Cine Vídeo Tarumã homenageia o dia da Consciência Negra

 
Criado com o objetivo de se tornar uma data para reflexão sobre a importância da cultura e do povo africano na formação da cultura nacional, o dia da Consciência Negra é celebrado no Brasil dia 20 de novembro. Em homenagem a esta data, o Cine Vídeo Tarumã realiza uma seleção de filmes que abordam tal temática. As sessões são gratuitas, com início às 12h30 e ocorrem no auditório Rio Negro, localizado no hall do IFCHS, antigo ICHL.
Na terça-feira, dia 21, o filme exibido é Cafundó. Estrelado por Lázaro Ramos, o longa narra a história de um escravo, João de Camargo, que viveu em senzalas sua vida toda. Após deixar o posto, ele fica deslumbrado com o mundo em transformação ao seu redor. O choque é tão grande que faz com que João tenha alucinações, acreditando ser capaz de ver Deus. Misturando suas raízes negras com a glória da civilização judaico-cristã, João passa a acreditar que seja capaz de curar e realmente consegue fazê-lo, tornando-se então em uma lenda brasileira, popularizada como Preto Velho.
Na quarta-feira, é a vez do documentário Eu não sou seu negro. O filme se baseia na carta escrita por James Baldwin ao seu agente sobre seu mais recente projeto: terminar o livro Remember This House, que relata a vida e morte de alguns dos amigos do escritor, como Medgar Evers, Malcolm X e Martin Luther King Junior. Com sua morte, em 1987, o manuscrito inacabado foi confiado ao diretor Raoul Peck.
Na sexta-feira, dia 24, o filme exibido é Beasts of no nation, do premiado diretor Cary Fukunaga. O longa se passa em uma cidade africana, na qual Agu é uma criança, que atingida pela guerra, é transformada em soldado. Após a morte de seu pai por militantes, ele é obrigado a abandonar sua família para lutar na guerra civil, instruído por um grande comandante que o ensinará nos caminhos de um conflito.