Oficina do 13º Congresso Internacional da Rede Unida define programação

Atividade realizada em Manaus (AM) reuniu diferentes grupos de trabalho para dar início a organização das rodas de conversa, távolas, oficinas, entre outras atividades do Congresso.

 
Agência Rede Unida de Comunicação,
por Mirineia Nascimento (Ascom Rede Unida)

 

A comissão organizadora e parceiros do 13º Congresso Internacional da Rede Unida reuniram-se nos dias 25 e 26 de janeiro, na sede do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), em Manaus, para sistematizar toda a programação do Congresso. Três grupos de trabalho foram mobilizados durante a 2ª Oficina Nacional de Programação do 13º Congresso Internacional da Rede Unida.

O Grupo de Trabalho (GT) Programação Institucional e GT Comissão Científica, composto por membros da Coordenação Nacional da Rede Unida, as instituições parceiras e convidados fizeram o levantamento das propostas de programação submetidas até o dia 25 de janeiro, por meio do site da Associação. Ao final dos trabalhos, foi construída uma prévia da programação: mais de cem távolas, com aproximadamente 300 palestrantes; cerca de 300 Rodas de Conversas, com mais de 3 mil trabalhos;mais de 150 atividades adicionais; em torno de 30 oficinas e cursos pré-congresso; 4 Fóruns Internacionais com aproximadamente 70 convidados internacionais de mais de 20 países, com temas voltados as políticas públicas, gestão e educação no trabalho em saúde, direitos humanos e inclusão.

O GT Comissão Científica além de aprovar os trabalhos submetidos, identificou e excluiu os trabalhos duplicados, agrupando-os de acordo com os eixos temáticos do Congresso: Arte e Cultura em Saúde, Educação em Saúde, Gestão em Saúde, Trabalho em Saúde e Participação Social em Saúde.

Para Rodrigo Tobias, presidente do 13º Congresso, a oficina em Manaus foi um momento importante no planejamento e organização das muitas atividades que compõem o Congresso. “Essa etapa é imprescindível para sistematizar a programação, como as távolas institucionais, fóruns internacionais e a apresentação de trabalhos aprovados pela comissão científica”, explicou.Tobias também anunciou a venda dos primeiros estandes da Feira de Exposição do Congresso, adquiridos pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e VER-SUS.

O Coordenador Nacional da Rede Unida, Júlio Schweickardt, salientou que o Congresso será um sucesso e que o processo de construção dele está sendo muito rico, fruto de um trabalho coletivo. “O congresso é realizado em quatro dias, mas organizá-lo depende muito do trabalho coletivo onde crescemos, aprendemos, amadurecemos e fazemos redes. Parabéns a todos!”.

Estiveram presentes no evento o Conselho Nacional de Saúde (CNS), Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (Opas/OMS), Ministério da Saúde (MS), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Semsa, Secretaria Municipal de Educação (Semed), Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM),Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) e Sesai.

A próxima oficina de programação será nos dias 15 e 16 de março, em Manaus, para que seja feito o agrupamento dos trabalhos em rodas de conversas e távolas, definir os facilitadores e fazer o ensalamento com local e horário.

 

Grupo de Trabalho cria Agência Rede Unida de Comunicação

Com o objetivo de potencializar a cobertura jornalística do evento, o GT de Comunicação teve como tarefa envolver as assessorias de comunicação das instituições parceiras, outras instituições e universidades, na divulgação do 13º Congresso Internacional da Rede Unida.

O grupo, formado pelas assessorias de comunicação do CNS, ILMD/Fiocruz Amazônia, UEA e Ufam, criou a Agência Rede Unida de Comunicação e apresentou para todos os presentes o funcionamento, a estrutura e o fluxo das atividades, recebendo o apoio unânime da criação, sendo considerado o lançamento da Agência naquela ocasião.

A Agência Rede Unida de Comunicação, inédita nos congressos da Rede Unida é composta pelas assessorias de comunicação das instituições parceiras do 13º Congresso Internacional da Rede Unida: Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), Conselho Nacional de Saúde (CNS), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Ministério da Saúde (MS), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Secretaria de Estado da Cultura (SEC), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM) e ILMD/Fiocruz Amazônia.

 

Sobre o 13º Congresso

Realizado pela primeira vez na Região Norte e em Manaus, o 13º Congresso Internacional da Rede Unida acontece no período de 30 de maio a 2 de junho de 2018, na Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Sua finalidade é propor o debate em torno da saúde, da educação, da arte e cultura, da participação cidadã, da gestão e do trabalho em saúde na perspectiva do fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Com o tema “Faz escuro, mas cantamos: redes em re-existência nos encontros das águas”, a 13ª edição do Congresso Internacional da Rede Unida reunirá trabalhadores da saúde, usuários do SUS, pesquisadores, estudantes, professores, gestores e representantes de movimentos sociais.

São parceiros desta edição a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), Conselho Nacional de Saúde (CNS), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Ministério da Saúde (MS), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Secretaria de Estado da Cultura (SEC), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM) e ILMD/Fiocruz Amazônia, co-organizadora do Congresso.