Agroufam acontece nos dias 31 de agosto e 1º de setembro

Se você quer consumir alimentos fresquinhos, comprar artesanato e ainda ajudar a movimentar a produção em escala familiar, então já pode agendar sua presença na 41ª edição da Agroufam, a Feira de Produção Familiar, que acontece nos dias 31 agosto e 1º setembro, nas dependências da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA), da Ufam.

Caracterizada como um espaço socioeducativo entre a academia, o produtor e o consumidor, a Agroufam tem por objetivo promover as práticas da Agricultura familiar na nossa região, desenvolvida em pequenas propriedades das comunidades rurais em municípios amazônicos. A produção oriunda do primeiro setor serve de sustento no cotidiano das famílias e parte dessa produção atende à necessidade de consumo da população, cada vez mais presente no evento, que acontece nos primeiros dias úteis de cada mês.  

A Agroufam representa o elo entre a academia e os membros das cadeias produtivas rurais e reflete a compreensão da interdisciplinaridade na formação do conhecimento, e as possibilidades que o conhecimento interdisciplinar, aplicado à agroecologia, proporciona para melhorar o retorno ambiental, econômico e social, quando aplicado aos sistemas produtivos de base ecológica em comparação aos sistemas de produção agrícola convencional devido principalmente às tecnologias utilizadas e adaptadas à realidade local dos agricultores familiares, dentre elas a utilização dos sistemas agroflorestais com a biodiversidade.

A pesquisa interdisciplinar aplicada à agroecologia pode contribuir para a evolução do conhecimento, conciliando a técnica de produção e as relações entre a sociedade e a natureza. As técnicas de cultivo e extrativismo estão presentes em todo o processo. Além disso, as famílias vivem da venda de produtos que plantam, como explica a responsável pelo Núcleo de Socioeconomia (Nusec), professora Therezinha Fraxe.

“A agricultura é uma importante fonte de renda familiar. Nas comunidades rurais da Amazônia, essa prática é a locomotiva para geração de renda e emprego no campo. Sendo assim, a qualidade dos produtos é superior aos outros convencionais, em virtude da praticas agroecológicas aplicadas. As dificuldades enfrentadas por esses pequenos agricultores que levam a problemas de ordem social e econômica são diversas. A equipe de pesquisadores através da troca de saberes estimula a pesquisa científica e intelectual entre produtores rurais para proporcionar o bem estar social as famílias nas comunidades rurais”, revela.  

PRODUTOS

A maioria da produção dos diversos tipos de produtos agrícolas é vendida na Agroufam, desde frutas, legumes, verduras, plantas medicinais e ornamentais, artesanato e as tradicionais chitas nativas. A feira traz na sua essência o reflexo das grandes conquistas da produção nos agroecossistemas familiares pelos produtores rurais de pequena escala da Amazônia, por priorizar práticas tradicionais de cultivo e de baixo impacto ambiental por adotar práticas de cultivo mais sustentáveis com a produção de alimentos agroecológicos.

Fonte: Assessoria da Agroufam com Ascom Ufam