Cine & Vídeo Tarumã celebra cinema nacional recente

As sessões são gratuitas e acontecem sempre às 12h30, no Auditório Rio Negro do Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais (IFCHS), localizado no setor Norte do Campus Universitário.

No último dia 19, foi comemorado o Dia Nacional do Cinema Brasileiro. A data faz alusão ao dia 19 de junho de 1898 quando “Vista da Baia da Guanabara” foi filmada pelo cinegrafista italiano Affonso Segretto, sendo um dos primeiros registros em película feitos no país. A partir daí a produção nacional foi criando suas bases e entregando aos seus expectadores obras capazes de entreter e criticar os diversos momentos político-sociais do país.

O resultado disso é uma riquíssima filmografia para às novas gerações de cinéfilos e cineastas que mantém a produção atual do cinema brasileiro. O Cine Vídeo Tarumã decidiu, portanto, celebrar esta data importante exibindo três filmes nacionais recentes, valiosos e “desconhecidos”: “Trago Comigo” de Tata Amaral; “Meninos de Kichute”, de Luca Amberg e “Lua em Sagitário” de Márcia Paraíso.
 

      

Para iniciar a semana, será exibido na segunda-feira (26) o drama “Trago Comigo” da diretora Tata Amaral. Originalmente uma minissérie criada por Tata e produzida pela TV Cultura, ela tinha ao total quatro episódios com cerca de uma hora de duração cada. O material, então, foi reeditado e condensado em um longa com 84 minutos de duração e lançado nos cinemas do país em 2016. O filme conta em seu elenco com o ator Carlos Alberto Riccelli e seu roteiro mescla a narrativa ficcional com o documentário, trazendo a história de Telmo (Ricelli), ex-militante e prisioneiro político que não lembra bem de seu passado. Ao montar uma peça ambientada na ditadura, começa a relembrar passagens de sua vida.

Na quarta-feira (28), será exibido “Meninos de Kichute”. Dirigido por Luca Amberg, o filme utiliza como base para o seu roteiro, o livro homônimo de Márcio Américo. Apresentado na 34° Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, em 2010, recebeu o Prêmio do Público na categoria Melhor Filme Brasileiro. Sua história gira em torno de Beto, menino de 12 anos cujo sonho é ser jogador da seleção brasileira de futebol, mas encontra em seu caminho a aversão de seu pai a qualquer tipo de competição, entendido por ele como algo pecaminoso.

Quinta-feira (29) “Lua em Sagitário” encerra a programação desta semana do Cine Vídeo Tarumã. Primeiro longa de ficção de Marcia Paraíso, foi dirigido e roteirizado por ela e conta no elenco com a cultuada atriz e apresentadora Elke Maravilha, o ator franco-argentino Jean Pierre Noher e o músico Serguei. Sua história envolve a relação de Ana e Murilo, dois jovens que moram em uma cidade na fronteira do Brasil com a Argentina e não há nenhum tipo de divertimento que agrade aos dois. Eles então decidem fugir e cruzar a fronteira, para assistir um festival de rock.

O projeto Cine Vídeo Tarumã é uma atividade de extensão do curso de Jornalismo da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC), da UFAM, com apoio cultural da locadora de filmes Take Video Locadora.