 2016 será aberto para visitação a partir desta semana no Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas (CAUA/Ufam). Com representação cronológica, serão 21 obras colocadas à público com diversidade de temas e técnicas variadas, há destaque para as obras produzidas em acrílico sobre tela e também pastel sobre papel.

O pintor Eli Bacelar acumula prêmios e participação no salão SESC, onde atua na área artística desde 1975 sem interrupções. A Exposição Eli Bacelar Século XXI terá abertura na quinta-feira (9) ás 19h e a visitação será aberta a partir sexta-feira (10) nos horários de 8h às 12h, e das 14h às 17h, finalizando somente no dia 01 de julho. O evento tem apoio do Acervo Paulo Simonetti e é uma realização do CAUA – Centro de Artes.

 

VIP recebe alunos do Martha Falcão no dia 10 de junho

Alunos de duas turmas do 3º ano do ensino médio do colégio Martha Falcão visitam o Campus Universitário Senador Arthur Virgílio Filho na sexta-feira (10), pela parte da manhã, com o objetivo de conhecer a dinâmica institucional de uma universidade pública federal. A visita faz parte da programação da escola em apresentar futuros locais em que os estudantes poderão fazer um curso de ensino superior de qualidade. Participam da visitação 38 alunos que almejam se tornar acadêmicos da Universidade no ano de 2017.

Os visitantes serão recepcionados pela coordenadora do VIP, professora Célia Carvalho, que programou um roteiro levando em consideração a solicitação do setor de Psicologia do colégio, representado pela profissional Elenara Perin. Os estudantes estarão acompanhados de professores e psicólogos do colégio, que conhecerão as áreas de computação, biológicas e engenharias.

Serão visitados laboratórios, projetos de extensão e os setores Norte e Sul do Campus, possibilitando aos possíveis futuros acadêmicos um olhar diferenciado sob a relevância da Instituição no contexto amazônico, bem como destacar a importância de se ingressar em curso de nível superior, em especial em uma universidade pública federal.

O VIP já recebeu diversificados grupos de visitantes, como comunidades indígenas, estudantes da Ufam, docentes e discentes da rede pública e privada de ensino, de universidades estrangeiras, intercambistas, dentre outros visitantes.

Sobre o VIP

Desde 2008, o Programa possibilita aos públicos interno e externo da Universidade um conhecimento maior sobre o funcionamento da instituição, apresentando as ações e as atividades desenvolvidas pelos seus diversos setores. Além disso, o visitante pode observar toda a dinâmica da instituição, por meio de visitas aos laboratórios, bibliotecas, cursos e também aos projetos de pesquisa e extensão. O VIP é coordenado pela professora Célia Carvalho, do departamento de Comunicação Social, e pelos servidores do ICHL Jairo Ferraz (diretor de produção) e Sebastião Simplício (técnico em telecomunicação).

As visitas podem ser agendadas via e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

NAVI realiza Mostra intitulada "Encontro de Olhares" nesta quinta-feira (9)

O Núcleo de Antropologia Visual (NAVI) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), irá retomar nesta quinta-feira (9), das 12h30min às 14h, as suas sessões semanais com a Mostra "Encontro de Olhares", que busca homenagear os realizadores da pesquisa "Amazônia Audiovisual: Representatividades Contemporâneas" no Auditório Rio Negro, localizado no Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL), setor Norte do Campus Universitário Arthur Virgílio Filho, em Manaus.
 
Serão apresentados filmes dos estados da Região Amazônica onde a pesquisa ocorreu, começando pelo estado de Rondônia. As obras selecionadas foram: Bizarrus, de Simone Noberto; MAPIMAÍ, a festa da criação do mundo segundo o povo Paiter, de Alexis Bastos; e Paisagem "Ocre", de Pilar Zayas Bernanos e Odyr Sohn.
 
Os filmes refletem as escolhas temáticas que representam o imaginário da Amazônia como as festas religiosas, autoetnografias indígenas, experiências da vida urbana, meio ambiente, saberes tradicionais, lutas dos povos indígenas, dos quilombolas, seringueiros e dos trabalhadores rurais.

Grupo de Canto Lírico da Ufam apresenta ''Modinhas Imperiais'' na quarta (8)

Com a proposta de levar ao conhecimento do público o canto lírico, o grupo de Canto Lírico da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) apresenta Modinhas Imperiais nesta quarta-feira, 8 de junho, às 17h, na sala 6 do Bloco Mário Ypiranga, localizado no Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL), setor Norte do campus universitário.

No recital, o Projeto de Introdução ao Canto apresentará Modinhas e Lundus de uma maneira lúdica e didática, com base nas obras dos compositores Candido Ignácio da Silva, Souza Barros e anônimos e em poemas de Domingos Caldas Barbosa, Manoel de Araújo Porto Alegre, entre outros.

Modinha e Lundu – surgiu nos últimos anos do século XVIII. Cultivado tanto em Portugal como no Brasil, designa um tipo de canção lírica, singela, de duração reduzida e de tema amoroso, composta para uma ou duas vozes e acompanhada por guitarra ou teclado. Cultivada, inicialmente, nos salões cortesões e nas casas dos senhores mais abastados, aos poucos foi se popularizando, até se tornar veículo para a expressividade musical, tanto a portuguesa quanto a brasileira.

O Lundu era dançado, tendo como acompanhamento o batuque dos negros e instrumentos já ocidentais, como a viola. A convivência entre negros livres e cativos, a classe média e a corte, possibilitada pelos centros urbanos emergentes, aproximou o Lundu da Modinha e vice-versa.

