Dia das Mães é lembrado em programação do Cine e Vídeo Tarumã

O Cine e Vídeo Tarumã, da Ufam, celebra o Dia das Mães com uma programação especial de filmes dedicada a personagens que simbolizam as relações nada tranquilas, mas afetuosas das mães. As mães presentes nos filmes selecionados apresentam personalidades fortes, onde estão ressaltadas características que marcam as relações conflituosas entre mães e filhos, sejam elas em rompimentos definitivos, sejam em desatinos culturais. Contudo, todas elas revelam suas ações pelo filtro do amor materno.

  

Iniciando na segunda-feira, 08, com Julieta, drama dirigido pelo espanhol Pedro Almodóvar, o filme estrou no festival de Cannes do ano passado para concorrer à Palma de Ouro em Cannes. O longa conta a história da personagem-título, que está entre seus 50 anos e não vê a filha desde que esta fugiu na adolescência. Preparando-se para ir morar com o namorado em Portugal, ela encontra uma antiga amiga da filha na rua e isso muda toda sua atitude. Abalada, ela resolve escrever uma carta para a filha, contando a história sobre como conheceu seu marido, suas relações com ele, os problemas na adolescência da menina até o momento de sua fuga. A atriz Emma Suárez foi premiada por sua interpretação em pelo menos quatro grandes festivais internacionais.

No dia 10, quarta-feira, o filme a ser exibido é Mia Madre, produção de 2015 escrita e dirigida pelo italiano Nanni Moretti. Na trama, Marguerita, interpretada por Marguerita Buy, uma diretora de cinema que está prestes a iniciar as filmagens de seu novo longa-metragem, que será protagonizado pelo galanteador astro internacional Barry Hughins (John Turturro), se vê às voltas com vários problemas em sua vida pessoal, como o fim de um relacionamento e a doença da mãe, que está internada no hospital. O filme concorreu à Palma de Ouro no Festival de Cannes, vencendo o Prêmio Ecumênico do Júri.

O encerramento da programação da semana ocorre na sexta-feira, 12,  com o longa brasileiro Mãe e Filha, do cearense Petrus Cariry. Filmado em uma cidade do interior do Ceará, a história segue Fátima (Juliana Carvalho) em seu retorno à casa materna, anos após sem se verem. A mãe (Zezita Matos), que vive no interior do sertão nordestino, numa cidade fantasma, recebe Fátima que traz em seus braços o filho natimorto para se proceder o ritual fúnebre. Porém, sua mãe tem dificuldades em enfrentar o fim das coisas, seja a morte do neto ou o abandono do marido, que jamais voltou. Com uma estética bastante autoral, o filme de 2011 participou dos festivais internacionais do Rio de Janeiro, Uruguai e Havana daquele ano, ajudando a alavancar o nome de Petrus como um dos novos bons realizadores audiovisuais brasileiros.

O projeto Cine & Vídeo Tarumã é uma atividade de extensão da Faculdade de Informação e Comunicação da UFAM, com apoio cultural da locadora de filmes Take Video Locadora. As sessões são gratuitas e acontecem sempre às 12h30, no Auditório Rio Negro, do Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais (IFCHS), antigo ICHL, localizado no setor Norte do Campus Universitário da UFAM.