NEAI inicia temporada 2017 de Seminários de Pesquisa

O Núcleo de Estudos da Amazônia Indígena (NEAI) dá início à temporada 2017 de Seminários de Pesquisa. O primeiro encontro ocorre nesta terça-feira (14), às 14h, na sala 12 do NEAI, bloco da Faculdade de Direito da Ufam (FD).

O antropólogo especialista em populações indígenas amazônicas e docente da Universidade Nacional da Colômbia – Sede Amazônia, Juan Alvaro Echeverri, desenvolve o tema desta edição: “Questões de território: Territórios Ancestrais, indígenas urbanos e aplicação de mecanismos REDD+ na Amazônia colombiana”.

“Nesta palestra indagarei sobre o conceito de território a partir de três exemplos:

 (1) A visão territorial do povo ‘Muinane’, a partir de um trabalho de investigação própria com o qual colaborei há anos e que foi recentemente publicado. Aqui se enfatiza a noção de território em relação à vida, à memória e tecido de relações sociais;

(2) O caso da recente formação de um conselho urbano indígena na cidade de Letícia, os problemas relacionados ao seu reconhecimento legal (indígenas sem território), no que isto implica em contraste com a visão territorial ancestral do ponto 1 e com relação à visão estatal: aqui aflora uma visão de territórios multi-situados;  

(3) O programa Visão Amazônia 2020, que o governo colombiano busca aplicar em toda a região amazônica (incluindo territórios indígenas), que envolvem a aplicação de mecanismos REDD+. Aqui surge a visão de território com recursos no mercado mundial de serviços ambientais”, adiantou o professor, acerca dos desdobramentos da discussão.

Sobre mecanismos REDD

Necessária para viabilizar o controle do aquecimento global, a Redução do Desmatamento e da Degradação Florestal (REDD) sintetiza e sugere mecanismos para tanto, que são adotados por países como a Colômbia, visando a preservar a biodiversidade, os recursos naturais e a saúde de populações indígenas.