Essa convivência vizinha fez com que a modinha absorvesse o estilo sincopado do batuque do sensual lundu e este, por sua vez, as formas musicais da recatada modinha, dando origem ao lundu-canção. Composta para voz solista ou a duas vozes, em compasso binário, linha melódica sincopada, tema amoroso e uma tendência para a comicidade e a sensualidade.

Extensão – o projeto Introdução ao Canto Lírico, coordenado pelo professor João Gustavo Kienen e pela Lucyanne de Melo Afonso, com preparação vocal de Davy Chaves e Patrícia Botelho do Curso de Musica do Departamento de Artes (DEPARTES).

O projeto tem por objetivo ensinar e fomentar o ensino da Técnica Vocal para o uso adequado da voz, tanto para o canto, quanto para a voz falada. Participam da atividade professores da Universidade, alunos e comunidade externa.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (cartaz modinha.jpg)cartaz modinha[ ]260 kB

116 alunos da UFAM participam dos Jogos Universitários do Amazonas

Os Jogos Universitários do Amazonas (JUAs) têm início nesta sexta-feira (3), com a participação de 116 alunos da UFAM em 14 modalidades. A cerimônia de abertura acontece hoje (3), no Ginásio Poliesportivo Renné Monteiro, a partir das 19h.
 
Os Jogos serão realizados de 3 a 30 de junho de 2016, em Manaus e serão disputados em 14 modalidades esportivas, feminino e masculino: atletismo, badminton, judô, natação, tênis, tênis de mesa, vôlei de praia, xadrez, basquetebol, futebol de campo, futsal, handebol e voleibol. 
 
O objetivo dos JUAs é incentivar as Instituições de Ensino Superior (IES), públicas ou privadas, a participarem de atividades esportivas e promover a ampla mobilização da juventude universitária amazonense em torno do esporte. Os atletas e equipes vencedoras serão contemplados com troféus e medalhas.
 
Os Jogos são realizados pela Federação Amazonense Universitária de Desporto (FAUD) em parceria com a Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU), com o apoio das instituições de ensino superior do Amazonas e órgãos públicos de esfera municipal e estadual. 

Cine & Vídeo apresenta filmes para celebrar o Dia do Meio Ambiente

O Cine & Vídeo Tarumã, da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), retorna às suas sessões na próxima semana e conta com uma programação especial em celebração ao Dia do Meio Ambiente, que ocorre no domingo (5). A semana reúne três produções americanas que retratam o homem em busca de si mesmo e do autoconhecimento através da sobrevivência na natureza. A programação intitulada “Cinema e Meio ambiente” é composta pelos filmes: Na Natureza Selvagem, Livre e Chloe e Theo.

Na segunda-feira (6), será exibido o filme Na Natureza Selvagem, dirigido pelo ator Sean Penn. A trama do filme se passa no início da década de 1990 e narra a história de Christopher McCandless, vivido por Emile Hirsch, um jovem recém-formado que decide jogar tudo para o alto e embarcar numa viagem sem rumo pelos Estados Unidos em busca da liberdade. Durante sua jornada pela Dakota do Sul, Arizona e Califórnia ele conhece pessoas que mudam sua vida, assim como sua presença também modifica as delas. Até que, após dois anos na estrada, Christopher decide fazer a maior das viagens e partir rumo ao Alasca. O filme ganhou o Globo de Ouro de Melhor Canção Original (a música é de Eddie Vedder, vocalista do Pearl Jam) e foi indicado por Melhor Trilha Sonora. Recebeu ainda duas indicações ao Oscar para Melhor Montagem e Melhor Ator Coadjuvante (Hal Holbrook).

Na quarta-feira (8), o filme Livre, do canadense Jean-Marc Vallée, que realizou o premiado “Clube de Compras Dallas”, dará continuidade à programação. O filme retrata a vida de Cheryl Strayed, interpretada por Reese Witherspoon, que decide mudar seu rumo de vida após anos de comportamento inconsequente, perda da mãe, vício em heroína e a destruição de seu casamento. Assombrada pela lembrança de sua mãe e sem nenhuma experiência, ela sai para trilhar as 1.100 milhas do Pacific Crest Trail totalmente sozinha. A produção foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz para Reese Witherspoon e Melhor Atriz Coadjuvante para Laura Dern. Recebeu ainda indicação ao Globo de Ouro e ao BAFTA inglês.

Fechando a programação, na sexta-feira (10), será exibido o filme Chloe e Theo, produção de 2015. Dirigido pelo britânico Ezna Sands, a trama inicia com a determinação da comunidade inuit, no Ártico, em avisar os líderes mundiais para uma catástrofe prestes a ocorrer, consequência do aquecimento global provocado pelos homens. Eles enviam o inuit Theo (Theo Ikummaq) a Nova York e, perdido na grande cidade, ele conhece Chloe (Dakota Johnson), uma garota sem-teto, meio delirante e obcecada por Bruce Lee, que, junto com sua turma, decidem apoiar e ajudar Theo em sua missão de tentar salvar o mundo.

O projeto Cine & Vídeo Tarumã é uma atividade de extensão do Departamento de Comunicação Social da UFAM, com as sessões acontecendo sempre às 12h30min, no Auditório Rio Negro, do Instituto de Ciências Humanas e Letras, localizado no setor Norte do Campus Universitário. As sessões são gratuitas e recebem apoio cultural da locadora de filmes Take Vídeo.